Search Results For : Tricolor

Quem é melhor: Ganso ou Cueva?

Nação do Maior do Mundo;

 

Desde ao meio do ano passado até os dias de hoje, a pergunta que se repete quase que em um eterno ‘loop’ entre os grupos de discussão do torcedores do São Paulo é essa: “quem é melhor; Ganso ou Cueva?”

 

Paulo Henrique Ganso surgiu como um furacão no futebol brasileiro. Me lembro até que nos seus primeiros passos como profissional e muita gente na época acreditava que o craque era ele, e não Neymar. De estilo clássico e pouca movimentação com muita distribuição, seu apelido “maestro” pegou desde os primeiros jogos com a camisa do Tricolor. Ditou muitos jogos com diferencial, mas não resolveu quase nenhum clássico. Me lembro apenas de um São Paulo x Santos no Morumbi. Seu estilo introvertido era confundido com apatia, desinteresse e até soberba. De fato Ganso não demonstrava muita emoção nas entrevistas pós-jogo. Está sofrendo com Sampaoli.

 

Christian Cueva veio de surpresa, tomou o lugar do paraense e de cara conquistou a torcida com muita habilidade e rapidez. Além disso, mostrou muita personalidade na goleada sobre o Corinthians ano passado (o empate em Itaquera foi com gol dele, logo após jogos complicados na Libertadores) e agora foi importante contra o Santos na Vila. Tem estilo moderno e não precisou se adaptar para conquistar seu espaço no meio-campo. De quebra, renovou contrato com aditivo de valorização caso seja o cara no Brasileirão 2017, um caso raro de auto-confiança no futebol. Justifica a ‘marra’ na bola.

 

Muitos choram até hoje a perda do paraense, outros tantos sentem enorme alívio com a chegada triunfal do pequeno peruano e a mudança na dinâmica de jogo do Tricolor. Na ‘briga Ganso x Cueva’ sou mais o peruano, mas proponho outra coisa: jogaria com os dois no meio-campo. Sempre achei que Ganso poderia atuar mais recuado, distribuindo mais a bola que chegando ao ataque. Algo como fazia Pirlo na seleção italiana. Seria demais ter ele ao lado de Cueva e um cão de guarda na proteção a zaga. Óbvio, tudo isso no campo da imaginação, até porque o gênio dos dois também poderia ser um problema no vestiário, rs!

 

E para você? É Ganso, Cueva ou os dois?
Responda a enquete no blog e dê sua opinião!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

E ô, e ô, o Yaya Touré é Tricolor!

Nação do Maior do Mundo;

 

O volante Yaya Touré, ídolo do Manchester City, revelou enorme carinho pelo São Paulo FC em entrevista ao Globoesporte.com O marfinense, ao revelar que acompanhava o Campeonato Brasileiro de Manchester, foi perguntado se tinha alguma preferência por algum clube brasileiro e não titubeou:

 

‘Adoro o São Paulo porque é um bom time, sempre com um futebol atraente e jogadores brilhantes” – disse ele ao repórter do Globoesporte.com

 

Eu sabia que esses europeus manjavam dos paranauês por aqui. Depois do zagueiro Chiellini (Juve) agora é a vez de Yaya mostrar que entende de futebol brasileiro ao optar por torcer pelo maior clube do Brasil. Tem gente já escalando ele ao lado de Thiago Mendes e Jucilei, rs!

 

Como bem disse o Tricovô (do Twitter): deve ser complicado não ser são-paulino.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Leco? Pimenta? O torcedor tem que ser São Paulo FC acima de tudo e de todos!

Nação do Maior do Mundo;

 

Leco e Pimenta lançam oficialmente comitê e candidatura nesta quarta-feira.

