Search Results For : Especulações

Lucão por Marcos Guilherme? Boa troca mas o São Paulo precisa mais…

A notícia vem do jornalista Jorge Nicola, do Yahoo. Precisando de um atacante de velocidade, o São Paulo toparia ceder o zagueiro Lucão para a Croácia em troca do atacante Marcos Guilherme, do Atlético Paranaense, emprestado ao Dínamo Zagreb. O empréstimo seria de uma temporada com direitos de compra fixos.

 

Marcos Guilherme despontou no furacão e na seleção brasileira de base, foi para o Dínamo e não se adaptou. Seu estilo de jogo é parecido com o de Dudu, do Palmeiras. Em 131 jogos pelo CAP ele anotou 15 gols (inclusive contra o Tricolor) mas vive jejum na Croácia. Seria opção pelas pontas em uma das posições mais carentes do elenco. Wellington Nem, Denílson e Marcinho são os velocistas que atuam pelos lados.

 

A troca é boa, sobretudo porque Lucão não tem chance alguma de voltar a jogar pelo Tricolor, mas o São Paulo precisa mais que o Marcos Guilherme. Precisa de um atacante de nome para atuar ao lado de Lucas Pratto. Alguém capaz de absorver a pressão pela crise e a zona da degola e realmente criar chances para o matador Tricolor. A diretoria tem obrigação de reforçar o elenco, já que as peças que vieram são muito mais reposições que reforços.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Mesmo no BID, Centurión não será mais aproveitado no elenco do São Paulo!

Centurion foi novamente inserido como jogador do São Paulo no BID. O jogador apareceu no registro brasileiro de atletas nesta quarta-feira. Mesmo assim a chance de se integrar no elenco e jogar pelo clube é mínima. Digamos, quase zero.

 

Campeão pelo Boca Juniors e valorizado na Argentina durante seu empréstimo, o atacante deverá ser vendido ainda nesta janela de transferências e o dinheiro deverá fazer parte do plano de compra do volante Jucilei.

 

Além do alto valor no mercado, o São Paulo possui muitos atletas estrangeiros e a permanência de Centurión no elenco limitaria ainda mais o uso dos gringos nas partidas. Com seis estrangeiros, o Tricolor já é obrigado a tirar um para obedecer a lei do Campeonato Brasileiro.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Cueva precisa mostrar mais comprometimento com o São Paulo!

O São Paulo não divulgou sua lista de relacionados para o clássico deste domingo.

 

O motivo é duplo, tanto Rodrigo Caio quanto Cueva em princípio não foram relacionados por Pintado. O primeiro vive a expectativa de ser adquirido pelo Zenit, clube russo que atualmente tem sofrido fortes injeções de capital e pode aumentar a oferta inicial de 44 milhões para 67 milhões, o valor da multa integral, que obrigaria o São Paulo a repassar o atleta, se esta for a vontade de Rodrigo Caio.

 

Cueva está fora do jogo por opção técnica, pelo menos essa é a versão divulgada extra-oficialmente por gente que trabalha no clube. O meia peruano também sofre assédio de equipes européias. Jogar uma Champions League no velho continente é sonho do camisa dez Tricolor.

 

Rodrigo Caio deverá jogar o clássico. Enquanto o Zenit não deposita a multa e não dá as garantias necessárias para a milionária negociação, o jogador se mostra prestativo para atuar pelo Tricolor e deve estar com seus companheiros na Vila. Já Cueva, não tenho a mesma impressão de comprometimento. É um ótimo jogador e seu futebol faz muita falta no time, mas se não mostrar vontade de recuperar seu futebol no Brasil e atuar pelo São Paulo com os objetivos assinados em contrato, que saia do clube, mas pelo valor integral da multa rescisória. O clube não pode contar com jogadores “meio comprometidos” em campo. Jogar no Tricolor requer dedicação total.

 

Sem Cueva, Gómez deverá fazer sua estréia no San-São, ao lado de Arboleda.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Dorival é favorito a vaga, mas não é o único. Veja as opções no mercado!

A saída de Rogério Ceni do comando técnico do São Paulo na tarde desta segunda-feira promoveu uma grande corrida no jornalismo esportivo. Todos estão atrás do nome ‘ideal’ para ocupar o banco de reservas Tricolor.

 

Dorival Junior aparece como barbada, ainda mais depois que um contato entre ele e a diretoria de futebol foi confirmado pelo jornalista Jorge Nicola horas depois do comunicado oficial emitido pelo clube. Mas não é o único nome em vista. O São Paulo procura um técnico brasileiro e experiente. Marcelo Oliveira, Mano Menezes e até Dunga foram ventilados nos corredores do Morumbi.

 

Marcelo Oliveira, apesar de campeão com o Cruzeiro e Palmeiras, sofre certa rejeição. Mano Menezes agrada mas está empregado, apesar de ter seu cargo muito ameaçado no Cruzeiro. Dunga sempre foi objeto de desejo de Juvenal Juvêncio. Se deduzirmos que a atual diretoria atuou muito tempo próxima ao falecido presidente, não é surpresa ele ainda ser lembrado.

 

Acredito num desfecho rápido e creio que a barbarda mesmo é Dorival, que ainda tem vocação de lançar atletas de base. Contra o Santos, o São Paulo será treinado por Pintado, portanto não veremos ainda uma cara nova no banco Tricolor. Porém, a chance de ter um técnico anunciado até lá é enorme.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Ei, Boca Jrs… tá de sacanagem?

Nação do Maior do Mundo;

 

Centurión quer ficar, o Boca quer a permanência do atleta e, com cinco jogadores estrangeiros no elenco, o São Paulo está disposto a negociar o atacante argentino campeão em seu país. Ingredientes perfeitos para um acordo com o clube xeneíze? A resposta é não.

 

O São Paulo não está disposto a negociar mais um empréstimo de Centurión. “Ele só sairá do São Paulo novamente em definitivo” disse Vinicius Pinotti hoje no CT da Barra Funda. Segundo o Globoesporte.com, a ideia do Boca era negociar mais um empréstimo com o Tricolor, desta vez de 18 meses, e se tudo desse certo seria contratado em definitivo.

 

Tá de sacanagem, né? Como disse o eterno Capitão Fábio, de Tropa de Elite: “quer me fuder, me beija antes”… Com o Boca, o negócio só pode ser feito com garantias de recebimento. O clube argentino tem recente fama de mau pagador e todo cuidado é pouco.

 

Será que não tem nenhum clube mexicano disposto a pagar os cerca de 6 milhões de dólares pedidos pelo Tricolor? Eles são tão ‘paga pau’ dos clubes de lá e Centurión é um ativo pra lá de valioso… quem sabe não role um ‘sombrero amigo’ no caminho do Maior do Mundo…

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.