Search Results For : São Paulo FC

Muricy voltará ao futebol após a Copa do Mundo. São Paulo é o alvo!

Muricy Ramalho, ídolo de boa parte da torcida são-paulina, já tem data prevista para o retorno ao futebol: agosto. O atual comentarista do canal Sportv pretende cumprir seu contrato com o Grupo Globo até o final do torneio de seleções e depois deseja voltar a trabalhar em um clube.

 

Em entrevista a Gazeta Esportiva, o ex-treinador confirmou a aposentadoria da beira do gramado e revelou preferência em voltar em um cargo administrativo no Tricolor. “É o time que eu conheço, que gosto. Cresci no São Paulo”, disse ele, em entrevista telefônica ao portal. Mas existe uma condição para a volta: autonomia em sua área.

 

Muricy confirmou convite do Tricolor em 2017 para trabalhar como coordenador técnico mas recuou pois queria cumprir o contrato com o Sportv por completo. Agora ele não se vê necessário ao clube: “O São Paulo tem três ex-jogadores que são muito bons no que estão fazendo, e não precisa de mim agora. Mais para frente vamos ver”, disse ele.

 

O cargo que Muricy comenta exercer em algum clube após seu contrato como comentarista é atualmente ocupado por Ricardo Rocha. Tenho certeza que as portas do São Paulo estarão sempre abertas num momento oportuno. Vale lembrar que ano passado Muricy atuou como um consultor clube, sem rotina de trabalho nem salário ou qualquer vínculo empregatício.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tabelinha entre TRI Mundiais!

Sul-Americana – O São Paulo voltou aos trabalhos na última quinta-feira mirando o primeiro jogo da Copa Sul-Americana diante do Rosario Central, no próximo dia 12 de abril (quinta-feira) na Argentina. Aguirre, que optou por não colocar em prática o sistema com três zagueiros no início da partida contra o Atlético Paranaense, viu seu time crescer de produção com a mudança aos 15 minutos do segundo tempo e poderá preparar a alteração para a próxima partida. O técnico disse que a implementação precisa de tempo para ser absorvida por completo pelo elenco. O São Paulo tem uma semana de preparação para o duelo contra os argentinos.

 

Parceria à vista? – O volante Pedro Augusto, promovido ao profissional neste ano e com alguns minutos em campo pelo Tricolor, foi emprestado e jogará a série B pelo São Bento. O clube de Sorocaba também se interessa pelo atacante Paulinho, também recém promovido da base. Eu acho interessante esse tipo de parceria com alguns atletas: além de “engrossar a canela” dos jovens (experiência de real futebol, em gramados e estruturas menos privilegiadas que em clubes grandes) enxuga o elenco e dá vitrine aos jovens para voltar ao clube mais maduros. Escolhe alguns e empresta até o fim do ano.

 

Leco sai dos holofotes – Interessante a matéria de hoje do José Eduardo Martins, da UOL. No texto publicado nesta sexta, o jornalista mostra o afastamento do presidente Leco da linha de frente do futebol, hoje comandada por Raí, Ricardo Rocha e Lugano, em suas respectivas funções e responsabilidades. Nunca vai mudar: a situação acha que o afastamento faz parte da profissionalização da gestão e descentralização de poder no clube, já a oposição pensa que o gesto é uma maneira de sair dos holofotes na fase ruim, com os ídolos servindo como escudo do atual mandatário. O fato é que o presidente deixou de fato o comando do futebol com os profissionais contratados, coisa que tanto ele como futuros presidentes deverão fazer caso queiram um São Paulo alinhado com a gestão de futebol atual no mundo.