 

Basicamente ambos defendem a mesma coisa: implementar gestão profissional no clube, até pouco tempo atrás engessado por um estatuto defasado há décadas. A estratégia de ataque entre os dois pólos que os representam também é semelhante. O grupo de Pimenta acusa Leco de representar a atual circunstância ruim do clube, e o continuísmo de Juvenal e Aidar. Já o grupo de Leco acusa a oposição de ser manipulada por Abílio Diniz e se apoiar politicamente em nomes que representavam épocas ainda piores de gestão no Tricolor.

 

O lado bom de Pimenta é que a sua gestão foi marcada pelas maiores esquadras e os maiores títulos do clube. Raí, Telê e um São Paulo respeitado. A favor de Leco a clara intenção de avanço, provada pela aprovação do novo estatuto, a iniciativa de usar o sistema SAP de gestão e um ótimo time desta temporada, após a falência econômica deixada por Aidar. Na minha opinião os dois nomes são idôneos, por isso não trocarão ataques pessoais. Quem ficará a cargo da ‘baixaria política’ é o baixo clero de cada lado: os assessores, adjuntos, aspones e os agitadores, que gostam mais do clube que do cimento da arquibancada.

 

Até entre os grupos de situação e oposição há uma certeza: tem muita gente boa e ruim nos dois lados. O que ferra o clube são os incompetentes para gerir cargos e, pior, aqueles que pensam mais em causa própria ou na causa das chapas que na instituição em si. Eu, Daniel Perrone, comparecerei nos dois eventos e por respeito ao trabalho que realizo e aos meus leitores e torcedores, não apoiarei nenhum dos dois lados. Como torcedor, sou mais que Leco e Pimenta: sou São Paulo e quem for eleito contará com minha eventual colaboração e integral fiscalização.

 

O novo presidente será escolhido em votação pelo Conselho Deliberativo e obedecerá o Novo Estatuto. Essa sim, para mim é a maior conquista do clube até então em muitos anos. Maior até que aquele que estará sentado na cadeira máxima em abril.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Rogério Ceni: DNA vencedor, dentro e fora de campo!

Nação do Maior do Mundo;

 

Mais que o anúncio da incorporação maciça da base, mais a preparação num dos maiores centros esportivos dos Estados Unidos, mais que um título (ainda que de pouca expressão) em cima de um rival, mais que a artilharia do estadual, mais que a vinda de bons jogadores, mais que a chegada de Lucas Pratto, centroavante da seleção argentina. Mais que tudo isso, hoje o São Paulino comemora o início da volta de um DNA perdido há algum tempo: o DNA de um elenco com mentalidade campeã.

 

Essa filosofia é simbolizada na história de um personagem conhecido por todo o Brasil e boa parte do mundo do futebol. Rogério Ceni ganhou títulos, recordes e possui um dos currículos mais importantes do Brasil. Artilheiro, capitão e absolutamente obstinado pelo sucesso. A muitos incomoda, e para outros muitos é referência de trabalho e sucesso.

 

Não dá para cravar títulos no ano mas uma coisa dez para afirmar de bate e pronto: o elenco assimilou essa história de vida. Vemos até o momento um time dedicado dentro de campo, procurando aplicar o conceito de jogo de quem nunca foi técnico, mas que viveu muito tempo assistindo jogos de uma das posições mais ingratas e privilegiadas do futebol: a grande área. Prova disso é o time correr atrás do marcador contra Audax, Ponte e Santos.

 

Você pode achar exagero atribuir o sucesso atual a uma só pessoa mas o início da “era Ceni” como treinador animou a torcida e dá combustível para possíveis grandes vôos não somente em 2017 como nos próximos anos. A aquisição do M1TO no banco de reservas não pode ser tratada como manobra política e sim como movimento genuinamente são-paulino. Rogério é a personificação dos ideais do clube e seu sucesso é sucesso de todos que dirigem, trabalham e torcem pelo São Paulo Futebol Clube.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Giuliana Yumi: musa que comparece!

