Search Results For : Mercado

Tricolor garante que não haverá debandada de jogadores na janela. Estamos de olho!

Apesar da necessidade de venda, não teremos debandada de jogadores em 2018. Isso é o que promete o São Paulo para a próxima janela de transferências do exterior, a mais temida dos clubes sul-americanos em geral.

 

Ao Globoesporte.com, a diretoria do São Paulo confirma a necessidade de negociação de alguns atletas mas não o contingente do ano passado, motivado principalmente pela urgência na equalização das contas. Segundo o portal, Raí e Ricardo Rocha tem se preparado para possíveis perdas, principalmente no setor defensivo.

 

Militão é o caso mais delicado e aparentemente sem solução. O jogador não renovou o contrato e reforça a preocupação por uma saída minimamente rentável do clube. Rodrigo Caio penso que, se tiver boa proposta, deverá sair nesta janela. O jogador renovou contrato e tem uma multa boa para o Tricolor, em caso de negócio. Por fim Arboleda deverá ter sondagens mas não deve sair. De contrato atualizado, somente um hecatombe como o pagamento integral da multa tiraria o equatoriano.

 

Conforme dito na carta aberta ao presidente Leco, publicada no fim do ano passado, o Blog São Paulo Sempre está de olho na manutenção e também do reforço do elenco de 2018. Tirando o que é inevitável ao futebol brasileiro e o que independe da vontade da diretoria (como a saída de Pratto no início do ano), a ordem é manter a espinha dorsal do time e, se possível repor as perdas com gente de bom nível.

 

O leitor do Blog que me conhece desde a SPNet e o Globoesporte.com pode contar com essa ‘fiscalização’ e cobrança dentro e fora das linhas dos textos que costumo publicar periodicamente neste espaço. Todos nós, apaixonados, lutamos de uma forma ou de outra por um São Paulo forte, transparente e profissional.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Caso Marcos Guilherme: forte suspeita de acordo entre o Furacão e um rival tricolor

Marcos Guilherme está cada mais distante da permanência no Morumbi. O fim do vínculo de empréstimo do jogador se encerra no dia 30 de junho e até o momento o Atlético-PR recusou todas as propostas de negócio do Tricolor.

 

A oferta de 2 milhões de euros (cerca de R$ 8,6 milhões de reais) por 50% dos direitos do jogador, considerada limite pelos diretores Tricolores, foi rejeitada pelo clube paranaense. O Furacão pede 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões de reais) para que Marcos Guilherme permaneça em definitivo no clube do Morumbi.

 

Nos bastidores comenta-se que os Leco e Mario Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, se reuniram dias atrás para tentar resolver o negócio, sem sucesso. Até o meia Shaylon, observado por Fernando Diniz no começo do ano, fora oferecido até o final de 2018 para compensar os paranaenses. Há também uma forte suspeita nos bastidores que o Atlético-PR, via empresários, já tenha desenhado um acordo com o Corinthians, clube apontado como interessado pelo jogador. A aflição de Marcos Guilherme para que o caso se resolva o mais breve possível é evidente.

 

Marcos Guilherme divide opiniões entre os torcedores do Tricolor. Uns o consideram um jogador comum, que pode ser suprido por algum atleta da base como Caíque ou Morato, outros vêm a necessidade da permanência, reconhecendo o valor tático e a entrega do atacante. Eu desejo a permanência dele no grupo mas entendo a preocupação financeira do clube. Marcos Guilherme marcou gols importantes no ano passado e se dedica ao máximo para cumprir as exigências táticas dos treinadores. Não é chinelinho, não é desagregador e merece o esforço para ficar no clube que torce desde criança.

 

Leia também: “Test Drive frustrante de Junior Tavares na França
Leia também: Jucilei defende e justifica esquema de Diego Aguirre.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Test drive de Junior Tavares na França foi inédito, estranho e frustrante!

A negociação entre o São Paulo e o Rennes, envolvendo o lateral esquerdo Junior Tavares, foi uma das movimentações mais insólitas que aconteceram no futebol do clube nos últimos anos. E acabou de uma maneira frustrante para pelo menos duas das três partes envolvidas.

