Search Results For : Opinião

OPINIÃO São Paulo 2×0 Palmeiras

Nação do Maior do Mundo;

 

Vitória maiúscula no Morumbi. Com organização, alma e principalmente aplicação dos jogadores, o São Paulo superou o considerado melhor elenco do país e conquistou a sua segunda vitória no Brasileirão 2017.

 

Defino o jogo assim: “ganhamos com aquilo que poderíamos ganhar, não com aquilo que queremos ganhar”. É claro que o elenco do Tricolor não é tão vasto e qualitativo como o do adversário, por exemplo. Mas superamos um dificílimo rival com um desenho tático diferente e muita dedicação dos atletas. Rogério jogou com três zagueiros, um lateral de oficio, um atacante que soube marcar muito bem o outro lado e investiu em poucas e boas estilingadas. Fomos extremamente eficientes em duas delas, contamos com a sorte do pênalti perdido e um (finalmente, já era hora) ‘perú’ de Fernando Prass, mas o mais importante é que em noventa minutos não permitimos o Palmeiras chutar a gol.

 

Renan não fez nenhuma defesa que entrasse para as estatísticas.

 

É isso que a torcida quer. Inteligência de jogo e aplicação tática. Deixar a alma em campo, mas também executar aquilo que é pedido. Hoje o time nitidamente encaixou um belo jogo no rival e venceu com muita propriedade. Poderia ter ocorrido mais vezes na temporada mas penso fazer parte da evolução do elenco e do técnico.

 

O importante agora é curtir bastante o domingo (fazia tempo, não?) e uma semana tranquila antes do próximo compromisso. Os 33 mil e poucos torcedores viram um São Paulo extremamente dedicado coletivamente e, perdão da palavra, dois monstros em campo: Lucas Pratto e Jucilei.

 

Valeu a pena. Obrigado, Tricolor, por nos garantir uma semana feliz!

 

Nota dos personagens da partida:

Renan Ribeiro Pouco trabalhou. Mérito coletivo do time! Nota: 7,0

Marcinho Surpresa que encaixou bem. Assistência a Pratto. Nota: 8,0

Maicon Partidaça. Sério e eficiente. Nota: 8,0

Rodrigo Caio Ótima partida. Sério e preciso. Nota: 8,0

Lucão Outra surpresa no jogo. Aplicação e eficiência na zaga. Nota: 8,0

Junior Aplicado e bem condicionado. Fez bem o papel. Nota: 7,0

Jucilei Monstro! Regular o jogo todo. Usou o físico para parar Guerra. Nota: 8,5

Cícero Fez a parte dele sem sustos. Nota: 7,0

Cueva Ainda abaixo do que joga. Nota: 5,5

Luiz Araújo Velocidade e gol essencial. vem retomando a boa fase. Nota: 9,5

Lucas Pratto Monstro! Gol, assistência. É a cara de um São Paulo lutador!. Nota DEZ!

Thomaz Entrou no segundo tempo e fez sua parte. Nota: 6,5

Militão Pouco tempo. Sem nota.

Chavez Sem nota.

 

Rogério Ceni Vitória de um time aplicado, que ‘amarrou o jogo’ do adversário e aproveitou as oportunidades que teve. Teve sorte do pênalti perdido mas não deu chances de gol ao rival durante quase todo o jogo. Hoje o coletivo surpreendeu e evoluiu. Nota: 9,0

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Lugano ou João Schmidt? Confira as prováveis escalações do clássico:

Nação do Maior do Mundo;

 

Rogério Ceni finalizou a preparação para o clássico diante do Palmeiras neste sábado as 19h no Morumbi. As duas equipes se enfrentam pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro e o São Paulo defende um longo tabu no Morumbi.

 

Com Thiago Mendes fora e os treinos quase sempre fechados, a única dúvida do torcedor (e dos jornalistas) é saber quem será seu substituto. Lugano e João Schmidt disputam a vaga. Se o uruguaio ganhar a disputa, o time jogará com três zagueiros, com Rodrigo Caio podendo atuar como primeiro volante em alguns momentos do jogo. Com João Schmidt Rogério não sai de sua tradicional formação com três zagueiros. João atuaria com Jucilei e Cícero pelo meio.

 

De acordo com o treino aberto de quarta, as duas prováveis formações são:

 

Renan Ribeiro, Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares. Jucilei, João Schmidt e Cícero. Cueva, Luiz Araújo e Pratto. 

