E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Search Results For : Temporada 2021

OPINIÃO São Paulo 3×1 Juventude

Alívio coletivo num tenso e apaixonado Morumbi. O São Paulo faz com competência a sua lição de casa, bate o rival de tabela Juventude e dá adeus a iminente possibilidade de rebaixamento para a série B em 2021.

 

Não foi uma partida majestosa e isso nem era previsto até pelo mais otimista torcedor mas o São Paulo fez o que tinha que fazer diante de mais de quarenta mil torcedores. Foi superior ao adversário e, principalmente, marcou os gols que tanto precisava. Foi eficiente: três gols em treze tentativas, sendo seis certas.

 

Para se ter uma ideia da fraca temporada Tricolor, pela primeira vez no Campeonato Brasileiro deste ano o time marcou três gols em uma partida, muito graças a Luciano. O atacante não iria atuar mais nessa temporada mas pediu pra jogar no jogo do ano, ganhou a vaga e simplesmente marcou dois gols da vitória. Ele é a cara do São Paulo.

 

Outra grande atuação foi da dupla Arboleda e Miranda. Rebateram o jogo gaúcho dentro da área Tricolor. O Equatoriano, muito próximo de um novo contrato com o clube, ganhou todas de cabeça e, ao lado do gelado xerife, conduziu o sistema defensivo da equipe. Merece a renovação.

 

Vitória, festa e permanência na série A, mas a comemoração tem que acabar amanhã. O torcedor está certo em protestar diante de mais uma tentativa de golpe em seu estatuto. Agora o foco será totalmente contra a votação de emendas nocivas a pouca democracia que resta no arcaico conselho.

 

 

Nota dos personagens em campo:

 

Tiago Volpi – Seguro, não teve culpa no gol do Juventude. Nota: 6,5

Igor Vinícius – Boa atuação do lateral. Jogou com o coração. Nota: 7,5

Miranda – Partida de gala na defesa. Nota: 7,5

Arboleda – Excelente no jogo aéreo e nas rebatidas. Outro que atuou com seriedade. Nota: 8,0

Reinaldo – Apesar de uns cruzamentos tortos, boa partida. Nota: 6,0

Liziero – O pior do São Paulo. Não pode ser titular. Nota: 5,0

Rodrigo Nestor – Ainda falta mais chegada e chutes no gol. Nota: 6,0

Igor Gomes – Boa movimentação, sem brilho. Nota: 6,0

Rigoni – Assistência e quase um gol de bola parada. Nota: 8,0

Luciano – Um monstro, responsável pelo nosso alívio. Nota: DEZ!

Calleri – Gol que ajudou muito. Toca nele que é gol! Nota: 8,0

 

Benítez, Marquinhos , Gabriel, Juan e Léo – Ajudaram a manter a equipe acesa depois do terceiro tento de Luciano. Mas precisamos de reforços para não passarmos esse sufoco.

 

Rogério Ceni – Fez o simples, contou com a sorte de um gol no início, mexeu bem no jogo e colocou a estrela iluminada de Luciano na partida. Hoje deu tudo certo! Nota: 8,0

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Pré-Jogo da Morte: escalação, estratégia de jogo e palpites de placar!

Complicados na tabela, São Paulo e Juventude se enfrentam nesta segunda-feira, às 19h, no Morumbi, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. É o chamado “jogo da morte” para tricolores e gaúchos.

 

Caso não vença o Juventude em seus domínios, a situação do São Paulo ficará desesperadora. Isso porque o clube teria que buscar pontos diante do América MG, em Belo Horizonte para não depender dos resultados de seus rivais diretos Bahia, Cuiabá e o próprio Juventude. Mas o Coelho, muito mais organizado que o Tricolor, tem o objetivo da Libertadores e não virá para um jogo-festa.

 

Sem matemática avançada: a ordem é vencer o Juventude, no Morumbi. Uma vitória de “meio a zero” nos tirará dessa trágica dependência no último jogo. Hoje é dia de ir ao estádio com o coração aberto para apoiar a equipe e arrancar esses três pontos nem que sejam na base do ódio. É importante a presença de gente para apoiar durante os noventa minutos. Depois a gente vê tudo que se passa no nosso tão amado clube, cobrando a mais que necessária adequação a modernidade. O apoio é vital!

 

Ceni deve recuar e recolocar Benítez no banco de reservas, promovendo Marquinhos ou Vítor Bueno como titulares. Luciano treinou no último domingo mas deve iniciar a partida como reserva. O São Paulo deverá vir com Volpi, Igor Vinicius, Arboleda, Miranda e Reinaldo; Nestor, Igor Gomes, Gabriel Sara e Marquinhos (Vitor Bueno); Rigoni e Calleri.

