Search Results For : Opinião

Chegou a hora e a vez de Lucas Pratto, Wellington Nem e Luiz Araújo!

Nação do Maior do Mundo;

 

Começou abril, e com ele o mês decisivo para os grandes paulistas neste semestre.

 

O São Paulo enfrentará uma maratona de jogos eliminatórios pelo estadual, Copa do Brasil e Sulamericana, sem direito aos erros frequentemente vistos na temporada. Porém, será a pela primeira vez Rogério Ceni poderá escalar desde o início dois jogadores que vieram para “resolver” o ataque Tricolor: Wellington Nem e Pratto.

 

Wellington Nem, primeiro reforço da temporada e muito festejado pelo treinador, se lesionou no primeiro jogo do ano (Audax) e desde lá volta gradualmente, entrando na maioria dos jogos no segundo tempo. O atleta luta para retornar a boa forma da época do Fluminense, quando foi o principal responsável pelas assistências a Fred no último título brasileiro conquistado pelo Fluminense. Por outro lado, Lucas Pratto é, sem dúvida, a maior contratação de 2017. O atleta é grande esperança de gols para os próximos anos e vem motivado pelas convocações da seleção argentina.

 

Além de Nem e Pratto, o Tricolor ainda conta com a ascensão de Luiz Araújo, que se valorizou após a venda de David Neres e cresceu após a contusão de Nem. O atacante foi o grande destaque do clássico vencido pelo Tricolor na Vila e também chega para lutar por uma posição de titular, mesmo com a oscilação de desempenho naturalmente sofrida nos últimos jogos.

 

Para o São Paulo, quanto mais disputa no ataque, melhor. Com Cueva lesionado, os três terão uma rara oportunidade de atuarem juntos contra o Linense no próximo domingo, no Morumbi. Agora chegou a hora de mostrarem eficiência e gols para o Maior do Mundo. Com a defesa mais exposta que na época de Bauza, o time se vê obrigado (até pela ideologia de Ceni) a fazer mais gols que tomar. O torcedor gosta desta filosofia de jogo e abraçará a equipe como vem abraçando até então. A prova disso é que o clube é o líder em média de público do ano.

 

Agora chegou a hora da cobra fumar para o São Paulo: confio muito nestes três atacantes e nos suplentes Gilberto e Chaves. Eles serão a garantia de gols para um mês que não poderemos abdicar das bolas na rede.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Confiante, Cueva manda recado no Instagram: “más fuertes que nunca!”

Nação do Maior do Mundo;

 

Christian Cueva, meia do São Paulo e da seleção peruana, se lesionou na última partida de seu país contra o Uruguai. Porém, apesar de toda a preocupação do torcedor são-paulino (Cueva é peça fundamental no time titular), o atleta esbanjou otimismo no seu instagram e postou um video com o dizer “más fuertes que nunca!”. O jogador retornou para São Paulo no embalo do funk “Olha a explosão!” (MC Kevinho).

 

A lesão ainda preocupa porque o diagnóstico ainda não foi realizado, mas a confiança do jogador é grande. Segundo pessoas próximas, Cueva chegou a comunicar ao São Paulo que não acredita que seja algo grave. Sendo assim, podemos ter esperanças de tê-lo pronto em bem menos tempo que o esperado ao vê-lo saindo de maca do jogo.

 

Otimismo e recuperação!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Bernardo 0x1 São Paulo

Nação do Maior do Mundo;

 

Na escala Gisele Bündchen de beleza, podemos dizer que este jogo foi uma Thammy Gretchen. No máximo, e com muita boa vontade, uma Inês Brasil. Mas, apesar do terror esportivo psicológico submetido ao torcedor na TV e nas arquibancadas do ABC, a vitória do São Paulo em cima do São Bernardo teve aspectos bem positivos.

 

O primeiro deles obviamente foi a vitória. O Tricolor quebra a sequência de jogos sem vencer e vem com um pouquinho mais confiante para os mata-matas do estadual, não dando chance alguma da imprensa falar sobre jejum de vitórias antes dos mata-matas. Detalhe: venceu sem tomar nenhum gol, quase um milagre de Santo Paulo, e ainda teve dois pênaltis mal marcados e um gol mal anulado, pois Gilberto estava em condições legais. De quebra, foram três pontos importantes para a tabela porque eles ainda são somados na fase decisiva e ganhando as próximas partidas do Linense a chance de uma melhor colocação na semifinal é boa.

