E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Search Results For : Temporada 2020

OPINIÃO São Paulo 2×3 Mirassol

Vergonha no Morumbi. Mais uma para a coleção deste atual São Paulo. Com todos os titulares, em solo sagrado e diante de um adversário bem estruturado mas sem dezoito jogadores desde a pandemia. DEZOITO DESFALQUES! E o Tricolor mais uma vez dá o seu jeito de envergonhar o seu torcedor.

 

Mais uma vez em 90 minutos  vimos a incompetência deste que foi o maior clube do País e que agora não consegue encontrar um rumo. Incompetência aliada a morosidade coletiva e individual. A pandemia não pode ser desculpa: para se ter uma ideia, o atacante Zé Roberto veio dos Emirados Árabes para TREINAR no Mirassol e, como solução de última hora, topou jogar. Marcou dois gols neste jogo e foi o melhor em campo.

 

O São Paulo era considerado o favorito dos confrontos. Pelo recente histórico de humilhações do Tricolor eu fui um dos únicos a não compactuar 100% com essa obviedade. Por receio mesmo. Já vi esse filme várias vezes. Era preciso respeitar a equipe do interior, mas respeitar jogando bola, entrando em todas as divididas como se fossem pratos de comida e chutando a gol. O que se viu foi um bando de incompetentes e morosos atletas, nos envergonhando mais uma vez em nossos domínios. A vergonha só não foi maior porque não tinha torcedor no Cícero Pompeu de Toledo. Pelo menos isso.

 

Não foi obra do acaso meu post na manhã desta eliminação. O Mirassol, mesmo desfalcado, mereceu o resultado, a classificação e todos os méritos. Cadê o gerente, o diretor e o presidente para responder a mais um vexame? A torcida está cansada!

 

Nota dos personagens em campo:

Thiago Volpi – Falha no terceiro gol. Nota: 3,0

JuanFran – Avenida “Las Ramblas”. Bem substituído. Nota: 2,0

Bruno Alves – Tomar três gols do Mirassol? Vergonha! Nota: 3,0

Arboleda – Respeitou a distância social na zaga. Nota: 3,5

Reinaldo – Fraquíssimo e não é de hoje. Rei dos memes e de parte da torcida. Em campo resmungou bastante e jogou muito pouco. Há quem goste. Nota: 2,5

Tchê Tchê – Trabalho fraco como quase todos em campo. Nota: 4,0

Dani Alves – Não mostrou ser o jogador diferenciado que é. Nota: 4,0

Igor Gomes – Ficou, mas parece que está em outro lugar. Nota: 2,5

Vítor Bueno – Belo gol e só. Nota: 4,0

Pato – Careca ou não, jogo fraco e apático. Nota: 2,5

Pablo – Gol e luta. Só ele não é o suficiente Nota: 5,0

 

Igor Vinícius, Everton, Paulinho e Helinho De todos esses, apenas Igor e Paulinho merecem menção por darem mais velocidade e infiltração na segunda etapa.

 

Fernando Diniz – São Paulo finalizou 21 vezes, sete no alvo e fez dois gols. Mirassol chutou quatro bolas e fez três gols. O São Paulo teve posse de bola e não ganhou. O Mirassol foi cirúrgico e mereceu a classificação. Foi eliminado o time de melhor ataque, melhor posse de bola e o escambau. Serviu para que? Mais uma vergonha, e não vem totalmente do técnico. Diniz faz parte do vexame, mas não é o vexame. Falta aparecer o resultado da sua proposta de jogo. Urgente! Nota: 4,0

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo é favorito, mas Mirassol soube evoluir quando teve chance!

São Paulo e Mirassol abrem as quartas de finais do Campeonato Paulista com um jogo decisivo nesta quarta-feira às 19h no Morumbi. Jogo que será transmitido pelo Canal Premiere, da TV fechada.

 

O favoritismo, claro, é todo do São Paulo. Com uma milionária folha salarial, jogando em seu território e com a tradição de um verdadeiro clube grande mundial, é obrigação do Tricolor avançar para a semifinal do estadual. Porém, no futebol, uma regra é clara: existe um adversário do outro lado e subestimá-lo dentro de campo e fora dele pode ser o início da ruína que nenhum torcedor Tricolor imagina.

 

O Mirassol tem méritos para estar onde está. Em três anos, o clube do oeste do estado cresceu muito mais que muito clube grande por aí, inclusive o São Paulo. Claro, do ‘nada’ para um boa boa infra-estrutura é uma coisa que pode parecer pequena para o gigantismo histórico do Tricolor, mas para um clube como o Mirassol, é como ganhar na loteria. Porém, o clube do interior não tirou a sorte grande, ele aproveitou a oportunidade que teve.

 

A oportunidade tem nome: Luiz Araújo. Sim, o atacante vendido do São Paulo para o Lille, da França, em 2017. O Mirassol também foi clube formador do jogador e destinou o percentual da venda na infra-estrutura do clube. Um tiro no centro do alvo.

 

 

O clube do interior investiu R$ 6 milhões na construção de um CT numa área de 1,5 mil m², às margens da rodovia Euclides da Cunha (a SP-320, que liga a região de São José do Rio Preto a Mato Grosso do Sul). O CT possui quatro campos de dimensões profissionais, alojamentos, fisioterapia, espaço para imprensa, vestiários, academia, cozinha, refeitório e rouparia.

 

O que vemos hoje é um Mirassol com gestão saudável, excelente infra-estrutura e pronto para abocanhar o que puder nos campeonatos que disputa. Repito: o São Paulo é por obrigação o favorito mas, pelos últimos três anos, é bom não dar mole para o revitalizado Mirassol, uma das novas potências do interior.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo mostrou nesta segunda por que poupou os titulares no domingo

O técnico Fernando Diniz cumpriu rigorosamente o planejamento traçado pelo clube e comissão técnica e comandou um forte treinamento tático com o time titular nesta segunda-feira, no CT da Barra Funda.

