São Paulo volta a negociar com ex-corinthiano que atua no mercado chinês

Nação do Maior do Mundo;

 

O São Paulo continua atrás de um nome de experiência para o meio-campo.

 

Felipe Melo, um dos volantes pretendidos pelo clube, não chegou a um acordo salarial. Portanto, as atenções agora se voltam ao volante Jucilei, que atua no Shandong Luneng, da China. A informação é do jornalista Jorge Nicola.

 

Não é a primeira vez que o Tricolor corre atrás do ex-corinthiano. O clube já sondou o jogador em outras duas oportunidades, frustradas pelo alto valor de multa rescisória. Desta vez, os dirigentes acreditam que o acordo possa acontecer pela vontade do atleta em retornar ao Brasil.

 

Segundo Nicola, Jucilei tem esperanças de ser visto por Tite mas apenas se estiver na vitrine brasileira e já se interessou pela proposta Tricolor. Uma curiosidade é que o volante de 1m86 (alto como deseja Rogério Ceni) tem passaporte palestino e não conta como extracomunitário no mercado asiático.

 

Existem outros nomes em pauta para o setor mas o fato de Jucilei já ter sido sondado pelo clube em outras oportunidades reforça ainda mais o rumor de uma negociação em andamento.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Site aponta empate técnico entre as audiências de TV aberta dos clubes paulistas no Brasileirão 2016

Nação do Maior do Mundo;

 

O site Virando o Jogo acompanhou as audiências de TV aberta do times de São Paulo e do Rio de Janeiro no Campeonato Brasileiro durante toda a temporada de 2016 e levantou dados importantes sobre os clubes e suas respectivas audiências.

 

Entre os paulistas (nosso foco neste post) o campeão Palmeiras liderou a média de audiência com 23 pontos, seguindo pelo vice Santos (22,5 pontos), o Corinthians (22 pontos) e o São Paulo (21 pontos). Vale ressaltar que cada ponto em São Paulo representa 69 mil domicílios sintonizados enquanto que um ponto no Rio de Janeiro representa 43 mil domicílios sintonizados.

 

Com relação a jogos transmitidos, o líder é o Corinthians com 17 partidas transmitidas em TV aberta, seguido de Palmeiras e São Paulo, empatados com 12 jogos e, na rabeira, o Santos com 2 jogos. Palmeiras e São Paulo tiveram três clássicos transmitidos; Corinthians e Santos tiveram dois. Mais detalhes estão no post do Virando o Jogo.

 

Não é difícil ver que os quatro clubes de São Paulo possuem médias de audiência muito próximas, o que não justifica um valor muito maior de cota de transmissão para um em detrimento de outros. Cai por terra a lenda que diz que o clube de maior torcida em São Paulo (no caso, o Corinthians) tenha que receber muito mais por uma suposta maior audiência.

 

É bom dizer que as atuais negociações da Globo para TV aberta caminham para valores mais justos entre os clubes brasileiros, considerando não só tamanho de torcida, mas também posição no final do torneio e um valor igual dividido por todos, mas ainda não é a realidade. Não só o São Paulo mas Palmeiras e Santos também precisam lutar por melhores condições de repasse de verba de transmissão de TV Aberta. Lutarem juntos seria até melhor. O mesmo vale (em uma menor escala) para Botafogo, Vasco e Fluminense, com relação ao Flamengo. E os demais clubes também.

 

Valores mais adequados resultarão em mais competição num campeonato tão equilibrado como é o Brasileirão, dando a devida emoção ao torcedor e também valorizando o modelo de torneio junto aos patrocinadores.

 

Fonte: Virando o jogo.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Detalhes e curiosidades da pré-temporada do São Paulo nos EUA

Nação do Maior do Mundo;

 

Neste post darei detalhes sobre a pré-temporada que o São Paulo fará nos Estados Unidos e também tentarei esclarecer no texto algumas dúvidas que surgiram após algumas matérias colocadas na mídia, especialmente uma que dá a entender que o clube “pagará” para jogar a Florida Cup.

 

Em primeiro lugar, vamos falar de como é o modelo de negócio da Florida Cup. Os organizadores do evento não darão dinheiro para nenhum clube. Eles oferecem passagens aéreas e estrutura de divulgação para que cada clube use as propriedades do evento junto aos seus próprios patrocinadores e assim obter eventuais lucros. Como o São Paulo possui patrocinadores globais, ele disponibilizará estas propriedades para eles (Under Armour, Ambev, Gatorade, Copa Airlines e um local – bem interessantes por sinal) e deste modo lucrar com a viagem.

 

Porém, apesar de obter lucro, o dinheiro não é o principal objetivo do Tricolor no início do ano. O clube irá para Orlando para fazer uma pré-temporada focada em desempenho e treinará no IMG Sports Academy, um dos centros de alta performance mais bem equipados do continente americano. É só entrar no site da IMG que a gente consegue entender o porquê da escolha.

 

Em resumo, a Florida Cup não é o modelo de negócio dos sonhos para nenhum clube. Ela dará as propriedades a serem exploradas e se beneficia com o mix de clubes. Participa quem faz dos “limões uma boa limonada”. O Tricolor usou a força de seus patrocinadores para viabilizar a viagem e treinar em um local de grande performance. Vai encarar o torneio como amistosos de luxo e, de quebra, alguns de seus Sócios Torcedores terão o privilégio de acompanhar a delegação, aumentando ainda mais o desejo do torcedor de ser um sócio ainda mais participante.