 

Outro aspecto positivo é o gol de Gilberto. Artilheiro isolado da competição, o atacante prova dia a dia que é uma ótima alternativa a Lucas Pratto. Gibagol sabe de sua limitação e da condição de reserva e mesmo assim briga contra as críticas muitas vezes infundadas e precipitadas da torcida. Num elenco não tão qualitativo como o nosso (em comparação aos melhores do Brasil) e escassez de camisas 9, é uma ótima notícia.

 

O terceiro e último aspecto positivo é ver o clube presidido pela borboleta baiana ser rebaixado no Paulista. Agora está valendo R$ 100,00 ver a cara do Vampeta após o apito final. O baiano está se especializando em rebaixamentos. Como jogador e como dirigente. Parabéns pela ótima visão empresarial!

 

Apesar do jogo fraco, foi importante para Rogério observar algumas peças e descansar outras. Abril não terá perdão: decisões no Estadual, Copa do Brasil e Sulamericana. E não dá para tirar o pé em nenhuma.

 

É hora de começar a brincadeira!

 

Nota dos personagens da partida:

Denis Partida regular. Não entendi a saída do Renan. Nota: 6,0

Araruna Discreto e eficiente, um bom quebra-galho. Nota: 6,0

Lugano O uruguaio fez o arroz-feijão bem jeitinho mais uma vez. Nota 6,0

Douglas Mostrou fragilidade, mesmo em uma partida “fácil”. Nota: 4,5

Lucão O primeiro passo para se firmar é não fazer bobagem. Feito! Nota: 6,0

Junior Hoje regular. Titular absoluto da lateral esquerda. Nota: 5,5

João Schmidt Muito passe errado, principalmente no primeiro tempo. Nota: 4,5

Wellington Partida muito fraca, principalmente quando armou. Nota: 4,0

Wesley Em forma não justifica a contratação, imagina fora de forma… Nota: 4,5

Shaylon Tímido demais no jogo. Muito garoto, vai se soltar… Nota: 4,5

Chavez Luta não faltou, mas falta qualidade. Nota: 4,5

Cícero Entrou no intervalo e deu um pouco mais de qualidade no meio. Nota: 6,0

Gilberto GIBAGOL NELES! Artilheiro da competição. Nota DEZ!

Neílton Menos pior partida da temporada. Nota: 5,5

Rogério Ceni Tirando a opção por Denis (acho que Renan merece uma sequência definitiva), o time era esse. Agora é preparar a equipe para o intenso mês de abril Nota: 6,0

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Thomaz: uma aposta de 30 anos!

Nação do Maior do Mundo;

 

Eu estaria mentindo se dissesse que vi Thomaz atuando em mais de duas partidas.

 

Na verdade só o vi uma vez em campo: contra o Palmeiras pela Libertadores 2017. A impressão foi boa. O meia ex-Jorge Wilsetermann mostrou habilidade e rapidez para incomodar bastante o volante Felipe Melo. O porco ganhou da equipe boliviana apenas no último minuto da prorrogação.

 

Amigos que viram a atuação do meia contra o Peñarol disseram que Thomaz foi ainda melhor. O jogador foi indicado pelo Departamento de Análise e Desempenho do São Paulo e agradou Rogério Ceni. “Rei das estatísticas”, Thomaz foi aprovado e será inscrito nos jogos importantes que a equipe fará em abril.

 

Agora zera tudo. O atleta de 30 anos, ex-base do Corinthians, com atuações pelo Internacional e rodagem pela Bolívia terá que provar que também é bom vestindo a camisa de um clube com grande destaque no cenário mundial. Com mais marcação contra e menos espaços, esses números tendem a cair e o rendimento é outro caso não mostre qualidade. Pelo que fez na Libertadores, é uma boa aposta mas o vínculo de três anos se tornará um tormento caso não mostre eficiência.

 

Enfim, é uma aposta do treinador e sua equipe de scout, sem valor de mercado, que pode virar mesmo na casa dos 30 anos como o Mineiro em 2005 ou não virar, como aconteceu com o também trintão Paulo Assunção, em 2012. Vamos ver se acertamos desta vez.

