Search Results For : Planejamento

Cuca “ganha” volante e São Paulo deve ter retorno de lateral da base

Dois atletas do Tricolor tiveram a situação encaminhada nos últimos dias.

 

O São Paulo ampliou o contrato de Hudson por mais dois anos. O jornalista Jorge Nicola, que postou a renovação seu blog, diz que o volante está no planejamento de elenco de Cuca. Segundo Nicola, o novo técnico do Tricolor fez questão da permanência do jogador e o clube ampliou o contrato com Hudson até fim de 2021, com reajuste salarial. O volante ganhou sondagens do mundo árabe nos últimos meses.

 

Outro jogador que deve estar retornando ao Brasil é Junior Tavares. Emprestado ao Sampdoria em julho do ano passado, o lateral entrou pouquíssimas vezes em campo e, segundo notícia do fim do ano no portal italiano Calcio Mercatto, o vínculo que termina em julho deste ano poderá ser antecipado.

 

Visto com grande potencial após boas temporadas na base, Junior carrega um pesado extra-campo que atrapalha demais o seu rendimento. Junior foi um dos jogadores que mais me chamou a atenção naquele time júnior de 2016 e sabe jogar bola. Espero que tenha ao menos adquirido consciência tática nos meses que serve o clube de Gênova.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Torcida clama por Pato. Alto salário é o maior entrave para a repatriação

A notícia da rescisão de contrato de Alexandre Pato e sua despedida da China reascendeu a discussão sobre o retorno do jogador ao São Paulo.

 

O Portal Universo Tricolor iniciou uma campanha pela volta do jogador nas redes sociais. Em enquete no meu Twitter, uma avassaladora preferência pelo atacante mostra que o torcedor quer a sua volta. Nas redes sociais do jogador o apelo dos são-paulinos também é constante .

 

 

Pato seria um reforço espetacular, caso o São Paulo conseguisse resolver a parte financeira com o próprio jogador e seus agentes. O atacante foi artilheiro dos clubes que atuou nos últimos 6 anos, tem estilo versátil no ataque e chuta com as duas pernas. Além de toda a parte esportiva, o jogador é extremamente identificado com o clube. Recentemente escrevi um texto dizendo que o jogador se pagaria com a própria torcida, caso o marketing do clube estivesse operando bem. É um jogador que chama público e vende produtos licenciados, além do retorno em campo.

 

Entretanto, a tendência atual não é de retorno ao Tricolor. Apesar do desejo pessoal do presidente Leco, o Globoesporte.com revela que o principal entrave para a vinda continua sendo o alto salário do jogador. Além disso, Cuca, que comanda as tratativas de negociações no clube, entende que seria melhor o foco em outro perfil de atleta. Keno e Roger Guedes seriam os perfis pedidos pelo treinador.

 

É fato que Pato não terá dificuldades em se posicionar em um novo clube. Com ofertas da Turquia e da Itália, o jogador espera a melhor oportunidade para definir o seu futuro que, creio eu, será no Brasil.

 

Enquanto o torcedor fica na expectativa de reforços para ‘ontem’, principalmente depois do anúncio da venda de Militão ao Real Madrid, o clube vai ao mercado procurar soluções para a falta de gols e de criação da equipe que ainda não engrenou nesta temporada.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

 

São Paulo ‘depende’ de Militão e Neres para entregar elenco ideal a Cuca

O São Paulo continua sua luta para encontrar um elenco forte para 2019.

 

Conforme antecipado no blog no dia 11 de março, reforços como Tchê Tchê, Alexandre Pato, Roger Guedes e Keno no modelo de compra são inviáveis no plano financeiro atual do clube.

 

A situação muda se o Tricolor receber o que lhe é de direito nas prováveis transferências de Éder Militão e David Neres. Existe negociação vigente entre Porto e Real Madrid pelo zagueiro. Se ela ocorrer nesta próxima janela européia, o Tricolor terá direito a 13,5% do valor – 10% que o time manteve do jogador mais 3,5% por ser clube formador. No caso de Neres existe a esperança de negociação por conta da excelente fase do atacante, atualmente do Ajax. O clube mantém 20% dos direitos de Neres, além de 3,5% de clube formador. Lembrando que o clube holandês recusou uma oferta generosa da China no início do ano. Dinheiro que seria muito bem-vindo hoje, quando pensamos em melhorar o elenco.

 

Com a venda de Militão e Neres a chance de Cuca ter alguns de seus melhores desejos atendidos aumenta consideravelmente. Isso é, com tantos erros de planejamento nos últimos anos, o torcedor precisará ‘torcer’ pelas transferências dos dois para ver o elenco do Tricolor mais forte em 2019.