 

Foi um dos primeiros treinamentos táticos com a equipe desde a volta aos treinos, em julho. Sem calendário e já classificado, o técnico preferiu poupar os titulares justamente para poder fazer um treino mais intenso na reapresentação desta segunda-feira. Em outras palavras, enquanto os titulares dos outros clubes fazem um treino regenerativo nesta segunda, mais brando e de recuperação muscular, o Tricolor bota seus atletas em ritmo intenso e ‘ganha’ um dia a mais de treinamento antes do jogo contra o Mirassol, nesta quarta às 19h, no Morumbi.

 

Nem precisava, mas o treinamento de hoje coloca definitivamente uma pá de cal nas insinuações de alguns jornalistas sobre o planejamento ou até a honestidade do clube na última rodada. O “entrega” não aconteceu na Vila Belmiro. O São Paulo pensou nele e no seu futuro na competição. Além de observar melhor os atletas do elenco e saber quem pode confiar numa mudança no meio do jogo, Diniz pôde enfim promover um treinamento tático específico aos titulares. Treinamento este que não teve desde a volta ao futebol.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Definidas datas e horários das quartas de final. Veja meus palpites:

As datas e horários das quartas de finais do Campeonato Paulista formam definidas hoje na Federação Paulista de Futebol. São Paulo e Mirassol se enfrentarão às 19h desta quarta-feira no Morumbi, com transmissão exclusiva pelo Premiere (TV fechada). Vejam as demais datas:

 

São Paulo x Mirassol
Quarta-feira (29/07)
Morumbi – 19h – Premiere

 

Palmeiras x Santo André
Quarta-feira (29/07)
Allianz Parque – 21h40 – Globo/SporTV/Premiere

 

Red Bull Bragantino x Corinthians
Quinta-feira (30/07)
Morumbi – 19h – Premiere

 

Santos x Ponte Preta
Quinta-feira (30/07)
Vila Belmiro – 21h40 – SporTV/Premiere

 

São Paulo e Palmeiras são favoritos e tem obrigação de avançar as semifinais. O Santos terá uma parada dura porque a Ponte Preta vem de uma boa recuperação nos dois últimos jogos. Vale ficar de olho na Macaca. No caso do jogo Red Bull Bragantino e Corinthians, apesar da tradição corinthiana, não vejo favorito nesta partida. O Bragantino mostrou que também é aspirante ao título. Para mim, as ‘zebras’ (que nem seriam tão zebras assim) sairão dos confrontos dos alvinegros.

 

Palpites das quartas de finais:

 

São Paulo 2×0 Mirassol
(São Paulo classificado)

 

Palmeiras 3×1 Santo André
(Palmeiras classificado)

 

Red Bull Bragantino 1×1 Corinthians
(SCCP favorito nos pênaltis)

 

Santos 2×2 Ponte Preta
(Sem favorito em caso de pênaltis)

 

Quais são os seus palpites?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Guarani 1×3 São Paulo

O São Paulo fez um bom jogo neste domingo, na Vila Belmiro. Com um time quase todo composto por reservas, a equipe derrotou o Guarani e mostrou uma entrega diferente daquela ventilada pela imprensa esportiva.

 

De titular, apenas Thiago Volpi, um dos destaques da partida com belas defesas. O restante, formado por reservas jovens e experientes, deu conta do recado e venceu o fraco Bugre, ainda mais abalado com a derrota diante do Botafogo. Vi um bom coletivo, sistema de jogo semelhante ao praticado com os titulares e lances individuais dignos de um clube que é grande por natureza, com um segundo tempo bem satisfatório. O terceiro gol, de Paulinho Boia, foi digno de gol da rodada e, se tivesse público, teria valido o ingresso.

 

Deu gosto ver mais uma vez corinthianos, eles mesmos, torcendo para o clube da cidade, do estado e do mundo neste domingo. Agora é aproveitar o tempo e preparar bem os titulares para o jogo das quartas diante do Mirassol, no Morumbi. Agora sim, começa a escalada derradeira para o título do Campeonato Paulista. Para mim, vitória sem surpresas neste encerramento. O bicho pega de quarta em diante.

 

Nota dos personagens em campo:

Thiago Volpi – O goleiro mostrou melhora e foi um dos grandes destaques do jogo, com pelo menos quatro defesas difíceis ao longo dos 90 minutos. Precisaremos de um Volpi inteiro para o restante da temporada Nota: 8,0

Igor Vinícius – Nem no ferro, nem na ferradura. Cumpriu o jogo sem destaque. Nota: 6,0

Diego – Algumas boas aparições na defesa. Nota: 6,0

Anderson Martins – Discreto, foi mal em alguns lances mas não comprometeu. Nota: 5,5

Léo – Cumpriu o papel. Nota: 6,0

Luan – Boa saída de bola e marcação. Nota: 6,5

Liziero – Discreto, não comprometeu o jogo no meio. Nota: 6,0

Hernanes – Melhor no primeiro. Sem comprometer Nota: 6,0

Everton – O melhor do São Paulo na linha. Bonito gol. Nota: 7,5

Brenner – Se mexeu, abriu espaços mas não foi eficiente no tiro a gol. Nota: 6,0

Helinho – Gol que dá moral. Nota: 7,0

 

Paulinho Boia Gol de placa na Vila. Nota: 8,0

Shaylon e Gabriel Sara Sem nota.

 

Fernando Diniz – Alheio a polêmica “entrega ou não entrega” fez o certo: movimentou o elenco e prepara os titulares para a derradeira fase. Nota: 7,0 pelo jogo, DEZ pela hombridade.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.