Search Results For : História

Parabéns, SPFC: clube grande é aquele que valoriza quem o tornou grande!

O evento de inauguração do “Caminho da Fama”, que contou com a presença de personagens históricos e seus parentes no Morumbi, retomou algo perdido nos últimos tempos no Tricolor: a enorme tradição em valorizar os seus ídolos do passado.

 

Rico em ídolos, o clube sempre foi pioneiro no acolhimento e valorização da sua história mas nos últimos tempos esqueceu daqueles que ajudaram a construir o DNA do clube com glórias e expressivas conquistas. Os tradicionais churrascos de fim de ano dos veteranos não eram mais realizados e até mesmo alguns atletas passaram um bom tempo em ‘litígio emocional’ com diretores da instituição.

 

A coisa começou a mudar nos últimos anos. Um evento da Passaporte FC no início do ano reuniu os campeões de 1986 no Morumbi e em uma churrascaria do bairro iniciou essa retomada. O “Caminho da Fama”, idealizado há seis anos atrás pelo conselheiro Itagiba Francez e executado pelo conselheiro Homero Bellintani finalmente foi adiante e no solene evento desta última terça-feira o presidente Leco anunciou a elaboração de mais um encontro ao final do ano entre os ídolos do clube.

 

Um dos ex-jogadores mais emocionados com esse resgate foi o ex-atacante Denílson. Atualmente integrante da equipe de jornalismo da TV Bandeirantes, ele falou em ‘cicatriz curada’ ao comentar o evento que homenageou os ídolos do clube. O ex-atleta teve problemas na década passada com o Tricolor ao querer retornar ao clube, ainda que fosse para treinar no CT da Barra Funda, num ato que nunca fora bem explicado pelos diretores daquele tempo. Hoje, de bem com o clube, Denílson celebrou a nova postura dos atuais representantes.

 

É muito bom saber que o clube retomou esse DNA. Parabéns ao presidente, diretores, conselheiros e ao diretor de relações institucionais Lugano, que tem como objetivo fomentar ainda mais encontros como esses. Um clube só é de fato grande quando reconhece e valoriza quem o fez grande ao longo da sua história.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Goleiro alvinegro é a maior vítima do São Paulo nos últimos cinco anos

O blog SPFCpedia publicou em seu twitter uma lista com os doze goleiros mais vazados pelo São Paulo no período de julho de 2013 a julho de 2018. Cássio, goleiro do Corinthians foi a maior vítima do Tricolor nos últimos cinco anos, com 25 gols tomados. Veja a lista completa abaixo:

 

  1. Cássio – 25 gols sofridos
  2. Wilson – 17 gols sofridos
  3. Aranha – 12 gols sofridos
  4. Felipe Alves – 12 gols sofridos
  5. Victor – 12 gols sofridos
  6. Vanderlei – 11 gols sofridos
  7. Fábio – 9 gols sofridos
  8. Weverton – 9 gols sofridos
  9. Fernando Prass – 8 gols sofridos
  10. Lauro – 8 gols sofridos
  11. Martín Silva – 8 gols sofridos
  12. Roberto Volpato – 8 gols sofridos

 

O SPFCpedia, a “Enciclopédia Tricolor” é um blog que registra curiosidades e números que envolvem o São Paulo Futebol Clube ao longo de sua história. Vale a pena acompanhar o projeto.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Clássico: ausências confirmadas, palpite para o ataque, estimativa de público e setores disponíveis

O São Paulo tem quatro desfalques confirmados para o clássico diante do Corinthians, no próximo sábado às 21h no Morumbi: Sidão, Jucilei, Araruna e Everton, autor do gol diante do Flamengo, no Maracanã.

