Search Results For : Temporada 2019

Dani Alves entra no BID e deve estrear no domingo diante do Ceará!

O lateral camisa dez Dani Alves já está oficialmente liberado para jogar pelo São Paulo. O nome do atleta já consta no BID (Boletim Informativo Diário da CBF) e o jogador deverá estrear diante do Ceará, no Morumbi.

 

Cuca faz segredo quanto a utilização do jogador mas a tendência é que ele jogue adiantado na linha do meio-campo, ainda mais com a ausência de Hernanes, com lesão na coxa. O jogador vem treinando forte e, segundo os setoristas do clube, mostra espírito de vencedor até em rachões ou treinos de metade de campo.

 

Juanfran ainda não saiu no BID mas a tendência é que até o final da semana ele também esteja liberado para fazer a sua estréia com a camisa do Tricolor. A tendência e que o espanhol jogue na lateral direita.

 

Mais de 17 mil ingressos foram vendidos para a partida deste domingo mas há muita reclamação quanto ao valor dos ingressos e, principalmente, o modo como estão sendo comercializados. Muita gente comentou nas redes que não consegue comprar meia-entrada, algo fácil em outras ocasiões.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Cuca justifica Hernanes no banco e valoriza primeira vitória em clássico

O técnico Cuca, grande destaque da vitória do São Paulo diante do Santos (de acordo com o blogueiro), comentou o jogo e suas estratégias após a partida. Segundo ele, o São Paulo venceu aquilo que se chama ‘jogão’.

 

Sobre a estratégia de jogo, Cuca disse que para medir forças com o adversário, precisou de um time com mais intensidade e por isso entrou com Toró e Everton. “Escolhi os de intensidade um pouco maior.” – disse ele. O Tricolor mediu forças exatamente como o adversário mede: marcando no ataque em busca do erro do oponente.

 

É por este motivo que Hernanes ficou no banco no primeiro tempo. Importante no elenco, o jogador entrou após o intervalo mas infelizmente teve uma lesão no adutor e desfalcará a equipe nas próximas partidas.

 

“Eu ia jogar com o Pato no 4-4-2, com o Everton na esquerda e o Toró na direita. A estratégia era de dois atacantes. Quando entra o Veríssimo na lateral direita, ele já jogou de lateral contra o Palmeiras, numa linha de quatro, e hoje também era. Abri o Pato na ponta, porque não teria tanto desgaste. Em cima disso, a gente mudou a forma de jogar. Tínhamos treinado duas ou três formas.” – disse o técnico Tricolor sobre a armação tática do jogo.

 

Falando em Pato, Cuca revelou paciência com o atacante, para que ele cumpra o que lhe é pedido taticamente. “Hoje (sábado) ele foi mais competitivo. Ele tem se doado bastante. Quando sai, é por opção minha. A técnica dele é indiscutível. Fez um grande trabalho, principalmente pelos dois gols.” – complementou.

 

Cuca espera que Daniel Alves e Juanfran estejam prontos para estreia diante do Ceará, na presença da torcida. Segundo o técnico, são dois jogadores que “abrem o leque” de opções táticas, algo que preza muito em seus elencos. “Gosto muito de ter times versáteis, de mudar esquemas sem fazer trocas, e eles vão proporcionar isso. O Daniel joga na segunda linha pela direita, de segundo volante, na meia, e é o lateral da Seleção. O Juanfran já jogou de ala, zagueiro, lateral, segundo volante.” – disse.

 

Na minha opinião, nosso técnico tem o elenco que pediu e um dos melhores do Brasil. O objetivo agora é, com o apoio da torcida, afinar o jogo e tornar destes limões, uma boa limonada. Mãos a obra!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 3×2 Santos

No jogo de mais história e títulos de real expressão no Brasil (seis Libertadores e cinco Mundiais), deu São Paulo. E deu São Paulo bonito em cima do líder e insinuante time de Sampaoli, o técnico diferente que temos por aqui. Mas hoje o dia foi da torcida Tricolor, de Pato e principalmente de Cuca.

 

Sem Antony e com Hernanes no banco, o São Paulo mediu forças com o rival munido de Toró na direita, Pato na esquerda e Everton mais centralizado, como jogava no início da carreira. Foi um duelo bem equilibrado e disputado, porém sem meio-campo. O São Paulo investia em muita ligaçnao direta para seus atacantes e o Santos apostava no erro são-paulino, que aconteceu como no gol santista, quase no fim do primeiro tempo.

 

Na minha opinião, o ponto do jogo foi Cuca. Ele fez exatamente aquilo que Sampaoli faria caso estivesse perdendo: lançou o time no ataque abrindo mão de Luan e colocando Hernanes no meio, recuando Tchê Tchê. A ousada estratégia deu mais certo do que se esperava: em dez minutos de segunda etapa o time tinha virado o jogo e ampliou com belo gol de Pato. O camisa sete não desistiu do lance e veio para o consagrado beijo no escudo. A partida ainda teve um toque de emoção com o gol contra mas no final prevaleceu a maior vontade diante de um adversário duríssimo, porém completamente vendido na segunda etapa.

