Search Results For : História

Respeito profundo por Danilo, o “Zidanilo” do Tricolor!

Danilo teve uma passagem significativa pelo São Paulo, porém sua imagem é ofuscada pelos anos no arqui-rival Corinthians, clube que também ganhou títulos importantes e reconhecimento do torcedor.

 

O jogador se despediu do alvi-negro com a mesma postura de sempre: respeitando o Tricolor Paulista. Em entrevista ao Globoesporte.com o jogador mostrou o respeito de sempre pelo São Paulo e procurou igualar o peso de sua passagem pelos dois clubes. Veja um trecho:

 

Jogaria num rival em 2019?

Danilo: “Difícil falar, joguei no São Paulo, nunca falei mal do São Paulo, respeito os dois clubes. Ninguém sabe o dia de amanhã. Quando vejo um jogador brincando com outro com o outro clube, acho que não deveria.”

 

Mais ídolo no Corinthians ou no São Paulo?

Danilo: “Difícil falar, minha história foi feita no São Paulo também. Por onde passei foi assim, Goiás, Kashima Antlers. Olhar para trás e ver que Deus me abençoou muito. Deixo para a imprensa. Saio com a sensação de dever cumprido como foi no São Paulo, campeão de tudo.”

 

Ídolo? Traíra? Para mim, Danilo foi um ótimo jogador que passou pelo São Paulo e seguiu a vida. Talvez o não regresso do ex-camisa dez do Japão para o São Paulo tenha sido o maior erro de Juvenal Juvêncio no futebol. Reza a lenda que o jogador procurou o clube e recebeu um não do então presidente. O resto virou a história que conhecemos.

 

Tudo indica que Danilo deverá encerrar a carreira no Goiás, clube que o revelou. Fica meu respeito profundo por um jogador que honrou a camisa, contribuiu em um time sensacional que marcou época, realmente nunca se levou pela rivalidade de torcedor e merece ter a estrela na Calçada da Fama Tricolor.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Dez anos sem Marcelo Portugal Gouvêa: “o meu presidente!”

O dia 29/11/2018 é importante para a Coletividade Tricolor. Há exatos dez anos, às vésperas do tricampeonato brasileiro do Tricolor no Distrito Federal, falecia Marcelo Figueiredo Portugal Gouvêa, um dos mais bem sucedidos presidentes do São Paulo Futebol Clube.

 

Em sua gestão como presidente, entre 2002 e 2006 (uma reeleição), acumulou os títulos de Supercampeão Paulista de 2002,Campeão Paulista de 2005,Campeão da Copa Libertadores da América de 2005 e Campeão Mundial de 2005. Além disso, foi responsável por feitos internos como as inaugurações do REFFIS e no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia. Naquela época o pioneiro REFFIS era excelência em recuperação de atletas no mundo todo.

 

Conheci o MPG em 2002, em um bar próximo a Universidade Mackenzie. Ele, candidato a presidência do São Paulo e eu um torcedor apaixonado que acompanhava o “Site Proibido”, nome dado a uma página de torcedores na internet que teve o domínio cassado por Paulo Amaral, então presidente na época. Marcelo fez uma boa explanação sobre suas pretenções diante de poucos mas entusiastas aficionados e conquistou de cara minha admiração e apoio. Lembro claramente que na época disse a ele que, se fosse conselheiro, votaria nele. Ele agradeceu e disse que seria o “meu presidente”. Ficou marcado na minha memória.

 

Os dois primeiros anos foram difíceis e o presidente foi muito hostilizado nas redes sociais e pela derrotada oposição da época. Mas a virada de mesa aconteceu na reeleição, com o time montado por Cuca em 2004 e dirigido por Leão e Paulo Autuori, em 2005. Responsável pela contratação de Lugano, MPG era um homem de fácil acesso, bom papo e colaboração. Como ele mesmo dizia, por não entender muito de futebol, deixava a pasta para quem de fato conhecia do ramo. Talvez esse tenha sido o ponto fundamental do seu sucesso e o consequente sucesso do clube.

 

 

A imagem acima é de 2005, horas após o título no Japão e MPG era só alegria. Hoje, o São Paulo tem carência de homens como ele, tanto na situação como na oposição do clube. Hoje, trabalhando no blog e sem corrente política alguma, torço pela chegada de mais “Marcelos Poutugais Gouvêas” na direção do Tricolor.

 

Precisamos de um presidente que a gente possa a voltar a chamar de “nosso”.

 

Grande MPG!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Caíque: multicampeão, adaptado na lateral e com contrato até 2022!

O jovem Caíque está em estado de graça. O lateral esquerdo da base Tricolor sagrou-se campeão do Campeonato Brasileiro Aspirante (sub23) no último sábado e nesta última terça-feira conquistou a Supercopa sub20 no Allianz Park, reduto onde o profissional ainda não venceu desde a inauguração.

