Search Results For : SPFC

Suellen Bias: paixão, personalidade e beleza a favor do Maior do Mundo!

Nação do Maior do Mundo;

 

Suellen Bias é a gata de abril do Calendário do Arquibancada Tricolor.

 

Com 28 anos, 1,61m e 54 quilos bem distribuídos, a fanática Tricolor esbanja personalidade ao comentar sua paixão pelo Tricolor e presença nos estádios: “Lugar de mulher é onde ela quiser e o meu é dentro do estádio apoiando o meu São Paulo em todos os momentos.” – diz ela com muita devoção.

 

Veja fotos do ensaio do Arquibancada Tricolor: http://bit.ly/2orw2a4

 

Notívara, Suellen diz que adora sair para barzinhos com amigos ou assistir séries. “Sou bem viciadinha em seriados” – confessou ela ao blog. Mas sem dúvida seu tempo é mais dedicado ao São Paulo, constantemente se atualizando em sites, portais e nas redes sociais.

 

A gata diz que deveria se cuidar mais no quesito cuidado do corpo. “Não possuo o foco que deveria” – comentou, dizendo que tem fases em que cuida muito e fases que não cuida do físico. A nação do Maior do Mundo agradece as palavras e principalmente a presença constante no Morumbi. Lugar de mulher é em qualquer lugar sim, Suellen!

 

Veja entrevista e ficha completa:

 

1) Suellen, você é capa do mês de abril do calendário Arquibancada Tricolor. É fanática desde pequena? Costuma ir aos jogos do Tricolor?

Sim, futebol já é uma paixão que carrego desde criança. Me recordo de torcer para o tricolor desde os 4 anos de idade. Quando criança cheguei a participar de campeonatos interclasse na escola jogando futebol. Sempre fui uma torcedora muito fanática e já coloquei muito marmanjo no lugar dele ao ouvir que mulher não entende de futebol. Amo o São Paulo e sempre que posso estou no Morumbi dando o meu apoio ao time do coração. Morumbi é minha segunda casa, muitos falam da minha loucura pelo SÃO PAULO, mas poucos entendem a minha paixão, acham que futebol e estádios é para homem, mais LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER e o meu é dentro do estádio apoiando o meu São Paulo em todos os momentos.

 

2) Quais são os seus ídolos de infância no futebol?

Raí e nutri muita admiração pelo França, não me esqueço dos gols que ele fazia! França foi fantástico! A medida que fui crescendo, outros ídolos ganharam minha admiração, que é o caso do Rogério e do Lugano, acho que esses são unanimes entre a torcida tricolor.

 

3) Você bota fé neste time formado por Rogério Ceni em 2017?

Sim, o Rogério sempre foi referência de trabalho bem feito, sempre o considerei muito disciplinado, focado. Ele construiu historia no clube, e uma história vitoriosa. Confio nele, pois acredito no amor que ele demonstra pelo tricolor. E a forma como ele se dedica e se dirige aos jogadores nos trás segurança. Acho que alguns erros táticos são normais nessa fase de aprendizado. E o fato dele ser competitivo e jogar para frente me anima.

 

3) Qual é o seu grande sonho, no futebol e na vida?

Meu grande sonho como torcedora é ver o time repetir alguns feitos do passado, ganhar a libertadores e o Mundial (se possível contra o Barcelona) nós estamos carentes de títulos. E tenho muita vontade de assistir a um treino do Rogério no CT da Barra Funda, tietar um pouquinho os jogadores, autografar camisa, tirar foto etc… Já na vida, não chamo de sonho, chamo de projetos de vida pois acredito que vou conclui-los, sou romântica e quero me casar, construir uma família. Outro desejo que tenho é o de conhecer a Europa, pois ainda não tive essa oportunidade.

 

4) O que você faz para manter o corpo e a saúde?

Sou um pouco sem vergonha com relação a dieta e academia, não tenho o foco que deveria. Existem épocas em que me dedico ao extremo e em outras desleixo. Quando eu vejo que a coisa tá ficando feia eu corro atrás do prejuízo ai dá uma equilibrada. Cresci praticando muitos esportes, hoje por conta da correria as vezes sou obrigada a deixar de lado.

 

5) Quais são os seus hobbies? Dança, Barzinho, parque?

Eu sou bem noturna, gosto bastante de sair a noite, encontrar os amigos, balada, barzinho, acho que o principal é estar perto de pessoas queridas, tenho muitos amigos, me considero uma pessoa sociável, apesar de tímida. Entre os meus hobbies também está cuidar da aparência, amo um salão de beleza, frequento clinicas de estética , procuro sempre estar antenada a moda, me vestir bem. Também aprecio muito assistir a filmes e séries, sou bem viciadinha. Mas sem duvida, ocupo grande parte do meu tempo acompanhando o São Paulo, seja em canais de esporte, blogs, instagrans, grupos de whats , procuro sempre me atualizar sobre time, como já mencionei, procuro ir aos jogos no Morumbi sempre que posso. O São Paulo é sem dúvidas a minha maior paixão.

