Search Results For : Planejamento

O único lado bom do adiamento de São Paulo x River pela Libertadores:

O adiamento do clássico sul-americano entre São Paulo e River Plate por conta da pandemia do Coronavirus afetou praticamente todo mundo no Tricolor. O clube deixa de arrecadar naquele momento, os jogadores, que vêm de uma grande vitória, perdem o embalo e o torcedor que teve prejuízos de diversas formas. Principalmente aquele que se programou de longe para vir ao Morumbi.

 

Entretanto, há um lado bom no adiamento da partida: o tempo maior para recuperação para uma das grandes estrelas da equipe: Tiago Volpi. O goleiro, que sofreu uma pequena fratura na partida diante da LDU e foi substituído na segunda etapa, não jogará contra o Santos e seria dúvida para terça-feira, data programada para o confronto que foi adiado.

 

Com setenta jogos desde que chegou do México, Volpi é pilar da equipe de Diniz e só ficou fora de dois jogos com a camisa do São Paulo, ambos no passado. Seu substituto durante a recuperação é Lucas Perri, de 22 anos. Ele fez seu segundo como profissional no São Paulo diante da LDU. Antes disso ele fez sua estreia como titular do Tricolor contra o CSA, na última rodada do Brasileiro do ano passado, quando o time foi formado quase todo por garotos da base.

 

Este é o único lado bom do adiamento da partida que gerou muito problema ao São Paulo e sua torcida, porém é um alento saber que está descartada cirurgia na mão do goleiro titular e que muito em breve ele voltará aos gramados.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

GUIA DO PERRONE: Os jogos mais legais para viajar no Brasileirão 2020!

A Confederação Brasileira de Futebol anunciou em seu site a tabela da primeira fase do Campeonato Brasileiro de 2020. Assim, os torcedores do São Paulo já sabem onde e (mais ou menos) a data que o clube jogará desde a estreia até o meio do torneio.

 

A tabela já foi difundida por muitos portais e blogs então não vou repetir a informação. Pretendo oferecer algo muito mais valioso para aqueles que querem acompanhar o clube fora de casa neste Campeonato. Vou falar quais são os jogos mais legais de viajar, baseado na tabela divulgada pela CBF. Vamos as dicas:

 

1ª rodada (2, 3 ou 4/5)
Goiás x São Paulo (Serra Dourada)
Recomendo fortemente. Apesar da torcida do Goiás não ser amistosa com ‘estrangeiros’, é início de competição, fim de semana e a cidade de Goiânia é muito bacana. Recomendo a feijoada no Glória no sábado, o restaurante típico Chão Nativo (comer até morrer) e a sempre boa noitada no Setor Marista, bairro boêmio da cidade. Quem vamos?

5ª rodada (30 ou 31/5)
Sport x São Paulo (Ilha do Retiro)
Mais um fim de semana cabuloso para quem curte praia e passeio histórico. Se Recife não é lá grande coisa, Olinda é uma cidade espetacular e é colada na capital pernambucana. Recomendo o restaurante Beijupirá (Olinda) e um belo passeio pelas vielas históricas da cidade. E praia, é claro.

13ª rodada (4, 5 ou 6/7)
Coritiba x São Paulo (Couto Pereira)
Apesar de não ser badalada como outras cidades, Curitiba é bacana porque é perto de quem mora na capital paulista e tem um bom centro gastronômico, em Santa Felicidade. Vale um ‘bate e volta com parada para almoço no bairro. Também vale passar pelo Museu Oscar Niemayer, que é um local bem bonito para visitar e tirar fotos.

16ª rodada (18, 19 ou 20/7)
Ceará x São Paulo (Castelão)
Espetacular destino para se programar e passar um fim de semana campeão. Além de Fortaleza, dá para ir a Cumbuco ou Canoa Quebrada para passar o dia ou mesmo ir ao famoso Beach Park. Dá para tomar bem na barraca Crocobeach ou mesmo almoçar no Coco Bambu “raíz”, que fica na cidade.

