Opinião, postura e credibilidade

Search Results For : James Rodriguez

Atitude de James é um mais tapa na cara de quem ainda o defende no São Paulo

Atitude de James é um mais tapa na cara de quem ainda o defende no São Paulo

Saiu no ge: o meia James Rodríguez celebrará seu aniversário na Colômbia neste domingo e só depois da festa retornará ao Brasil para se reapresentar ao São Paulo.

 

O colombiano fará uma festa ao lado de amigos e familiares e no mínimo não está disponível para o jogo contra o Grêmio e também contra o Juventude, no próximo domingo, em Brasília.

 

O São Paulo não se pronunciou em relação a data de retorno.

 

Já falei uma vez e falo novamente. Se dependesse de mim, James nem voltaria ao São Paulo. Não são os dias a mais ou a menos. É a atitude. Qualquer empatia que ainda poderia existir com o jogador foi perdida após a atuação “duas-caras” da Copa América.

 

É fato consumado que James não quer atuar pelo Tricolor e mais: a recente atitude é um tapa na cara do torcedor que ainda defendia o meia.

 

Tomara que o São Paulo consiga se livrar de James e James consiga se livrar do São Paulo o quanto antes. Há clubes espanhóis interessados, além de um belo mercado nos Estados Unidos, onde se joga e treina com menos intensidade.

 

É só chegar e levar.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Além do Celta, mais dois clubes espanhóis entraram em contato com James

Além do Celta, mais dois clubes espanhóis entraram em contato com James

Como era de se esperar, o futuro de James Rodriguez deve ser longe do São Paulo ainda nesta janela de transferências. O jogador se valorizou com o vice-campeonato da Copa América e agora clube e jogador aguardam propostas de interessados para uma breve transferência.

 

Depois da passagem frustrante até então do colombiano, essa janela é sua última chance do Tricolor conseguir algum retorno financeiro com o jogador. Com contrato a vencer no meio de 2025, James poderá assinar um pré-contrato no fim do ano para sair de graça na metade da próxima temporada.

 

O Celta de Vigo é um dos clubes que previamente consultaram o staff do jogador, visando um retorno ao futebol espanhol, mas não é o único. Segundo a imprensa espanhola, Atlético de Madrid e Villarreal também sondaram a situação do camisa 10 da seleção colombiana.

 

Existem outros clubes que sondaram o staff do jogador durante a Copa América mas James deixa claro a preferência em retornar ao mercado espanhol.

 

Na minha opinião, James combinaria muito bem com o futebol dos Estados Unidos. Em um estado latino como a Flórida ou a California, o meia poderia “reinar” ainda por alguns anos em um futebol menos intenso que o brasileiro ou o europeu e, quem sabe, jogar mais uma Copa do Mundo pela Colômbia já totalmente adaptado nas dimensões de campo dos estádios americanos.

 

O São Paulo aguarda propostas. Segundo o clube, nada oficial chegou ao clube.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Treinador coloca ponto final ao explicar brilho de James na Colômbia

Treinador coloca ponto final ao explicar brilho de James na Colômbia

James Rodriguez é um leão na Colômbia porém um gatinho no São Paulo. Esse é o pensamento geral do torcedor do Tricolor, que se frustrou com o desempenho do colombiano com a camisa mais vencedora do Brasil. Quem não queria ver James comandando o meio Tricolor do mesmo modo como joga pela sua seleção?

 

Ao que tudo indica, o técnico da Colômbia colocou um verdadeiro ponto final nesta grande indagação de todos os são-paulinos. Néstor Lorenzo, treinador argentino do selecionado colombiano deu a seguinte resposta diante da pergunta que todo Tricolor faz na sua cabeça:

 

“Sei o amor que ele tem por essas cores, por isso me doeu muito quando o criticavam tanto. Confiei nele porque sei que seu compromisso com a seleção é supremo. […] Agora ele corre menos e pensa mais. E isso ajuda também, porque temos uma equipe que joga a seu redor e lhe dá alternativas, por isso que também brilha.” – Resumiu o técnico da Colômbia.

