E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Search Results For : Temporada 2021

Cenas lamentáveis: Reinaldo e Dr. Tannure devem desculpas aos torcedores

Antes de mais nada, para não falarem que o foco foi desviado: a vitória do Flamengo no último domingo, apesar do placar que não corresponde a realidade dos 90 minutos de jogo, foi justa. Isso posto, vale destacar algumas cenas lamentáveis que envolveram a partida.

 

Em primeiro lugar, o desnecessário bate-boca de Reinaldo com Diego. Pelo que se viu, Reinaldo ficou irritado com a disputa de Diego e Nestor no primeiro tempo e acusou o veterano meia do Flamengo de intimidação. Daí para frente, ofensas foram distribuídas entre Diego e o lateral até o fim do primeiro tempo. Até aí seria do jogo se não fosse um detalhe: Reinaldo estava no banco de reservas. O jogador recebeu cartão amarelo pelo destempero.

 

Depois, a irracional reação de Márcio Tannure, chefe do departamento médico do Flamengo. Visivelmente acalorado pela partida, talvez sentido pelas derrotas sofridas no ano passado, o profissional proferiu gestos acintosos e provocativos após a sequência de gols que determinou a vitória do seu clube. Gestos esses relatados na súmula do jogo pelo árbitro. Além disso, Tannure acabou desferindo um empurrão na com as duas mãos na altura do peito de Alessandro Kohan preparador físico do São Paulo, ampliando a confusão generalizada na área dos bancos. Tannure e Kohan foram expulsos mas o médico permaneceu até o final do jogo por pertencer a equipe médica.

 

Os dois deveriam pedir desculpas a todos que presenciaram o jogo. Já conhecemos o comportamento muitas vezes intempestivo de Reinaldo mas a “atuação fora de campo” e um amarelo no banco de reservas é algo que não se pode aceitar. Pelas imagens da TV, o confronto de Diego e Nestor foi duro mas leal. Já o médico do Flamengo, pela sua posição e pela classe que representa, não poderia nunca se envolver com o calor do jogo da maneira como se envolveu. Esqueceu a profissão em uma tarde também inaceitável.

 

Também é inaceitável a forma como o preparador físico Alessandro Kohan foi retirado da área de banco de reserva do Maracanã. O preparador foi retirado com um “mata-leão” até o túnel de acesso ao campo e, por mais que tenha se excedido no jogo, nada justifica a atitude dos funcionários que estavam a serviço do Flamengo.

 

Alguns podem defender tais atitudes, alegando que Reinaldo e Tannure estavam defendendo as devidas instituições. Completamente errado. Se queremos evoluir com nosso futebol, não podemos permitir tais atitudes como as vistas no Maracanã neste último domingo.

 

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Flamengo 5×1 São Paulo

Pane geral do Tricolor no Maracanã. Com uma atuação absolutamente irregular, o ‘mistão’ do São Paulo foi goleado pelo Flamengo pelo Campeonato Brasileiro e amarga duas derrotas consecutivas nos dois últimos jogos do Brasileiro.

 

O placar não refletiu o que foi a partida mas pelo segundo tempo, a vitória do Flamengo foi absolutamente justa. O Tricolor jogou bem, e muito bem, durante todo o primeiro tempo e no início da segunda etapa até fazer o primeiro gol da partida, com Arboleda aproveitando escanteio na pequena área. Depois disso, um estranho apagão assolou toda a equipe, a ponto de tomar três gols em apenas dez minutos. Foi um dos segundo-tempos mais catastróficos que vi nos últimos anos.

 

É evidente que o Flamengo levou a partida como se fosse uma ‘Copa do Mundo’ particular diante do Tricolor. A equipe não vencia o São Paulo desde 2019 mas isso não é desculpa para tamanha falta de foco após o gol do jogo. O adversário aproveitou quase todos os chutes no segundo tempo e marcou todos os gols possíveis. Não vi culpa da derrota pelas substituições: a previsão eram contra-golpes para tentar matar o jogo. Mas o efeito certamente foi o contrário pois o time apagou, murchou, sucumbiu. Foi clara a falta de concentração do coletivo que foi bem até o empate rubro-negro.