 

No início de sua carreira, Caíque começou como meia-atacante. Foi campeão do Sul-Americano Sub-17 de 2015 com a seleção brasileira e pelo São Paulo já faturou inúmeros troféus, como a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista sub-20 em outros anos. Hoje, adaptado a lateral, ele foi peça fundamental na final contra o Palmeiras, em que o clube atuou boa parte da partida com dez jogadores.

 

Pelo profissional já são sete jogos com a camisa Tricolor, seis no Campeonato Paulista e um pela Copa do Brasil. Todos jogando no lado de campo em direção ao gol. Caíque não teve atuação excepcional mas muitos torcedores lembram dos bons jogos ou pelo menos da entrega em campo nos poucos minutos das partidas.

 

Com contrato renovado com o Tricolor até 30 de junho de 2022, o atleta de dezenove anos foi até destaque na SPFC TV em maio. Veja aqui a matéria feita com Caíque.

 

Sinceramente não vejo motivo para contratação de mais um lateral esquerdo com a prata da casa voando e conquistando dois títulos em menos de uma semana pelo clube. O São Paulo está em negociação com o Fluminense por Léo e conta com Reinaldo e Edimar no elenco principal.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Ney Franco sobre atrito com Rogério Ceni: “Vamos apagar o passado”!

Ney Franco, último técnico campeão pelo São Paulo (2012) foi entrevistado pelo jornalista Menon, da Folha de São Paulo. O técnico falou do trabalho realizado no Goiás (levou o clube de volta a série A), anseios na carreira de treinador e até uma (considerada por ele) injustiça com relação a um de seus trabalhos: o na frente do Tricolor Paulista.

 

“Acho que tenho apenas uma injustiça: a demissão no São Paulo.” – disse Ney Franco na entrevista. Por ter bons números (59% de aproveitamento), Ney não acha que deveria ter saído pela porta dos fundos do clube. O técnico lembrou que pegou uma equipe desacreditada no Brasileirão e a colocou em quarto lugar na competição, além do título da Sul-Americana daquele ano.

 

Menon ainda entrou em um assunto polêmico na época: a discussão entre Ney Franco e Rogério Ceni (ainda goleiro do clube) por conta de uma substituição, que causou um atrito entre o capitão e ídolo do clube. Na entrevista Ney Franco negou que Ceni tenha o derrubado. “Foi um problema na Sul-Americana, fomos campeões e aquilo não teve resquício. Depois disputamos outros campeonatos. Tive minha postura, ele entendeu, conversamos internamente.” – disse.

 

O técnico passou uma borracha no assunto, encerrando qualquer atrito atual com o então técnico do Fortaleza. “Esse papo tem de ser esquecido. Rogério está fazendo um trabalho de excelência no Fortaleza, foi campeão merecidamente, é mais um grande treinador no nosso futebol. Vamos apagar o passado.” – concluiu.

 

É bom lembrar que após a conquista do título da Sul-Americana, Ney Franco fez uma Libertadores muito fraca pelo Tricolor e na minha opinião foi demitido com justiça naquela época. Porém, ele não é nem de longe um técnico ruim, tampouco um dos piores que passaram nos últimos anos pelo clube. Assumir um clube grande é um grande passo para técnicos em ascensão e Ney infelizmente não conseguiu se firmar no clube, mesmo com um título e uma boa colocação no Brasileiro.

 

Quem diria que a Sula de 2012 seria o último título dessa década?

 

Veja a entrevista completa no UOL clicando aqui.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Mineiro e Josué reeditarão dupla heróica em dezembro, no Morumbi

Em dezembro a saudade da dupla Mineiro/Josué, uma das melhores e mais vencedoras do São Paulo Futebol Clube, será saciada. Eles estarão em campo no evento comemorativo “Vou Jogar no Morumbi” fazendo a alegria de muito são-paulino.

 

O evento acontecerá nos dias 07 e 08 de dezembro e será a segunda vez que os dois estarão presentes no Morumbi desde a dissolução da equipe vencedora de 2005. A primeira foi no evento de despedida do MITO. Juntos, Mineiro e Josué ainda conquistaram o Brasileirão de 2006, sob a batuta de Muricy Ramalho e já atuaram um contra o outro na Alemanha.

 

Para quem viveu intensamente aqueles anos será um momento imperdível. Particularmente eu devo eterna gratidão aos dois pela dedicação, profissionalismo e talento que tiveram com a camisa do São Paulo. O pacote para jogar com Mineiro e Josué ainda tem vagas e quem estiver em campo com esses heróis de verdade vai ter uma lembrança ainda mais eterna dos momentos que eles serviram a pátria Tricolor. Veja preços, datas e condições aqui.

 

O evento também marcará o relançamento do livro TRI Mundial, de minha autoria. Ele relata a história, os percalços e o êxtase dos torcedores em 2005 no Japão. São contos e imagens oficiais (Reuters) que narram os dias de luta e glória no outro lado do planeta. Estarei no Morumbi autografando o livro (preço: R$ 40,00) e jogando em território sagrado, é claro. Fica a dica para a galera.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.