Search Results For : Planejamento

Rogério chega com a ‘bênção’ do torcedor e novas ideias. Entenda:

Nação do Maior do Mundo;

 

Rogério Ceni, o novo técnico do São Paulo, está com muito gás e pretende fazer uma ‘revolução’ no comando técnico do Tricolor. O nome ainda não foi confirmado oficialmente pelo clube mas desde ontem foi acertada sua chegada no lugar de Ricardo Gomes, que optou por não terminar o campeonato ao saber que não permaneceria no clube em 2017.

 

Apesar da rápida troca (jogadores foram avisados pelo whsatsapp), a decisão foi acertada. Ricardo não ficaria, portanto Ceni já participará da montagem do novo grupo, com novidades. Uma delas deverá ser a escolha dos seus auxiliares. Milton Cruz, companheiro de muitos anos, está descartado. Rogério pretende contar até com gente de fora do país para o ajudá-lo a dar uma visão diferenciada dos métodos aprendidos no período em que esteve em curso na Europa. A estadia com Osorio em 2015 pode ter influenciado nessa decisão.

 

Outra novidade é que o novo treinador pediu a contratação de um novo goleiro. Sidão pode ser anunciado com o aval do ex-capitão. Rogério gosta do modo como o atual goleiro do Botafogo joga com os pés e, apesar de não trabalhar com essa habilidade no Botafogo, Sidão aprendeu bem a trabalhar com os pés nos tempos de Audax. Resta saber se Sidão quebrará a promessa de ficar no Botafogo para que o negócio seja consolidado. Ceni também já avisou a diretoria sobre atletas que não quer contar no ano que vem. Sem citar nomes mas são mais ou menos os mesmos atletas criticados por boa parte da torcida do Maior do Mundo ao longo do ano.

 

Por falar em torcida, esse é o maior trunfo do novo e inédito técnico. Ceni vem ‘blindado’ pelo torcedor. Em outras palavras, qualquer insucesso em 2017 não será por culpa de quem estiver no banco e sim dos atletas. Até quando Ceni não será responsabilizado pelas arquibancadas? Não sei, mas acredito que por um bom tempo. A oposição do clube aponta cunho político na volta do ídolo. É óbvio e até natural. Qualquer pessoa (situação ou oposição) ‘usaria’ Ceni a seu favor. Lembrando que as eleições serão em abril de 2017 e Leco é candidato a reeleição.

 

Sempre fui a favor de Ceni retornar ao Tricolor, mas ainda tenho receio em relação a pressão do cargo e ao momento do clube. O São Paulo não ganha um título relevante desde 2008 e esse peso será passado dia a dia, mês a mês, ano a ano a qualquer profissional que estiver dentro do clube. Do roupeiro ao presidente. Rogério sabe disso mas, já que o MITO encarou de frente o desafio, o meu apoio será total, até porque é uma das pessoas mais inteligentes que o futebol brasileiro já teve nesses últimos anos.

 

Apoio ele terá. E muito.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Ricardo Gomes está fora do SPFC. Veja quem pode assumir o clube em 2017

Nação do Maior do Mundo;

 

Ricardo Gomes não é mais técnico do São Paulo.

 

Contratado para assumir a vaga de Edgardo Bauza, o treinador obteve seis vitórias, cinco empates e sete derrotas no período que esteve a frente do clube. Mais que isso, o time oscilou bons e maus jogos, nunca atingindo o nível de organização e competição pretendido pela torcida e até mesmo pelo próprio treinador. Desde já desejo sucesso a ele no clube onde estiver.

 

Pintado comandará o grupo nos dois últimos jogos do Campeonato Brasileiro e já especulam nomes para substituir Gomes em 2017. O mais forte deles é Rogério Ceni. Leco já disse que o ídolo treinará a equipe quando bem entender. Lugano chancelou o nome do M1TO em entrevista para o Bola da Vez, da ESPN Brasil: “Ele já é treinador há 15 anos no São Paulo”. Na minha opinião, Ceni só não assumirá o clube em 2017 se ainda não se achar preparado suficiente para o cargo.

