Search Results For : Temporada 2019

Saída de Nene finaliza ciclo de altos e baixos e abre espaço para a base

Enfim, Nene deverá ser jogador do Fluminense. O clube das Laranjeiras, que desejou o meia atacante desde o início do ano, está a detalhes de anunciar o novo reforço. O jogador deve diminuir os salários e ir em definitivo para o Rio de Janeiro. Ir não, voltar, já que Nene veio do Vasco da Gama para o São Paulo.

 

A saída de Nene finaliza um ciclo de altos e baixos do atleta com a camisa do São Paulo. Anunciado no início de 2018 junto com o colombiano Tréllez (outro que não está mais no clube), ele virou peça importante da surpreendente equipe de Diego Aguirre no Campeonato Brasileiro, levando a equipe ao primeiro lugar na competição no primeiro turno. Ganhou a camisa dez, a confiança da torcida e até anunciou jogador na TV do clube.

 

Porém, com pouco material humano no elenco, o elenco Tricolor acabou não se segurando as pontas no torneio de regularidade e deixou a liderança em meio a atuações ruins e lesões de atletas importantes como Everton, outro que teve início fantástico vestindo o manto sagrado. Os veteranos acabaram se sobrecarregando e não conquistaram o título, vislumbrado por muitos após o surpreendente primeiro turno. Aguirre acabou demitido e vários pilares daquele elenco saíram ou estão de saída do clube. São eles Diego Souza, Bruno Peres, Jucilei e o próprio Nene.

 

Para a alegria de alguns e a tristeza de outros, Nene encerrou a sua jornada no São Paulo, clube da sua infância. O momento é outro, com Cuca e e jovens meias como Gabriel Sara, Lucas Fernandes, Helinho e Igor Vinícius, capitaneados pelo veterano, porém ídolo incontestável Hernanes, em busca de nova afirmação no Brasil. Algum deles renderá o que o torcedor espera? Vale conferir.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Elenco para o segundo semestre é competitivo, mas precisa sair do papel

O técnico Cuca praticamente definiu o time do São Paulo para o clássico diante do Palmeiras a ser realizado neste próximo sábado, no Morumbi. A formação, baseada no 4-3-3, é a seguinte:

 

Thiago Volpi, Hudson, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo. Luan, Tchê Tchê e Hernanes, Pablo, Pato e Antony.

 

No gol, Thiago Volpi vem mostrando a segurança necessária para a posição. Na zaga, o equatoriano Arboleda volta a ser titular ao lado de Bruno Alves, mas ainda pode ser negociado. Hudson e Reinaldo fecham o setor defensivo. No meio, a juventude de Luan, a experiência de Hernanes e o ‘presente para Cuca’ Tchê Tchê, responsável pela maior troca de passes no meio de campo. Finalmente no ataque, Pablo retorna de longa recuperação para compor o trio ofensivo, ao lado de Alexandre Pato e Antony.

 

Na minha opinião, é uma equipe bem competitiva, se bem treinada e com o físico na ponta dos cascos. O ponto fraco são as laterais. Hudson é voluntarioso e pode quebrar um bom galho na direita mas seria importante o clube melhorar a posição. Na esquerda, Reinaldo está dentro da média do que vemos no país mas é bastante limitado. Precisa mostrar bem mais serviço na temporada.

 

Já nas outras posições, não vejo disparidade em relação as equipes da parte de cima da tabela. Temos uma boa zaga, um bom goleiro, jovens promissores e, se Pablo, Pato e Hernanes renderem o que é esperado deles, a equipe brigará por melhores posições na tabela.

 

Em se tratando de elenco, a princípio vejo as mudanças de Cuca com bons olhos. O treinador conta com a juventude de Walce, Morato, Diego, Lucas Fernandes, Sara e Toró para eventuais substituições com intensidade mas a minha aposta são os ‘segundo jogadores’ Liziero, Raniel e futuramente Joao Rojas. Em um campeonato tão nivelado como o Brasileirão, eles poderão ser peças-chave para mudança de estratégia no decorrer das partidas. Além disso, os três tem boas boas chances de brigarem por vagas na equipe titular.

 

Enfim, o elenco é bom mas precisa sair do papel, adquirir um DNA de jogo e chamar o torcedor de volta ao seu lado. Cabe a infra-estrutura do Tricolor condicionar e treinar bem o plantel. O torcedor tem razão de ficar ressabiado com as lambanças do primeiro semestre mas a meu ver existe esperança de ver uma equipe melhor para os próximos meses.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Vitória em jogo-treino marcou primeira parceria entre Pablo e Pato

O São Paulo realizou o seu segundo jogo-treino da parada da Copa América. O clube venceu o Cuiabá por 3 a 1 nesta sexta-feira à tarde com gols de Pato, Tchê Tchê e Vitor Bueno. Gilmar marcou para o adversário.