 

Ou

 

Renan Ribeiro, Maicon, Lugano e Rodrigo Caio. Buffarini, Jucilei, Cícero, Cueva e Júnior Tavares. Luiz Araújo e Pratto. 

 

Se o São Paulo quiser disputar a posse de bola com o Palmeiras, a primeira formação é a mais adequada. Mas se quiser permanecer mais compactado e apostar nos contra-ataques com Cueva, Araújo e Pratto, a opção com três zagueiros seria a mais indicada. Não fico em cima do muro: preferia o São Paulo atuando com três zagueiros. Não só neste jogo mas em muitos do Brasileirão. E você?

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Ceni promete tentar equilibrar o clássico na “alma e no coração”

Nação do Maior do Mundo;

 

Mal começou o Brasileirão e já teremos primeiro clássico paulista agitando a tabela. São Paulo e Palmeiras se enfrentarão pela terceira rodada da competição nacional no próximo sábado às 19 horas, no Morumbi.

 

Rogério já falou do choque-rei na coletiva pós-vitória sobre o Avaí na última segunda-feira. O técnico foi extremamente realista ao comentar o cenário atual de cada clube. Enquanto o Palmeiras, último campeão brasileiro, nada em dinheiro de um patrocinador que interfere diretamente na compra de jogadores o São Paulo, desde 2012 sem um título, luta para se equilibrar financeiramente e tecnicamente.

 

“Eu espero que o torcedor entenda a diferença entre os clubes, a diferença financeira, poder aquisitivo, mas vamos tentar na alma, no coração, equiparar o jogo.” disse ele aos repórteres. Não vi negativismo. É a realidade atual de cada clube. Diferente do que o torcedor projetou no início do ano, Rogério sabe que sem grandes investimentos e com um elenco com quase metade de jogadores oriundos da base (mesmo multicampeões das respectivas categorias) o time precisará de tempo e paciência para evoluir. Mesmo assim ele disse tentar superar a diferença de situações com a famosa máxima ‘clássico não tem favorito’. Se não vai na grana, vai no coração.

 

O motivacional está perfeito. Ceni só não pode esquecer da organização coletiva, respeito ao sistema e aplicação individual de cada jogador. Apesar do gigante tabu Tricolor no Cícero Pompeu de Toledo, o Palmeiras vem renovado com o ‘técnico dos sonhos’ Cuca e repleto de opções. Terá uma Libertadores antes e uma Copa do Brasil depois, fato que pode ajudar o Tricolor. Mesmo com um elenco melhor, não vejo favoritismo verde mas o São Paulo precisará jogar muita bola para superar o rival e melhorar sua imagem no coração e na alma dos seus próprios torcedores.

 

Os ingressos para o Choque-Rei já começaram a ser vendidos para Sócio Torcedor no site Total Acesso. Além dos ingresso para arquibancadas e numeradas, há opções interessantes com buffet árabe como o Restaurante Amani (atrás do gol) e soft drinks/finger food no Pub&Poker (centro do estádio). Os contatos estão nos links.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 2×0 Avaí

Nação do Maior do Mundo;

 

Nas circunstâncias, foi uma “goleada no Morumbi”. O São Paulo continua desinteressante dentro de campo, mas ao menos afastou o fantasma dos insucessos no seu estádio com a primeira vitória no Campeonato Brasileiro 2017.  Pratto e Luiz Araújo fizeram os gols do Tricolor.

 

O jogo foi muito fraco, principalmente no segundo tempo quando os donos da casa praticamente chamaram os visitantes para o seu campo. Mas, enfim, a vitória veio após três partidas sem sucesso dentro do Cícero Pompeu de Toledo. Os jogadores se mostraram muito aliviados após o jogo. O abraço de Lugano em Ceni chamou a atenção dos torcedores no retorno ao vestiário. A impressão que ficou é que todos tiraram um grande peso nas costas com a conquista dos três pontos. Até aí tudo bem, maravilha, mas um clube como o São Paulo não pode jogar tão pouco com tanto espaço para treino e bons jogadores. É clara a má fase técnica (ou sei lá o que) de alguns como Cueva, vaiado nesta segunda-feira. O peruano não jogou nada. Apático ao extremo. Justamente ele, considerado pelo torcedor como um dos diferenciais do elenco.