 

Conhecendo os times de Jair Ventura, o Juventude deve vir fechado para explorar os contra-ataques. A torcida do São Paulo precisa ser paciente e apoiar o time pois a intenção do Juventude é justamente desestabilizar o Tricolor com a pressão do seu torcedor. Atletas e torcedores não podem cair na pilha. Prevejo um jogo mais parecido com o diante do Athletico PR ao jogado contra o Sport, isso é, os gaúchos mais seguros em sua defesa e saindo apenas na boa. É preciso ir para cima mas tomar muito, muito cuidado com os espaços que fatalmente serão dados ao Juventude.

 

Palpites de placar

É jogo de vida ou morte! Não tem como não pensar em uma vitória com o apoio da torcida, no Morumbi. A Sportsbet.io, patrocinadora oficial do São Paulo Futebol Clube, pagará odd de 1.58 pela vitória do Tricolor. Entre aqui e veja como apostar no Tricolor.

 

Meu palpite? 1×0 com sofrimento e alívio no apito final. E o seu?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Kwai
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Precisamos de você, Luciano!

O São Paulo pode ter uma boa notícia para a decisiva partida desta segunda-feira diante do Juventude às 19h, no Morumbi pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro: o atacante Luciano.

 

O atacante, artilheiro do Brasileirão do ano passado, passou por uma cirurgia para correção de uma fratura no punho. Ele entrou em campo com uma proteção no local no último treino do Tricolor antes do jogo e sua presença na partida ainda é incerta.

 

Se não tiver riscos físicos, Luciano precisa ir para o jogo, nem que seja no banco de reservas. O São Paulo se encontra na situação em que está na tabela muito pela defasagem ofensiva de seu elenco, que vitimou Crespo e agora vitimiza Rogério Ceni. Na minha visão a culpa não é dos técnicos e sim técnica. O time não finaliza direito a gol.

 

Luciano, como dito acima, foi artilheiro do Brasileirão do ano passado e nesse ano conviveu com muitas lesões, apesar de ter sido decisivo na conquista do Paulista. Foi ele que anotou o segundo gol da final diante do Palmeiras, no Morumbi.

 

Vamos para o sacrifício, Luciano. Precisamos de gols. Precisamos de você!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Kwai
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Carta aberta aos jogadores

Prezados jogadores do São Paulo Futebol Clube,

 

Diante de tamanho descaso, falta de comprometimento e indiferença, vejo-me obrigado a recorrer a explicar o que é óbvio para nós, torcedores.

 

Só posso acreditar que tamanha indolência se deve ao fato de que vocês não saibam o que significam e representam as três estrelas vermelhas sobre o escudo do clube estampada nas camisas que vocês vestem. Uma camisa com tradição, que muitos outros um dia a honraram.

 

Essas três estrelas vermelhas significam que este clube, o São Paulo Futebol Clube, já conquistou três vezes o título de melhor clube do mundo, vencendo ninguém menos que os esquadrões do Barcelona, Milan e Liverpool.

 

Talvez, creio eu, ninguém tenha explicado a vocês, jogadores, sobre estes títulos ou sequer tenham lhes convidado para ver os vídeos dessas partidas quando contratados pelo São Paulo. Talvez assim vocês teriam a dimensão de onde estão…

 

Não sou ingênuo, nem sonhador… Sei que vocês jamais lerão – e até mesmo poderão rir e debochar – desta carta aberta, de um simples e mortal torcedor apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube, que desde os tempos de menino assistia hipnotizado aos jogos do Tricolor ao lado do seu pai e, que isso criou vínculos de amor, que permanecerão ao longo de toda a vida.

 

Talvez também nem consigam mais, tamanho descompasso com o mundo, imaginar o que significa o seu pai, antes de falecer, pedir a você para colocar a bandeira do São Paulo o seu caixão. Que sentimento seria esse? Vocês, jogadores, ao menos tentam entender que uma bola não é só uma bola, e que um jogo não é só um jogo?

 

Um sentimento que extrapola qualquer valor monetário, pois se trata de amor incomensurável, de algo até mesmo inexplicável, que nos dá identidade, que une pessoas, que apaga com todas as linhas das camadas sociais deste sistema cruel, que é capaz de proporcionar os mais arrebatadores sentimentos frente à aridez da luta pela sobrevivência.

 

Ah, jogadores, vocês que recebem salários estratosféricos e que ganhando aos tubos se desconectam com a dura realidade da vida, se ao menos soubessem o que representa o São Paulo para milhões, se ao menos soubessem do que as pessoas fazem para torcer pelo time do coração, com certeza, não teriam a desfaçatez, não promoveriam o sofrimento e vergonha a que somos submetidos pela falta de vontade, pela falta de garra, pela falta de comprometimento.

 

Evidente que ganhar ou perder fazem parte do jogo, e da vida; todos nós, torcedores, compreendemos isto; no entanto, o que não pode haver é a ausência de luta, de brio por dias melhores, isso que nos revolta, porque nós, que tanto nos dedicamos todo sagrado dia de nossas vidas na luta pelo pão de cada dia, só exigimos 90 minutos de vontade de vencer.