 

Tem culpa eu? – Boa parte da torcida são-paulina apontou os culpados pelo pouco rendimento do time no último jogo da Copa do Brasil: Rodrigo Caio, zagueiro que voltou da seleção brasileira na condição de titular, o volante Petros e o atacante Marcos Guilherme. Termos como “Não dá mais”, “podem esquentar banco” e “Acorda Aguirre” foram que mais se destacaram em meio aos comentários nas redes sociais, segundo o portal Torcedores.com

 

Feijoada Tricolor – Os são-paulinos de São José do Rio Preto e região não podem deixar de comparecer a mais uma Feijoada Tricolor, segunda edição do evento beneficente que reúne torcedores e ídolos eternos do Tricolor. Presenças confirmadas de Cicinho, Aloísio e Souza, entre outros. O evento acontecerá no dia 14 de abril (sábado) na Mansão Bifano. Mais informações no site do evento: http://feijoadatricolor.com.br/

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Atlético PR 2×1 São Paulo

Dos males, o menor: o São Paulo perdeu mais uma na Arena da Baixada mas contou com um gol ‘salvador’ e se mantém vivo na busca da classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. Agora o papo será no Morumbi, onde a supremacia é grande do Tricolor sobre o rival paranaense.

 

Aguirre não mudou a formação inicial e optou por uma escalação quase idêntica a das semifinais do Paulista. Rodrigo Caio foi a única alteração: o selecionável entrou no lugar de Bruno Alves e foi dele o erro que originou o primeiro gol da partida, quando ainda havia equilíbrio, mesmo com o São Paulo dando campo para os donos da casa. Depois do gol de Pablo, só deu CAP. A equipe paranaense dominou por completo as ações, tornando o jogo uma tormenta para o torcedor Tricolor.

 

A segunda etapa prometia um pesadelo ainda maior, ainda mais após mais um gol sofrido de escanteio por parte do Tricolor. Porém, ao mudar a formação e promover as entradas de Cueva, Regis e Hudson, o time melhorou e buscou o seu gol, com Tréllez aproveitando um bom cruzamento de Reinaldo. O Tricolor ainda teve chances de empate mas ficou por aí. Vantagem protocolar dos donos da casa dentro de um estádio que nunca ganhamos em sua fase ‘moderna’.

 

Apesar da derrota, o placar é completamente reversível no jogo de volta. Muito se fala da freguesia dos paranaenses em sua arena mas, no Morumbi, o bicho pega e forte contra eles. Nossa vantagem em nosso estádio também é enorme e, com a ajuda da torcida, dá para pensar em classificação, sim. Quem acredita, vai. Quem não acredita, favor nem assistir o jogo. Temos tempo para melhorar o entrosamento técnico-treinador e vamos atrás dessa classificação.

 

Ou você já desacreditou?

 

Nota dos personagens da partida:

Sidão – Inseguro em muitos lances, principalmente tiros de meta. Nota: 5,0
Militão – Errou no segundo gol e tomou um amarelo no apito final. Nota: 4,5
Arboleda – Também errou no segundo gol. Partida razoável. Nota: 5,5
Rodrigo Caio – Falhou nos dois gols do Atlético. Nota: 4,0
Reinaldo – Falha no segundo gol e assistência para o tento Tricolor. Nota: 6,0
Jucilei – Partida segura. Bem na saída de bola. Nota: 6,0
Liziero – Bem até a hora que cansou e foi substituído. Nota: 6,0
Petros – Bom trabalho no meio-campo. Nota: 6,0
Nene – Não se esconde do jogo. Nota: 6,5
Marcos Guilherme – Vaiado quando tocava na bola, não foi bem. Nota: 5,0
Tréllez – Gol que colocou o São Paulo de volta no jogo. Nota: 7,0

Cueva
 – Melhorou o meio mas perdeu boas chances. Nota: 6,0
Régis – Estreou bem na direita, mas sem destaque. Nota: 6,0
Hudson – Apenas cobriu o espaço de Liziero. Nota: 5,5

Diego Aguirre – Não deveria ter entrado com Rodrigo Caio no lugar do Bruno Alves. As mexidas do segundo tempo melhoraram o time. Com todas as adversidades, o resultado não foi catastrófico e dá chances de ser revertido no Morumbi com uma atuação de ‘dono da casa’, mas o torcedor esperava mais por ter visto um São Paulo mais organizado na semifinal do campeonato estadual. Nota: 5,5

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Quase recuperado e sem contrato, Fabuloso quer jogar o Brasileirão!

