Search Results For : Mercado

Modelo da venda de Lucas Fernandes é ótimo e deveria ser padrão comercial

O São Paulo encaminhou Lucas Fernandes ao Portimonense, clube que o meia defendeu na última temporada européia. O valor da venda por 50% dos direitos econômicos do jogador é de R$ 10 milhões de reais e apesar da venda não ter sido consumada ainda, o acerto é iminente.

 

O modelo da venda é ótimo para o Tricolor e deveria ser referência para futuros negócios. Por que ótimo? Porque Lucas, assim como outros atletas jovens da base, não terá espaço no elenco de Cuca e seria mais um jovem a frequentar treinos até o fim do contrato, não por falta de talento e sim por excesso de contingência. É muito jogador formado e pouco espaço no elenco. Por motivos diversos, como a grave contusão no joelho, a temporada em Portugal e ascensão de outros atletas da base, Lucas ficou nessa condição. Por outro lado, durante a passagem na Europa, o jogador fez 30 jogos e terminou a temporada europeia como titular absoluto. Foi valorizado.

 

Os R$ 10 milhões pelos 50% do jogador podem parecer ‘pouco’ em comparação a outras vendas para o mercado exterior mas se Lucas Fernandes conseguir cumprir metas e evoluir no clube português, os outros 50% ainda pertencentes ao Tricolor valerão ao menos o dobro, de acordo com a régua comercial conhecida.

 

Vejam bem: o blog não faz apologia a vendas e sim entende o mercado do São Paulo, sua base valorizada e vazão. E é justamente esse tipo de modelo comercial usado com Lucas Fernandes que o São Paulo deveria fazer com seus garotos da base: segurar aqueles que ele acredita serem mais promissores (no caso deste ano Antony, Walce, Luan, Igor Gomes, Liziero e cia) e negociar com retenção de direitos econômicos aqueles que não tem espaço no elenco mas também são promissores.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Nova terceira camisa Tricolor: onde encontrar, conceito e customização

A terceira camisa do São Paulo foi apresentada na noite desta última quinta-feira, em evento fechado da diretoria Tricolor e alguns jornalistas que cobrem o clube. Lugano e Dario Pereyra estiveram presentes e foram os responsáveis pela apresentação.

 

O novo modelo estará à venda a partir do dia 17 de agosto no site oficial da Adidas, lojas próprias e lojas São Paulo Mania. Os valores seguem os preços cheios da marca nos seus uniformes: R$ 249,99 (masculino e feminino) e R$ 229,99 (infantil). Haverá um “segundo evento” de lançamento da camisa para torcedores comprarem em primeira mão o produto. O jogador Juanfran participará do evento, autografando o material nesta sexta-feira, no Shopping Eldorado, em São Paulo.

 

De cor azul celeste, a camisa representa o laço do clube com notáveis uruguaios que passaram pelo Tricolor. Pedro Rocha, Pablo Forlán e os próprios Lugano e Pereyra foram citados. Na verdade a escolha do conceito foi uma oportunidade, já que o template (desenho da camiseta no tecido) já fazia parte do material da Adidas em outros clubes que fornecia material. A história agrada mas por trás há a padronização mundial que otimiza produção e melhora a rentabilidade da fornecedora.

 

Horas antes o Conselho do Clube anunciava a aprovação do material. Um jogo de cena para inglês ver já que por uma questão de logística a camisa já está nas lojas pronta para ser vendida e o material criado pela Adidas há muito tempo. Não tinha como a camisa não ser aprovada ou reprovada.

 

Enquanto Lugano apresentava uma camisa com estrelas e um patch com a bandeira do Uruguai no lado esquerdo, as redes sociais do São Paulo publicavam uma outra versão de camisa, sem as estrelas no escudo e sem o patch. Perguntado a próximos, soube que a camisa que estará à venda para a torcida não terá as estrelas acima do escudo, uma obrigação do estatuto do Tricolor para jogos oficiais e, muito provavelmente, também virá sem o patch uruguaio.

 

Deste modo, o torcedor que desejar a camisa idêntica a que Lugano usou no evento, poderá optar pela inclusão das estrelas e do patch e provavelmente pagar uma boa quantia a mais por isso. Isso leva a crer que, com número (um ou dois), nome, estrelas no escudo e o patch uruguaio, a camisa deverá ultrapassar o valor de R$ 300,00. Quem quiser a versão ‘cheia’ deve preparar o bolso.

