Search Results For : Opinião

Ceni falou em perseguição e diz saber quem são os ‘haters’ do jornalismo

Nação do Maior do Mundo;

 

Desde que assumiu o comando técnico do São Paulo, Rogério Ceni sabia que sua vida não seria fácil. Além da dificuldade em trabalhar dentro das condições financeiras atuais do clube, o ídolo da torcida também enfrenta diversos contratempos extra-técnicos.

 

Foi o que se percebeu em sua entrevista coletiva nesta sexta-feira no CT. Entre outros assuntos, o treinador comentou a perseguição de alguns profissionais da imprensa na ávida necessidade de criar algo polêmico (citou o Caso da prancheta) e também disse saber quem são os profissionais que trabalham para ver o circo pegar fogo. Os ‘haters’ do jornalismo.

 

Um nome da grandeza de Rogério Ceni no futebol brasileiro naturalmente desperta inveja em muita gente. É normal. Uma figura inexperiente no cargo, mas absolutamente identificada com o clube que treina, será alvo constante de tentativas de desestabilização de ambiente. Rogério está acostumado. Tudo que cerca o super ídolo do São Paulo é naturalmente amplificado, porém o ‘técnico Rogério’, em busca de equilíbrio e resultados, demonstrou bastante serenidade na entrevista coletiva. Disse entender as atuais condições do clube, falou em tranqüilidade na relação com os atletas e entende que precisa melhorar o rendimento coletivo da equipe.

 

Os haters do CT e das redes sociais continuarão rondando o técnico, mas se depender dos blogs, portais de torcida, youtubers e formadores de opinião, o São Paulo terá apoio incondicional neste Brasileirão. O momento é de tranquilidade e presença.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

O ‘instigado Cícero’ também precisa ser visto dentro de campo!

Nação do Maior do Mundo;

 

Cícero concedeu ótima entrevista coletiva nesta quarta-feira. O jogador veio a público explicar o episódio ocorrido há um mês atrás, defendeu o seu técnico e aproveitou a deixa para pedir a cabeça de quem vazou informações no vestiário.

 

Leia a matéria da entrevista coletiva de Cícero aqui.

 

Além dos esclarecimentos, o volante se mostrou revoltado com a existência de um dedo-duro dentro do vestiário, conforme confirmado no último post do blog. “Eu gostaria de saber quem falou para a imprensa” – cobrou ao vivo e em cores para todos os microfones do CT da Barra Funda.

 

Ótima atitude do jogador. Mostrou uma iniciativa que é cobrada neste blog desde o início da temporada. Cícero nunca teve uma personalidade forte nos gramados, mas voltou ao São Paulo a pedido de Ceni justamente para ajudar a liderar esse novo grupo. É homem de confiança do treinador e sabe que não vem rendendo tudo aquilo que o que se espera dele.

 

Cícero, assim como todos os demais jogadores, precisa ser cobrado dentro de campo. Ele mesmo sabe disso. O ‘instigado Cícero da entrevista também precisa ser visto também dentro de campo, com sangue nos olhos e a atitude da coletiva desta quarta. É isso que se espera dele.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tem dedo-duro no vestiário Tricolor!

Nação do Maior do Mundo;

 

Não se fala em outra coisa que não seja a ‘fúria’ de Rogério Ceni no vestiário durante o intervalo da primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. Irritado com o segundo gol do Corinthians, o treinador chutou uma prancheta, esbravejou com o elenco e cobrou mais atitude de alguns atletas.

 

Quer saber? Tudo normal. Num vestiário, quando a coisa não anda, acontece até coisa pior. Já ouvimos história de jogador que até saiu no braço com outro. É até comum mas pouco divulgado porque o que acontece no ‘local sagrado’ dos jogadores fica por lá mesmo. É a lei de um vestiário de futebol. Por exemplo, o desentendimento entre Cícero e Ceni pela prancheta chutada, já foi acertado entre os dois. Não houve briga e, como disse Jucilei em coletiva: ‘ficou no vestiário’.

 

Aí eu pergunto: quem não está irritado com o São Paulo de 2017, que tem reforços, tem atletas de base incorporados e um ídolo como técnico? Todos estão com os nervos a flor da pele e todos querem acertar o mais rápido possível. O problema é que, além das dificuldades, tem dedo de seta passando informações de vestiário para a imprensa e isso é muito grave no meio do futebol. O Tricolor já tem problemas demais para resolver e cagueta nessas horas só contribui para aumentar o caos.

 

É fato: existe dedo-duro do vestiário. Quem é? Não sei. Só sei que quem faz isso trabalha contra o clube. Já não basta os inúmeros whatsapps (a maioria falso ou contendo opinião ‘hater’) de gente botando ainda mais gasolina na fogueira Tricolor?

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Logo do futuro patrocinador poderá ser abaixo das faixas, revela portal

Nação do Maior do Mundo;

 

O Portal UOL revelou nesta segunda-feira um importante detalhe na aplicação do logo do futuro patrocinador master que poderá atender um pedido antigo de muitos torcedores do São Paulo.

