E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Search Results For : Mercado

Há chance de Álvaro Pereira voltar ao São Paulo, mesmo de graça?

O lateral Álvaro Pereira, ex-São Paulo e seleção uruguaia, deu um depoimento sincero para o Globoesporte.com Ele disse em entrevista no quadro ‘GE Divide Tela’ que voltaria ao clube de graça e com salário baixo para encerrar a carreira. “É o clube do meu coração” – disse ele.

 

Com 34 anos, Álvaro se considera preparado para enfrentar a linha de qualidade do Tricolor. “Sei a exigência do São Paulo e sei que estou capacitado para essa exigência” – disse ele, confiante ao jornalista André Hernan. Além de contribuir dentro de campo, o uruguaio citou a experiência extra-campo para ajudar o clube a ser campeão.

 

Em tom bem humorado, o lateral pediu uma campanha da torcida para voltar ao clube. “Que façam campanha para que o Álvaro Pereira volte e que possa finalizar a carreira com a camisa do São Paulo” – finalizou Álvaro, brincando que seria muito, muito mais barato que Cavani.

 

Álvaro Pereira chegou emprestado da Internazionale e não chegou a completar o seu empréstimo, cedido ao Estudiantes mediante compensação financeira. Conseguiu perder a posição de titular para Carlinhos e alegou problemas pessoais para convencer o São Paulo a liberá-lo naquele momento. O motivo foi a mudança de presidente: Álvaro Pereira chegou no fim do mandato de Juvenal e consultou Aidar sobre a opção de compra de seus direitos. O novo presidente disse que não renovaria. “Eu não seguiria em um time onde não me queriam. Por isso a minha decisão de sair” – revelou, mesmo com insistentes pedidos de permanência até o fim do empréstimo por parte da comissão técnica.

 

O jogador também se envolveu em uma polêmica ao supostamente ofender o Tricolor em conversa com dirigentes para cavar um espaço no Corinthians, rival de cidade, no início de 2017. O jogador chegou a publicar uma mensagem no Instagram desmentindo as ofensas mas ao canal Torcedores.com confirmou o interesse em jogar na época pelo alvinegro e que apenas seu empresário teve contato com dirigentes do clube rival. Até hoje a história é mal explicada por todas as partes.

 

Eu acredito nas palavras do jogador mas não sei até que ponto a ajuda de Álvaro Pereira seria necessária neste momento, para o São Paulo. Respeito a história vitoriosa do lateral na Europa e na seleção uruguaia mas do São Paulo para cá ele não obteve destaque. Hoje Álvaro Pereira joga pelo River Plate… do Paraguai. Não vejo chance de retorno e a questão não seria financeira.

 

Você apoiaria a volta do uruguaio sob a batuta de Lugano e Fernando Diniz?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tricolor está prestes a perder atleta com mais títulos da ‘era Cotia’

O atacante Fabinho, não deverá permanecer no São Paulo.

 

Com vinte anos (seis no clube) e 12 títulos conquistados, ele é o maior vencedor do CFA de Cotia desde a fundação em 2005. Com contrato prestes a se encerrar em 30 de junho, Fabinho recusou todas as propostas de renovação feitas pelo Tricolor. O clube, inclusive, dá a saída como certa e já se resguardou com a preferência de cobrir qualquer oferta em caso de proposta de clube brasileiro.

 

O curioso é que em fevereiro do ano passado, Fabinho não cansou de elogiar o clube em entrevista ao Globoesporte.com do Vale do Paraíba. “É a melhor base do Brasil, posso te dizer. Me tratam muito bem. Tudo o que eu preciso o São Paulo ajuda. Só tenho que me preocupar mesmo em jogar futebol.” – disse ele na matéria.

