Search Results For : Temporada 2017

OPINIÃO São Paulo 2×0 Avaí

Nação do Maior do Mundo;

 

Nas circunstâncias, foi uma “goleada no Morumbi”. O São Paulo continua desinteressante dentro de campo, mas ao menos afastou o fantasma dos insucessos no seu estádio com a primeira vitória no Campeonato Brasileiro 2017.  Pratto e Luiz Araújo fizeram os gols do Tricolor.

 

O jogo foi muito fraco, principalmente no segundo tempo quando os donos da casa praticamente chamaram os visitantes para o seu campo. Mas, enfim, a vitória veio após três partidas sem vitória dentro do Cícero Pompeu de Toledo. Os jogadores se mostraram muito aliviados após o jogo. O abraço de Lugano em Ceni chamou atenção. Parece que todos tiraram um grande peso nas costas com a conquista dos três pontos. Até aí tudo bem, maravilha, mas um clube como o São Paulo não pode jogar tão pouco com tanto espaço para treino e bons jogadores. É clara a má fase técnica (ou sei lá o que) de alguns como Cueva, corretamente vaiado nesta segunda-feira. O peruano não jogou nada de nada. Apático ao extremo. Justamente ele, considerado pelo torcedor como um dos diferenciais do elenco.

 

Apesar da fundamental vitória, a situação do time ainda inspira preocupação. O coletivo não dá liga e as peças que deveriam funcionar não mostram sinais de evolução. Aí destaco a vontade de Luiz Araújo. Entrou no segundo tempo e mostrou bastante iniciativa. premiado com um gol quase todo individual, merece elogios. É uma ótima peça para entrar no segundo tempo das partidas.

 

Não tem muito o que fazer. O time precisa treinar cada vez mais para encaixar o jogo que até agora desde o começo do ano não encaixou. Sábado tem o Palmeiras no Morumbi. Parada duríssima mas certamente o estádio Tricolor vai contar com mais que o dobro dos 12 mil guerreiros que enfrentaram o frio e o trânsito paulistano deste início de semana.

 

Não faltará apoio e dias livres para treinar.

 

Nota dos personagens da partida:

Renan Ribeiro Apesar da presença avaiana, pouco acionado. Nota: 6,0

Buffarini Partida razoável. Limitado a defender no segundo tempo. Nota: 5,5

Lugano Garra é com ele. Deveu em campo? Não. Nota: 7,0

Rodrigo Caio Bem em campo, desarmando e saindo para o jogo. Nota: 7,0

Junior Bom primeiro tempo. Apagou na segunda etapa. Nota: 5,5

Jucilei Partida bem jogada do princípio ao fim. Nota: 7,5

Cícero Muito bem no primeiro tempo. Na segunda etapa ‘morreu’. Nota: 5,5

Thiago Mendes Vinha fazendo boa partida até se contundir. Preocupa. Nota: 6,0

Cueva O pior em campo. Muito aquém do meia decisivo que é. Nota: 4,5

Marcinho Melhor no primeiro tempo. Sumido na segunda etapa. Nota: 5,5

Lucas Pratto Gol importante e luta. Joga ‘sozinho’ no ataque. Nota 7,0

Thomaz Entrou no segundo tempo na ponta e depois foi para o meio. Nota: 5,5

Luiz Araújo Ótima participação e gol importantíssimo. Nota: 9,0

João Schmidt Sem nota.

 

Rogério Ceni Falta muito para essa equipe dar a liga mas a vitória tira um enorme peso das costas dos jogadores e dele também, por que não? Precisa de dois ou três reforços para melhorar a qualidade da equipe titular mas também precisa exigir dos que estão mais proximidade, vibração e envolvimento dentro do jogo. O São Paulo de Ceni está desinteressante. Se o Avaí fosse um pouco melhor… Nota: 5,5

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Lucas Pratto não está contundido! Veja possível escalação Tricolor:

Nação do Maior do Mundo;

 

As redes sociais foram infectadas com um boato que tomou grandes proporções neste final de semana. Diz o boato que o atacante Lucas Pratto sofrera uma lesão no tornozelo e que fora cortado por Rogério Ceni do próximo jogo no Brasileirão 2017. Mentira. O argentino treinou normalmente com o grupo e estará à disposição do treinador para o jogo desta segunda-feira às 20h no Morumbi.