O atacante Luis Fabiano, um dos maiores goleadores da história do São Paulo, está praticamente recuperado da cirurgia no joelho direito que o afastou dos gramados desde novembro de 2017. Sem contrato e com sondagens de clubes brasileiros, ele se recupera no Reffis do São Paulo e se diz confiante para jogar o Brasileirão deste ano.

 

A notícia vem do “De Primeira”, canal de notícias em primeira mão do UOL. O jogador faz trabalho fisioterápico em dois turnos para acelerar a recuperação clínica, com previsão de retorno para os treinos com bola até o final de abril. Nos bastidores, comenta-se que o Fabuloso primeiro quer estar 100% recuperado para pensar em assinar um contrato com algum clube, mas a história pode ir além. O jogador desconversa mas gente próxima a ele diz que o São Paulo é o principal motivo dele não ouvir propostas de mais ninguém neste momento. Tal qual Lugano, o atacante sonha voltar para o clube que o projetou.

 

Luis Fabiano tem 37 anos e obviamente não seria titular, porém poderia ajudar com sua experiência em partidas pontuais ou mesmo nos treinos do dia a dia do clube. Será que valeria a pena, caso estivesse recuperado, fazer um contrato nos moldes de Júlio César com o Flamengo? O veterano goleiro recebe um salário simbólico (R$ 10 mil reais/mês) para ser terceiro goleiro no rubro-negro.

 

Nas condições citadas acima, e recuperado, eu faria um contrato com o Fabuloso, sim.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Os sete desafios que o São Paulo enfrentará na Arena da Baixada:

O São Paulo enfrentará o Atlético PR na noite desta quarta-feira, pela Copa do Brasil e terá muitos desafios para avançar na competição nacional. Listei sete deles neste post:

 

Título inédito – A Copa do Brasil é o único título de grande expressão nacional ainda não conquistado pelo Tricolor em sua história. Foram vinte e nove edições até agora e o máximo que o clube chegou foi a um doloroso vice-campeonato, em 2000. Um dos títulos perdidos mais tristes da história do clube.

 

Tabu histórico – Parece maldição mas o São Paulo nunca ganhou do seu próximo adversário em seus domínios, desde a criação da nova arena pelos paranaenses. Desde a inauguração da Arena da Baixada em sua versão moderna, em 1999, foram 12 vitórias para os donos da casa e 5 empates.

 

Rivalidade desde 2005 – O Atlético Paranaense tem sido um rival indigesto desde a disputa da Libertadores vencida pelo Tricolor em 2005. A disputa extra-campo foi ampliada na gestão Juvenal Juvêncio e teve seu auge na transferência de Dagoberto para o Morumbi, em 2007, após a longa briga judicial. O próprio jogador pagou a multa de R$ 5,4 milhões e assinou contrato de 5 anos com o Tricolor.

 

Grama sintética – O gramado sintético da arena paranaense é e sempre será uma vantagem para os donos da casa nos campeonatos que disputará. A bola quica de um jeito diferente e rola mais rápido que em grama natural.

 

Fernando Diniz – O treinador, atualmente no Atlético Paranaense é uma ‘asinha negra’ do Tricolor e ultimamente tem vencido seus compromissos diante do clube. Quando dirigiu o Audax, Fernando Diniz eliminou o São Paulo nas quartas de finais do Paulista de 2016 e venceu o Tricolor na estréia de Rogério Ceni, em 2017. Além disso, esteve algumas vezes no CT da Barra Funda a convite do ex-técnico Dorival Junior e conheceu as instalações do elenco.

 

Lei do ex – Carleto, atual titular da lateral esquerda do CAP é um atleta que já marcou contra seu ex-clube. No último compromisso entre o São Paulo e o Coritiba, no ano passado no Morumbi, ele anotou um dos gols da vitória paranaense. Porém o Tricolor deu o troco no jogo de volta, no Couto Pereira.

 

Ataque de poucos gols – Para vencer na Arena, o São paulo terá que criar chances e, principalmente, ser extremamente eficiente nas tentativas. Os confrontos contra o Corinthians foram considerado bons, porém a equipe deixou a desejar no ataque. Como Diego Aguirre já disse que primeiro solidificará a defesa para depois trabalhar o setor ofensivo, prevejo dificuldades no jogo de ida.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.