 

Enquanto tenta viabilizar a chegada de reforços, o clube busca outras formas de entregar o perfil de time pedido pelo seu treinador. Uma delas é o mercado emergente. Especialista em montar elencos com as mais diferentes dificuldades, Cuca e seus auxiliares utilizam a pausa médica para procurar oportunidades de negócio no primeiro semestre, assim como fez com o Palmeiras em 2017. O zagueiro Mina e os próprios Keno, Tchê Tchê e Roger Guedes tinham esse perfil na época. Vieram de Santa Cruz, Audax e Criciuma, respectivamente.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Novo Diretor de Marketing pegará uma bucha do tamanho do mundo. Entenda:

Conforme adiantado pelo blog no início de fevereiro, o São Paulo oficializou João Fernando Rossi como novo diretor executivo de marketing. O objetivo principal, como não poderia deixar de ser, é a geração de receitas em diversas frentes de atuação que incluem patrocínios, Sócio Torcedor e licenciamentos, entre outras.

 

Hoje, trabalhar no São Paulo é a maior bucha do mundo para qualquer profissional de Marketing que se preze. Não pelo clube e sua grandeza e sim pelas pessoas que rondam o setor e a dificuldade em entender que entregar algumas disciplinas para agências especializadas não é vender o clube e sim gerar mais receitas com trabalho especializado.

 

O novo Diretor de Marketing encontrará um Sócio Torcedor aos frangalhos, com uma percentagem de adimplência beirando o insignificante, um plano de licenciamento defasado, com poucas lojas, poucos produtos e pouca perspectiva (na visão dos licenciados) e uma Adidas que atualmente dá ao clube dez vezes menos que poderia dar. Talvez os patrocínios da camisa e as propriedades do estádio sejam as disciplinas que melhor andam no clube. É muito, muito pouco.

 

Não bastasse a situação, o clube ainda conta com desserviço de conselheiros que não permitem (ou dificultam) o crescimento natural da pasta. São pessoas que não aceitam a modernização do setor, tampouco a terceirização como alternativa de melhor serviço e, consequentemente, maior receita. Pensam que dá para fazer quase tudo dentro de casa, contando com profissionais que chegam a até um limite dentro das suas possibilidades, expertises e tempo.

 

Para se ter uma comparação, o Corinthians utiliza a F/Nazca uma das maiores agências de publicidade do mundo, para desenvolver seu conceito de clube. O marketing do Palmeiras, até onde sei, conta com um time de profissionais ‘indoor’ que não fazem feio a muitos times de multinacionais. O nosso, bem, estea engatinhando em comparação ao rivais. Isso porque temos uma história e um conceito (Clube da Fé, O mais Querido, nome da cidade, nome do estado) muito mais forte que eles, na minha opinião.

 

A boa notícia disso tudo é que Rossi é sênior e do ramo. Espero que ele tenha autonomia total para transformar o setor, do mesmo modo que transformou o basquete brasileiro com um modelo de profissionalização que gerou, segundo o site oficial, dez novos acordos de patrocínios, uma parceria com a NBA que se tornou case de negócios no esporte nacional e um salto de 800% de volume de recursos em pouco mais de dez anos da criação da Liga.

 

Desejo sorte, coragem e pulso firme para as necessárias mudanças.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Medalhões extremamente ameaçados no novo Tricolor de Mancini e Cuca

Ao ser eliminado na pré-Libertadores pelo Talleres, o São Paulo fracassou no seu maior objetivo no ano e, em pleno início de temporada, será obrigado a fazer ajustes que ameaçam direta e indiretamente os chamados ‘medalhões’ do elenco.

 

Com a eliminação precoce, o clube deixará de ganhar cerca de R$ 30 a 35 milhões entre premiações e bilheteria líquida, o equivalente a cerca de três a quatro meses de folha salarial do elenco como está. Com política de recuperação financeira, o clube não pode nem pensar em atrasar salários e vencimentos e encontra na mudança do comando técnico uma saída para amortizar os gastos e dar nova energia ao futuro plantel de Cuca.

 

Atletas com grandes salários como Bruno Peres, Jucilei, Nene e Diego Souza perderam espaço na equipe titular de Mancini. Everton sofre com contusões crônicas e Reinaldo, que parece ser o único remanescente do grupo que foi motivo de aplausos no primeiro turno do Brasileirão do ano passado, também está com sua vaga ameaçada.

 

Por outro lado, jovens promessas vem ganhando oportunidades de atuação com o comando do interino. Igor Vinicius, Luan, Antony e Helinho aos poucos vem conquistando espaço, mesmo com alguns ainda não jogando aquilo que se espera. A nova proposta de jogo depende muito da dedicação deles.

 

Medalhões ou jovens promessas? Experiência ou sangue novo? Não há um fórmula e sim, uma certeza. Só resistirão a transição Mancini/Cuca quem se encaixar com o que a situação exige: dedicação e foco no futebol e nada além dele. Depois do leite derramado em pleno fevereiro, tudo que o torcedor espera é um time coeso, determinado e que corra por si e pelo torcedor.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.