 

Outra opção que corre com certa força nos bastidores é André Jardine, que faz ótimo trabalho em Cotia. Treinador da base vencedora dos últimos anos, ele poderia repetir o efeito “Zé Ricardo (Flamengo) e Jair Ventura (Botafogo)” no Tricolor. Parte dos conselheiros aprovam a ideia mas a diretoria prefere Jardine continuando seu trabalho na base. Eu também prefiro ele onde está.

 

Outros nomes mais tradicionais do mercado do futebol podem virar opção nesse momento: Levir Culpi, que já teve passagem pelo São Paulo, agrada a diretoria. Roger Machado, atualmente sem clube, também é opção válida e Jorginho poderia entrar na vaga de Gomes, num ‘troca troca Rio/SP, já que o ex-treinador Tricolor interessa ao Vasco da Gama. Por fim, uma zebra européia: não me surpreenderia se o Tricolor fizesse uma ousada proposta para Jurgen Klinsmann, ex-técnico dos Estados Unidos. A delegação americana se hospedou no CT de Cotia durante a Copa do Mundo e o alemão ficou muito próximo da cúpula são-paulina.

 

Começou mais um período de especulações. Quem deve ser o técnico do São Paulo?

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo poderá fazer reformulação total no gol na próxima temporada

Nação do Maior do Mundo;

 

O São Paulo poderá realizar uma grande reformulação embaixo das traves em 2017. Denis, Renan Ribeiro e até o terceiro reserva Léo poderão deixar o clube e respirar novos ares no próximo ano.

 

Denis foi titular durante todo o ano de 2016. Naturalmente foi avaliado sob a sombra de Rogério Ceni, goleiro que simbolizou o DNA Tricolor e se tornou um dos maiores ídolos do clube nas últimas décadas. Teve altos e baixos durante toda a temporada, oscilou muito nas competições que o clube participou e poderá dar lugar a um outro atleta pois, de acordo com a coletividade Tricolor (inclusa a maioria dos diretores e conselheiros do clube, além de significaste parte da torcida) não tem envergadura para ser titular absoluto do clube mais vencedor do Brasil.

 

Renan Ribeiro, seu reserva imediato, pouco atuou em 2016 e virou uma espécie de ‘xodó’ do torcedor. Suas atuações em 2016 agradaram a torcida e quando precisou substituir Denis (diante do Toluca no Morumbi) não comprometeu. Porém, apesar da moral, também não deve ficar, a não ser que ganhe a titularidade no ano que vem.

 

Léo, o terceiro goleiro, é o que tem menor chance de permanência. Seu contrato termina no fim deste ano e não deve ser renovado. Em cinco anos de clube, o goleiro atuou apenas por 45 minutos e deve pegar a estrada, como fez Fabiano, terceiro goleiro da era Rogério Ceni que também atuou pouco pelo Tricolor e está fazendo sua vida no exterior. Lucas Perri, da base, deverá ser seu substituto.

 

Na minha opinião Denis é um bom goleiro mas o São Paulo precisa de ao menos mais concorrência no setor. Renan foi o mais votado pela torcida para ser titular ano que vem mas creio que o clube irá de fato atrás de um novo camisa #1 para ser titular em 2017 e não acho que Denis ou Renan receberão bem a notícia. Nomes como Martin Silva (Vasco da Gama), Danilo Fernandes (Internacional), Marcelo Grohe (Grêmio) e Jefferson (Botafogo) agradam o torcedor mas são valorizados no mercado. Conforme escrevi no primeiro dia de novembro, vejo necessidade no gol mas se for para chegar alguém, que seja do peso de um dos citados acima.

 

E você? Qual sua opinião e opções para a meta Tricolor?

