Search Results For : Opinião

Outdoor do jogo entre Audax e São Paulo contém propaganda enganosa

Nação do Maior do Mundo;

 

A foto acima foi tirada pelo leitor Fabio Castro entre os quilômetros 19 e 18 da Rodovia Castello Branco, no sentido São Paulo, na região de Osasco. O outdoor flagrado promove o primeiro jogo do Audax, diante do São Paulo na Arena Barueri.

 

Há uma informação falsa no conteúdo da propaganda. O outdoor diz que o jogo em Barueri será o primeiro oficial de Rogério Ceni como treinador, o que não é verdade. Rogério já estreou como técnico do São Paulo na Florida Cup, evento oficial que já consta nos registros históricos do clube.

 

Minha opinião permanece a mesma: o torcedor não deve comparecer a este jogo por causa das declarações infelizes do presidente do Grêmio Audax. Ao invés de justificar o alto preço dos ingressos alegando poucos recursos do clube de Osasco, o tal presidente preferiu afirmar que prefere ganhar dinheiro em cima do são-paulino.

 

A clara provocação no programa em que participa na rádio Jovem Pan deveria ser respondida pelo torcedor do São Paulo com ausência no estádio. Casa cheia mesmo será contra a Ponte, a ser definida no Morumbi ou Pacaembu. O estádio Tricolor está em fase final de reformas nos vestiários e sala de imprensa.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Proposta do Lille é concreta. Palavra final é do presidente do São Paulo

Nação do Maior do Mundo;

 

Rogério Ceni acabou de confirmar em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira: existe proposta concreta para Luiz Araujo. Como muitos sabem, o Lille OSC, clube da cidade de Lille, França, é o interessado. O valor giraria em torno de R$ 22 milhões de reais.

 

O treinador não gostaria de perder o atacante, mas sabe das condições atuais do clube, que não pode nem pensar em descuidar da parte financeira. Por isso Ceni entregou o caso para as mãos do presidente Leco. “Ele decide” – disse o treinador.

 

Opinião: o clube precisará vender um ou dois jogadores para se manter no azul no ano. Os mais valiosos do elenco são: Rodrigo Caio, David Neres, Cueva e Maicon. Os dois últimos só saem caso a multa integral seja paga e mesmo assim seria muito difícil algum clube os tirar do Tricolor neste momento. Luiz Araujo, assim como David Neres e outros jovens, é uma promessa que pode ou não virar no futebol. Se for para vender um, seria Luiz o meu escolhido por já termos boas peças no setor. Neres, Neílton, Nem, Cueva e até Chavez podem atuar nos lados do campo, além disso, tem gente boa que pode subir, como o jovem Caíque e futuramente Marquinhos Cipriano, da base.

 

Não é bom perder jogador, mas é pior ainda o clube atrasar salário.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tática? Diretor de futebol do SPFC nega procura por um centroavante

Nação do Maior do Mundo;

 

O diretor de futebol do São Paulo José Jacobson Neto negou nos últimos dias uma procura obsessiva por um centroavante para Rogério Ceni. Aos microfones da imprensa, o diretor disse que o clube está satisfeito com o seu plantel.

 

“Consideramos o grupo já bem estruturado, completo. Temos confiança no Chavez, no Gilberto e eventualmente até no Cícero, que já realizou essa função. Claro que estamos atentos ao mercado, mas só agiremos em caso de oportunidade. O Rogério tem um grupo forte” – disse ele em coletiva.

 

Quem conhece o São Paulo da era Juvenal sabe que esse procedimento é ‘padrão’ entre os diretores do clube. Quantas vezes o ex-diretor João Paulo de Jesus Lopes (e até mesmo Leco quando cuidava do departamento) negavam a procura por algum reforço, como uma espécie de ‘tática’ para não supervalorizar pretensas negociações. Para mim é claro que o clube está a procura de um camisa nove, tão claro quanto está difícil encontrar alguém de nível e com disponibilidade a atuar dentro das condições determinadas pelo clube.

