Search Results For : São Paulo FC

Extracampo impede Arboleda de se firmar como titular no São Paulo

O zagueiro Arboleda está prestes a voltar a equipe titular do São Paulo para a partida diante do Atlético Paranaense, no Morumbi. O equatoriano disputa a vaga de Anderson Martins na zaga ou até mesmo de Bruno Peres, no lado direito. Ambos estão suspensos.

 

O equatoriano compete com Rodrigo Caio e Araruna, que está completamente recuperado de lesão. Porém, cabe a pergunta: por que Arboleda, titular da seleção equatoriana e considerado por muitos o melhor zagueiro do elenco, não tem o espaço que merece por sua qualidade técnica e vigor físico?

 

A resposta está fora das quatro linhas. Pelo que o blog apurou nos últimos dias, o extracampo do jogador minou bastante a confiança da comissão técnica. Casos como o ‘mal explicado’ acidente de carro no Itaim e a prematura saída para a seleção (quando ainda poderia disputar uma partida com o clube) são exemplos de falta de postura profissional do jogador, em avaliação da comissão técnica.

 

Excelente tecnicamente e bom de grupo, Arboleda está longe de estar com os dias contados no clube, mas precisa melhorar rapidamente as atitudes fora do campo. Os nove jogos que restam ao clube serão importantes, tanto para ele como para o futuro do Tricolor em 2019.

 

Fã de Lugano, Arboleda deveria se espelhar nas atitudes do uruguaio quando vestia a camisa do clube. Gosto muito do jogador e torço para que ele volte aos trilhos, como no início de sua caminhada no Tricolor.

 

Leia também: SPFC deveria entrar na briga por Pablo (CAP).

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo deveria entrar na briga pelo centroavante Pablo, do Furacão

O atacante Pablo, do Atlético Paranaense, é um dos destaques do Brasileirão 2018. Atualmente vice artilheiro da competição, o jogador é peça fundamental do clube em sua ascensão no segundo turno do torneio.

 

Há rumores de interesse do Palmeiras sobre o jogador. Segundo o jornalista Jorge Nicola, ainda não há negociação aberta com o CAP sobre o atacante “prata da casa” do clube mas, caso negocie Deyverson ou Borja, a chance de abrir negociação com o jogador e o seu clube seria considerável. O palestra já contratou o atacante Artur (Ceará) e o meia Zé Rafael (Bahia) para a próxima temporada.

 

Na minha opinião o São Paulo deveria entrar nessa briga, ou melhor, antecipar-se ao interesse verde. Com características tanto de área como de lado de campo ou até atuando como meia centralizado, Pablo seria um bom reforço para qualquer clube no ano que vem. Apesar de só ter despontado agora, o atacante de 26 anos possui passagens pelo Figueirense, Real Madrid B e Cerezo Osaka e alia rapidez com bom aproveitamento na área.

 

Entretanto, o contrato do jogador com o CAP prometerá ser um grande obstáculo para qualquer clube que o desejar no ano que vem. Isso porque o atacante tem vínculo com o clube paranaense até abril de 2021 e obviamente uma multa substancial protege o detentor de seus direitos econômicos.

 

Além da tentativa por Pablo, o Tricolor também deveria dar chance de jogo aos seus atletas recém promovidos da base. Helinho, Antony e Brenner (sem falar de Toró, ainda no Sub20) deverão ser inscritos e atuarem no Paulistão 2019. Nada melhor que um torneio estadual para revelar de vez esses garotos.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Jean: é tudo ou nada até o fim do ano!

Apesar da derrota diante do Internacional, o goleiro Jean será mantido no gol do São Paulo. O portal Estadão apurou o ‘crédito’ dado ao ex-reserva até o final do ano, isso é, por mais nove partidas.

 

Ainda segundo o portal , a ideia é observar as atuações do goleiro e só depois disso decidir se o clube irá ou não ao mercado em busca de um reforço.

 

Apesar da versão técnica publicada, pode existir também uma hipótese econômica: em seu contrato, se Jean atuar mais de 60% das partidas com a camisa Tricolor, o clube pagará cerca um total de R$ 10 milhões ao Bahia. Se atuar menos, o valor cairia para R$ 6 milhões. Até agora, Jean disputou dez jogos como titular. Ou seja, até o fim do ano, poderá jogar no máximo dezenove vezes, enquanto o time disputará sessenta e quatro jogos. Supondo que Jean atuará trinta partidas em 2019, ele ainda não chegará aos 60% previstos no contrato. Por isso, há a hipótese do clube querer dar uma sequência a ele somente agora.

 

Existe também uma importante questão de personalidade. Segundo o que eu apurei, Jean ainda não conta com confiança plena do departamento de futebol e não é tão de grupo como seus companheiros de gol. Por isso a fundamental importância dessa chance de ouro até o fim do Campeonato. Pelo que eu entendi, o futuro de Jean no Tricolor dependerá da performance dentro e fora de campo durante esses nove jogos. Torço para que ele feche o gol até dezembro: bom para ele, para nós e principalmente para o São Paulo.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Raí chama a responsabilidade e pede para a torcida acreditar no time

O São Paulo está no seu pior momento no Campeonato Brasileiro. Duas derrotas para adversários diretos na briga pelo título e mais de trinta dias sem uma única vitória na competição.