 

A partida foi realizada com portas fechadas para a imprensa no estádio do Morumbi e marcou a primeira vez que Pato e Pablo estiveram juntos no ataque Tricolor em um jogo de noventa minutos. O artilheiro do clube na temporada está recuperado da cirurgia para retirada de um cisto na coluna lombar e treina duro para entrar em forma para o restante do ano. Antony completou o trio de ataque Tricolor em boa parte da atividade.

 

O Globoesporte.com revelou o time que iniciou o jogo: Thiago Volpi, Hudson, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo. Luan, Tche Tche e Hernanes, Pablo, Pato e Antony. Deverá ser a tendência de time base para o restante do ano.

 

Além de Cuca e sua comissão, o jogo-treino foi observado por Lugano e Maicon, ex-zagueiro do clube que esteve no estádio visitando os ex-companheiros.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo não trará nenhum reforço que resulte em custos em 2019

O São Paulo não trará reforços que resultem em custos no ano de 2019. A afirmação foi dada por Elias Albarello, diretor financeiro do Tricolor, ao Globoesporte.com nesta sexta-feira.

 

“Não estamos fazendo nenhum tipo de contratação ou capacitação de recurso que ultrapassa o período dessa gestão, dezembro de 2020.” – disse ele ao explicar a iminente chegada de Raniel sem custos iniciais.

 

O diretor deu a entender que barraria a contratação caso não fosse obedecida essa condição. “Essa foi uma das condições que coloquei para a diretoria de futebol quando vieram me consultar sobre essa contratação. O pagamento é para 2020 exatamente para não impactar esse ano.” – concluiu ao Globoesporte.com

 

Raniel terá custos, mas será bancado pelos seus agentes. Eles pagarão o valor pedido pelo Cruzeiro imediatamente após o anúncio da transferência, muito parecido com o que aconteceu com a transação que trouxe Everton do Flamengo para o Tricolor.

 

Com a declaração do diretor, está praticamente descartado todo o tipo de reforço ao clube durante o período da janela internacional que não seja nas condições impostas pelo departamento financeiro. Ou vem sem custos (quer dizer, apenas com salários) ou com previsão de pagamento para o ano que vem.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Prós e contras da iminente chegada do atacante Raniel ao São Paulo

Raniel está a caminho do São Paulo. O atacante ex-Cruzeiro já fez sua despedida da Raposa (com post de ‘bye bye’ até de seu tatuador) e ruma a capital paulista para exames médicos e apresentação prevista para até essa sexta-feira.

 

Para entender melhor os prós e contras da contratação, buscamos o histórico do atleta e sua atual condição no elenco cruzeirense. Com 23 anos e tempo para se desenvolver, o atacante teve ótimo início no time de Minas Gerais e, segundo a própria torcida do clube mineiro, era considerado o ‘décimo segundo jogador’ do grupo, chegando a ser envolvido em uma fracassada troca com Luan, do Grêmio. Com Fred e Pedro Rocha titulares, Raniel ocupava o posto de suplente no ataque, ao lado de Sassá.

 

 

Além da idade, outro ponto positivo que conta a favor do jogador é a lamentação de jogadores e torcedores do Cruzeiro por sua saída. O zagueiro Dedé lamentou a possível transferência em entrevista coletiva na Toca da Raposa: “Para a gente (Cruzeiro) é muito ruim, pelo potencial que o Raniel tem e o quanto ele é importante para a equipe. Se realmente se transferir, será uma grande perda para nosso elenco. Raniel é um grande menino.”, disse ele ao portal Torcedores.com

 

 

O ponto negativo é o que o jornalista Umberto Ferreti descreveu em seu Twitter: o histórico de lesões. Raniel teve problema nas duas pernas em uma mesma partida, em 2017. Nesse aspecto, o jornalista compara seu perfil ao de Everton por isso é bom ficar atento pois o clube não pode mais contar com mais um atleta no seu já conturbado departamento médico.

 

 

Não vejo Raniel como titular na equipe de Cuca neste momento. Ele será mais um atleta que trabalhará para conquistar espaço no ataque Tricolor, formado neste momento pelos titulares Pablo, Pato e Antony. Ao que me consta, o problema com drogas no início da carreira foi definitivamente superado. O jogador chegou a ser suspenso por 30 dias no Santa Cruz, seu clube formador.

 

Dentro do mercado nacional (bem abaixo do mercado europeu e com valores astronômicos pelo que se joga aqui) é um atleta com potencial ainda a desenvolver. Torço para que corresponda as necessidades do Tricolor em um curto espaço de tempo pois no São Paulo a pressão por títulos será muito maior que atualmente é no Cruzeiro.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.