 

Boa sorte a ele e muito trabalho a vista, pois abril será puxado!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 1×1 Corinthians

Nação do Maior do Mundo;

 

Clássico com muita polêmica, pouca bola e infelizmente um óbito no Morumbi. Sem seus principais jogadores, o São Paulo aumentou o histórico recente de invencibilidade diante do rival (agora são quatro jogos sem perder dos alvi-negros) e já está classificado, pois o Red Bull perdeu para o Botafogo em Campinas.

 

Antes da opinião do jogo, a nota de falecimento: o torcedor Bruno Pereira da Silva morreu ao cair do alto da arquibancada superior para o lado de fora do estádio, quando tentava pular de um setor para o outro. Uma tristeza e um aviso: vejo muita gente fazendo isso e se equilibrando de pé no apoio de concreto da arquibancada laranja. Não brinquem com o perigo. A vida é muito frágil.

 

Sem rodeios: o Tricolor deixou de ganhar esse jogo pela ausência de Cueva e Pratto. Se sem os dois melhores do time já fica difícil ganhar um jogo normal, imagina num clássico, quando o resultado é definido pelos detalhes. Rogério Ceni recuou Wellington Nem para fazer a função de Cueva e o time começou muito bem a partida, com toques envolventes e pressão no campo de ataque. A esquerda foi bem acionada com Luiz Araújo e Júnior e não fosse a falta de um ‘metedor de bolas’ como Cueva, o São Paulo poderia ter levado muito mais perigo ao gol de Cássio. Aos poucos o adversário equilibrou as ações e o primeiro tempo terminou morno e com poucas chances reais.

 

O gol de Maicon, minutos depois de uma grande chance desperdiçada por Luiz Araújo, botou fogo no  segundo tempo. Gostei da comemoração, com o zagueiro imitando o tradicional apelido corinthiano. Até o Twitter oficial do rival perdeu a linha! Com vantagem no placar, o Tricolor poderia ter acalmado o jogo e gastado mais a bola mas, na tentativa de alongar o placar, cometeu o descuido fatal na única jogada que poderia sair um gol dos rivais. Araruna não acompanhou no lado direito e a bola foi muito bem lançada para Jô, no meio dos zagueiros, marcar de cabeça o gol do empate. Sem Cueva e Pratto, condutores dessa equipe, o São Paulo sentiu o empate e não conseguiu voltar ao ímpeto de mandante. O adversário também não fez questão de se lançar a frente, e o jogo terminou por aí.

 

Claro, teve polêmica. Wellington Nem poderia ter sido expulso antes dos acréscimos e nunca na jogada que levou o vermelho, assim como Pablo, que estava amarelado e deveria ter ido para o chuveiro em uma entrada para amarelo em cima do próprio Nem. No final, placar igual e um jogo para ambos os clubes esquecerem a não ser pela comemoração do capitão Maicon. Provocação faz bem quando é bem feita e essa já ficou gravada na história!

 

Nota dos personagens da partida:

 

Renan Ribeiro Partida bem segura. Golaço do técnico em mantê-lo. Nota: 7,0

Araruna Disciplinado, fez bom jogo improvisado na direita. Nota: 6,5

Maicon Comemoração genial. Até o twitter do rival perdeu a linha! Nota DEZ!

Rodrigo Caio Bom jogo, com boas antecipações de bola. Falhou no gol. Nota: 6,5

Junior Primeiro tempo melhor, mas vem mantendo regularidade. Nota: 7,0

Jucilei Melhor partida com a camisa do São Paulo. Nota: 7,5

Thiago Mendes Mais adiantado, tentou jogadas, sem muito sucesso. Nota: 6,0

Cícero Partida regular, melhor no primeiro tempo. Nota: 6,5

Wellington Nem Não conseguiu fazer a do Cueva. Expulsão injusta. Nota: 4,5

Luiz Araújo Alguns lampejos de bom futebol. Perdeu gol na cara do Cássio. Nota: 4,5

Gilberto Não foi bem. Não prendeu a bola do gol adversário. Nota: 4,0

Chavez Entrou no lugar de Gilberto e tentou jogadas na base da raça. Nota: 5,0

Neílton Com ele, o São Paulo joga com dez. Nota: 4,0

 

Rogério Ceni Se virou sem os melhores do elenco, mas o time não reage. Nota: 5,5

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.