 

Ah, jogadores, se vocês soubessem o que as pessoas já fizeram e ainda fazem para assistir a uma partida de futebol do seu clube do coração. Tem gente que vendeu casa para ver a final do Mundial, outros que se apertam no orçamento familiar para poder ir ao estádio, gente que compra camisas, que deixa a família para gritar e comemorar, gente que se desdobra para ter minutos de felicidade.

 

Mas vocês, jogadores, parecem que só nos oferecem é a indiferença. E indiferença é pior que levar um tapa na cara.

 

Tamanho o nosso desgosto, antigamente, quando chegava o dia do jogo do São Paulo, a gente já acordava com isso na cabeça, como uma obsessão incontrolável, uma ansiedade; mas agora, parece que já começamos pensar na próxima partida com um sentimento de derrota prévia.

 

Ainda assim, nós, apaixonados por um escudo de cinco pontas e três cores, inexplicavelmente, assistimos de forma incondicional.

 

Ah, jogadores, nós sabemos como funciona a máquina do mundo e a máquina do esporte, que movimento bilhões, também sabemos que a vida é dinâmica e amanhã poderão estar em outros clubes e outros países, porém, o que nós exigimos é que enquanto estiverem no São Paulo, honrem essa camisa de uma instituição formada pelo idealismo e pela paixão.

 

Não é pedir demais. Nem estou citando seus altos salários e compromissos profissionais, estou dizendo algo muito além disso, que se trata de respeito com milhões de pessoas que se desdobram para acompanhar, torcer e vibrar pelo seu time do coração.

 

Por Ricardo Flaitt

Jornalista, com quatro anos de trabalho no Blog Crônicas do Morumbi (Lance!)

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Kwai
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Grêmio 3×0 São Paulo

Um dantesco desastre em Porto Alegre. Apático, mal armado e tecnicamente bem inferior, o São Paulo toma um baile do Grêmio na Arena e provoca a ira total do seu torcedor. Partida vagabunda!

 

Em primeiro lugar, o mandante mereceu muito a vitória. O Grêmio só não fez mais mais graças a zaga Tricolor e as traves dos dois lados do campo. Isso posto, vamos comentar a bizarra atuação do São Paulo: Rogério Ceni errou feio antes mesmo do apito final, mudando demais o time em relação a vitória sobre o Sport. Sara marcando lateral foi o ápice da tragédia tática do técnico Tricolor. Somado aos crassos erros táticos, o time esteve muito abaixo tecnicamente e, o que eu não admito: perdeu na vontade. Bastou o Grêmio ter o mínimo de garra que levou o jogo diante de um elenco sem voz e personalidade dentro de campo.

 

Me recuso a acreditar que o time relaxou ao ver o resultado em Salvador mas é bem a cara deste perfil vagabundo de elenco, que se contenta com a mediocridade de escapar da série B. Pensando bem, seria até melhor não se classificar para nenhuma Copa Internacional. A vergonha seria enorme em 2022.

 

14ª, 15ª… Nosso lugar é exatamente esse na tabela e olhe lá. O Juventude joga com garra e o América, muito superior a este elenco são-paulino, luta por vaga na Libertadores. O São Paulo só não cairá por conta dos confrontos diretos.

 

Nota dos personagens em campo:

 

Tiago Volpi – Sem culpa nos dois primeiros gols. Já o terceiro… Nota: 4,0

Miranda – Salvou um gol em cima da linha no primeiro tempo. Nota: 5,5

Arboleda – Um dos poucos lúcidos. Nota: 6,0

Léo – Zagueiro no primeiro tempo. Lateral na segunda etapa. Nota: 4,5

Rodrigo Nestor – Péssima partida, engolido pelo meio gremista. Nota: 4,0

Igor Gomes – Partida horrorosa. Não marcou nem atacou. Nota: 3,5

Gabriel Sara – Partida ruim, graças a inventada do técnico. Nota: 4,5

Benítez – Decepção no meio-campo, saiu no primeiro tempo. Nota: 3,5

Rigoni – Mais uma partida sumida. Acabou o prazo de validade? Nota: 3,0

Calleri – Atabalhoado. Não faltou vontade, mas falta técnica. Nota: 3,5

 

Igor Vinicius, Marquinhos , Gabriel, Juan e Liziero – De nada adiantou.

 

Rogério Ceni – Diretamente responsável pela vergonha passada em Porto Alegre. Inventada monstro resultou num pífio primeiro tempo. Isso somado a personalidade fraca do elenco, resultou em mais uma partida medíocre. O time não chutou uma bola no gol do adversário. Vergonha! o jogador, na história merece dez, o técnico hoje merece nota: ZERO!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.