 

Achei a camisa bonita e, dentro da proposta de uma terceira camisa (ser diferente das #1 e #2), uma decisão correta da Adidas. Porém, é um modelo ‘preguiçoso’, já que conta com um material já existente em modelos anteriores de uniformes de clubes brasileiros e internacionais. O torcedor do São Paulo merece mais e a marca pode fazer mais por ele.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Ajax recusa oferta do São Paulo pelos 20% restantes de David Neres

O São Paulo fez uma oferta de venda dos 20% dos direitos econômicos de David Neres ao Ajax e, segundo o jornalista Jorge Nicola, ouviu um ‘não’. O clube holandês, que renovou com o atacante, detém os 80% restantes.

 

A oferta, segundo o jornalista da ESPN, foi de 9 milhões de euros, cerca de R$ 40,1 milhões. A recusa do Ajax forçará o São Paulo a buscar outras receitas para normalizar o fluxo de caixa deste ano.

 

Segundo Nicola, o clube de Amsterdam não vê motivos para a compra, já que ficará com Neres por pelo menos mais uma temporada. Desta maneira, se não houver nenhuma reviravolta, o percentual continuará com o Tricolor.

 

Se tudo correr como o previsto, Neres evoluirá ainda mais na Europa, já que é considerado um atleta ainda em formação. Deste modo, o ganho do São Paulo numa provável venda para um clube europeu, seria maior que os R$ 40,1 milhões estimados. Porém o Tricolor precisa de caixa rápido neste ano para não se complicar com salários e outros vencimentos.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Sem chances com Cuca, situação de Everton Felipe se resolverá neste mês

Recém comprado pelo São Paulo, o atacante Everton Felipe pode estar de saída do clube. A informação é do repórter Felipe Lemos, do portal 90 minutos e bate com a situação atual do jogador.

 

Sem chances de atuação com Cuca, o jogador tem propostas de três clubes, sendo dois da série A e um do exterior. Leco e Raí já sabem do interesse e trabalham a possibilidade de saída, não sem, no mínimo, ter o esforço financeiro pelo atleta equiparado.

 

Segundo o 90 minutos, Marineu Barros, empresário do jogador, acredita que o atleta deverá ter sua situação resolvida ainda neste mês de agosto. “Apresentei um projeto ao São Paulo para a situação. Deve se resolver nos próximos dias e seriam um do exterior e dois da Série A”, explicou ao portal.

 

Por mim, Everton Felipe pode sair, desde que haja compensação que compense ou até supere o investimento. Se o São Paulo ainda não acertou parte das contratações, o clube valoriza jogadores em seu elenco. Até mesmo aqueles que não atuam.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo precisa usar a “reciprocidade comercial” ao tratar com o Santos

O Santos está disposto a tirar o meia Lucas Fernandes do São Paulo. Pedido de Sampaoli, o alvinegro até aumentou a proposta inicial de R$ 7 milhões pelo jogador mas, segundo alguns veículos da imprensa esportiva, ainda está distante de contratar o meia que voltou de empréstimo de Portugal.

 

Segundo a Gazeta Esportiva, o Santos chegou em R$ 9 milhões por 70% dos direitos do jogador mas o Tricolor deseja 2,5 milhões de euros (R$ 11,1 mi) por 50% dos direitos do jogador.

 

O São Paulo precisa fazer jogo duro com o Santos. Primeiro porque a “recíproca comercial” existiu: o Peixe endureceu tanto a negociação por Victor Ferraz que o lateral não desembarcou no Morumbi. Está no direito dele, assim como o Tricolor está em pedir o que acha justo. Segundo que é um adversário direto no Brasileirão, além de ser um rival do mesmo estado.

 

Por mim, subiria essa pedida para cerca de R$ 15 milhões pelos 50% do atleta ou na pior das hipóteses até envolveria Vanderley na negociação. Seria o atual reserva santista mais dinheiro para os cofres do Tricolor. Apesar de não ter tanto espaço no elenco atual, Lucas Fernandes se valorizou no mercado português com boas atuações no Portimonense.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.