 

Foi o próprio Jacobson tratou de negar a afirmação do diretor financeiro Adílson Alves, que recentemente declarou em entrevista que o clube teria R$ 17,5 milhões para investir no futebol. Enquanto os diretores batem cabeça, Rogério continua preparando a equipe para o Paulista e a Copa do Brasil. E também torcendo pela permanência de Chavez (com sondagens da China) e aguardando a chegada de Jucilei. O volante está no Brasil mas aguarda a documentação do Shandong Luneng.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Com a camisa 10 de Tevez, Centurión protagonizará ataque do Boca Juniors

Nação do Maior do Mundo;

 

Se o São Paulo atualmente sofre com a falta de gols de seus atacantes, o mesmo não pode se dizer do Boca Juniors. Em quatorze jogos do Campeonato Argentino (paralisado no final do ano e em vias de recomeçar), o clube ‘xeneize’ ostenta a liderança isolada, acumulando até então nove vitórias e 35 gols marcados, uma média de dois tentos por partida.

 

Por que a comparação? Porque desde que o astro Tevez se mudou para a milionária aventura na China, a camisa é envergada por um conhecido dos Tricolores: Ricardo Centurión. O atacante, que ainda pertence ao Tricolor, além de vestir a lendária camisa de Maradona, agora protagonizará o eficiente ataque do Boca.

 

Figura importante no último amistoso contra o Estudiantes e de bem com a vida junto aos torcedores do Boca, Centurión está em São Paulo renovando sua carteira de trabalho e não deve chegar a tempo para o amistoso contra o San Lorenzo. A expectativa é que seja poupado para o “Superclássico de Verão” contra o River, em Mar del Plata.

 

Mesmo voltando para o Tricolor no meio do ano (quando termina seu empréstimo) o jogador não deve ser aproveitado por Rogério Ceni. Com a sua valorização em solo argentino, devem ocorrer propostas mais interessantes ao clube, inclusive de fora do país. É fácil dizer que Centu não se adaptou no São Paulo, mas também é preciso concordar que aqui ele jogou em uma posição muito atrelada a marcação. No Boca ele tem muito mais liberdade para atacar e nem é preciso entender muito de futebol para ver que essa liberdade ajuda muito o seu futebol.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

O início, duas certezas!

Nação do Maior do Mundo;

 

Depois de intensos dias de preparação no IMG Center, dois amistosos, o título da Florida Cup neste último sábado e um pouco de lazer na Universal Studios, a equipe de Rogério Ceni retornará ao Brasil com duas certezas nas bagagens.

 

A primeira delas se refere ao ambiente no grupo. Desde que chegou ao clube, o novo treinador implementou uma nova filosofia, uma espécie de ‘competição compartilhada’ onde todos os atletas concorrem entre si, mas em prol de um objetivo em comum. É claro o novo astral entre os jogadores, celebrado por Rodrigo Caio em matérias para vários veículos. Apesar da falta de experiência na nova profissão Rogério tem tarimba suficiente para passar sua história de vida aos garotos, e peito suficiente para comandar os mais velhos. Cai por água abaixo a lenda de que ele era odiado pelos seus companheiros de treinos… Rogério é obstinado por futebol e apaixonado pelo São Paulo. Se vai dar certo, só o tempo dirá, mas é um ótimo começo.

 

Leilão da camisa usada por Lucas em 2011 termina hoje. Dê seu lance!

 

A outra certeza é antiga e ficou clara nos dois jogos ‘valendo’ nesse início de ano: não temos ninguém para empurrar a bola na rede. Falta um finalizador para a equipe. Gilberto, o único homem especialista na posição, será um útil reserva. Chavez, que anda atuando por lá, não é pivô nem eficiente cara a cara com o gol. Não é a dele a posição de centroavante e ainda mais, o argentino deve retornar ao Boca no fim do seu empréstimo. O São Paulo mais que nunca precisa acertar com um especialista. Nilmar é um nome muito especulado e até o nome de Luiz Fabiano tem sido comentado por torcedores nas redes sociais.

 

Apesar da falta de pontaria e do elenco ainda a se desenvolver com os muitos garotos incorporados, o saldo na Florida foi muito positivo e dá confiança para clube e torcida alcançarem vôos mais altos que nos últimos anos em que se misturou a clubes coadjuvantes no Campeonato Brasileiro.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.