 

Com a situação ruim e críticas do torcedor, foi a vez do diretor de futebol Raí aparecer nos microfones e chamar a responsabilidade sobre a sua pasta. Em entrevista coletiva no CT da Barra Funda, ele falou sobre Diego Aguirre, crise interna no elenco e deu uma mensagem para os torcedores.

 

Sobre Aguirre, Raí descartou veemente qualquer possibilidade de demissão do técnico. “Isso não está nem em pauta.” – comentou. Sobre a possibilidade de crise interna no grupo, o diretor reforçou que não há racha no elenco nem perda de comando da comissão técnica. “Com alguns maus resultados e atuações não tão boas, a confiança foi atingida, e a gente precisa recupera isso, trabalhando aqui dentro e contando com a colaboração da torcida.” – disse.

 

Leia também: Tricolor interessado em João Ricardo.

 

O ídolo Tricolor finalizou a coletiva mandando uma mensagem para o torcedor Tricolor: “Só peço que a torcida continue acreditando que vamos terminar o campeonato em uma boa colocação”– finalizou ele.

 

Mesmo com o time em baixa e em um momento ruim, sinto que o diretor conta com o apoio do torcedor, mas é preciso uma reação imediata no Morumbi, diante do Atlético Paranaense. Pena que, em meio a um pedido de apoio, os preços  não estão mais tão convidativos quanto antes. Para piorar, a Total Acesso retirou as siglas de cores das arquibancadas, complicando ainda mais a compra.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Internacional 3×1 São Paulo

Adeus, título. O São Paulo experimentou uma amarga e justa derrota no Beira-Rio. Com o resultado, a equipe perde mais um confronto direto e se despede da corrida pelo título do Campeonato Brasileiro.

 

Com o gol relâmpago, São Paulo e Inter amplificaram a postura em campo: o Inter precisando tomar conta do jogo para alcançar o empate e o Tricolor lutando para tentar um ou outro tiro mortal no contragolpe. Foi assim que, de tanto dominar e explorar os lados do campo, principalmente após a entrada de Damião, que o Inter chegou ao empate, aos quarenta e cinco minutos. Foi um duríssimo golpe, que determinou o rumo do jogo, mas o São Paulo mereceu: abusou em esperar os donos da casa em sua área.

 

No segundo tempo, o Inter voltou forte e fez seu segundo tento. Só aos vinte o São Paulo experimentou um atabalhoado domínio e mediu forças com o seu adversário com as entradas dos trombadores Tréllez e Carneiro, mas a tarde acabou totalmente colorada. Com os 3×1 o Inter continua na briga pelo título, junto com Palmeiras e Flamengo. Lutar, o Tricolor lutará, mas ficou muito, muito difícil.

 

Faltam duas vitórias para a Libertadores e, sinceramente, acho muito difícil não irmos para a competição continental em 2019, mesmo com o time rateando em um dos piores segundo turnos dos vinte participantes. Até lá apoiaremos como nunca, mas após o término da competição a ordem não é só uma ‘auto-análise’: é preciso reforçar esse elenco com opções que realmente façam a diferença. Por exemplo: hoje Damião e D’Alessandro (normalmente reserva) fizeram a diferença para o Colorado. Precisamos ter esse diferencial também, para que voltemos a comemorar títulos.

 

Nota dos personagens da partida:

Jean – No geral foi mais seguro que Sidão em suas partidas. Nota: 5,5
Bruno Peres – Partida fraca na lateral, mas ele que tem que jogar. Nota: 4,5
Anderson Martins – Partida horrível, com direito a pênalti. Nota: 3,0
Bruno Alves – Que fase a nossa até então intransponível zaga. Nota: 4,5
Reinaldo – Esforçado, e só. Nota: 4,5
Jucilei -Partida horrorosa, medonha. Nota: 3,0
Hudson – Nossos volantes não chegam, fica difícil. Nota: 4,5
Liziero – Gol e um trabalho razoável no primeiro tempo. Nota: 5,0
Nene – Alguma coisa acontece. Queda vertiginosa de produção. Nota: 4,0
Rojas – O menos pior do time. Ao menos tentou algo no seu setor. Nota: 5,5
Diego Souza – Pouco para um jogador do seu nome. Nota: 4,0

Carneiro e Tréllez – Estratégia ‘bumba meu boi’ não adiantou. Nota: 4,5

Diego Aguirre – Escalação melhor que no clássico do último sábado. Time recuado demais no primeiro tempo e sem a chance de dar um tiro mortal quando estava ganhando. As entradas de Tréllez e Carneiro mais parecem uma tentativa desesperada de jogar na área que uma estratégia de jogo. Nota: 4,5

 

PS: Mesmo com a derrota, ir ao Beira-Rio é sempre bacana pela boa recepção e educação da torcida colorada. Mesmo com a derrota, os anfitriões mantiveram o respeito com os torcedores são-paulinos na saída do estádio.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.