 

De acordo com matéria publicada pelo jornalista José Eduardo Martins, o logo da Intermedium poderá ficar abaixo das listras da camisa #1 do clube, algo semelhante a montagem fictícia criada pelo blog O Manto Tricolor. Deste modo o ‘peito’ ficará limpo, possibilitando que num futuro próximo as listras voltem ao seu lugar original na camisa.

 

Com o logo principal embaixo das listras, o logo da Urbano (também presente na frente da camisa) desceria um pouco mais para baixo, ficando as duas marcas abaixo do escudo Tricolor. Se for concretizada a mudança, a notícia agradará muito torcedor. Faz tempo que a torcida pede o retorno das faixas para a altura do peito, algo que simboliza as tradições do clube.

 

A diretoria do clube pretende apresentar nos próximos dias o seu novo patrocinador. O homem forte da Intermedium e da Construtura MRV também revelou em seu twitter oficial que a torcida poderá ter uma boa notícia nos próximos dias.

 

Aguardemos.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Cruzeiro 1×0 São Paulo

Nação do Maior do Mundo;

 

O Tricolor estreou da maneira como muitos dos seus torcedores já imaginavam: derrota no primeiro jogo de Campeonato Brasileiro. Perdida e sem nenhuma vontade em campo, a equipe de Rogério Ceni desta vez sucumbiu diante de um desfigurado Cruzeiro e já começou a preocupar o seu torcedor.

 

Ceni até tentou algo novo; modificou a escalação e o esquema tático, chamando o Cruzeiro para seu campo, mas novamente o São Paulo chegou muito pouco a meta do adversário e errou muito individualmente. A Raposa achou um gol em mais uma falha bisonha de Maicon e nem precisou fazer muito para segurar o resultado. Jogou o arroz-feijão e levou os três pontos de forma simples, não dando alternativa para o já pouco repertório Tricolor. Uma lástima.

 

O time continua confuso, tem jogadores fracos e outros em má fase, mas o que não consigo admitir é a aparente falta de vontade que vemos nos jogadores. Falta sangue nos olhos desse elenco. O time perdendo e muitos deles nem aí com o resultado. Alguns estão pensando na Itália, outros em marias-chuteira… Ninguém se cobra de verdade dentro do gramado. Cadê os chutes? As defesas do adversário? As tabelas? As bolas na trave, as bolas passando de raspão? Com tantos erros e falta de repertório, os jogadores do São Paulo mais uma vez ofenderam a grande torcida que sofre para viajar jogo a jogo e compareceram no Mineirão, mesmo com os R$ 120,00 de entrada. Jogadores: vocês deveriam reembolsar o ingresso de cada um deles!

 

É óbvio que uma situação dessas não tem apenas um culpado. É uma série de fatores que passam por administração, decisões técnicas e empenho dos atletas. Mas é nítido que algo está muito errado entre comissão técnica e jogadores. Não dá para se apresentar com essa falta de vontade toda. É muito cedo para qualquer avaliação em relação a Campeonato Brasileiro, mas já dá para projetar mais um torneio difícil pela frente.

 

Espero estar errado.

 

Nota dos personagens da partida:

Renan Ribeiro O melhor do time, com uma grande defesa e segurança. Nota: 8,0

Thiago Mendes Invenção na direita. Não foi mal mas não é do ramo. Nota: 5,5

Maicon O erro bizarro estragou completamente a boa atuação que teve. Nota: 3,0

Rodrigo Caio Também dono de um erro bizarro, salvo pelo Renan. Nota: 4,0

Militão Boa estréia. Seguro, fez o básico. Nota: 6,0

Junior Horroroso. Marcou mal e apoiou ridiculamente. Nota: 3,5

Jucilei Boa partida, num mar de falta de vontade e criatividade. Nota: 6,5

João Schmidt O verdadeiro significado de ” se eu jogar ou não, tanto faz”. Nota: 4,0

Cueva Fraquíssimo. Desde a contusão não joga bola. Substituído. Nota: 3,5

Marcinho Boa partida, com algum destaque na direita. Nota: 6,0

Lucas Pratto Está em má fase, mas não desiste do jogo. Nota 5,0

Luiz Araújo O normal dele é isso. Nota: 4,0

Thomaz Entrou no segundo tempo para dar mais velocidade. Nota: 5,5

Gilberto Tentou mais na base do bumba meu boi. Nota: 4,5

Rogério Ceni Mexeu na escalação e formação, desta vez esperando o Cruzeiro para tentar sair com velocidade no contra-ataque. Ponto para ele por isso. Para mim errou nas substituições: Cueva, por mais mal que esteja, não pode sair e o time ficar sem meia algum. Corrigiu com Thomaz mas não consegue fazer com que seu time chute a gol, a mais poderosa das estatísticas para uma vitória. Parte da culpa é dele. Nota: 4,0

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.