 

O resultado foi muito estranho e, óbvio, muito feio pelo tamanho do São Paulo, ainda mais em cima de um adversário direto para as copas que vem aí. Sem mais delongas. É refletir, recuperar e ir para cima do Vasco na Copa do Brasil.

 

Nota dos personagens em campo:

 

Tiago Volpi – Bem no primeiro tempo. Cinco gols na segunda etapa. Nota: 5,0

Arboleda – O gol alivia a fraca atuação da defesa no segundo tempo. Nota: 5,5

Miranda – Não dá para aliviar uma defesa que toma cinco gols em menos de 45 minutos. Nota: 4,5

Bruno Alves – Idem a Miranda. Nota: 4,5

Igor Vinícius – Fraco demais para jogar como lateral titular. Orejuela deve estar muito mal para não conseguir ser suplente do capitão das Olimpíadas de Tóquio. Nota: 3,0

Liziero – Bom trabalho no primeiro tempo. Caiu como todos na segunda etapa. Nota: 4,5

Rodrigo Nestor – Teve bolas para matar o jogo. Não chutou. Nota: 4,0

Gabriel Sara – Outro que não apareceu no Maracanã. Atuação fraca. Nota: 3,5

Wellington – O amarelo precoce o intimidou. Gol contra grotesco. Nota: 3,5

Marquinhos – Hoje não brilhou mas não foi o destaque negativo. Nota: 5,0

Vitor Bueno – Teve chance de gol. Outro que eu evitaria ao máximo escalar. Nota: 4,5

 

Igor Gomes, Rigoni e Benítez – O São Paulo começou a perder após

Crespo – Não dá para aliviar para os jogadores após tamanho apagão. Precisa chamar atenção geral para que o elenco esteja atento 90 minutos, principalmente diante de adversários de qualidade. Não creio que teve culpa nas mexidas. Era para o São Paulo aproveitar a vantagem e administrar o Flamengo em cima no seu campo. A P A G Ã O. Nota: 4,5

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

 

 

Flamengo x São Paulo: escalação, estratégia de jogo e palpite de placar!

São Paulo e Flamengo se enfrentam no próximo domingo, às 16h (de Brasília) pelo Campeonato Brasileiro. E o Tricolor mais uma vez deve vir bem modificado para o torneio nacional de regularidade.

 

Miranda, Benítez e Rigoni, destaques do jogo de volta da Libertadores em Avellaneda, são dúvidas para sair jogando. Para seus lugares são cogitados Diego Costa, Igor Gomes e Vítor Bueno. Outro jogador que ficou na reserva na Argentina e que deve enfrentar os cariocas é Luan. Rodrigo Nestor, também reserva, deve ficar com a vaga de Liziero. O mesmo acontece com Reinaldo. O lateral não entrou em campo no jogo de volta diante do Racing.

 

Desta forma, Crespo deve colocar o São Paulo com a seguinte escalação: Tiago Volpi, Arboleda, Miranda e Bruno Alves; Igor Vinicius, Luan, Rodrigo Nestor, Igor Gomes e Reinaldo; Rigoni e Marquinhos.

 

A defesa com Diego Costa cai bastante de qualidade diante de um time muito bom ofensivamente como o Flamengo, por isso eu só não entraria com Miranda se o xerifão estiver muito desgastado, afinal ele vlta de contusão e precisa atuar diante do Vasco. Benítez seria desejável nesse meio-campo mas para mim, para sair gol, Rigoni é mais importante para atuar no ataque ao lado de Marquinhos. Luciano pode ser relacionado mas não deve ser titular. Suas chances crescem muito para a Copa do Brasil.