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Mena e Chávez: o São Paulo precisa de atletas que joguem com caráter

Nação do Maior do Mundo;

 

O jornalista Vitor Birner participou do último programa Mundo São Paulo, na terça-feira passada. Entre outros assuntos ligados ao Tricolor, ele disse uma coisa muito interessante sobre os atletas Chavez e Mena, atualmente emprestados por Cruzeiro e Boca Juniors.

 

Segundo Birner, são atletas importantes num elenco porque jogam com caráter.

 

Concordo plenamente com a afirmação e acho que Birner foi muito feliz em definir os dois jogadores com algo intangível mas de enorme valor agregado para o futebol. O significado de caráter é muito amplo e passeia por várias áreas do conhecimento. Geralmente ele faz referência às características morais de uma pessoa e sua forma de se comportar em relação à ética. Caráter faz parte da índole de cada um de nós.

 

Mena e Chavez não são um primor técnico, mas cumprem exatamente as determinações táticas dos técnicos. Jogam com vontade, empenho e dedicação os noventa minutos. Atributos importantes sobretudo em um clube que forma jogadores, como o Tricolor. Vale a pena ter atletas como eles e Lugano, por exemplo, no elenco.

 

Chavez terá seu contrato finalizado no meio do ano mas Mena encerra o compromisso com o Tricolor em dezembro. Gostaria que ambos ficassem, caso fosse possível. Chavez seria um ótimo reserva, tanto para a posição de centroavante como pelos lados. Mena eu não vejo pior que a média dos laterais atuais no Brasil, mas como é constantemente convocado, o clube precisa ter um outro atleta de bom nível na posição. Além de dedicados, são bons exemplos para os mais jovens.

 

Penso num grupo forte para 2017, e não apenas um time. E os dois fariam parte dele.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Confira a lista de artilheiros que estão em pauta no São Paulo para 2017

Nação do Maior do Mundo;

 

O São Paulo FC procura uma referência de peso para o ataque em 2017. O clube busca um artilheiro experiente, capaz completar para as redes as futuras jogadas de David Neres, Wellington Nem e Luis Araújo, jogadores muito mais assistentes que definidores.

 

A lista Tricolor é encabeçada por Nilmar, tema de um dos primeiros posts do blog São Paulo Sempre. O ‘sonho de Leco’ ainda cumpre contrato no Oriente Médio e depende muito mais de um acerto para finalizar seu contrato com os árabes que qualquer outra coisa. Outros nomes são de interesse dos diretores. Lucas Pratto já teve acerto no meio do ano mas o Galo não o liberou. Outro que esteve em negociação foi o pirata Hernan Barcos que está insatisfeito em Buenos Aires, e há atenção com Ricardo Goulart, que atualmente está fazendo muito sucesso na China.

 

Leco esteve na Baixada Santista tratando de uma possível negociação com Modesto Roma Junior, presidente do Santos. O Peixe quer Lucão e Michel Bastos em 2017 e o Tricolor avisou que Ricardo Oliveira seria o nome pretendido em troca dos dois. Os dois clubes ainda terão mais rodadas de negociação. O torcedor sonha mesmo com a volta de Johnatan Calleri, que não está sendo aproveitado pelo West Ham e há outro atacante em pauta, porém não é tão de área como os acima: Willian Bigode poderia mudar da Toca da Raposa para o Morumbi em 2017, mas com a chegada de Wellington Nem o São Paulo pode esfriar a negociação com os cruzeirenses.

 

Lucas Pratto e Ricardo Goulart estão em alta e não devem sair de seus respectivos clubes. Barcos não marca gols e o Vélez está despencando no campeonato argentino. Nilmar é sempre uma incógnita e tenho certeza que o Santos não facilitará a vinda de Ricardo Oliveira. Apesar da dificuldade, a lista mostra que Marco Aurélio Cunha não está de brincadeira quando pretende contratar poucos e bons para o ano que vem. O Tricolor inclusive se surpreender com uma contratação improvável para o setor.

 

A torcida é para um ótimo desfecho no comando de ataque.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.