Search Results For : Temporada 2018

OPINIÃO – São Paulo 3×1 SCCP

O bicho pega no Morumbi. Vitória consistente do começo ao fim. Com um show de Reinaldo o São Paulo fez valer o estádio lotado, venceu sem piedade um dos seus maiores rivais do estado e de quebra mantém a luta pela ponta da tabela do Brasileirão 2018.

 

Sem Everton, Aguirre preparou uma surpresa para o Corinthians e para boa parte da torcida, adiantando Reinaldo no lugar do atacante ex-Flamengo. A linha de quatro ficou por conta de Edimar e Militão, ao lado dos zagueiros. Liziero manteve a dupla com Hudson, já que Jucilei se recupera de lesão muscular e Nene ficou a cargo da distribuição de jogadas no meio.

 

Pouca gente valorizou mas o primeiro tempo foi muito bom, apesar da falta de gols e algumas lacunas defensivas. Exceto em alguns lances isolados, o São Paulo em primeiro lugar não deixou o rival a vontade. Na segunda etapa o time mostrou a eficiência no quesito bola na rede. Apareceram as jogadas de Rojas e Nene e principalmente os gols de Anderson Martins e Reinaldo, a cartada da noite. Com o setor esquerdo fortalecido, Aguirre anulou Fagner e construiu o caminho para a vitória. Felizmente deu certo e o torcedor comemorou muito a atuação geral, apesar do esquisito (no mínimo) tento rival.

 

A vitória incontestável serve mais que os três pontos na tabela e a morado de vencer um clássico: mostra que o técnico definitivamente possui o time na mão. Muita gente torceu o nariz no anúncio da escalação, não enxergando os pontos fortes do adversário. Valeu para reforçar a confiança no trabalho estabelecido e também para confirmar a união do grupo. Agora é ir para Porto Alegre enfrentar um grande adversário com determinação e paciência. Acredito que cada vez mais Aguirre tem o apoio do torcedor. Vai ser difícil mas vamos para o Sul para somar pontos.

 

Nota dos personagens da partida:

Jean – Partida tranquila, com defesas fáceis de bolas fora da área. Nota: 7,0
Militão – Jogo defensivo importantíssimo no esquema tático. Nota: 7,5
A. Martins – Partida perfeita e gol essencial. Nota: DEZ!
Arboleda – Não deixa dúvida quanto a titularidade. Nota: 9,5
Edimar – Cumpriu a risca a função na linha defensiva. Nota: 7,5
Hudson – Mais um ótimo jogo na primeira volância. Nota: 9,0
Liziero – Foi bem mas vai maturar ainda mais. Nota: 7,0
Nene – Boa partida, controlando as ações do meio. Nota: 7,5
Rojas – Primeiro tempo de marcação. Se soltou na segunda etapa. Nota: 8,0
Reinaldo – Na versão atacante de lado, o melhor em campo. Nota: DEZ!
Diego Souza – Ganhou todas no alto. Deu trabalho. Nota: 8,0

Luan, Lucas Fernandes e Carneiro – Entraram para segurar. Sem nota.

Diego Aguirre – Ótimo jogo. Tem o controle do time. Nota: DEZ!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Sem banco, Tricolor relacionou o jovem Luan no clássico de sábado

As ausências de Jucilei e Araruna no clássico diante do Corinthians no próximo sábado no Morumbi anteciparam a subida de mais um jogador da base Tricolor: o primeiro volante Luan.

 

Com 19 anos e boa chegada no ataque, Luan foi relacionado pela primeira vez no elenco profissional devido a falta de opções para o banco de reservas. O Tricolor só contará com Hudson e Liziero para a marcação no meio-campo no clássico. Segundo o UOL, Luan esteve junto dos titulares que derrotaram o Flamengo no Maracanã e participou dos treinamentos com o profissional nesta sexta-feira.

 

Considerado um motorzinho no elenco multicampeão sub17 e sub21, o volante foi muito elogiado pelo coordenador Ricardo Rocha. Segundo Rocha, Luan já deveria ser reposição para a saída de Petros, poupando o Tricolor de buscar um volante para a reserva da dupla Hudson/Jucilei.