Nação do Maior do Mundo;

 

Giuliana Yumi é daquelas que já enfrentou muitas vezes sozinha o trajeto ida e volta para o Morumbi. “Eu pegava aquelas vans que ficam na porta do Morumbi até o metro sozinha!” – conta ela. Com 26 anos e detentora de uma beleza incrível, hoje ela estampa a página de fevereiro do Calendário do site Arquibancada Tricolor. De família Tricolor (aprendeu a paixão com o pai e o irmão), ela espera ainda realizar o sonho de um dia ser tetracampeã mundial assistindo o jogo no estádio, seja onde essa final for.

 

Giuliana contou para o blog que bota muita fé no técnico Rogério Ceni. “Além de tudo, ele é são-paulino de coração” – disse, já projetando um futebol moderno para este ano e muitas visitas ao Sacrossanto. Mas, se depender de nós, desta vez ela não irá mais sozinha assistir os jogos do Maior do Mundo, né? É muito desperdício!

 

Veja as fotos do ensaio de Giuliana Yumi neste álbum.

(fotos: Arquibancada Tricolor)

 

Pocket entrevista Giuliana Yumi

 

Giuliana, você é capa de fevereiro do calendário Arquibancada Tricolor. O ensaio está ótimo! Desde quando você é são-paulina? Vai aos jogos do clube?

Meu pai e meu irmão mais velho são São Paulinos, então desde sempre tive contato com o SPFC. Quando fui crescendo, comecei a acompanhar mais o SPFC e fiquei fanática! Minha maior paixão! Vou sim aos jogos no templo! Muitas vezes já fui até sozinha e não ligo! Quando era adolescente e, por ventura não tinha ninguém pra me buscar pós jogo, eu pegava aquelas vans que ficam na porta do Morumbi até o metro sozinha! Só queria ver o SPFC jogar! Rs

 

Quais são os seus ídolos de infância no futebol? Já foi ao Morumbi?

Não é da minha geração, mas como são paulina preciso enaltecer Mestre Telê! Ídolo incontestável que fez nosso Tricolor Paulista Bimundial! Hoje, o M1to!

 

Você bota fé neste time formado por Rogério Ceni em 2017?

Com certeza! Apesar de estar iniciando agora como técnico, estudou pra isso, teve contato com o futebol moderno! Conhece bem os jogadores, valorizou o CFA em cotia, subindo jogadores que podem ser importantes, tem o apoio da torcida e, claro, são Paulino de coração! Tem tudo para trazer o SPFC soberano!

 

Qual é o seu grande sonho, no futebol e na vida?

Meu sonho no futebol é o SPFC estar numa final do mundial, eu estar presente lá e poder gritar TetraCampeão Mundial! Rs Já na vida, sonho em ser mãe, ter uma bela família! E viajar o mundo! Rs

 

O que você faz para manter esse belo corpo?

Não tá aquelas coisas, mas a gente tenta né? Rs.. Gosto muito de ir a academia, gosto de ser/comer saudável, um pouco “Healthy lifestyle” rsrs.

 

Quais são os seus hobbies? Dança, barzinho, parque?

Acompanhar o SPFC, academia, Praia, sair com os amigos de noite.

 

Por fim, deixe um recado para a grande torcida Tricolor!

Tricolores Paulistas, vamos fazer nossa parte nesse novo ciclo que o SPFC está iniciando no comando do M1to! Muita torcida, vamos lotar o Templo, muito apoio ao nosso Capitão! 2017 tem tudo para ser um ano especial para nós! Bora mostrar que somos os Soberanos, porque somos sim TRI (ouviu, FIFA?) !! Rs! ” Ô Tricolor eu já selei o meu destino, vou estar sempre contigo, a vida inteira até morrer! ”

 

Ficha técnica:

Nome: Giuliana Yumi

Idade: 26 anos

Altura: 1,54m

Peso: 47kg

Instagram: @Giuliana.y

Facebook: Giuliana Yumi

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.