23ª rodada (19, 20 ou 21/9)
Bahia x São Paulo (Fonte Nova)
Bora Bahêa! Um fim de semana de todos os santos comendo moqueca no restaurante Yemanjá, passeando pelo Pelourinho (compra de cachaça Cravinho é obrigatória) e curtindo um som ao vivo no Rio Vermelho. Para curtir praia sugiro as que ficam longe do centro, especialmente a Praia do Flamengo. Acarajé é na Cira e ponto final.

27ª rodada (17, 18 ou 19/10)
Fluminense x São Paulo (Maracanã)
Finalmente a Cidade Maravilhosa. Curtir o duelo de Tricolores num fim de semana no Maracanã é mágico. Além disso tem os passeios da cidade (para quem não conhece, vale ir no Corcovado ou Pão de Açúcar), tomar uma no por do sol do Bar da Urca, pegar uma praia no Leblon/Ipanema ou varar a noite na Lapa ou em Botafogo, o bairro universitário da cidade. Experimente o açaí do BIBI Sucos e os salgados do Belmont Leblon, observando o belo panorama.

33ª rodada (7 ou 8/11)
Atlético-GO x São Paulo (Serra Dourada/Arena do Dragão)
Repeteco em Goiânia? Boooooooora! Mesmas dicas da estreia, com o ‘plus’ do jogo pode ser no Serra Dourada ou na Arena do Dragão, local amistoso, com espetinhos variados, o famoso disco de carne goiano e tudo que tem direito. Clima de jogo no interior. Tendência é o Serra mas vamos torcer para ir para a Arena.

36ª rodada (28, 29 ou 30/11)
Grêmio x São Paulo (Arena do Grêmio)
Eu adoro Porto Alegre e recomendo pesado! Além do jogo, tem que comer a melhor carne da minha vida na Parrila Der Sur, fazer uma visita obrigatória no Brechó do Futebol para comprar umas camisas iradas de clubes mil, passear no parque Farroupilha (Bomfim) e tomar uma breja especial no Tarantino (bar temático do cineasta), que oferece cervejas artesanais variadas na Cidade Baixa.

 

Para quem vai ao Morumbi, sempre sugiro dois setores, de acordo com a preferência: para quem quer emoção e um pouco de perrengue clássica para entrar, recomendo a arquibancada azul, sempre vendida pela Total Acesso. Agora, quem quiser conforto, boa visão e segurança, com comes e bebes (não alcoólico) a dica é ir no Camarote B/Clube Morumbi. No site eles vendem os jogos, se não tiver lá entra em contato pelo whatsapp deles (11 98136-5321) que eles acertam reservas de jogos ‘longe’.

 

Segue link com video do camarote e visão de jogo do B/Club Morumbi.

 

Gostou das dicas? Marque esse post e indique aos amigos viajantes.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Confirmado o local da estreia do Tricolor na Libertadores 2020!

O São Paulo já sabe onde jogará a primeira partida da Libertadores 2020. A partida diante do peruano Binacional foi confirmada para o estádio Guillermo Briceño Rosamedina, em Juliaca.

 

O estádio já possui iluminação artificial aprovada pela entidade sul-americana (foto). A Conmebol ainda não chancelou por completo outros pontos ainda pendentes no estádio mas tudo indica que ele estará 100% apto a receber o jogo de estreia.

 

O Tricolor recebeu o OK formal da entidade e já fretou um avião especialmente para a viagem a sede mais alta de toda a a Libertadores. Para se ter uma ideia, Juliaca fica a 3.825 metros de altitude em relação ao nível do mar. Oruro, na Bolívia, está a 3.700 metros do nível do mar. Cem metros a menos!

 

Parada duríssima para os comandados de Fernando Diniz. No ano passado o Binacional só perdeu uma partida em sua casa, diante de uma equipe que também tem sede na altitude. Foram apenas três empates e o resto só vitória em seus domínios.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Missão: um ‘novo Antony’ para 2020!

