Search Results For : História

Se dependesse da torcida, Alexandre Pato já estaria no ataque do Tricolor!

A passagem de Alexandre Pato pelo Tricolor foi curta mas deixou um grande vínculo com o torcedor. Pelo menos foi o que se viu neste sábado em um post comemorativo ao aniversário do atacante, feito nas redes sociais do clube.

 

Muitos torcedores aproveitaram a lembrança dos 28 anos do jogador e pediram para que Pato, atualmente atuando pelo chinês Tianjin Quanjian, voltasse para o São Paulo. Ele jogou pelo Tricolor entre 2014 e 2015, marcando 26 gols em 61 jogos.

 

Comprado por 18 milhões de euros junto ao Villareal, Pato tem vínculo até 2020 com o clube chinês e não deve sair tão cedo da Ásia. Apesar disso, até hoje se identifica bastante com o Tricolor, interagindo com muitos posts das redes sociais do clube.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Torcida do São Paulo muda de patamar em mais uma prova de amor ao clube!

O torcedor do São Paulo mais uma vez mostrou sua enorme força. Cerca de 20 mil apaixonados compareceram a um treino aberto realizado no Morumbi neste sábado para apoiar o elenco às vésperas de mais um importante jogo do Campeonato Brasileiro: o clássico contra o Palmeiras.

 

Foram 12 toneladas de alimentos doados em troca de um ingresso. Segundo a Cruz Vermelha, é a maior arrecadação de alimentos em um evento realizado por eles no Brasil em toda história.

 

Além da oportunidade de ver os jogadores em um outro momento além do jogo, o torcedor pôde conhecer (ou relembrar) os bandeirões, bobinas e fumaça colorida, típicos dos estádios paulistas até a proibição da PM e ministério público, devido às constantes brigas entre as organizadas, principalmente na década de 90. Um espetáculo que poderá ser visto em breve pois há uma negociação em andamento para permitir os artefatos de festa das torcidas.

 

Os jogadores sentiram mais uma vez o carinho incondicional do torcedor. Hernanes resumiu o sentimento do elenco ainda no gramado: “Amanhã é um jogo que a torcida não pode comparecer, então eles compareceram hoje, nós sentimos mais uma vez a energia da arquibancada. O torcedor está fechado com a gente, está vendo que estamos trabalhando. Agradecemos o apoio do torcedor, é importantíssima essa vibração da arquibancada.” – disse ele ao Globoesporte.com

 

O evento também marca a reaproximação das organizadas junto com o clube. Segundo Henrique Gomes (Baby), presidente da Torcida Independente, o treino aberto no Morumbi partiu da ideia da organizada. “Nós pedimos a festa. Tivemos até uma reunião com a polícia para organizar.” – disse ele para o UOL.

 

O São Paulo precisa realizar mais treinos no Morumbi como esse, e melhor organizá-los também. É marketing puro, genuíno e viralizante. Pode virar marca registrada da torcida. A demonstração de força da torcida não é apenas um combustível a mais para os jogadores na dura missão de vencer no Allianz Park. Ela mostra a mudança gradual mas definitiva do perfil da torcida são-paulina, antes visto como elitizada, para um patamar mais amplo e popular. O estádio do Morumbi contribui muito com essa positiva mudança. O treino aberto foi mais uma demonstração do que escrevi neste post no início de agosto: São Paulo é o atual clube do povo no estado.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Quais ídolos você gostaria de homenagear com setores no Morumbi?

O São Paulo homenageará alguns de seus grandes ídolos da história com nomes nos setores do Morumbi. Segundo os pensadores do projeto que ainda irá para aprovação no Conselho Deliberativo, a ideia é que o estádio se torne um memorial permanente da história de glórias antigas e recentes do clube.

 

Pensando em ajudar o clube, o blog criou uma enquete envolvendo a maioria dos ídolos da história do São Paulo Futebol Clube. Na enquete existem nomes incontestes, polêmicos, gente que fez história ou simplesmente jogava muita bola e deixou saudade.

 

O leitor poderá escolher até dez nomes entre as opções apresentadas. Não há critério de escolha. É o torcedor que define. A enquete está ao lado dos posts (no caso de acesso pelo computador ou tablet) ou abaixo dos posts (no caso do acesso pelo celular).

 

Participe! O resultado será entregue em mãos aos idealizadores do projeto.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Qual o tabu que mais incomoda no clássico: quatro jogos ou 15 anos?

Véspera de clássico, dois clubes com problemas na temporada e muita, muita rivalidade no ar. Os ingredientes para o Choque-Rei envolvendo São Paulo e Palmeiras sempre foram apimentados, mas ultimamente um novo elemento coloca ainda muito mais tensão na discussão entre os torcedores dos dois clubes: o retrospecto na casa do adversário.

 

O São Paulo nunca venceu o Palmeiras em sua nova arena. Em quatro jogos, foram quatro retumbantes derrotas, fator constantemente explorado pelos jornalistas nas coletivas dos dois clubes, assim como o imenso tabu alvi-verde no Cícero Pompeu de Toledo.

 

Jucilei, entrevistado nessa última quinta-feira, criticou a violência das torcidas brasileiras, a torcida única (‘o legal é a zoeira’) e minimizou a seca Tricolor, comparando-a com o “Saara Verde” no Morumbi. “Sabemos que jogar lá é difícil, mas também tem 15 anos que o Palmeiras não ganha no Morumbi. Temos de ganhar lá, sabemos que vai acontecer, que seja no domingo. Tabu existe para ser quebrado” – disse o volante no CT da Barra Funda.

 

Bela resposta. Tabu incomoda? Sim, mas qual é a escassez que mais anda perturbando o torcedor; a seca de quatro jogos ou a seca de quinze anos sem vencer no território inimigo? Eu não tenho dúvidas qual é o pior. De qualquer forma a ‘virgindade’ no Allianz Park também incomoda e precisa ser quebrada com intensidade, garra e principalmente bom futebol.

 

Que venha a porcada!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Maradona e Careca: quem viu, viu!

Diego Armando Maradona e Antônio de Oliveira Filho (Careca) formaram uma das maiores duplas de ataque da história do futebol. A prova disso é que o gênio da camisa dez e responsável direto pelo Bicampeonato Mundial de 1986 com a Argentina não precisou de muito tempo nem muitas palavras para reconhecer o amigo de dentro e fora dos campos.

 

Em recente entrevista ao programa “The Best of Diego Maradona”, feito exclusivamente para a maior entidade de futebol mundial, a FIFA perguntou ao argentino quem foi o seu melhor parceiro no futebol. Maradona pensou um, dois segundos, e não titubeou: “Careca” – respondeu sem mais delongas.

 

Veja a resposta de Maradona aqui: https://glo.bo/2uT2UyN

 

Foi uma dupla indescritível e eu acordava cedo para assistir o Campeonato Italiano da época só para vê-los em campo. Os dois foram responsáveis pelos anos de ouro do Napoli, entre 1988 e 1990, levando a equipe italiana aos títulos da Copa da UEFA, o Campeonato Italiano e a Copa da Italia de 1989/1990. Recentemente Careca revelou ao Sportv que a decisão de se mudar do Morumbi para Nápoles foi muito por conta da genialidade do meia argentino. São amigos e se falam até hoje.

 

Careca ainda defendeu o Napoli até 1993, quando foi jogar pelo Kashiwa Reysol.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.