Search Results For : Mercado

Goleiro é prioridade Tricolor para 2018. Veja as opções no mercado:

O São Paulo irá atrás de um novo goleiro em 2018. A posição passou a ser uma das prioridades do clube, atento as atuais condições de Denis e Renan Ribeiro. Os dois goleiros do plantel tem seus contratos próximos do fim e dificilmente permanecerão no clube no ano que vem. Denis deverá ser dispensado após o término do compromisso (em dezembro de 2017) e Renan, ao que tudo indica, ainda não acertou a renovação oferecida pelo Tricolor.

 

No mercado, há quem diga que Walter, atualmente goleiro reserva do Corinthians, já está acertado com o clube para o ano que vem. A informação veio do repórter Edu Affonso e foi confirmada por Jorge Nicola, da Yahoo Esportes. Nicola inclusive informou que Walter está descontente com o Corinthians não só pela condição de reserva mas também por promessas não cumpridas de aumento de salários no meio do ano. Recebi a mesma informação de pessoas próximas ao pai do atleta, morador em Jaú (SP), também confirmando o acerto. Neste momento o goleiro é o mais cotado para brigar com Sidão pela condição de titular.

 

Outro atleta especulado é o goleiro Weverton, do Atlético Paranaense. O Tricolor se aproveitou da boa relação entre Leco e Petraglia e tentou o goleiro no meio do ano mas as conversas esfriaram também por conta do interesse do Palmeiras no atleta. Um nome muito apreciado pela torcida é o de Thiago Volpi, atualmente atuando pelo Querétaro (MEX). Porém, a dificuldade de contratar o goleiro de 26 anos é o seu atual contrato com o clube mexicano, a se finalizar em 30/06/2020. Recentemente o nome de Rafael, reserva do Cruzeiro, foi ventilado, sobretudo em uma “troca com troco” por Hudson. Conforme disse em um post anterior, o São Paulo não deve ceder Hudson em troca por um goleiro. Outro nome cotado muito mais pela experiência que pelo atual rendimento é o de Jefferson, atualmente na reserva do Botafogo. O goleiro, com muitas passagens pela seleção brasileira, conta com a atual grande concorrência de Gatito Fernandes no setor.

 

Opinião: Denis teve chances após a aposentadoria de Ceni e não correspondeu. Agora não é hora de experiências ou apostas. O São Paulo precisa contar com um nome que dê segurança ao torcedor.

 

Enquanto o Tricolor se mexe no mercado, Sidão, herói da vitória sobre o Sport no Morumbi, segue trabalhando na condição de titular do time. Dorival Junior dá sequência ao jogador, que seve terminar a temporada na privilegiada posição.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Caso Hudson: São Paulo não pode ceder na negociação com o Cruzeiro

Os valores dos direitos econômicos de Hudson, emprestado pelo São Paulo ao Cruzeiro até o final deste ano, enfim foram revelados: para adquirir o volante, a raposa terá que desembolsar ao Tricolor a quantia de R$ 5,7 milhões de reais. Os números foram expostos pelo jornalista Jorge Nicola, em seu canal no Yahoo Esportes.

 

O Cruzeiro terá até o final do ano para exercer a opção de compra, mas já tenta abater o valor do acordo, incluindo atletas ou simplesmente diminuindo as cifras. O goleiro reserva Rafael é um dos nomes especulados em uma suposta sugestão de troca do clube de Minas Gerais.

 

O volante de 29 anos se valorizou na Toca da Raposa e tem o apreço de Mano Menezes e Dorival Junior. Por isso, penso que o São Paulo não deveria facilitar em nenhum centavo na negociação. Ou os cruzeirenses pagam o valor integral combinado em contrato ou Hudson volta a São Paulo. O jogador conta com a aceitação da maioria dos Tricolores.

 

Outro atleta que volta a pauta, segundo o próprio Jorge Nicola, é o volante Fernando Bob, da Ponte Preta. Caso seja verdade, penso ser mais uma daquelas ‘insistências’ difíceis de entender por parte do Tricolor. Por que não promover o dedicado Araruna e o ‘polivalente’ Militão, saindo atrás de um bom lateral direito?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Campeão em 2017, São Paulo não deverá participar da Florida Cup em 2018

O São Paulo dificilmente participará da próxima edição da Florida Cup. O lançamento será no dia 09 de outubro e o evento será mais enxuto que as últimas edições, com duração de apenas uma semana ao invés das duas tradicionais semanas.

 

No ano passado conversei com Vinicius Pinotti, então diretor de Marketing do clube, sobre a Florida Cup. Ele me contou que os clubes recebem uma cota baixa de valor de participação mas tem direito a explorar propriedades e assim lucrar financeiramente, além da divulgação da marca em terras americanas. Naquela ocasião o São Paulo fechou a pré-temporada em um centro de treinamento da Under Armour, se instalou em um hotel bancado pela Universal e utilizou algumas ativações com seus patrocinadores, como o vôo ida e volta para os Estados Unidos com a Copa Airlines e ações com a Ambev. Além disso, o CT de Cotia foi alugado por um clube americano no período que o Tricolor esteve fora. Tudo isso fez as contas da Florida Cup fechassem.

