Search Results For : Opinião

São Paulo: o atual clube do povo!

A torcida do São Paulo  mostra a sua força e mais uma vez lotará o Morumbi para apoiar o São Paulo no Campeonato Brasileiro. A meta da torcida foi cumprida: são mais de 50 mil ingressos adquiridos, com as arquibancadas completamente esgotadas para o duelo contra o Coritiba.

 

Tudo indica que teremos mais um recorde de público no torneio, mesmo em uma quinta-feira às 19h30, horário um tanto quanto difícil devido ao trânsito da capital paulista e o deslocamento para a região do estádio. E os futuros jogos no estádio Tricolor tendem a lotar novamente: Cruzeiro num domingo às 11 horas e Corinthians num domingo, também às 11 horas.

 

Com a chegada das superfaturadas arenas e a (parcial) desistência do Flamengo em sediar jogos no Maracanã, atualmente nenhum clube brasileiro tem tanto espaço e tanta torcida para assistir os jogos como o São Paulo. Mesmo em uma situação ruim no ano e na tabela do Brasileiro, a terceira maior torcida do país fica à vontade para demonstrar no estádio todo o seu amor ao clube. Melhor: com o espaço quitado, há preços para todos os gostos e bolsos. Arquibancadas populares, cativas, numeradas e camarotes permitem que qualquer um assista um jogo no Cícero Pompeu de Toledo ao seu modo. Uma verdadeira democracia de preços.

 

O fato é que com o Morumbi o São Paulo caminha a passos largos para ser o clube de presença mais popular em estádios entre os grandes clubes do país. Se a diretoria mantiver a estratégia de preços adequados a situação financeira dos cidadãos brasileiros e continuar investindo em equipes competitivas, o resultado será sempre esse: público, festa e presença!

 

Tenham certeza que isso atrai títulos, investidores, novos negócios e receitas.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Marcinho ou Marcos Guilherme? Dorival mantém mistério no ataque!

O São Paulo realizou um treinamento tático nesta terça-feira. O técnico Dorival movimentou muito os jogadores no CT, visando a partida diante do Coritiba na próxima quinta-feira às 19h30, no Morumbi. Ao final do treino o técnico deixou um ponto de interrogação no ar: quem será o companheiro de Cueva e Pratto no trio de ataque Tricolor?

 

Marcinho e Marcos Guilherme disputam a posição. O primeiro está mais ambientado no clube e é disciplinado com e sem a bola. Uma espécie de carregador de piano ofensivo, tanto na equipe montada por Ceni como na formação atual de Dorival. O segundo simplesmente foi o destaque da virada histórica do último sábado. Ainda tímido, Marcos Guilherme está se ambientando no Tricolor mas conta com a aprovação do grupo e do técnico.

 

Por enquanto, a vantagem é de Marcinho. Uma leve vantagem, até porque Marcos Guilherme vem cada vez mais e melhor se condicionando no exigente futebol brasileiro. Porém, não estranharei nem um pouco se ele muito em breve abraçar a camisa titular e não largar mais.

 

Bom para todo mundo!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Boca mira lateral do São Paulo para substituir saída de Gino Peruzzi

O Boca Juniors está prestes a perder seu lateral direito. Com a saída iminente de Gino Peruzzi, o clube argentino se volta ao mercado e mostra interesse em contar com a experiência de Júlio Buffarini. Atualmente na reserva do São Paulo, o jogador vê com bons olhos uma possível transferência para retornar seu país de origem.

 

Eu o liberaria, desde que o Boca apresente garantia de pagamento. Comprado pelo São Paulo junto ao San Lorenzo por cerca de R$ 6 milhões de reais, Buffa ainda não justificou o investimento e creio ser difícil apresentar algo a mais do que apresentou aqui. Com 36 jogos pelo Tricolor, o lateral é visto como muito aguerrido e esforçado mas pouco técnico. De titular na “era Bauza”, com direito até a convocações para a seleção argentina, Buffa foi perdendo o status com os técnicos posteriores e atualmente ocupa o posto de reserva do também bastante contestado Bruno.

