Search Results For : História

Lugano titular e preço único seriam prêmios para a torcida no último jogo de 2017!

A torcida do São Paulo definitivamente deu uma aula de comportamento, apoio e presença no ano de 2017. Mesmo com as conhecidas dificuldades ocasionadas pelas dívidas recentes, disputa presidencial em abril, briga política incessante entre grupos do clube e mudança drástica de elenco, entre outras situações, o torcedor não arredou o pé e mostrou porque é o patrimônio mais importante da instituição.

 

O considerado por mim como o “ano do torcedor”, o ano de 2017 foi magnificamente registrado neste vídeo da ESPN Brasil, produzido pelos jornalistas Mendel Bydlowski, Raphael S. Correa e André Plihal.

 

Por isso, a última partida do Campeonato Brasileiro, será emblemática para o clube. A volta ao Morumbi após uma (bem sucedida) passagem pelo Pacaembu, a despedida e agradecimento aos atuais jogadores pelo esforço conquistado após o pacto, a possibilidade de atingir um milhão de presentes nos jogos que o SPFC foi mandante e a despedida de Diego Lugano, um dos maiores ídolos da história recente do clube, merecem atenção especial dos diretores.

 

Como sugestão dentro e fora de campo, a prática de um preço único para todos os setores do estádio (arquibancadas, numeradas e cativas) fomentaria a lotação do Morumbi para a partida final, ajudando na meta de um milhão de presentes. A titularidade de Lugano como capitão da equipe em sua despedida do São Paulo seria outra atração marcante para chamar o torcedor. Depende da condição do jogador e da comissão técnica.

 

São ações simples, de total capacidade de execução pelo clube e com um valor de recompensa espetacular para aqueles que sofreram e criticaram bastante, mas não fugiram da responsabilidade de torcer pelo São Paulo Futebol Clube no lugar que lhes é de direito.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Veja também: as cinco dicas mais legais da Black Friday Tricolor.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo será o grande ‘teste’ do Grêmio para as finais da Libertadores!

O Grêmio deverá usar o jogo desta quarta-feira na sua Arena como teste derradeiro antes das finais da Libertadores. A equipe enfrentará o São Paulo com provavelmente todos os seus titulares e será base das últimas observações de seu técnico.

 

Será a última vez que a equipe do Sul usará força máxima antes das finais contra o Lanús. A equipe de Renato Portaluppi treinará com portões fechados nesta terça-feira, mesma data que chega a delegação do Tricolor Paulista na capital gaúcha.

 

O teste tem fundamento e também vejo como sinal de respeito: o São Paulo é o maior papa-títulos de Libertadores do país. O clube possui três títulos (92, 93 e 2005) que deram origem a três títulos mundiais nos mesmos anos, contra Barcelona, Milan e Liverpool. Com duas Libertadores, o Grêmio terá a grande chance de se igualar aos paulistas. Se ganhar a terceira Libertadores, a equipe gaúcha abrirá mais uma vaga para a competição em 2018, algo que interessa boa parte dos são-paulinos.

 

A Embaixada dos São-Paulinos do Rio Grande do Sul fará um ‘esquenta’ antes do jogo desta quarta-feira. A concentração dos torcedores ocorrerá as 14 horas na Soccer Associados, rua Voluntários da Pátria, 1.067, centro POA. Às 18 horas a galera sairá para a Arena Grêmio. Mais informações no Facebook da Embaixada.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Veja também: as cinco dicas mais legais da Black Friday Tricolor.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO: Aceitar a realidade não é compactuar com a mediocridade!

Com o empate no sempre caliente e complicado São Januário, o São Paulo somou seu quadragésimo quinto ponto no Campeonato Brasileiro. A equipe atingiu a inédita marca de cinco jogos consecutivos somando pontos no torneio e afastou ainda mais o perigo da segunda divisão do seu caminho.

 

Muito torcedor ainda encontra forças para almejar a possível vaga na Libertadores mas a realidade de um elenco que está entre as cinco piores defesas do campeonato, passou 14 das 34 rodadas na zona da degola, já ficou nove partidas seguidas sem vencer e só teve três vitórias como visitante no torneio é muito diferente. Lutar contra o rebaixamento no Brasileirão 2017 foi a tônica de um dos piores anos da história do São Paulo.