 

Méritos para a raça de Arboleda, a aplicação de Igor Vinícius (numa fogueira com Soteldo), estrela de Pato e do time em geral mas muitos créditos a Cuca. O treinador, em começo de trabalho, virou algumas partidas importantes para o time neste pequeno período que treina o time. Merece respaldo do torcedor, até os que aprenderam a enxergar um outro futebol, jogando Playstation e Cartola.

 

Belíssima vitória, onde a vontade prevaleceu em cima da disciplina e da técnica. Em clássico tem que ser assim. Agora é encher o Morumbi contra o Ceará e jogar a partida atrasada na Arena da Baixada. Arena essa que viu vitória do Tricolor no ano passado.

 

Acredite desacreditando.

 

 

Nota dos personagens da partida:

 

Tiago Volpi – Defesa importante no primeiro tempo. Seguro. Nota: 7,5
Igor Vinícius – Se saiu muito bem numa grande fogueira. Nota: 8,0
Bruno Alves – Boa partida, ao lado do seu companheiro de zaga. Nota: 7,0
Arboleda – O melhor da defesa. Raça no clássico. Gostamos! Nota: 9,0
Reinaldo – Aplicado e bom de pênalti. Também gostamos! Nota: 8,0
Luan – Cumpriu o papel. Saiu no intervalo. Nota: 6,5
Tchê Tchê – Versátil e aguerrido. Trabalhou bem o meio. Nota: 8,0
Everton – Outro versátil, cresceu de produção no segundo tempo Nota: 7,5
Pato – Dessa vez decisivo, sobretudo na segunda etapa. Nota: 9,5
Toró – Incisivo, precisa só melhorar os arremates. Nota: 6,5
Raniel – Centroavantão, fez o papel e abriu espaços. Nota: 6,5

 

Hernanes –  Ajudou no pouco tempo que esteve em campo. Nota: 7,0
Hudson – Entrou para povoar o meio-campo. Nota: 6,5
Vitor Bueno – Sem Nota.

 

Cuca – Para mim, o nome do jogo. Tem um elenco versátil e diversificado e está sabendo trabalhar o andamento dos jogos. Hoje enfrentou um badalado técnico (com justiça Sampaoli é badalado) e se sobressaiu. Nota DEZ!

 

Torcida – Mais um show de torcida no Morumbi. Nota DEZ!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Cuca esboça time para o clássico. Veja e comente a suposta escalação:

O São Paulo realizou seu último treino para o clássico deste sábado diante do Santos no Morumbi. O Peixe é líder e vem de uma ótima sequência de vitórias. Já o Tricolor vem embalado de dois bons resultados e sua torcida empolgada com as novas contratações.

 

Dani Alves e Juanfran já treinam no CT da Barra Funda mas não devem enfrentar o Santos. Dani Alves pode ser relacionado e participar dos últimos minutos do jogo, mas a tendência é que se prepare para a partida diante do Ceará, também no Morumbi. As novidades nos treinos são as voltas de Antony e Liziero. O primeiro se recuperou de pancada no jogo contra o Flu e o segundo retorna de grave lesão no tornozelo em partida diante do Bahia. Pablo permanece em tratamento.

 

Deste modo, a equipe que deve pegar o Santos deverá ser a mesma que venceu o Flu, no Maracanã: Thiago Volpi, Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo. Luan, Tchê Tchê e Hernanes. Pato, Raniel e Antony.

 

O São Paulo teve um bom período de treinamentos, já que não atuou no último fim de semana. Foram quatorze dias de intensas atividades no CT. A previsão é que o público beire ou ultrapasse a casa de cinquenta mil torcedores.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Juanfran: profissionalismo e possível futura liderança no elenco Tricolor

Juanfran chegou em São Paulo no início da tarde da última quarta-feira e, muito antes de ser apresentado oficialmente, já vestiu a camisa do Tricolor. Mais que isso: esbanjou conhecimento sobre o novo clube e até realizou um treino leve no CT da Barra Funda.

 

A atitude do espanhol, que deve ser o lateral direito do clube (revezando com Dani Alves ou até levando o camisa 10 para o meio-campo) impressionou o torcedor mas não é algo difícil de ver na Europa. Lá, os jogadores (principalmente os mais experientes e com boa formação) costumam aprender a história e o DNA das agremiações que futuramente vestirão a camisa. Juanfran não é são-paulino de coração como Dani Alves, mas viu na TV Raí levar o Tricolor ao primeiro título mundial e algumas partidas do futuro clube. Isso se chama profissionalismo.

 

Liderança não se cria, isso é um dom natural de alguns e precisa ser reconhecido pelo círculo em sua volta. Porém, pelo pouco que mostrou neste início de trajetória, Juanfran tem tudo para ser uma das lideranças do elenco do São Paulo.

 

Precisamos disso.

 

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.