Search Results For : História

Rodrigo Caio, o “Highlander Tricolor”, inicia sua oitava temporada no elenco profissional

O zagueiro Rodrigo Caio atingiu uma das marcas mais expressivas de um jogador no São Paulo o entrar em campo na noite do último sábado, no Morumbi. Diante do Novorizontino, ele iniciou a sua oitava temporada consecutiva pelo elenco principal do clube.

 

Segundo o Site Oficial do São Paulo, descontando os goleiros, o último jogador de linha a atingir essa longevidade foi o zagueiro Ronaldão, que esteve na zaga Tricolor entre 1986 e 1993. Para termos ideia do tamanho do fato, entre Ronaldão e Rodrigo Caio, apenas dois atletas de linha atuaram em pelo menos sete temporadas consecutivas no Tricolor: Raí (entre 1987 e 1993) e França (entre 1990 e 1996). O ex-lateral esquerdo Nelsinho ostenta a maior longevidade consecutiva do clube, com participação em doze temporadas (1981 a 1992).

 

Outra marca observada pelo Site Oficial sobre Rodrigo Caio: o camisa 3 é o jogador há mais tempo, ininterrupto, no São Paulo. Ele chegou em 2006 em Cotia e vem atuando pelo clube até hoje.

 

Nem mesmo o carácter “highlander” e o amor explícito pelo São Paulo salvam o jogador de críticas de parte considerável da torcida. Alguns entendem que Rodrigo Caio não é um zagueiro ideal para o São Paulo, outros acham que o jogador está passando do momento de uma boa venda. Eu acho as críticas pesadas em cima do jogador muito exageradas. Rodrigo não é um Beckembauer, mas ao lado de outro bom zagueiro, faz bem o seu serviço.

 

O fato é que, em um clube tão carente de títulos como o atual São Paulo, atletas como Rodrigo Caio, com tanto tempo de clube, são vistos por alguns como “parte do problema” e não como uma boa solução de Cotia.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Raí e Ricardo Rocha são a mais pura história Tricolor. Que venha Lugano!

O São Paulo divulgou cenas do primeiro dia de trabalho do elenco no CT da Barra Funda. A equipe se reapresentou na última quarta-feira e inicia os trabalhos visando inicialmente o Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Sul-Americana 2018.

 

Nas imagens da reapresentação, divulgadas pela TV do clube, o destaque foi o primeiro discurso de Ricardo Rocha, novo coordenador técnico de futebol. “É título que marca. (sic) Pensamento negativo nunca vai dar. Vamos ser campeão (sic)” – disse ele aos jogadores, entre outras palavras motivacionais. Leco (o primeiro a discursar), Raí e Dorival Junior completaram o dia mais voltado a palestras.

 

Tenho plena confiança na dupla que toca a parte operacional do nosso futebol. Nem é preciso dizer o quanto Raí foi importante na história do clube porém é sempre salutar destacar que ele também está muito a par do cenário estrutural atual, já que participou ativamente do Conselho de Administração, órgão criado no ano passado para direcionar e fiscalizar os rumos das gestões presidenciais. Já Ricardo Rocha, este foi um dos maiores zagueiros que eu vi vestir a camisa do Tricolor. O tipo do cara que a gente ia ao Morumbi assistir jogar. Muita classe e técnica no desarme, sempre com lealdade. Para o leitor mais novo entender, ele foi o “Miranda da década de oitenta/noventa” do Tricolor.

 

Para completar um trio vencedor desde os anos noventa, só falta Lugano definir se aceita ou não a proposta para trabalhar na gerência de futebol do clube. O ex-zagueiro do tricampeonato da Libertadores e mundial alega receio de arranhar sua história com a falta de experiência no cargo mas, segundo o que saiu até agora na imprensa, está próximo de aceitar o pedido Tricolor. Caso o uruguaio aceite, que clube brasileiro teria um trio tão consagrado como esse gerindo o seu futebol? Desafio você a dizer um.

 

O Campeonato Paulista se inicia no dia 17 de janeiro e o São Paulo deverá estrear com um time misto. O primeiro jogo da Copa do Brasil contra o Madureira será no dia 31 de janeiro, provavelmente em Londrina e, por fim, o primeiro jogo da Sul-Americana acontecerá dia 12 de abril, na cidade de Rosario.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Jean: “O São Paulo era o único clube que eu queria jogar em 2018”

Jean, novo reforço do Tricolor para o gol, disse em entrevista no CT da Barra Funda que o estilo de jogo do São Paulo foi um dos principais motivos de sua escolha. Cogitado por alguns clubes do Brasil, o arqueiro ex-Bahia disse que se comoveu com os gritos da torcida na última partida do Campeonato Brasileiro e que o Tricolor Paulista era definitivamente o único clube que queria vestir a camisa depois da passagem baiana.

