Search Results For : Opinião

Cueva admite falta de determinação após se lesionar no primeiro semestre

O meia Cueva foi o protagonista da coletiva pós-treino desta quarta-feira. Entre perguntas e respostas triviais, o meia peruano admitiu pela primeira vez uma falta de determinação após a grave lesão na coxa que o tirou dos jogos decisivos do Campeonato Estadual e Copa do Brasil.

 

“O futebol é feito de momentos. Comecei o ano bem com todo o grupo. Depois tive uma lesão e não tive a mesma determinação dentro do time. Mas nunca me escondi e valorizo isso.” – admitiu aos microfones dos jornalistas.

 

Essa falta de determinação foi muito criticada por mim na época que a janela estava aberta. Cueva precisava apresentar mais comprometimento com o São Paulo, conforme escrevi nesse texto do início de julho. O ponto positivo é que o jogador reconheceu isso e é outro em campo. Outro ponto que também vale citar é que o peruano era mal aproveitado dentro de campo: jogava o fino da bola na seleção e cumpria função burocrática nos lados de campo atuando pelo Tricolor. Dorival enfim ajustou isso e Cueva voltou a ser decisivo. Não é à toa que, mesmo inconstante, o time voltou a vencer jogos.

 

Cueva é o tipo do atleta que precisa de constante atendimento e motivação. Não é só um trabalho físico ou tático. Mexe com o psicológico também. Aliás, para quem não gosta do jogador, Cueva é o maior ‘garçom’ e o terceiro maior artilheiro deste ano. Fará falta nos jogos em que estiver na sua seleção.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Pivô de renúncia de Aidar brilha na série B e pode retornar. Ele interessa?

O Paraná Clube está quase lá. Após a difícil vitória sobre o Vila Nova na Vila Capanema, a equipe paranaense deu um passo muito importante rumo a série A em 2018 e um dos protagonistas do time que assumiu a vice-liderança provisória do torneio pertence ao Tricolor.

 

Iago Maidana, de 21 anos, vem brilhando na série B, com segurança defensiva e faro de artilheiro. Com cinco gols na competição (ao lado de Robson, outro conhecido do torcedor Tricolor), ele brinca que luta contra o atacante Alemão pela artilharia. “se bobear eu roubo a 9 dele” – disse ao Globoesporte.com

 

Sem querer, o zagueiro foi pivô do caso que desencadeou a renúncia do ex-presidente Carlos Miguel Aidar do São Paulo, após revelação de comissões indevidas em sua negociação. Emprestado ao clube paranaense até o final deste ano, ele agora é cotado para fazer parte do elenco Tricolor em 2018. O São Paulo procura zagueiros para suprir a saída de Lugano e uma possível investida em Rodrigo Caio e a chegada de Maidana no ano que vem seria uma solução caseira bastante viável. Porém, apesar da ótima fase, o jovem não poderia ser o único reforço do setor e creio que o clube também esteja monitorando jogadores mais experientes para o elenco.

 

É bom sempre ponderar que um elenco de clube grande precisa ter sempre entre cinco e seis zagueiros para compor treinos competitivos e prever convocações e lesões nos seus atletas. Além de Rodrigo Caio e Lugano, o São Paulo atualmente conta com o equatoriano Arboleda, Bruno Alves, Aderllan (também emprestado junto ao Valencia) e eventualmente Éder Militão para a zaga.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Torcida do São Paulo será o grande fator de desequilíbrio no clássico!

São Paulo e Santos farão mais um clássico paulista neste final de semana. Os dois clubes se enfrentarão neste sábado às 17 horas no Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembú e os ingressos estão à venda na Total Acesso.

 

Apesar de viverem em pontas distintas na tabela, os dois clubes sofrem com oscilações no torneio. O São Paulo, um dos piores visitantes do campeonato, não consegue engatar uma sequência de duas vitórias. Já o Peixe, na hora do ‘vamos ver’ anda pipocando contra equipes teoricamente mais fracas e não consegue chegar junto no líder da competição.

 

O Santos tem a tranquilidade da posição na tabela ao seu favor mas ao meu ver o Tricolor leva um ligeiro favoritismo no clássico por uma única e imensa razão: contará com o apoio maciço de sua torcida no Pacaembú. O torcedor entendeu o momento horroroso e está levando o time nas costas nos jogos em casa e finalmente terá a chance de se livrar da maldição da não sequência de duas vitórias. Dorival iniciou a preparação para o San-São nessa terça mas, de acordo com o que se ouviu na sua coletiva pós-jogo, deverá manter a equipe que venceu o Flamengo no último domingo.