O São Paulo recentemente concretizou a venda de Antony para o Ajax. Além do dinheiro que ajudará a equilibrar as finanças, o clube conseguiu a permanência do atacante até o meio do ano.

 

Durante este período, uma das grandes missões do departamento de futebol será alavancar um ‘novo Antony’, isso é, colocar em campo um jogador com as mesmas características do novo companheiro de David Neres para manter o leque de opções para Fernando Diniz.

 

Não será fácil como antigamente. O Brasil possui cada vez menos dribladores em seu hall de jogadores. As bases cada vez mais moldam atletas para jogarem conforme o figurino europeu e os poucos que quebram a regra são vendidos precocemente, quase não pisando na série A. Cada vez mais são raros os atletas como Michael, que permaneceu no Brasil ao ser comprado pelo Flamengo.

 

Um candidato a sucessor de Antony é Antonio Galeano. O paraguaio, que deverá ser comprado pelo Tricolor no final do ano, não tem a habilidade e o poder de drible do atual atacante do lado direito do time, mas é ligeiro e tem uma característica mais incisiva que Antony: o faro de gol. Está sendo lapidado na base e deve subir para o profissional no meio do ano e tem tudo para fazer uma boa história no profissional.

 

Porém, também é prudente buscar opções no estadual de São Paulo. Alguns clubes vem conseguindo bons resultados com bases que participam de Copas São Paulo Jr e também com atletas garimpados nas suas respectivas regiões. Foi o caso de Morato, comprado junto ao Ituano. Vale buscar referências no interior e isso é missão de Raí, Lugano e Alexandre Pássaro.

 

Outro jogador que não podemos perder de vista é Joao Rojas. O equatoriano antecedeu Antony antes da complicações graves nos joelhos e passou 2019 inteiro de molho. É rápido e forte mas não saberemos como voltará aos gramados. A previsão de volta é no meio do ano, justamente quando Antony viaja para a Holanda.

 

Minha opinião: se Rojas voltar bem, a vaga é automaticamente dele. Caso contrário, deverá disputar posição com Galeano ou alguma oportunidade vinda do interior de São Paulo ou dos estaduais brasileiros.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Quarteto não inscrito no estadual consome milhões dos cofres do clube

Quatro atletas no elenco do São Paulo tem sua permanência indefinida no clube. Curiosamente todos fazem parte do setor meio ofensivo, o mais criticado neste início de temporada.

 

São eles Shaylon, Calazans, Tréllez e Paulinho Bóia.

 

Shaylon voltou ao clube após empréstimo de um ano e até foi anunciado “com pompa” por alguns veículos da imprensa esportiva. A aposta de alguns era em uma nova chance para o jovem criado na Chapecoense. Já Calazans chegou ano passado em uma troca envolvendo Brenner e não se firmou no elenco. Ambos não foram inscritos no estadual e treinam separados a espera de uma proposta.

 

O atacante Tréllez também não foi inscrito no Paulista mas treina com o grupo, apesar do São Paulo não descartar uma negociação com valores que lhe agradem. O forte do colombiano é o jogo aéreo, um dos pontos fracos do atual ataque Tricolor.

 

O último integrante dessa hall de jogadores à disposição no mercado é Paulinho Bóia. Cria da base Tricolor, o meia atacante não foi aprovado nos exames médicos do Cruz Azul (MEX) e também treina de forma separada, esperando uma definição.

 

Não dá para precisar valores mas os quatro provavelmente consomem cerca de milhão por mês dos cofres do clube, entre salários e direitos de imagem. Se permanecerem no Tricolor sem atuar no elenco, a minha previsão é de um gasto de aproximadamente R$ 12 milhões em 2020, somando férias e luvas. Se não for isso, é perto disso. De qualquer forma, é um “dinherão“.

 

Entre erros e acertos, este é mais exemplo de má gestão no futebol.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.