OPINIÃO São Paulo 2×2 River Plate

Um jogo decepcionante por parte do São Paulo, no Morumbi. Atuando em casa, a equipe não se impôs frente ao River Plate, empata com o adversário e se complica na tabela da Libertadores 2020.

 

Enganou-se quem esperava um River fora de forma, já que a equipe argentina não atuava em um jogo oficial desde onze de março. Enganou-se mais ainda quem imaginou uma goleada após o primeiro tento tricolor, em menos de dez minutos de jogo. Os argentinos compensaram a falta de ritmo de jogo com a organização de sempre e postura de Libertadores. Postura essa que não se viu por parte do São Paulo.

 

Aí cabe um aparte: em condições normais, com torcida e atmosfera de Libertadores, o São Paulo ganharia essa partida, mesmo tendo um time inferior e mesmo se o River Plate estivesse na ponta dos cascos. A torcida empurraria o time. Sem a presença do torcedor, o Tricolor atuou como se estivesse em um jogo de brasileirão e foi presa da muito, muito boa equipe argentina.

 

Vimos um Pablo absolutamente fora de ritmo, um Hernanes fora de sintonia, um Reinaldo mais uma vez com os nervos a flor da pele e, principalmente, um coletivo fraco, engolido pelo adversário. Deste modo, será muito difícil passar de fase, pelas circunstâncias da tabela.

 

Não dá para cravar que tudo está perdido, mas o Tricolor terá que fazer muito mais do que vem fazendo para prosseguir na Libertadores. A chance de Sul Americana é iminente para essa equipe de Fernando Diniz. Que eles provem o contrário, a começar diante do, mais uma vez, candidato ao tótulo River Plate em Buenos Aires.

 

Nota dos personagens em campo:

Thiago Volpi – Uma boa defesa no primeiro tempo. Sem culpa nos gols. Nota: 6,0

Igor Vinícius – O caminho era no seu lado. Perdeu gol cara a cara com o goleiro. Nota: 6,0

Diego Costa – Não fez feio em seu début em Libertadores. Nota: 6,5

Léo – Esteve em apuros em alguns lances mas não sucumbiu. Nota: 6,0

Reinaldo – Seu único lance bom foi o cruzamento no segundo gol . Nota: 5,5

Tchê Tchê – Passou apuros com a dinâmica do River em seu setor. Nota: 5,0

Hernanes – Muito mal, praticamente irreconhecível. Nota: 4,0

Igor Gomes – Faltou mais ímpeto para fazer a diferença. Nota: 5,0

Gabriel Sara – Depois de uma partida épica na Vila, voltou a se ausentar. Nota: 4,5

Pablo – Um dos piores em campo, além de isolado no ataque. Nota: 4,0

Vítor Bueno – Fraquíssimo e apagado. Nulo no jogo. Nota: 4,0

 

Toró, Paulinho e Brenner Destaque para Brenner que, não fosse o gol contra, faria o gol de empate. O restante sem tempo para destaque.

 

Fernando Diniz – Tomou um nó de Gallardo, eficiente treinador do River e considerado por mim o melhor da América. O River é candidato ao título e se beneficiou muito de um Morumbi vazio, o que não tira o brilho competente da equipe. Nota 4,0

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.