 

Apesar de ‘encostado’ no Tricolor, Buffarini tem mercado e bastante prestígio em seu país. O caso está com os empresários do jogador. Até agora o interesse não se transformou em proposta mas creio que, se ela vier e for interessante, tanto clube como atleta a receberão com bastante carinho. O problema na lateral direita é crônico no São Paulo. Desde as saídas de Cicinho e Ilsinho, o clube não conseguiu até agora emplacar um nome que a torcida tivesse consenso.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

As cinco vitórias que o São Paulo conquistou no jogo do Engenhão:

O São Paulo ganhou muito mais que os três pontos no épico jogo do Engenhão, neste último sábado. A equipe dirigida por Dorival Junior conquistou diversas “vitórias” em uma só partida, que serão ponto de partida para uma nova fase da equipe em 2017. São elas:

 

1) A vitória da confiança

O São Paulo iniciou o ano repleto de esperança. As chegadas de Lucas Pratto, Jucilei e sobretudo a volta de Rogério Ceni, desta vez como comandante do elenco, motivaram milhares de torcedores no início do ano. Florida Cup vencida em cima do rival, Morumbi cheio no Paulistinha e expectativa acelerada foram dando lugar a incertezas no grupo e no comando. O São Paulo raramente reagiu a um placar adverso no primeiro semestre, visto as eliminações do estadual, Sulamericana e Copa do Brasil. A espetacular virada de ontem aponta um novo rumo, uma nova guia, uma nova esperança ao torcedor.

 

2) A vitória dos contratados

O Tricolor, na direção de um jovem diretor de futebol, percebeu o ‘clima esquisito’ e mexeu muito no time do primeiro semestre. Vieram Maicosuel, Petros, Arboleda, Aderllan, Denílson, Gomez, Marcos Guilherme e, principalmente, Hernanes. Três dos quatro gols deste sábado vieram dos dois últimos, aumentando a esperança por dias melhores no ano. É um ‘novo’ elenco pronto para jogar com o torcedor.

 

3) A vitória do camisa dez

Cueva estava devendo uma apresentação de gala desde a estrondosa goleada de 4×0 em cima do Corinthians, no ano passado. O peruano estava fora de forma e esperando uma proposta da Europa, que nunca chegou. Na épica partida contra o Botafogo ele perdeu um pênalti, mas isso passou quase despercebido pelos torcedores tamanha a bola que jogou no Rio de Janeiro. Com a ajuda de Hernanes, o peruano fez gol, deu assistência e participou ativamente dos quatro tentos são-paulinos. É esse o papel de um camisa dez, principalmente no São Paulo. Que seja assim até o fim.

 

4) A vitória fora de casa

Incrível: até a partida contra o Botafogo o Tricolor não havia vencido uma partida fora do Morumbi no Campeonato Brasileiro. Foi apenas um ponto, sofridamente conquistado no empate sem gols contra o Sport na Ilha do Retiro. Essa campanha não é e nunca foi o DNA do clube mais vencedor do Brasil. Que tenhamos um segundo turno repleto de bons resultados dentro e fora de nossa casa.

 

5) A vitória do torcedor

Por último mas não menos importante. Mesmo com o baixo astral do elenco, os resultados ruins e as eliminações seguidas, o torcedor do São Paulo em nenhum momento abandonou o clube. O Engenhão estava lotado de fanáticos na linda tarde deste último sábado. Tenho certeza que, à partir desta épica vitória, o Morumbi terá casa cheia contra o Coritiba e todos os outros adversários no Brasileirão. Nossa torcida não é a maior do Brasil mas é muito especial, diferente e apaixonada. Com preços acessíveis no Morumbi, o São Paulo aos poucos se tornará o verdadeiro clube do povo na capital. Parabéns, são-paulino. Juntos somos muito mais fortes!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Botafogo 3×4 São Paulo

Jogo emocionante do começo ao fim no Rio de Janeiro. Daqueles que qualquer torcedor do São Paulo gostaria de viver ao vivo e em cores. Depois de estar perdendo por 3×1, com direito a frango de Renan e pênalti perdido por Cueva, o Tricolor correu atrás e, com gols do Profeta Hernanes e o ligeirinho Marcos Guilherme, venceu o ótimo Botafogo. A equipe de Dorival volta com três pontos preciosíssimos do Rio de Janeiro e de quebra vence sua primeira partida fora do Morumbi.

