Todo o apoio a Hernán Crespo mas o argentino também precisa se ajudar!

O São Paulo teve mais uma de suas reuniões mensais de planejamento no futebol na manhã desta segunda-feira. O procedimento é feito todo início de mês e serve para avaliar constantemente o trabalho realizado pelo setor e atletas.

 

Apesar de não ser uma reunião extraordinária, isso é, uma reunião com uma pautae específica, é claro que a manhã desta segunda na Barra Funda teve como ponto principal o fraquíssimo rendimento do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Com três empates seguidos e um futebol muito distante do imaginado, a equipe não sai do lugar e ainda perdeu uma chance rara de subir na tabela diante do lanterna do campeonato.

 

Crespo permanece no cargo em uma decisão acertada da diretoria mas sabe que a sua situação não é a mesma dos primeiros meses. O técnico que tirou o clube da fila após a conquista do Campeonato Paulista ainda conta com o apoio dos diretores e da maioria da torcida (como podem ver na enquete abaixo) mas já entrou no processo de fritura e precisa retomar o caminho de um futebol intenso e eficiente a curtíssimo prazo.

 

 

A ideia é se classificar para a Libertadores mas o achatado Campeonato Brasileiro contempla até a disputa contra o rebaixamento para quem não tiver o privilégio de ser um entre os nove primeiros colocados que terão a vaga para o torneio internacional do ano que vem.

 

Mesmo com um elenco que considero ainda irregular, com muitos garotos em formação (o meio é praticamente todo formado por eles), contratados que ainda não corresponderam (casos de Benítez, Orejuela e Eder), reforços fora de ritmo (Calleri e Gabriel) e atletas para compor elenco e olhe lá (Pablo, Vítor Bueno e William) será um vexame grande um clube com o tamanho e a folha salarial como o São Paulo não ficar com uma das possíveis nove vagas para a Libertadores. Eu disse nove vagas!

 

Já vi esse filme muitas vezes esse filme. Assim como de costume entre os técnicos que trabalham no país, Crespo é mais um técnico em processo de fritura pelos maus resultados e a fraca campanha no Brasileirão. E, sem vitimismo: o argentino sabe que, se não cobrar uma resposta rápida e forte de seu elenco, a chance de não terminar a temporada e o clube mais uma vez declinar da ideia de um projeto duradouro no futebol é bastante considerável.

 

Eu apoio a permanência de Crespo, mas ele também precisa se ajudar com cobrança forte aos jogadores e a definição de um time base para ser escalado. Apesar de não ser o principal responsável pela situação, muitos erros da temporada também passam por decisões dele e sua comissão.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Kwai
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.