 

6) Por fim, deixe um recado para a grande torcida Tricolor para 2017.

Nação Tricolor somos o 12° jogador, nossa força das arquibancadas podem mover os nossos heróis dentro de campo. Acreditar sempre galera! Muitas vezes depositamos a nossa frustação e saudosismo em cima dos atletas! Mas acredito que apoia-los é sempre o melhor caminho! Precisamos continuar demonstrando apoio, comparecendo aos jogos e fazendo a nossa parte. Somos o clube da fé, o time em que a moeda cai de pé! Vamos pra cima que eu acredito e muito que esse ano Vamos Arrebentar! E claro, gostaria de agradecer a todas as mensagens de carinho que recebi e estou recebendo neste mês de Abril.

 

Ficha completa:

Nome fantasia: Suellen Bias
Idade: 28 anos
Altura:1,61
Peso: 54 kg
Instagram: @Suellenbias
Facebook: Suellen Bias
Ensaio do Arquibancada Tricolor: http://bit.ly/2orw2a4

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Modinha é a mãe! São Paulo é líder em média de público no Brasil neste ano!

Nação do Maior do Mundo;

 

Aconteça o que acontecer, o torcedor do São Paulo está de parabéns neste ano.

 

Graças a grande presença da torcida Tricolor, o clube detém a maior média de público do país até então, com 29.782 pagantes por jogo. O levantamento foi feito pelo Globoesporte.com e contou com 60 clubes das séries A, B e C do Brasil.

 

Os números tiveram picos na estréia de Rogério Ceni a frente da comissão técnica do clube, no jogo de estréia de Lucas Pratto e no clássico contra o Corinthians no último domingo, mas ao longo dos jogos a presença do torcedor tem sido constante.

 

Contra números não há argumentos. Para se ter uma idéia, neste ano o Tricolor possui mais que o dobro de média de público que o Flamengo, o clube de maior torcida do país e presente na Libertadores. A política de preços praticada pela diretoria do clube contribui diretamente para este sucesso, e deve ser comemorada por todos. O estádio é 100% quitado, por isso o clube pode praticar o preço que quiser e deve usar isso ao seu favor. O gigantismo do Morumbi também ajuda, afinal é o maior estádio do estado de São Paulo.

 

É um grande feito para uma torcida antes elitizada (até década de 80) e que após a grande sequência de títulos se popularizou e está posicionada (sem volta) entre as três maiores do país. A briga pelo clube com maior média de público no ano promete esquentar com a entrada do Brasileirão. Por enquanto esses são os números dos cinco clubes com maior média de público do país: São Paulo (29.782),  Palmeiras (28.319), Corinthians (23.089) Botafogo (17.421) e Flamengo (14.084).

 

Fonte: Globoesporte.com

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Confiante, Cueva manda recado no Instagram: “más fuertes que nunca!”

Nação do Maior do Mundo;

 

Christian Cueva, meia do São Paulo e da seleção peruana, se lesionou na última partida de seu país contra o Uruguai. Porém, apesar de toda a preocupação do torcedor são-paulino (Cueva é peça fundamental no time titular), o atleta esbanjou otimismo no seu instagram e postou um video com o dizer “más fuertes que nunca!”. O jogador retornou para São Paulo no embalo do funk “Olha a explosão!” (MC Kevinho).

 

A lesão ainda preocupa porque o diagnóstico ainda não foi realizado, mas a confiança do jogador é grande. Segundo pessoas próximas, Cueva chegou a comunicar ao São Paulo que não acredita que seja algo grave. Sendo assim, podemos ter esperanças de tê-lo pronto em bem menos tempo que o esperado ao vê-lo saindo de maca do jogo.

 

Otimismo e recuperação!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 1×1 Corinthians

Nação do Maior do Mundo;

 

Clássico com muita polêmica, pouca bola e infelizmente um óbito no Morumbi. Sem seus principais jogadores, o São Paulo aumentou o histórico recente de invencibilidade diante do rival (agora são quatro jogos sem perder dos alvi-negros) e já está classificado, pois o Red Bull perdeu para o Botafogo em Campinas.

 

Antes da opinião do jogo, a nota de falecimento: o torcedor Bruno Pereira da Silva morreu ao cair do alto da arquibancada superior para o lado de fora do estádio, quando tentava pular de um setor para o outro. Uma tristeza e um aviso: vejo muita gente fazendo isso e se equilibrando de pé no apoio de concreto da arquibancada laranja. Não brinquem com o perigo. A vida é muito frágil.