 

Segundo matéria do Lance! o São Paulo nunca chegou aos valores pedidos pelos empresários de Fabinho, os mesmos de Antony. A ideia dos empresários era uma renovação nos mesmos moldes de Antony quando subiu para o profissional mas o São Paulo não vê os dois atletas no mesmo patamar. Ainda segundo o Lance! o Tricolor também não cedeu um percentual dos direitos econômicos ao atleta, que dificultou ainda mais a renovação.

 

Segundo o Portal “Calcio Mercato” o Anderlecht, da Bélgica, tem proposta encaminhada para o jogador. Como Fabinho tem menos de 21 anos, o São Paulo terá direito a uma indenização proporcional ao período que ele passou no clube, que pode chegar a 90 mil euros por ano a serem pagos pelo clube que o contratar.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Chance de Arboleda sair do São Paulo no meio deste ano ainda é pequena

O nome do zagueiro Arboleda é mais uma vez envolvido em especulações do mercado da bola. Desta vez o destino seria o Lyon, da França. Segundo o jornal ‘Le Dauphiné’, da cidade francesa, o equatoriano estaria em uma suposta lista de possíveis reforços para a zaga.

 

Além de Arboleda, o jornal apontou os defensores Vauclusien Gigot, do Spartak Moscou, Benoît Badiashile, do Monaco e Robson Bambu, do Athletico Paranaense, como prováveis alvos.

 

Apesar da necessidade em vender alguns de seus jogadores para equilibrar as contas, ainda mais em meio a pandemia do COVID-19, a diretoria do São Paulo afirma não pretender negociar nenhum titular do time de Fernando Diniz neste momento, a não ser que o valor da proposta seja a multa do jogador ou algo muito próximo disso. O São Paulo detém 80% dos direitos econômicos de Arboleda e a ideia é mantê-lo para a temporada 2020.

 

Jogador envolvido em algumas polêmicas desde que chegou ao clube em 2017, Arboleda foi ao lado de Bruno Alves um dos pilares da melhor defesa do Campeonato Brasileiro do ano passado, com apenas 30 gols sofridos em 38 partidas.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tricolor tem mais de R$ 40 mi a receber por negociações entre 2016 e 2019

O São Paulo ainda tem a receber pouco mais de R$ 40 milhões de reais com a negociação de alguns de seus atletas entre 2016 e 2019. É o que diz o Balanço Financeiro do clube, em matéria divulgada inicialmente pelo portal Lance!

 

Ao todo são cerca de R$ 43,273 milhões a receber por negociações entre 2016 e 2019. Muitos destes atletas não são lembrados pelo torcedor do São Paulo porque não tiveram oportunidade de vestir a camisa do clube no elenco profissional. Outros são bem conhecidos, como Lucas Pratto, Lucas Moura e Éder Militão, que hoje está no Real Madrid. Vejam eles e respectivas dívidas:

 

1) Lucas Pratto
O River Plate é o clube com maior dívida perante o Tricolor. Ele ainda deve R$ 18.116 milhões ao São Paulo pela compra do atacante em janeiro de 2018. Recentemente o Tricolor ganhou causa na FIFA para que o clube argentino pagasse prestações atrasadas da negociação.

 

2) Inácio
O lateral é pouco lembrado pelo torcedor mas o Porto ainda deve R$ 13.587 milhões ao São Paulo pela compra, em julho de 2016. É a dívida mais antiga entre todas as encontradas, e uma das mais substanciais.

 

3) Lucas Fernandes
O Portimonense, de Portugal, é um parceiro antigo do Tricolor e ainda deve R$ 4,529 milhões pela aquisição de Lucas Fernandes em agosto de 2019.

 

4) Éder Militão
Olha o Porto novamente! O clube português ainda deve R$ 3,462 milhões ao São Paulo pela compra de Éder Militão em julho de 2018. Militão já deixou Portugal e a dívida ainda não foi quitada nos cofres Tricolores.

