Search Results For : Opinião

Finanças do São Paulo no caminho certo? Esperamos que sim!

Saiu no Portal UOL: com as vendas de jogadores em 2017, o São Paulo conseguiu reduzir a sua dívida substancialmente. O clube fechou 2017 com R$ 142 milhões em débitos e, em reunião realizada na semana passada, o Conselho de Administração recebeu o montante atualizado: 90 milhões em débitos a pagar.

 

Ainda segundo o UOL, o superavit do ano passado, que foi de R$ 1 milhão, neste ano estará na casa dos R$ 14 milhões, considerando também outras receitas como a chegada do Banco Inter como patrocinador master. Foram até então cerca de R$ 181 milhões em vendas de atletas (sem contar as iminentes saídas de Lucão e Centurión), boa parte delas abatendo as dívidas e outra reinvestida no futebol com as contratações de Petros, Maicosuel, Marcos Guilherme e o empréstimo de Hernanes, por exemplo. Vale ler a matéria completa aqui.

 

O Blog São Paulo Sempre tinha conhecimento extra-oficial dessa substancial diminuição da dívida desde a semana passada e pede constantemente para que a gestão Leco divulgue os números para a coletividade Tricolor como parte da transparência prometida na campanha que o elegeu presidente. É evidente que os números da matéria da UOL são extra-oficiais, mas vem de um canal sério e com credibilidade, portanto devem ser levados em consideração.

 

Se o caminho Tricolor é esse, retomando a saúde financeira sem descuidar das contratações e o fortalecimento do elenco, creio que o clube esteja no caminho certo para retomar seu lugar de merecimento junto aos gigantes, mas é preciso transparência constante na divulgação dos resultados. Já que a coisa parece estar andando, que tal a divulgação de balanços trimestrais ao invés de anuais? Contra números, não há argumentos. Seria mais uma demonstração de que o clube de fato retomou os trilhos administrativos.

 

Ah, lembrando: a saúde financeira do clube pode e deve ser comemorada, mas ainda falta muita coisa a fazer. Um marketing mais atuante, melhor licenciamento, melhorias estruturais no estádio e principalmente organização definitiva no futebol para a retomada dos títulos.

 

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Apesar de tudo, as contratações estão aí. Agora é com você, Dorival!

Com vinte e dois jogos restantes no Campeonato Brasileiro e sem chances em outros torneios, a diretoria do São Paulo entende que Dorival Junior terá tempo suficiente para dar uma cara no time de 2017, algo que o antecessor Rogério Ceni não conseguiu por inúmeros fatores, entre eles inexperiência no cargo e perda de muitos atletas no meio de fases decisivas do primeiro semestre.

 

Dorival tem experiência e capacidade para essa construção. O Tricolor ainda não fechou as contratações mas considera as chegadas de Hernanes e Marcos Guilherme importantes para o clube sair da zona desconfortável que ocupa na tabela do Campeonato Brasileiro. O primeiro é ídolo e vencedor no último ciclo de grandes conquistas do clube. O segundo, a peça rápida que chega para brigar por posição com Wellington Nem. E não são só eles: o clube bota muita fé na recuperação de Cueva e Maicosuel.

 

É fato que o planejamento do São Paulo neste ano foi capenga, mas apesar de tudo, os jogadores estão aí. Desde jovens promessas como Lucas Fernandes, Brenner e Junior Tavares até medalhões como Lucas Pratto, Hernanes e Jucilei, passando por ótimos nomes como Cueva, Petros, Rodrigo Caio, Maicosuel e Marcos Guilherme.

 

Agora é com você Dorival! Peças, estrutura e bom ambiente de trabalho você tem. A evolução do São Paulo agora passa definitivamente por suas mãos. É hora de trabalhar para buscar as variações de jogo e conquistar o DNA do segundo tempo do jogo contra o Grêmio, que o torcedor tanto deseja ver ao longo dos campeonatos.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 1×1 Grêmio

Partida de Tricolores gigantes no Morumbi. Com dois tempos muito distintos, São Paulo e Grêmio empataram diante de mais de cinquenta mil apaixonados torcedores e fecharam a rodada em alto nível mas distantes de seus objetivos.

 

O primeiro tempo foi todo do Grêmio. Além do gol, a equipe do Rio Grande do Sul teve domínio com e sem a bola, não permitindo que os donos da casa se impusessem diante de seus torcedores. Digo mais: não fosse uma bela defesa de Renan, o placar seria maior para os visitantes.

 

Já na segunda etapa o jogo foi outro. Ou melhor, o São Paulo foi outro. Não que a equipe de Dorival Junior tenha sido um primor técnico ou tático, mas os jogadores se superaram na luta e conseguiram equilibrar a peleja na disposição. As três alterações também surtiram efeito: Lucas Fernandes marcou o gol de empate, Gilberto incendiou o jogo e Cícero, quem diria, fez uma boa partida no meio-campo.