 

Apesar da fundamental vitória, a situação do time ainda inspira preocupação. O coletivo não dá liga e as peças que deveriam funcionar não mostram sinais de evolução. Aí destaco a vontade de Luiz Araújo. Entrou no segundo tempo e mostrou bastante velocidade e iniciativa. Premiado com um gol quase todo individual, merece elogios. Rogério tem uma ótima peça para entrar no segundo tempo das partidas.

 

Não tem muito o que fazer. O time precisa treinar cada vez mais para encaixar o jogo que até agora desde o começo do ano não encaixou. Sábado tem o Palmeiras no Morumbi. Parada duríssima mas certamente o estádio Tricolor vai contar com mais que o dobro dos 12 mil guerreiros que enfrentaram o frio e o trânsito paulistano deste início de semana.

 

Não faltará apoio e dias livres para treinar.

 

Nota dos personagens da partida:

Renan Ribeiro Apesar da presença avaiana, pouco acionado. Nota: 6,0

Buffarini Partida razoável. Boa presença defensiva no segundo tempo. Nota: 6,0

Lugano Garra é com ele mesmo. Deveu em campo? Não. Nota: 7,0

Rodrigo Caio Bem em campo, desarmando e saindo para o jogo. Nota: 7,0

Junior Bom primeiro tempo. Apagou na segunda etapa. Nota: 5,5

Jucilei Partida bem jogada do princípio ao fim. Nota: 7,5

Cícero Muito bem no primeiro tempo. Na segunda etapa ‘morreu’. Nota: 5,5

Thiago Mendes Vinha fazendo boa partida até se contundir. Preocupa. Nota: 6,0

Cueva O pior em campo. Muito aquém do meia decisivo que é. Nota: 4,5

Marcinho Melhor no primeiro tempo. Sumido na segunda etapa. Nota: 5,5

Lucas Pratto Gol importante e luta. Joga ‘sozinho’ no ataque. Nota 7,0

Thomaz Entrou no segundo tempo na ponta e depois foi para o meio. Nota: 5,5

Luiz Araújo Ótima participação e gol importantíssimo. Nota: 9,0

João Schmidt Sem nota.

 

Rogério Ceni Falta muito para essa equipe dar a liga mas a vitória tira um enorme peso das costas dos jogadores e dele também, por que não? Precisa de dois ou três reforços para melhorar a qualidade da equipe titular mas também precisa exigir dos que estão mais proximidade, vibração e envolvimento dentro do jogo. O São Paulo de Ceni está desinteressante. Se o Avaí fosse um pouco melhor… Nota: 5,5

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Lucas Pratto não está contundido! Veja possível escalação Tricolor:

Nação do Maior do Mundo;

 

As redes sociais foram infectadas com um boato que tomou grandes proporções neste final de semana. Diz o boato que o atacante Lucas Pratto sofrera uma lesão no tornozelo e que fora cortado por Rogério Ceni do próximo jogo no Brasileirão 2017. Mentira. O argentino treinou normalmente com o grupo e estará à disposição do treinador para o jogo desta segunda-feira às 20h no Morumbi.

 

Ceni fechou os treinos táticos de sexta, sábado e domingo visando concentrar o elenco para a partida contra a agremiação catarinense. Se considerarmos o único treino aberto, alguns prováveis retornos e o adversário que deverá vir fechado para o Morumbi, uma das ideias possíveis será atuar num 4-3-3 com Renan, Bruno (Buffarini), Maicon, Rodrigo Caio e Junior. Jucilei, Tiago Mendes e Cícero (recuperado da gripe). Cueva, Marcinho e Pratto.

 

Também há a hipótese da mesma escalação num 4-2-3-1, com Cueva centralizado. Pelo cenário do jogo não creio em Thiago Mendes na direita ou em três zagueiros para esta partida mas Ceni pode manter o time contra o Cruzeiro, isso é, com os três zagueiros. Lucas Fernandes e Shaylon foram relacionados para o jogo mas é improvável que entrem como titulares. O Tricolor ainda busca reforços para o restante do ano. Fernando Bob e Éverton Ribeiro continuam na pauta do clube.

 

Relacionados para a partida:

Goleiros: Renan Ribeiro e Denis
Laterais: Bruno, Buffarini, Junior e Edimar
Zagueiros: Rodrigo Caio, Lucão, Lugano e Maicon
Volantes: João Schmidt, Thiago Mendes, Jucilei e Éder Militão
Meias: Cícero, Cueva, Thomaz, Lucas Fernandes e Shaylon
Atacantes: Chavez, Lucas Pratto, Gilberto, Luiz Araújo e Marcinho

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.