 

Ceni fechou os treinos táticos de sexta, sábado e domingo visando concentrar o elenco para a partida contra a agremiação catarinense. Se considerarmos o único treino aberto, alguns prováveis retornos e o adversário que deverá vir fechado para o Morumbi, uma das ideias possíveis será atuar num 4-3-3 com Renan, Bruno (Buffarini), Maicon, Rodrigo Caio e Junior. Jucilei, Tiago Mendes e Cícero (recuperado da gripe). Cueva, Marcinho e Pratto.

 

Também há a hipótese da mesma escalação num 4-2-3-1, com Cueva centralizado. Pelo cenário do jogo não creio em Thiago Mendes na direita ou em três zagueiros para esta partida mas Ceni pode manter o time contra o Cruzeiro, isso é, com os três zagueiros. Lucas Fernandes e Shaylon foram relacionados para o jogo mas é improvável que entrem como titulares. O Tricolor ainda busca reforços para o restante do ano. Fernando Bob e Éverton Ribeiro continuam na pauta do clube.

 

Relacionados para a partida:

Goleiros: Renan Ribeiro e Denis
Laterais: Bruno, Buffarini, Junior e Edimar
Zagueiros: Rodrigo Caio, Lucão, Lugano e Maicon
Volantes: João Schmidt, Thiago Mendes, Jucilei e Éder Militão
Meias: Cícero, Cueva, Thomaz, Lucas Fernandes e Shaylon
Atacantes: Chavez, Lucas Pratto, Gilberto, Luiz Araújo e Marcinho

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Ceni falou em perseguição e diz saber quem são os ‘haters’ do jornalismo

Nação do Maior do Mundo;

 

Desde que assumiu o comando técnico do São Paulo, Rogério Ceni sabia que sua vida não seria fácil. Além da dificuldade em trabalhar dentro das condições financeiras atuais do clube, o ídolo da torcida também enfrenta diversos contratempos extra-técnicos.

 

Foi o que se percebeu em sua entrevista coletiva nesta sexta-feira no CT. Entre outros assuntos, o treinador comentou a perseguição de alguns profissionais da imprensa na ávida necessidade de criar algo polêmico (citou o Caso da prancheta) e também disse saber quem são os profissionais que trabalham para ver o circo pegar fogo. Os ‘haters’ do jornalismo.

 

Um nome da grandeza de Rogério Ceni no futebol brasileiro naturalmente desperta inveja em muita gente. É normal. Uma figura inexperiente no cargo, mas absolutamente identificada com o clube que treina, será alvo constante de tentativas de desestabilização de ambiente. Rogério está acostumado. Tudo que cerca o super ídolo do São Paulo é naturalmente amplificado, porém o ‘técnico Rogério’, em busca de equilíbrio e resultados, demonstrou bastante serenidade na entrevista coletiva. Disse entender as atuais condições do clube, falou em tranqüilidade na relação com os atletas e entende que precisa melhorar o rendimento coletivo da equipe.

 

Os haters do CT e das redes sociais continuarão rondando o técnico, mas se depender dos blogs, portais de torcida, youtubers e formadores de opinião, o São Paulo terá apoio incondicional neste Brasileirão. O momento é de tranquilidade e presença.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Cruzeiro 1×0 São Paulo

Nação do Maior do Mundo;

 

O Tricolor estreou da maneira como muitos dos seus torcedores já imaginavam: derrota no primeiro jogo de Campeonato Brasileiro. Perdida e sem nenhuma vontade em campo, a equipe de Rogério Ceni desta vez sucumbiu diante de um desfigurado Cruzeiro e já começou a preocupar o seu torcedor.

 

Ceni até tentou algo novo; modificou a escalação e o esquema tático, chamando o Cruzeiro para seu campo, mas novamente o São Paulo chegou muito pouco a meta do adversário e errou muito individualmente. A Raposa achou um gol em mais uma falha bisonha de Maicon e nem precisou fazer muito para segurar o resultado. Jogou o arroz-feijão e levou os três pontos de forma simples, não dando alternativa para o já pouco repertório Tricolor. Uma lástima.