 

Pelo que vi nos jogos da base, o garoto tem talento e bom poder de marcação. Não é o mais correto subir às vésperas de um clássico mas Luan tem personalidade para aparecer para o jogo, caso necessário. Valorizo a ideia!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Clássico: ausências confirmadas, palpite para o ataque, estimativa de público e setores disponíveis

O São Paulo tem quatro desfalques confirmados para o clássico diante do Corinthians, no próximo sábado às 21h no Morumbi: Sidão, Jucilei, Araruna e Everton, autor do gol diante do Flamengo, no Maracanã.

 

Desse modo, o Tricolor deve jogar com Jean no gol e Liziero no lugar do primeiro volante. O camisa 1 deu um susto no treino de hoje mas tranquilizou todos em relação a sua presença. O jovem Liziero fez boa dupla com Hudson no Maracanã, com o camisa 25 invertendo a posição no sistema de jogo e deve repetir a formação. A dúvida fica para o lugar de Everton. Pelos treinamentos, Lucas Fernandes deverá jogar no lado esquerdo, com Rojas na direita e Diego Souza no comando de ataque.

 

Alertamos sobre a possibilidade de desfalques neste post. Entretanto o São Paulo terá um reforço que compensará todas as ausências no clássico: a presença e a confiança de seu torcedor no Morumbi. Notícia extra-oficial: mais  de 50 mil ingressos foram vendidos nesta quinta-feira, superando, assim, o maior público do clube neste ano. A expectativa é de mais de 55 mil torcedores apoiando o time nos nossos domínios. Quem sabe na casa dos 60 mil?

 

As chances de vitória são elevadas ao cubo quando o Tricolor joga ao lado do seu torcedor. Por isso, torcedor, ainda há chance de ir ao Morumbi apoiar o time em campo. Conforme informou o São Paulo em sua conta oficial no Twitter, os ingressos restantes só serão vendidos online. Setores ainda disponíveis: Cadeira Laranja Premium, Morumbi Premium, Cadeira Especial Azul, Cadeiras Cativas (somente proprietários) e Camarotes. Reserve o seu aqui.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Flamengo 0x1 São Paulo

Um jogo de clube grande, vencido por uma equipe gigante. O São Paulo não sentiu o ‘efeito pós-Copa’ e bateu o Flamengo com mais de cinquenta mil pessoas no Maracanã. A equipe encosta na primeira colocação e dá o cartão de visitas ao Brasil: aqui estamos e queremos mais.

 

Quem esteve no Mario Filho na noite desta quarta-feira viu uma equipe aguerrida e, principalmente, muito bem organizada nos quase cem minutos de partida. O primeiro tempo foi de muita disputa, com o Tricolor trocando ações com os donos da casa porém perdendo nos lados do campo. Ja na segunda etapa, após o gol relâmpago do vaiado (pelos rubro-negros) Éverton, pôde se ver o São Paulo compacto e seguro de Aguirre. As individualidades subiram de produção, principalmente no setor defensivo: Sidão, Arboleda, Anderson Martins e principalmente Hudson construíram um intransponível paredão que nem o esquisito árbitro conseguiu ultrapassar. Com a saída de Jucilei, o camisa 22 recuou e construiu com Liziero uma ótima dupla no jogo, sem levar cartão amarelo. Foi o melhor em campo.

 

Além do coletivo quase impecável, foi gratificante também ver a ótima estreia de João Rojas. No primeiro drible dado na direita deu para sentir o conhecimento ‘brasileiro’ do equatoriano na arte do um contra um. Rojas também apareceu bem na construção das jogadas e nos chutes. Além dele, a classe de Nenê e, obviamente, o talento decisivo de Éverton deram números finais a Volta do Brasileirão.

 

O Flamengo não perdia de um clube de fora do estado no Maracanã desde 2015. Mas o histórico diria que era o Tricolor que tinha que desfazer esse tabu. O jogo mostrou um belo cartão de volta aos jogos do time ao seu torcedor, que já lotou o clássico antes mesmo da enorme vitória no Rio de Janeiro. O Morumbi terá mais de sessenta mil pessoas esperando por São Paulo x Corinthians. Vamos para cima, com ou sem desfalques.