 

É a realidade, vinda de um clube que tenta se reerguer em meio a nocivas brigas entre grupos políticos, vaidade entre seus conselheiros, eleições fora do ano e descumprimento de estatuto, entre outras desordens. Continuo torcendo pela Libertadores para nunca perder o espírito de torcedor mas permanecer na primeira divisão com o apoio maciço do torcedor apaixonado será o nosso trofeu neste ano.

 

Porém, aceitar a realidade atual do elenco não é compactar com a mediocridade existente no clube. O São Paulo precisa cada vez mais de um processo de competência em todos os seus setores, principalmente o futebol e o marketing. A saída passa pela separação do clube e futebol, um estudo previsto no estatuto e que deve ser avaliado no início do ano que vem. Pelo que sei, esse estudo de separação (ou seria da independência) está bem encaminhado e deverá ser apresentado ao conselho após o término desse ‘trágico’ ano.

 

Será que estes grupos políticos que estão na frente do Tricolor, seja no comando ou na oposição, estão realmente afim de sair desse círculo vicioso? Haverá consenso pelo caminho ou mais briga de vaidades e mudança de poder de um lado para o outro? São perguntas complicadas que devem ser feitas a cada um dos conselheiros e diretores do clube.

 

Sinceramente eu não sei se esses grupos políticos formados por sócios e conselheiros querem realmente o bem do São Paulo Futebol Clube em sua principal área de atuação: o futebol. Hoje em dia o fato é que a instituição TRIcampeã mundial paga a conta da seca de títulos pela ganância, incompetência e vaidade de cada um deles.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Veja também: as cinco dicas mais legais da Black Friday Tricolor.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

 

“Fisgada no coração”: Luis Fabiano está fora do jogo contra o Tricolor!

O Vasco da Gama ganhou mais um problema para a partida deste domingo, contra o São Paulo, em São Januário, às 17 horas em São Januário. O atacante Luís Fabiano não participou do treino deste sábado e está vetado para o confronto.

 

É o quarto desfalque do técnico Zé Ricardo para o jogo. O clube cruz-maltino não também contará com Martín Silva, Anderson Martins, Breno e Wellington. Os dois últimos, coincidentemente também tem passagens pelo Tricolor do Morumbi.

 

Dizem as boas línguas que o Fabuloso, terceiro maior artilheiro da história do São Paulo, sentiu uma forte contratura no peito, seguida de uma fisgada aguda no coração. A ausência do atacante reabre a eterna discussão: Luis Fabiano é ídolo? Bobagem. Cada um enxerga idolatria de um jeito.

 

São Paulo e Vasco lutam por uma vaga na Libertadores. O clube carioca soma 48 pontos, enquanto que o Tricolor soma 44 pontos na competição. Uma vitória em São Januário aproximará os dois times na tabela e fará o São Paulo chegar aos mágicos 47 pontos, contagem que elimina qualquer hipótese de rebaixamento em 2017.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Veja também: as cinco dicas mais legais da Black Friday Tricolor.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

 

Rogério Ceni poderá recomeçar sua trajetória de técnico no Fortaleza!

Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, confirmou proposta de trabalho como técnico a Rogério Ceni. Em reunião com o ex-técnico Tricolor, as duas partes conversaram e, segundo o Globoesporte.com, o acerto está próximo.

 

Ceni seria uma espécie de técnico/manager. A proposta inclui a autonomia de trabalho no campo e também na contratação de jogadores, tal qual fazia Vanderlei Luxemburgo nas épocas áureas do seu trabalho. Ceni teria o Campeonato Cearense e a Série B do Brasileirão como metas em um ano de trabalho no Leão Tricolor.

 

Torço muito para a ascensão do mito em sua nova profissão. É extremamente profissional e inteligente e exigirá que seus comandados sigam fielmente sua filosofia de trabalho. Sem a pressão de clube que viveu mais de 20 anos, talvez o Fortaleza seja um bom recomeço para aquele que revolucionou a posição no Brasil e no mundo.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Veja também: as cinco dicas mais legais da Black Friday Tricolor.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.