 

Para mim, está clara duas coisas. James ama as cores da Colômbia e isso não ocorreu no São Paulo. Outra: a Colômbia joga para ele, coisa que não aconteceu com três treinadores (Dorival Júnior, Carpini e Luis Zubeldía) e muito provavelmente não acontecerá no São Paulo.

 

Não é culpa de James, não é culpa do São Paulo. A instituição simplesmente não pode criar um jogo somente para um atleta com histórico de sérias lesões em uma temporada com mais de setenta jogos e James também nunca demonstrou vontade e empenho para tal.

 

Parece que o colombiano se conformou que não consegue acompanhar o intenso calendário brasileiro e, em sua seleção, joga de modo totalmente confortável. Paciência!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

James no Celta? Entenda o cenário para uma possível transferência

James no Celta? Entenda o cenário para uma possível transferência

O GE.Globo revelou um dos prováveis clubes interessados em James Rodríguez na próxima abertura de janela. É o espanhol Celta, da cidade de Vigo.

 

O Marca, famoso diário espanhol, confirmou o interesse mas destacou o pouco uso do jogador no Tricolor: 22 partidas em dez meses de jornada no clube Tricampeão do Mundo. O portal classificou a situação como “complicada” e que a Copa América será decisiva para o futuro do jogador.

 

James Rodríguez, agora na Colômbia para os preparativos para a Copa América, muito provavelmente não voltará ao São Paulo para jogar e sim para rescindir contrato e se preparar para um novo destino na carreira.

 

Além do Celta, revelado nessa semana, clubes americanos e mexicanos também demonstraram interesse nos serviços do meia mas até o momento nenhuma proposta chegou ao São Paulo.

 

O Tricolor torce pelo sucesso de James na Copa América porque quer retornar o investimento que teve no ano passado com a contratação do meia colombiano e, se possível, o salário dos meses que contou com o atleta à sua disposição.

 

Não tenho valores exatos do quanto o Tricolor, detentor dos direitos, pede por James. Certamente é na casa dos dois dígitos em reais e o clube interessado deve ter essa ideia na cabeça. Não sairá de graça.

 

Aos microfones o São Paulo não considera a jornada do meia fracassada no Brasil porque enxerga o contexto da chegada de James como uma mudança de patamar no clube. Uma espécie de divisor de águas para a retomada de outros atletas de nível de seleção no clube.

 

Porém, o clube não vai liberar James sem uma mínima compensação que ache justa. James gosta do destino espanhol pois já sinalizou publicamente nos microfones pós-jogo o interesse. Resta saber se ele vai abrir mão do que supostamente tem a receber do Tricolor.

 

Conforme o próprio Casares afirmou dias atrás: “tem que ser bom para todo mundo”.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Casares usa Falcão como exemplo para justificar frustração com James

Casares usa Falcão como exemplo para justificar frustração com James

O presidente Julio Casares falou mais uma vez sobre James Rodriguez. Na saída da partida em que o são Paulo empatou com o Barcelona-EQU, o dirigente usou um grande ídolo da seleção brasileira de 1982 para justificar o pouco uso do colombiano no Tricolor.

 

“Na história do São Paulo tivemos o Falcão, que veio e foi campeão paulista, mas o Márcio Araújo foi o titular. Às vezes jogadores chegam e não conseguem jogar, e nós queremos que ele tenha sorte, seja feliz na carreira, e o São Paulo também seja.” – disse Casares em tom de despedida.

 

Ótimo exemplo. Vivi essa época. Paulo Roberto Falcão foi contratado pelo São Paulo junto a Roma em 1985, onde encerrou sua carreira como jogador no ano seguinte.

 

O meia da inesquecível seleção brasileira de 82 teve uma passagem apagada e frustrou muitos são-paulinos (inclusive eu) mas tem o Campeonato Paulista de 1985 em seu currículo, assim como James tem a Copa do Brasil e a Supercopa do Rei.

 

Pela primeira vez Casares afirmou que o São Paulo está aberto para possíveis propostas na janela, desde que sejam boas para o atleta e principalmente para o clube.

 

“Está ficando cada vez mais claro que ele não está nos planos do técnico.” – disse Casares, apontando claramente que o futuro de James Rodríguez não será no Tricolor.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.