 

Os ingressos estão liberados para compra e a expectativa é de mais de trinta mil apaixonados em mais uma dramática odisséia rumo a saída definitiva da zona da degola. Apesar da ótima qualidade do adversário, dá para acreditar numa boa apresentação e, por que não, uma boa vitória Tricolor.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 2×0 Flamengo

Vitória absolutamente essencial do São Paulo no Pacaembú, diante de um adversário qualificado, porém desfalcado de alguns de seus melhores jogadores. Com os pontos, a equipe mais uma vez deu um passo importante na briga para sair da degola.

 

A partida teve duas fases distintas: o primeiro tempo foi amplamente dominado pelo São Paulo. A equipe marcou logo no início e teve tranquilidade para ampliar em uma das poucas bolas de contra-ataque. O segundo gol, de Hernanes, foi uma ‘pintura coletiva’. Sidão lançou Militão que, de cabeça, colocou Cueva em condições plenas para achar o profeta na área.

 

Já na segunda etapa, o adversário voltou mais disposto a tentar os gols que lhe dariam a possibilidade de pontos em São Paulo. O Tricolor sofreu com a pressão rubro-negra, apareceram os zagueiros, um Marcos Guilherme aplicadíssimo em sua função defensiva e Sidão. Com duas grandes defesas, ele garantiu a vitória sem nenhum gol contra, algo raro para esta equipe neste ano.

 

Mais que uma ‘goleada’ (o Tricolor não vencia com dois gols de diferença desde junho no 2×0 contra o Vitória no Morumbi), foi uma vitória em que todos os atletas atuaram bem, mesmo o Tricolor menos intenso na segunda etapa. Do “camisa 1 ao camisa 11” todos se dedicaram e tiveram momentos de brilho. Menção honrosa a Petros e Jucilei, monstros no meio campo combativo. Quem disse que não podem jogar juntos? É só arrumar lugar e a camisa.

 

Será um sofrimento do começo ao fim. A equipe recebe o Santos no Pacaembú, num clássico onde tudo pode acontecer. Porém, deu para ver que, com a torcida ao seu lado (e o Paulo Machado de Carvalho também), dá para confiar em mais um bom jogo. E na vitória.

 

Nota dos personagens da partida:

Sidão Com duas defesas magníficas, garantiu a vitória sem gols contra. Nota: DEZ!

Militão Ótima partida, ajudando muito na marcação no seu setor. Nota: 8,0

Arboleda Apareceu bastante no segundo tempo. Ótimo jogo. Nota: 8,5

Rodrigo Caio Foi bem importante, evitando vários lances perigosos. Nota: 8,5

Edimar Partida taticamente muito boa no lado esquerdo. Nota: 8,0

Jucilei Dominante na frente da zaga. Importantíssimo em campo. Nota: 9,0

Petros Jogador de regularidade e, principalmente, alma. Nota: 9,0

Hernanes Mais a frente, marcou um gol muito importante.  Nota: DEZ!

Cueva Partida excelente no primeiro tempo. No segundo sentiu. Nota: 8,0

Marcos Guilherme Taticamente perfeito. Nota: 8,0

Pratto Descarrega, gringo, descarrega gol! Nota: DEZ!

Jonatan Gómez Sem nota.

Denílson Sem nota

Aderllan Estreou com o pé quente. Dois segundos, 2×0. Nota DEZ! rs

 

Dorival Junior Quando todos os jogadores aparecem com boas notas, independentemente dos dois tempos distintos, é porque o coletivo funcionou. O São Paulo foi mortal no primeiro tempo e, mesmo recuado demais, soube administrar muito bem a vitória sem tomar gol. Tomara que tenha gostado do meio com Jucilei, Petros, Hernanes e Cueva. É isso que temos e não é pouco. Nota: 8,0

 

Leia outras notícias do blog São Paulo Sempre aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Maicosuel mais uma vez é cortado por problemas físicos. O que acontece?

O atacante Maicosuel mais uma vez ficará fora de um jogo do São Paulo. A alegação do clube é que o jogador está com dores no músculo adutor da coxa direita e por isso não enfrentará o Flamengo no domingo.

 

A grande dúvida do torcedor é saber se as dores que provocam o veto de Maicosuel são fruto de lesões simples como uma pontada na panturrilha ou coxa ou se são decorrentes de pubalgia, uma doença crônica que se caracteriza pela presença de dor aguda na região baixa do abdômen e na virilha A pubalgia é progressiva e causa inflamação óssea, cartilagem, ligamentos e nos tendões ao redor da Sínfise Púbica.

 

O departamento médico do Tricolor deveria se pronunciar sobre a causa do veto deste domingo. A lesão que impediu Maicosuel de jogar contra o Flamengo é crônica? Pubalgia é tratável mas muito provavelmente não terá cura. Ela é muito comum em jogadores de futebol devido aos chutes repetidos e também em esportes com troca de direção constante e contato físico.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.