 

O time continua confuso, tem jogadores fracos e outros em má fase, mas o que não consigo admitir é a aparente falta de vontade que vemos nos jogadores. Falta sangue nos olhos desse elenco. O time perdendo e muitos deles nem aí com o resultado. Alguns estão pensando na Itália, outros em marias-chuteira… Ninguém se cobra de verdade dentro do gramado. Cadê os chutes? As defesas do adversário? As tabelas? As bolas na trave, as bolas passando de raspão? Com tantos erros e falta de repertório, os jogadores do São Paulo mais uma vez ofenderam a grande torcida que sofre para viajar jogo a jogo e compareceram no Mineirão, mesmo com os R$ 120,00 de entrada. Jogadores: vocês deveriam reembolsar o ingresso de cada um deles!

 

É óbvio que uma situação dessas não tem apenas um culpado. É uma série de fatores que passam por administração, decisões técnicas e empenho dos atletas. Mas é nítido que algo está muito errado entre comissão técnica e jogadores. Não dá para se apresentar com essa falta de vontade toda. É muito cedo para qualquer avaliação em relação a Campeonato Brasileiro, mas já dá para projetar mais um torneio difícil pela frente.

 

Espero estar errado.

 

Nota dos personagens da partida:

Renan Ribeiro O melhor do time, com uma grande defesa e segurança. Nota: 8,0

Thiago Mendes Invenção na direita. Não foi mal mas não é do ramo. Nota: 5,5

Maicon O erro bizarro estragou completamente a boa atuação que teve. Nota: 3,0

Rodrigo Caio Também dono de um erro bizarro, salvo pelo Renan. Nota: 4,0

Militão Boa estréia. Seguro, fez o básico. Nota: 6,0

Junior Horroroso. Marcou mal e apoiou ridiculamente. Nota: 3,5

Jucilei Boa partida, num mar de falta de vontade e criatividade. Nota: 6,5

João Schmidt O verdadeiro significado de ” se eu jogar ou não, tanto faz”. Nota: 4,0

Cueva Fraquíssimo. Desde a contusão não joga bola. Substituído. Nota: 3,5

Marcinho Boa partida, com algum destaque na direita. Nota: 6,0

Lucas Pratto Está em má fase, mas não desiste do jogo. Nota 5,0

Luiz Araújo O normal dele é isso. Nota: 4,0

Thomaz Entrou no segundo tempo para dar mais velocidade. Nota: 5,5

Gilberto Tentou mais na base do bumba meu boi. Nota: 4,5

Rogério Ceni Mexeu na escalação e formação, desta vez esperando o Cruzeiro para tentar sair com velocidade no contra-ataque. Ponto para ele por isso. Para mim errou nas substituições: Cueva, por mais mal que esteja, não pode sair e o time ficar sem meia algum. Corrigiu com Thomaz mas não consegue fazer com que seu time chute a gol, a mais poderosa das estatísticas para uma vitória. Parte da culpa é dele. Nota: 4,0

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Neílton: de titular a dispensado!

Nação do Maior do Mundo;

 

O atacante Neílton, titular do jogo diante do Defensa y Justicia na quinta-feira passada, não vestirá mais a camisa do São Paulo. A notícia é do Globoesporte.com Segundo o portal, o atacante foi dispensado do clube e voltará para o Cruzeiro, detentor de seus direitos econômicos.

 

A dispensa de Neílton, nove partidas e nenhum gol marcado, mostra a irracionalidade da atual gestão de futebol do Tricolor. Dois dias antes o jogador entrou em campo em uma partida decisiva para o clube, prestigiado como titular. Dias atrás, o atleta fora elogiado pela postura nos treinos no período que marcou as eliminações do Paulista e Copa do Brasil até a eliminação da Sulamericana. Ceni bancou a sua recuperação.

 

Além de Neílton, dispensado, o zagueiro Breno será emprestado ao Atlético GO. Chavez e João Schmidt (que também foi titular na última quinta) são saídas certas e o volante Wellington vem sendo especulado em outros times brasileiros. Será que temos tanta fartura e qualidade assim para reduzir o elenco?

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.