 

Junior esteve na França por vinte dias, com direitos fixados, em uma espécie de “test drive” com direito a aprovação ou retorno. Depois do período, o Rennes poderia optar por adquiri-lo em definitivo. O clube francês alegou que era um período muito curto para uma avaliação definitiva, elogiou as qualidades do lateral e ficou de conversar em breve mas, de acordo com o UOL, o Rennes entendeu que o investimento não valeria a pena.

 

No popular, o Rennes entrou na loja, experimentou, perguntou o preço e não levou.

 

Raí disse ao Globoesporte.com que o São Paulo não quis ceder Junior por um preço abaixo do que o clube considera justo. Os representantes do jogador alegaram falta de dinheiro do Rennes para finalizar a negociação. Aí entra a estranheza, afinal, os franceses sabiam do valor pedido pelo São Paulo desde o início do negócio.

 

Raí ainda comentou para o portal que confia na evolução do atleta e que ele deverá ser reintegrado. Para mim, mesmo voltando e reconquistando seu espaço no elenco, Junior se desvalorizou no mercado internacional. No final, a impressão foi que a resposta do Rennes frustrou o Tricolor e também o jogador. Apesar de Diego Aguirre avisar que conta com o atleta em uma escalação que permita os laterais avançarem sem tanta responsabilidade de marcação, a impressão foi que o lateral não passou na ‘peneira’ do Rennes.

 

Junior Tavares tem talento e isso não está em discussão no post, mas a carreira está confusa. Que ele recupere o bom futebol que apresentou na base Tricolor e retome o rumo profissional o mais breve possível.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Vaga aberta para trabalhar no marketing da Adidas/São Paulo

A Adidas, nova patrocinadora do Tricolor e em início de operações com o clube, anunciou uma vaga estratégica para o seu marketing no Brasil. É uma vaga de especialista em clubes sênior para trabalhar “360 graus” (isso é, em todas as plataformas, campos e possibilidades) com o São Paulo FC.

 

Veja o anúncio da vaga de Especialista em Clubes Sênior da Adidas.

 

A marca alemã exige longa experiência em negociações, números e comunicação, além de graduação em marketing (ou relacionado a área), disponibilidade para viagens, inglês fluente, habilidade e experiência em gestão de crises, algo muito comum no futebol brasileiro. A empresa certamente espera acertar com um executivo de ponta.

 

A boa notícia para a torcida Tricolor é que a vaga aberta é indício da necessidade da marca em contar com um profissional realmente gabaritado e muito preparado para a área. A princípio, nada de indicações políticas como costumamos ver dentro dos clubes.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

O início da amarga despedida de Cueva!

O confronto entre São Paulo e Rosário Central, além de determinar a sobrevivência na Copa Sul-Americana 2018 para uma das duas equipes, marcará o início de uma das despedidas mais melancólicas de um jogador no Tricolor. O talentoso, turbulento e malemolente Cueva.

 

Contratado em junho de 2016, o camisa dez da seleção do Peru logo conquistou a exigente torcida Tricolor com rapidez de raciocínio e talento no meio-campo, a ponto do Blog São Paulo Sempre propor um post comparando o seu desempenho com o desempenho do seu antecessor, Paulo Henrique Ganso. O destaque nos clássicos e a renovação de contrato com a inédita cláusula de desempenho e metas também criou uma agradável sensação de conforto para o torcedor. O peruano parecia saber muito bem traçar o seu destino no Tricolor antes de seguir o rumo natural rumo a Europa.

 

Ledo engano. Cueva iludiu muitos torcedores, inclusive a mim, com uma excessiva e injustificável indisciplina ao longo do último ano. O peruano sentiu-se no direito de prejudicar o São Paulo com atrasos, mimos e desculpas, criando para si um grande e irreversível problema. Não há talento que se sobressaia a arrogância. Preterido por Diego Aguirre, Cueva poderá ter a chance de realizar o início do ciclo de sua despedida do clube, jogando a decisiva partida desta quarta-feira. Paralelamente a isso, há negociação para dispensa antecipada do São Paulo antes da apresentação ao grupo peruano que irá a Rússia. O motivo? O nascimento do filho no final do mês.

 

Com suas boas jogadas, Cueva poderá até dar a classificação ao São Paulo na Sul-Americana, caso seja escalado ou entre durante a partida. Talento ele tem de sobra. Porém, para jogar no São Paulo hoje em dia é preciso mais que habilidade e precisão. É preciso comprometimento. Algo que ele não mostra desde abril do ano passado.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.