 

Nota dos personagens da partida:

Sidão – Uma saída errada e duas defesas decisivas no segundo tempo. Nota: 8,0
Militão – Sofreu no primeiro tempo. Bem postado na segunda etapa Nota: 7,0
A. Martins – Tirando dois vacilos, ganhou quase todas as bolas. Nota: 8,5
Arboleda – Lembrou Fabão no seu melhor estilo. Nota: 8,0
Reinaldo – Também sofreu pelo seu lado, mas postou-se bem. Nota: 7,0
Jucilei – Contundiu-se e saiu ainda no primeiro tempo. SEM NOTA
Hudson – Monstro. Jogou por ele, Jucilei e não levou amarelo  Nota: DEZ!
Nene – Não foi o melhor Nene, mesmo sim, maestrou. Nota: 7,5
João Rojas – Estreia de gala, com dribles, chute e assistência a gol. Nota: 9,0
Éverton –
 Vaiado pelo ex-clube, deu a vitória ao Tricolor ‘fuderozão’. Nota: DEZ!
Diego Souza – Deu trabalho a zaga mas pouco criou para o gol. Nota: 7,0

Liziero – No lugar de Jucilei, cumpriu bem o papel. Nota: 7,5
Araruna
 – Na minha opinião a expulsão foi injusta. SEM NOTA
Tréllez – Foi a campo para impor correria e vigor físico. Nota: 6,0

Diego Aguirre – A melhor avaliação sobre o seu desempenho no jogo é que não parece que houve parada para a Copa. O time mostrou compactação, garra e trabalho coletivo suficientes para que as individualidades aparecessem. O Flamengo não perdia de um time de fora do Rio no Maracanã desde 2015. Não é pouco. Nota: DEZ!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Sequência ‘termômetro’ dirá qual é o potencial do São Paulo no Brasileirão

O Campeonato Brasileiro voltará a sua carga total nesta próxima quarta-feira, e com ele uma sequência de quatro jogos-chave para o São Paulo. O Tricolor enfrentará de uma vez o líder Flamengo (18/07) no Maracanã, o Corinthians (21/07) no Morumbi, o Grêmio (26/07) na Arena do Grêmio e finalmente fechará a sequência contra o Cruzeiro (29/07) no Mineirão.

 

A sequência é considerada pelos torcedores do Tricolor como um verdadeiro “termômetro” para medir a capacidade do elenco de Diego Aguirre na competição. O sucesso representará um ganho de confiança, além da manutenção da ponta e até a liderança na competição. Por outro lado, uma derrapada nesta sequência poderá minar a estima do torcedor.

 

O São Paulo ainda é visto com frieza pela crítica especializada mas esse ano o clube parece começar a colher os frutos da recuperação financeira. Confio muito no trabalho apresentado no futebol, apesar de ter considerado a parada da Copa ‘prejudicial’ ao Tricolor por conta da boa fase que vivia antes do início da competição na Rússia. Até o momento, o elenco perdeu poucas peças estratégicas e conseguiu repor com rapidez o único titular (Marcos Guilherme) com a vinda do equatoriano Rojas. Fora das quatro linhas o Departamento de Futebol chegou a meta de faturamento desejada no ano, ultrapassando os noventa milhões de reais. Vale lembrar que metade dos pouco menos de R$ 110 milhões arrecadados desde o início do ano são investidos no elenco, entre folha salarial, reforços e bonificações.

 

Para não ficar em cima do muro na projeção da tabela, acredito que se o Tricolor conseguir oito pontos nestes quatro jogos ele passará a sequência com um bom rendimento, até porque Grêmio e Cruzeiro estarão no fogo cruzado da Libertadores e Copa do Brasil. Qualquer coisa maior que isso representará uma ótima performance na tabela e, quiçá, a liderança do torneio.

 

Caro leitor: qual é a sua previsão de pontos nas próximas quatro rodadas?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.