 

O Flamengo deve vir com tudo para se manter na briga pelo título e ainda tentar descontar os anos e anos de freguesia diante do Tricolor, portanto deverá deixar espaços na defesa, ponto fraco da equipe de Renato Portaluppi. Jogando com inteligência e explorando os espaços que serão cedidos pelo adversário, como fez diante do Internacional e do próprio Racing, o Tricolor tem condições totais de beliscar pontos no Maracanã.

 

Meu palpite para Flamengo x São Paulo é um empate por 1 a 1. Lembrando que o primeiro jogo das oitavas da Copa do Brasil será na próxima  quarta-feira, dia 28, diante do Vasco, no Morumbi.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Técnico do Cuiabá dá sua razão ao vetar contratação de Hernanes

Sem completar os sete jogos quando ainda pertencia ao São Paulo, Hernanes poderia acabar em um clube da série A do Brasileirão que, assim como o Tricolor, atualmente luta contra o rebaixamento.

 

O clube pretendente era o Cuiabá mas a negociação não avançou após Jorginho, técnico do clube do Mato Grosso, vetar o nome do veterano. Segundo o GEcom, o Cuiabá até havia acertado as bases salariais com Hernanes.

 

Jorginho, que também foi jogador do Tricolor, explicou as razões do veto: alta média de idade do elenco e muitos jogadores para a mesma função de Hernanes. “Se não tivéssemos tantos jogadores acima de 30 anos, com certeza a gente faria a escolha pelo Hernanes” – disse Jorginho ao GE.com.

 

O que me estranha nesta história é o cacife que o Cuiabá teria para pagar o salário de Hernanes. Será que o Profeta baixou consideravelmente a pedida salarial para ter a chance de atuar como titular em um clube de menor expressão?

 

Hernanes esteve no CT da Barra Funda nesta sexta-feira para se despedir dos companheiros e dos funcionários do clube. A rescisão foi amigável e o São Paulo pagará o acordo de forma parcelada.

 

Com um ponto a mais que o São Paulo e um jogo a menos que o Tricolor, o Cuiabá luta para se afastar da zona de rebaixamento do Brasileirão. Com dez pontos, o Sport atualmente é o primeiro na zona da degola, com um ponto a menos que o Tricolor.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Marquinhos é prova viva do encontro do preparo com a oportunidade!

Um dos destaques da vitória histórica do São Paulo sobre o Racing, na Argentina, o atacante Marquinhos é cria quase completa da base Tricolor e evolui com o clube desde os seus oito anos de idade.

 

Após um pequeno período no Pequeninos do Joquey, o atacante foi convidado para um teste com a base e de lá não saiu mais. A grande evolução veio no ano passado com o sub-17. Com um físico mais trabalhado, Marquinhos se destacou nos títulos da Copa do Brasil e Supercopa do Brasil e foi promovido ao sub-20 de Alex.

 

O São Paulo não pensava em subir atletas do Sub20 mas a ascensão meteórica e os números no início da temporada do sub-20 motivaram a comissão técnica a olhar com mais atenção para Marquinhos. O atacante participou de treinos de intercâmbio no Paulista mas apenas após a conquista do título foi integrado ao profissional.

 

Costumo dizer que a chave do sucesso é o encontro do preparo com a oportunidade e este é o exato momento de Marquinhos. Preparado desde garoto e talentoso por natureza, ele teve a chance de mostrar valor em um momento difícil do setor ofensivo do elenco e aproveitou com unhas e dentes.  O jornalista Gabriel Fuh, especializado na base Tricolor, acompanhou o atleta desde os seus primórdios e comentou sobre Marquinhos em seu Twitter:

 

 

 

Grande novidade da base neste ano, Marquinhos ainda está distante de ser titular na temporada mas mostrou que terá lugar cativo no elenco e oportunidades com Crespo ao longo dos meses. Num calendário maluco como o deste ano, a notícia não poderia ser melhor para os dirigentes e torcida Tricolor.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.