 

O blog apurou que, até o presente momento, os participantes brasileiros confirmados na edição 2018 são Flamengo, Corinthians e Atlético MG. Deste modo, tudo indica que o Tricolor, último campeão, não fará uma nova pré-temporada nos Estados Unidos.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo cai no ranking e é a quarta marca mais valiosa entre clubes no BR

As más gestões, dívidas acumuladas, disputas políticas, escândalos de corrupção e seca de títulos dos últimos anos surtiram efeito: apesar de apresentar aumento do valor de sua marca em relação aos últimos anos, o São Paulo caiu da terceira para quarta marca mais valiosa entre 20 clubes brasileiros. A fonte é o conceituado estudo “Valor das Marcas dos clubes Brasileiros”, da BDO Brasil, já em sua décima edição.

 

De acordo com o estudo, o Tricolor brigava pela liderança em 2012 e 2013 mas perdeu espaço e uma colocação no ranking, liderado pelo Flamengo e seguido agora por Corinthians e Palmeiras. O estudo aponta que o clube possui a quarta marca mais valiosa, a quarta maior receita total, a quinta maior receita sem transferências, o quinto maior em patrocínios e publicidade, o décimo primeiro em cotas de TV e o terceiro que mais arrecada em bilheteria no país; status que o posiciona na quarta colocação entre os 20 clubes estudados.

 

Ainda segundo o estudo da BDO Brasil, a constante presença entre as maiores receitas estabiliza o São Paulo entre os primeiros colocados. Nos slides do clube, a auditoria destaca o trabalho da São Paulo TV (canal digital do clube), frisa o reconhecimento internacional do clube (ponto decisivo para transações de atletas) e cita a torcida são-paulina com grande potencial de consumo a ser explorado.

 

Apesar de manter seus números com ligeiro aumento das receitas mesmo com a crise e sem arenas reformadas, vejo o estudo como um sinal de alerta para o Tricolor, principalmente para o marketing do clube. É preciso urgentemente reposicionar o São Paulo como um dos líderes em cotas de TV, além de retomar ações estruturadas, oriundas de licenciamento e ativações com patrocinadores. O único e grande ponto positivo neste ano é o comparecimento em grande número no Morumbi, fruto de um trabalho inteligente de precificação da entrada no estádio. Hoje, o São Paulo está a setenta e oito torcedores do Corinthians, líder em média de público do país. Quem imaginava que isso poderia acontecer na posição que estamos na tabela do Brasileirão e com eliminações precoces de torneios como a Copa do Brasil e a Sulamericana?

 

O indicativo no Morumbi é notável mas neste momento não vejo o marketing do São Paulo estruturado e habilitado para absorver o grande potencial do seu torcedor. Falta uma liderança no marketing do clube, alguém experiente, agregador, honesto, remunerado e altamente capacitado para exercer a função. Espero que dentro dos corredores do Morumbi, o Conselho de Administração esteja atento a isso.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Under Armour desmente saída: “planejamento de 2018 está pronto”

A notícia sobre a atual situação da Under Armour foi dada por um profissional do alto escalão da marca ao jornalista Ricci Junior, proprietário da Rádio SPFC Digital, rádio dedicada 100% ao São Paulo. Segundo a fonte, a fabricante americana de material esportivo e fornecedora do Tricolor, não pensa em fim de contrato em 2017. O jornalista inclusive viu de sua fonte que a Under Armour tem todo o plano de 2018 definido.

 

A empresa não se pronuncia sobre discussão sobre ajustes de valores de contrato com o clube mas, por dedução, parece óbvio que há uma negociação em curso entre as duas partes envolvidas. A marca pretende alinhar os pagamentos de acordo com a situação do país e o Tricolor deseja manter a negociação acordada em contrato.

 

A informação bate de frente com algumas notícias publicadas nos principais noticiários de esporte brasileiros. Eu também tinha uma informação semelhante ao que havia sido noticiado nos veículos. Minha torcida é para que a Under Armour permaneça no São Paulo, com ou sem negociação. Aí vai uma dica aos seus gestores: adaptem alguns produtos para a realidade brasileira. O torcedor sente falta de linhas casuais, retrô e principalmente artigos com preços mais adequados ao seu bolso.

 

É perfeitamente compreensível que a marca deva seguir o DNA performance que a posicionou no mercado mundial, mas o torcedor brasileiro de futebol possui características diferentes do americano. O que mais se vê por aqui é espera pelas semanas de baixa de preços (como a Black Friday) e liquidações de estoque. Será que não dá para adequar mais o plano comercial a situação do país?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.