 

Lembrando que em janeiro o Tricolor abrigará em Cotia o Columbus Crew, clube americano de futebol, que fará a sua pré-temporada aqui. Com isso o São Paulo faturará cerca de R$ 500 mil reais com o aluguel de suas dependências.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tabelinha entre TRI Mundiais!

Judas ou Salvador? A transferência de Oscar da Inglaterra para a China poderá ‘salvar’ boa parte das contas do São Paulo no início de 2017. Se a transação em torno de R$ 220 milhões (Chelsea/Shangai SIPG) vingar, o Tricolor deverá embolsar 5% do valor final (cerca de R$ 11 milhões) por ser o clube formador do atleta. A notícia da negociação de Oscar é do periódico inglês Daily Mail.

 

Globeleza Enquanto isso, a situação do clube luta para receber um bônus de R$ 20 milhões em dinheiro em troca de garantir a Globo os direitos de transmissão na TV aberta à partir de 2019. O tema gera muita discussão entre os políticos do clube. Parte da oposição acusa a situação de convocar uma reunião extraordinária no dia 27 de dezembro para nomear novos vitalícios que, segundo os opositores, ajudariam a votar pelo SIM a Globo. Nos bastidores, comenta-se que boa parte desse dinheiro seria usado para quitar uma confissão de dívida assinada pelo ex-presidente Aidar, que está prestes a ser acionada por um empresário por conta de uma comissão não paga pela venda de um atleta.

 

Aposta! Cristian Colmán, ao que tudo indica, deverá ser o segundo reforço oficial do São Paulo, já que Sidão ainda não foi anunciado. O centroavante não foi e não será o único reforço para a posição. Com dificuldade no mercado de homens de frente, o Tricolor quer se garantir para não ficar na mão no dia 06 de janeiro, data de início de temporada. Apesar de jovem e de perfil aprovado por Ceni, Colmán deve ser encarado mais como uma aposta que como uma certeza. Eu cá tenho minhas dúvidas, já que Romero (do SCCP) é atleta da seleção paraguaia…

 

Ao mestre com carinho! Você sabia que Dener e Ronaldo Fenomeno quase formaram a dupla de ataque do São Paulo em 1992? Sabia que o jogador preferido do Telê não era o Raí? Esses e outros ‘causos’ você encontra no novo livro de Felipe Morais, que conta histórias e curiosidades sobre Telê Santana. O livro contém fotos da época, curiosidades nunca antes publicadas e depoimentos exclusivos de gente que cercou o mestre. Mais informações: http://www.livrotelesantana.com.br/

 

Solidariedade O PayPal Brasil anunciou o lançamento de seu novo projeto “Torcida Solidária” que engaja torcedores de times de futebol do Brasil todo na doação recorrente para diferentes causas sociais, em especial a educação. O São Paulo Futebol Clube aderiu ao movimento, reforçando o pioneirismo do clube em ações sociais. “O projeto Torcida Solidária é uma grande oportunidade de ampliarmos nossas ações para ajudar a quem precisa de forma correta e transparente com as entidades e com a nossa torcida”, disse Vinicius Pinotti, diretor de Marketing do Tricolor. Para saber mais e como contribuir acesse o site: http://www.torcidasolidaria.com.br e clique em “QUERO FAZER PARTE DA TORCIDA”

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Rebaixamento do Inter deve servir de sinal de alerta para o São Paulo

Nação do Maior do Mundo;

 

Foi mais um ano em branco para o São paulo Futebol Clube.

 

A goleada de ontem não impediu o Tricolor de ficar em sua pior colocação no Campeonato Brasileiro desde que a competição passou a ser disputada em pontos corridos por vinte clubes. O Tricolor somou 52 pontos, dois a mais do que em 2013, mas ficou apenas em 10º, contra a 9ª colocação de três anos atrás. Com 44 gols, o ataque atual foi pior que o do rebaixado Santa Cruz.

 

Podemos enumerar em uma das mãos as poucas alegrias dadas ao torcedor: a chegada na semifinal da Libertadores, o épico jogo ‘strogonoff’ em La Paz (com Maicon no gol), a goleada em cima do Toluca, a classificação heróica diante do Galo no Independência e a surra no Corinthians no Brasileirão. De resto, nada a comemorar. O clube continua lutando (e perdendo feio) contra a desorganização de seus dirigentes e a ausência de uma oposição competente ao menos para fazer uma frente saudável no clube.

 

Sim, temos esperanças. A aprovação do nosso estatuto, a base vencedora (com contratos quase 100% do clube) e a chegada de Rogério Ceni, outro notório vencedor, são as três promissoras notícias para o ano que vem. Mas é preciso muito mais que esperança. É preciso competência e atitude.

 

O rebaixamento do Internacional é mais um sinal de alerta para clube e torcida. Time grande cai sim. Quem diz que não corríamos risco de estar na situação colorada ou é iludido ou quer iludir o próximo. Nossa bagunça só não não foi pior que a bagunça dos que estavam abaixo de nós. Essa décima colocação ‘meio de tabela’ é de mentirinha. E mesmo se fosse verdade, é uma vergonha. O São Paulo merece muito mais.

 

Para que no ano que vem a gente não continue passando vergonha é preciso mais que competência e boa gestão. É preciso muita união e trabalho visando o sucesso. Não adianta falar que vai profissionalizar se não fizer da maneira certa, assim como não adianta só contar com a base ou dar respaldo ao técnico sem montar um elenco condizente. É um mix de tudo.

 

Apesar do texto, estou esperançoso. Mas que 2016 sirva como um sinal de alerta.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.