 

O novo goleiro também revelou uma conversa inusitada em uma das peladas beneficentes deste fim de ano. O volante Petros, presente em uma das partidas, deu ótimas referências do clube a Jean. “Isso me motivou mais ainda a vestir a camisa deste grande clube” – disse ele antes mesmo de ser anunciado como novo reforço.

 

Parte dos pagamentos do goleiro foram feitos com os direitos federativos e econômicos de Regis, ex-base Tricolor, e um jogador da base ainda não escolhido. Não será Maidana, como especulado pela imprensa de Salvador. Jean é um goleiro promissor mas muito jovem. Certamente terá oportunidades mas, por hierarquia, Sidão deverá começar o ano como titular.

 

Boa sorte, Jean. Honre essa sacrossanta e pesada camisa.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Leia a Carta aberta ao presidente Leco aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Definidas datas e horários dos jogos do São Paulo na Sul-Americana 2018

O torcedor que quiser assistir as partidas entre São Paulo e Rosário Central na Copa Sul-Americana 2018 em Rosario ou no Morumbi já poderá se programar com muita antecedência. A Conmebol divulgou as datas e os horários das duas partidas em seu site oficial.

 

De acordo com a Conmebol, a partida de ida, na cidade de Rosario, acontecerá no dia 12 de abril às 21h30 (horário local) e 00h30 (horário GMT) enquanto que o jogo de volta ocorrerá no Morumbi no dia 09 de maio às 21h45 (horário GMT).

 

São Paulo e Rosario Central protagonizaram uma das partidas mais emocionantes da minha vida. No dia 12/05/2004 (meu aniversário) Rogério Ceni pegou pênalti de goleiro, marcou o dele, defendeu outro e classificou o São Paulo para o restante da Libertadores daquele ano. Estava virando um M1TO…

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Leia a Carta aberta ao presidente Leco aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Onde você estava no dia 18/12/2005?

Não tinha como dormir na noite anterior. Tóquio já estava muito bem explorada e era hora de avançar novos horizontes. O Liverpool estava a onze jogos sem tomar gol e vinha de uma vitória fácil diante do Saprissa, da Costa Rica. A tensão nos corredores do hotel na manhã do dia 18 era flagrante.

 

Pegamos os ônibus em direção a Yokohama logo após o café reforçado, não sem antes comprar muito saquê em embalagem longa vida, combustível essencial no gélido dia. A animação era enorme, mesmo com o “favoritismo”do poderoso time inglês evidenciado pela mídia internacional, inclusive a imprensa brasileira.

 

Tivemos oportunidade de assistir o Saprissa conquistar o terceiro lugar na disputa de pênaltis contra o Al Itthad, o mesmo que nos deu uma suadeira no primeiro jogo. Conseguimos entrar com os saquês, que aliviaram muito o frio dentro do estádio e, principalmente, a tensão pré-apito inicial. Tomei um litro de saquê inteiro e, assim como o milimétrico bandeira canadense, não vi nenhum gol inglês em Rogério Ceni.

 

Em festa, saímos do estádio em direção ao Four Seasons, o hotel que ficou a delegação Tricolor. Invadimos os quartos dos jogadores, bebemos todos os mini drinks dos frigobares que tivemos acesso, reviramos todas as camas e festejamos com cada campeão mundial aquele que foi o dia mais feliz de nossas vidas.

 

Completamente entorpecido de álcool e alegria, voltei com mais dois amigos de taxi de Yokohama para Tóquio. Não me lembro do trajeto e nem que horas chegamos no nosso destino final. Só vi o prejuízo financeiro da viagem de taxi quando a conta chegou no cartão de crédito no valor de quase a viagem de avião Brasil/Japão. Não teve jeito: dividi em 12 vezes e pagava os boletos com um sorriso no rosto. Foi a dívida mais gostosa da minha vida.

 

Em 2010 lancei o livro “TRI Mundial” contando a aventura no Japão. O livro, licenciado pelo São Paulo, esgotou nas lojas e sites. Foram três mil edições vendidas. Estou procurando uma nova editora para uma nova tiragem. Aguardem.

 

E você? Onde esteve no dia 18/12/2005?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Leia a Carta aberta ao presidente Leco aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.