 

5) Lucas Moura
O Tottenham-ING precisa acertar R$ 2,340 milhões com o São Paulo. A dívida se refere ao mecanismo de solidariedade da FIFA em decorrência da compra de Lucas Moura junto ao PSG, em janeiro de 2018.

 

6) Miguel Alcântara
Outro ilustre desconhecido da maioria dos torcedores pois não chegou a jogar no profissional do São Paulo. O Ascoli-ITA deve R$ 906 mil ao Tricolor por conta da compra do defensor, agora com vinte anos, em setembro de 2019.

 

7) Lucas Evangelista
O Nantes-FRA deve R$ 169 mil ao São Paulo, dinheiro vindo através do mecanismo de solidariedade da FIFA referente à compra do jogador junto à Udinese. Recentemente Lucas revelou vontade de retornar ao Tricolor num futuro próximo.

 

8) Thomaz
O Bolívar-BOL tem dívida de R$ 101 mil com o São Paulo pelo empréstimo do meia-atacante Thomaz em janeiro de 2019. Tomaz começou a carreira nas divisões de base do Tricolor, rodou por muitos clubes e foi comprado junto ao Jorge Wilstermann. Seu último clube foi a Inter de Limeira.

 

9) Bremer
O Torino-ITA deve R$ 63 mil ao São Paulo, clube formador, referentes ao mecanismos de solidariedade da Fifa, após comprar o zagueiro junto ao Atlético-MG, em julho de 2018. O zagueiro, que nasceu no interior da Bahia, começou nas categorias de base do São Paulo, foi para o Atlético-MG em 2017 e de lea foi negociado em 2018 com o clube italiano.

 

Além dos jogadores citados acima, o São Paulo a quantia referente a venda de Antony a receber neste ano, além de uma possível transferência do atacante Gustavo Maia ao Barcelona no mês que vem. O clube catalão pagou R$ 5 milhões ao Tricolor para ter a garantia de compra do atacante da base e precisará acertar mais cerca de R$ 20 milhões para ter Maia no seu elenco. Caso não pague, o São Paulo ficará com os R$ 5 milhões e permanecerá com os direitos econômicos do seu atleta de base.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo cai da quinta para a sétima posição em geração de receitas!

O estudo “Finanças dos clubes brasileiros em 2019”, promovido pela agência de marketing esportivo Sports Value, explicou o cenário do futebol brasileiro de 2019, comparado com 2018. No estudo, foram comparadas as receitas e despesas dos principais clubes do país.

 

O estudo, que revelou disparada nos custos dos clubes (R$ 4,7 bilhões em 2019, frente aos R$ 3,8 bilhões de 2018) e dívida astronômica na casa dos R$ 8 bilhões, apontou aumento de receitas dos clubes em geral, mas o exemplo não se aplica ao São Paulo.

 

Segundo o estudo, o Tricolor diminuiu em 2% suas receitas de 2018 para 2019: R$ 398 milhões em 2019 diante de R$ 404,8 milhões em 2018, passando da quinta para a sétima colocação entre os que mais geram receitas no Brasil. No ano passado o clube arrecadou menos que Flamengo, Palmeiras, Internacional, Grêmio, Corinthians e Santos, respectivamente. O Athlético Paranaense, oitavo colocado no ano passado, gerou uma receita de R$ 390,2 milhões, 100% a mais que em 2018, e colou no Tricolor.

 

Para complicar, as despesas do Tricolor aumentaram expressivamente de 2018 para 2019, gerando um déficit de R$ 156 milhões em 2019 e preocupação por parte do Conselho Fiscal do clube.

 

Fatores não faltam para esta estagnação e entre eles, claro, está a falta de resultados no futebol. Porém, não é preciso mirar a boa gestão dos clubes acima do Tricolor para entender que um dos pontos mais importantes do clube de futebol não funciona como deveria, com ou sem conquistas: o marketing, a fidelização dos torcedores através de programas como o Sócio Torcedor e a renda com licenciamentos, que poderia ser muito maior que a atual.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.