 

Sem rodeios: o Tricolor deixou de ganhar esse jogo pela ausência de Cueva e Pratto. Se sem os dois melhores do time já fica difícil ganhar um jogo normal, imagina num clássico, quando o resultado é definido pelos detalhes. Rogério Ceni recuou Wellington Nem para fazer a função de Cueva e o time começou muito bem a partida, com toques envolventes e pressão no campo de ataque. A esquerda foi bem acionada com Luiz Araújo e Júnior e não fosse a falta de um ‘metedor de bolas’ como Cueva, o São Paulo poderia ter levado muito mais perigo ao gol de Cássio. Aos poucos o adversário equilibrou as ações e o primeiro tempo terminou morno e com poucas chances reais.

 

O gol de Maicon, minutos depois de uma grande chance desperdiçada por Luiz Araújo, botou fogo no  segundo tempo. Gostei da comemoração, com o zagueiro imitando o tradicional apelido corinthiano. Até o Twitter oficial do rival perdeu a linha! Com vantagem no placar, o Tricolor poderia ter acalmado o jogo e gastado mais a bola mas, na tentativa de alongar o placar, cometeu o descuido fatal na única jogada que poderia sair um gol dos rivais. Araruna não acompanhou no lado direito e a bola foi muito bem lançada para Jô, no meio dos zagueiros, marcar de cabeça o gol do empate. Sem Cueva e Pratto, condutores dessa equipe, o São Paulo sentiu o empate e não conseguiu voltar ao ímpeto de mandante. O adversário também não fez questão de se lançar a frente, e o jogo terminou por aí.

 

Claro, teve polêmica. Wellington Nem poderia ter sido expulso antes dos acréscimos e nunca na jogada que levou o vermelho, assim como Pablo, que estava amarelado e deveria ter ido para o chuveiro em uma entrada para amarelo em cima do próprio Nem. No final, placar igual e um jogo para ambos os clubes esquecerem a não ser pela comemoração do capitão Maicon. Provocação faz bem quando é bem feita e essa já ficou gravada na história!

 

Nota dos personagens da partida:

 

Renan Ribeiro Partida bem segura. Golaço do técnico em mantê-lo. Nota: 7,0

Araruna Disciplinado, fez bom jogo improvisado na direita. Nota: 6,5

Maicon Comemoração genial. Até o twitter do rival perdeu a linha! Nota DEZ!

Rodrigo Caio Bom jogo, com boas antecipações de bola. Falhou no gol. Nota: 6,5

Junior Primeiro tempo melhor, mas vem mantendo regularidade. Nota: 7,0

Jucilei Melhor partida com a camisa do São Paulo. Nota: 7,5

Thiago Mendes Mais adiantado, tentou jogadas, sem muito sucesso. Nota: 6,0

Cícero Partida regular, melhor no primeiro tempo. Nota: 6,5

Wellington Nem Não conseguiu fazer a do Cueva. Expulsão injusta. Nota: 4,5

Luiz Araújo Alguns lampejos de bom futebol. Perdeu gol na cara do Cássio. Nota: 4,5

Gilberto Não foi bem. Não prendeu a bola do gol adversário. Nota: 4,0

Chavez Entrou no lugar de Gilberto e tentou jogadas na base da raça. Nota: 5,0

Neílton Com ele, o São Paulo joga com dez. Nota: 4,0

 

Rogério Ceni Se virou sem os melhores do elenco, mas o time não reage. Nota: 5,5

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Objetivo: 12 pontos em quatro jogos

Nação do Maior do Mundo;

 

Mesmo praticamente classificado, o São Paulo precisará  levar a sério os quatro jogos restantes do Campeonato Paulista para obter vantagens nos confrontos decisivos da competição.

 

Com 14 pontos e liderando sua chave (grupo B), o Tricolor sacramenta a classificação se conquistar mais quatro pontos em três partidas. Porém, em relação aos outros primeiros colocados das outras chaves, o clube leva desvantagem e é o ‘último da fila’. Corinthians (grupo A) possui 19 pontos,  Palmeiras (grupo C) possui 18 pontos e Ponte Preta (grupo D) possui 15 pontos.

 

Nos últimos estaduais o São Paulo foi desclassificado nos ‘matas’ justamente por ter conquistado menos pontos que seus adversários durante a fase de grupos. A maioria das várias desclassificações contra o Santos foram na Vila Belmiro (vantagem conquistada pelo Peixe) e a última eliminação foi em Osasco, porque o Audax conseguiu chegar na frente do Tricolor no grupo.

 

Neste ano o regulamento mudou. Teremos dois jogos nas quartas-de finais, e dois jogos na semifinal, além da final habitualmente com dois jogos, porém fica com a vantagem de jogar a volta em casa a equipe que melhor pontuar. Por isso, ganhar do Ituano (Morumbi), Botafogo (fora), Corinthians (Morumbi) e São Bernardo (fora) é fundamental para melhorar nossa posição. Inclusive o Majestoso é confronto direto com o então melhor colocado do torneio.

 

Seriedade e planejamento não fazem mal a ninguém.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.