 

Nas circunstâncias, o empate deve ser comemorado pelo torcedor do São Paulo. Sem melindres “soberano Tri Mundial somos os melhores que os outros”: mesmo sem um conjunto afinado, a equipe mostrou muito brio, resgatou a torcida e manteve a confiança para sair da zona da degola. A gente não podia perder o jogo e não perdemos graças a dedicação de cada um, principalmente no segundo tempo. Ah, Renan homenageou Waldir Peres hoje com uma senhora atuação!

 

Não vi um torcedor sair do Morumbi com o sentimento de derrota. O time e o torcedor deixaram a vida em campo nesta segunda-feira. Parabéns para cada um que esteve presente no infernal Cícero Pompeu de Toledo. Agora é hora de recuperar os músculos, descansar, TREINAR MUITO CHUTE A GOL e pensar na próxima partida diante do Botafogo no próximo sábado. Outra pedreira.

 

Nota dos personagens da partida:

Renan Fazia muito tempo que eu não via tantas defesas decisivas. Nota: DEZ!

Bruno Pior em campo. Não marcou nem atacou. Nota: 4,0

Arboleda Seguro, vem dando conta do recado. Nota: 6,0

Rodrigo Caio Melhorou na segunda etapa. Nota: 5,5

Edimar Foi dele o cruzamento do gol. Nota: 6,5

Jucilei Substituído no intervalo, não rendeu o que rende. Nota: 5,5

Petros Bons passes e muita marcação. Bom jogo! Nota: 6,0

Gómez Fraco no apoio. Substituído no intervalo. Nota: 4,5

Cueva Pouco eficiente, mas se dedicou no jogo todo. Nota: 6,0

Marcinho Começou no ataque, terminou na lateral. Dedicado. Nota: 6,0

Lucas Pratto Pouco acionado, mas não foge da luta. Nota: 5,5

Lucas Fernandes Fez o gol de empate. Nota: DEZ!

Cícero Entrou bem e fortaleceu a marcação. Nota: 6,5

Gilberto Incendiou o jogo com luta e muita correria. Nota: 7,0

 

Dorival Junior As mexidas dele no intervalo modificaram o panorama do jogo, perdido e sem perspectiva nos primeiros 45 minutos. O time ainda procura uma identidade e precisa de muitos ajustes, mas aos poucos e com os novos contratados deve dar uma resposta melhor. Nota: 6,5

 

Torcida do São Paulo Maravilhosa, impressionante! Mais de 50 mil torcedores, recorde do campeonato, em plena segunda-feira com o time ainda capengando no ano. Só mesmo a torcida do São Paulo para dar este show!

 

Leia também: Marcos Guilherme é do Tricolor

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Por que não escalar Lucas Fernandes ao lado de Cueva na segunda-feira?

Dorival Junior tem uma dúvida para a partida do São Paulo diante do Grêmio nesta próxima segunda-feira no Morumbi. Com uma luxação no ombro, o atacante Wellington Nem não estará em campo para e abrirá uma preciosa vaga no ataque.

 

O técnico trabalha com duas opções e ambas passam pelo posicionamento de Cueva. Se optar por Lucas Fernandes, o peruano jogaria pelo lado como foi em quase todo o primeiro semestre; caso a opção seja por Marcinho, Cueva jogaria centralizado, distribuindo a bola pelo meio como fez diante do Vasco.

 

No lugar de Dorival, para este jogo eu promoveria um meio-campo formado com Lucas Fernandes e Cueva, com o jovem da base fazendo a futura função do Profeta. Prefiro um meio mais criativo e ofensivo e tenho bastante interesse em ver esses dois atuando juntos. O útil Marcinho poderia ser utilizado em uma eventual alteração de sistema ou para dar mais força ao ataque no segundo tempo.

 

O elenco trabalha neste domingo, às 15h30, no CT da Barra Funda. Após o treino, que deverá definir a escalação, os jogadores iniciam o regime de concentração e já ficam hospedados no CT até a partida desta segunda-feira.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Aderllan: Questiona-se a contratação, não o sonho realizado!

A coletiva de apresentação de Aderllan não podia passar batida no blog. O zagueiro contratado por empréstimo junto ao Valencia deu um show de carisma, humildade e são-paulinidade. Aderllan se emocionou ao vestir a camisa do São Paulo (que segundo ele, queria mas não podia comprar na infância) e marejou os olhos ao realizar um sonho de menino.

 

A contratação pode não dar certo, mas a chegada foi impactante, pelo menos por parte dele, sua família e amigos. Natural de Salgueiro (PE), Aderllan batalhou muito cedo na Europa e regressa ao Brasil para jogar no clube de coração. Não é sensacional? Num tempo onde a maioria dos empresários de futebol lutam dia após dia para tirar jogadores em busca de comissões e vantagens, só de ver a emoção sincera dele ao vestir o manto sagrado já me fez virar um fã.

 

Prá cima deles, Aderllan. Obrigado pela coletiva desta quinta.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.