 

Desse modo, o Tricolor deve jogar com Jean no gol e Liziero no lugar do primeiro volante. O camisa 1 deu um susto no treino de hoje mas tranquilizou todos em relação a sua presença. O jovem Liziero fez boa dupla com Hudson no Maracanã, com o camisa 25 invertendo a posição no sistema de jogo e deve repetir a formação. A dúvida fica para o lugar de Everton. Pelos treinamentos, Lucas Fernandes deverá jogar no lado esquerdo, com Rojas na direita e Diego Souza no comando de ataque.

 

Alertamos sobre a possibilidade de desfalques neste post. Entretanto o São Paulo terá um reforço que compensará todas as ausências no clássico: a presença e a confiança de seu torcedor no Morumbi. Notícia extra-oficial: mais  de 50 mil ingressos foram vendidos nesta quinta-feira, superando, assim, o maior público do clube neste ano. A expectativa é de mais de 55 mil torcedores apoiando o time nos nossos domínios. Quem sabe na casa dos 60 mil?

 

As chances de vitória são elevadas ao cubo quando o Tricolor joga ao lado do seu torcedor. Por isso, torcedor, ainda há chance de ir ao Morumbi apoiar o time em campo. Conforme informou o São Paulo em sua conta oficial no Twitter, os ingressos restantes só serão vendidos online. Setores ainda disponíveis: Cadeira Laranja Premium, Morumbi Premium, Cadeira Especial Azul, Cadeiras Cativas (somente proprietários) e Camarotes. Reserve o seu aqui.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Seleção nunca venceu uma Copa do Mundo sem ao menos um atleta do São Paulo

A seleção brasileira da Copa de 2018 foi a que menos convocou atletas que jogam no país em toda a sua história: apenas Cássio e Fagner, do SCCP, e Pedro Geromel, do Grêmio estiveram com Tite na Rússia.

 

Além dessa curiosidade, outro fato marca a trajetória da seleção canarinho: todos os títulos tiveram, ao menos, um atleta do São Paulo Futebol Clube. O Tricolor, além do Palmeiras, esteve presente em todas as conquistas do Brasil na história das Copas. Em 2018 nenhum atleta dos clubes foi convocado.

 

Em 1958, primeira conquista do Brasil, o São Paulo tinha Dino Sani, Mauro e De Sordi. Quatro anos depois, Bellini e Jurandir eram jogadores do tricolor no bicampeonato no Chile. No torneio de 1970, Gerson representou o São Paulo e participou do tricampeonato.

 

Na campanha do tetra nos Estados Unidos, o São Paulo estava representado por Zetti, Cafu, Leonardo, Ronaldão, Raí e Muller. Por fim, na Copa de 2002, Felipão convocou Kaká, Belletti e Rogério Ceni, do São Paulo para levantar o que, no momento, foi o último título mundial da seleção.

 

Rodrigo Caio esteve próximo da Copa de 2018 mas foi preterido na reta final.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Supostas camisas de jogo vazadas sugerem distintivo sem as estrelas

Duas imagens que circulam pela internet (camisas de jogo de goleiro e #2 listrada), estão mexendo com o imaginário do torcedor Tricolor. Além de mostrarem um visual mais parecido com o que a Adidas costuma fazer no mercado, as imagens sugerem uma grande novidade: a ausência das estrelas no distintivo.

 

A ausência das estrelas nos uniformes de jogo, se de fato acontecerem, representarão mais uma significativa mudança em relação ao padrão usado nas últimas décadas. O Tricolor primeiramente incorporou as duas estrelas amarelas (recordes mundiais do salto triplo com o Adhemar Ferreira da Silva) no seu uniforme, depois incluiu duas estrelas vermelhas que representam os mundiais de 92 e 93 e, a partir de 2006, adicionou a terceira estrela vermelha, representando o título mundial do ano anterior.

 

Há gente bancando a alteração do escudo nas camisas. Gosto da ideia. Para mim as conquistas deveriam ficar somente na bandeira e na papelaria do clube, e isso não diminui nada a história contada. Neste caso, prefiro um visual clean, que possibilitaria uma melhor percepção do nosso escudo.

 

E você, torcedor?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.