 

O primeiro tempo do Tricolor não foi legal. Apesar de ter aberto o placar (Cueva, numa vacilada da zaga alvi-negra), o time foi desatento demais no gol de empate, marcado segundos depois da bola voltar a rolar. Como se não bastasse, Renan também falhou clamorosamente na virada botafoguense: o goleiro aceitou uma bola fácil da intermediária, que pôs números finais do primeiro tempo. Um erro absolutamente individual.

 

O Tricolor voltou para a segunda etapa decidido a empatar o jogo. Adiantou suas linhas e acuou os donos da casa, porém ainda sem chances evidentes de gol. Dorival arriscou colocar dois atacantes de velocidade, tirando Marcinho e Petros, recuando Hernanes. Curiosamente, na sua primeira jogada rumo ao gol, Nem caiu na área e o juiz decretou pênalti, não existente. Cueva bateu com muita displicência e telegrafou a bola nas mãos de Gatito. Um minuto depois, mais um gol do Botafogo, em bela jogada pela direita.

 

Tudo perdido? Mais uma derrota fora de casa? Tudo levou a crer que sim, quando apareceram as estrelas dos estreantes Hernanes e Marcos Guilherme. Marcos Guilherme diminuiu o placar usando a cabeça, algo que não é sua especialidade. Logo em seguida, Hernanes marcou um belo gol numa puxada de perna esquerda, bem na sua característica. E no gol da heróica virada, Marcos Guilherme mostrou sua real habilidade para a torcida Tricolor: lançamento primoroso de Cueva, arrancada fulminante, calma e chute preciso.

 

Era a tão sonhada (e tão improvável) virada. Para desespero dos donos da casa e de muito torcedor são-paulino que nas redes sociais se esqueceu do restante do jogo e passou a reclamar do Renan, da diretoria, Do Cueva, da vida… Para estes eu digo a frase de sempre: aqui é são Paulo, o Clube da Fé. Quer reclamar? Deixa para reclamar depois do apito final!

 

Vitória espetacular e pontos essenciais na tabela, lembrando o histórico 3×2 no mesmo Botafogo, na semifinal do Brasileiro de 1981. Porém, é preciso calma. Falta muito para sairmos da colocação ridícula que estamos, mas não dá para negar que o time vem reagindo e demonstrando que pode sim, sair dessa colocação que não condiz com sua grandeza. Tenho certeza de um bom público contra o Coritiba, na quinta-feira. Trabalho, força e fé. Muita fé!

 

Nota dos personagens da partida:

Renan Frango do meio da rua. Não pode. Nota: 5,0

Bruno Partida regular, ainda não convence. Nota: 5,5

Arboleda Defesa tomou três gols. Não pode. Nota: 5,5

Rodrigo Caio Defesa tomou três gols, não pode (parte 2). Nota: 5,5

Edimar Gostei da atuação. Básico, com bons cruzamentos. Nota: 7,0

Jucilei Partida regular, com bons momentos. Nota: 7,0

Petros Junto com Jucilei, dá solidez ao meio. Nota: 7,0

Hernanes Estréia com golaço e pirueta característicos. Nota: DEZ!

Cueva Participou bem no jogo todo e fez gol. Pena o pênalti perdido. Nota: 8,5

Marcinho Batalhador, mas não deve ser titular. Substituído. Nota: 5,5

Lucas Pratto Não foi o dia dele. Substituído no segundo tempo. Nota: 5,5

Wellington Nem Sofreu o pênalti, perdido por Cueva. Nota: 6,0

Marcos Guilherme Estréia de gala. Decidiu o jogo. Nota: DEZ!

Gilberto No lugar de Pratto, pouca participação. Nota: 5,5

 

Dorival Junior Novamente teve participação positiva naconquista, colocando o time para frente no segundo tempo. Contou com as estrelas de Marcos Guilherme e Hernanes. Nota: 7,5

 

Torcida do São Paulo Invadiu o Rio de Janeiro. Espetacular!

 

Leia outras notícias do blog São Paulo Sempre aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.