E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Search Results For : Temporada 2020

Perninha? Tardio desabafo de Tchê Tchê se justifica em todos os sentidos!

Pela “primeira e última vez”, o volante Tchê Tchê falou sobre a polêmica com Fernando Diniz, na época em que um jogava e o outro dirigia o São Paulo. A entrevista reveladora aconteceu nesta terça-feira ao podcast “Podpah”.

 

O jogador se mostrou muito magoado com a atitude do então técnico Tricolor mas não quis se manifestar no momento do entrevero. “Deixei a instituição São Paulo falar mais alto porque era uma coisa que poderia conturbar o ambiente” – disse o volante, que não escondeu a mágoa com os xingamentos do técnico em cadeia nacional.

 

“Me deixou mal. Meu pai me ligou chorando. Ninguém me protegeu no clube. As coisas não ficaram legais.” – disse ele, também revelando desconforto com a atitude interna do Tricolor após o incidente, na partida que o São Paulo fora derrotado pelo Red Bull Bragantino, em Bragança.

 

Perrone Vídeos: Me preocupou a falta de respaldo a Tchê Tchê. Veja:

 

O tardio desabafo de Tchê Tchê é justificável em todos os sentidos. Diniz extrapolou o que pode ser considerada uma “discussão normal de jogo”, deixando um ar constrangedor desde na beira do gramado de Bragança até as casas onde a TV e os celulares transmitiram o jogo. A atitude ganha importância depois que o atleta revelou esconder a insatisfação para preservar o elenco em meio a um momento importante da competição. Não deu certo pois o São Paulo caiu vertiginosamente, deixando escapar um título praticamente encaminhado, mas mostra um bom lado do atacado.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Kwai
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 2×1 Flamengo

Vitória e honra no último jogo do campeonato. O São Paulo encontrou novamente com seu mais antigo freguês e, mesmo completamente dominado no primeiro tempo, vence o jogo com gols de seus atacantes e vai direto para a fase de grupos da Libertadores. Com um gostinho de decepção no campeonato, mas vai.

 

Vizolli mudou bastante a equipe e o 3-5-2 propagado para a última partida acabou virando 5-3-2, principalmente no primeiro tempo. O que se viu nos primeiros 45 minutos e acréscimos foi um time jogando, o Flamengo. Porém, como manda os deuses da bola, o outro time marcou o gol. E que golaço de falta do artilheiro Luciano. O rapaz merece, foi o melhor disparado do elenco no Campeonato Brasileiro e devolve ao São Paulo uma artilharia.

 

Na segunda etapa, um jogo mais equilibrado, mesmo com o empate rubro-negro logo nos cinco minutos. O gol de Pablo foi bacana pelo contexto: o avô do jogador está internado e a homenagem e nome nas costas marcou a comemoração.

 

No final, Flamengo Campeão por um triz e com o título carimbado, Internacional pipocando em casa e o Tricolor mostrando a sua torcida brio e honra mas também mostrando que um esforço a mais ganharia o torneio com a vantagem que tinha em 2020.

 

Guerreiro nesta noite. Vagabundo em 2021.

 

Nota dos personagens em campo:

 

Tiago Volpi – Muito mal nas bolas aéreas. Sem culpa no gol. Nota: 5,5

Igor Vinícius – Ainda meio verde, mas deve melhorar ao longo do tempo. Nota: 6,5

Arboleda – Bem na zaga. Nota: 7,5

Bruno Alves – Também bem, não comprometeu Nota: 7,0

Diego Costa – Falha de posicionamento no gol rubro-negro. No mais, bem tecnicamente e mostrando personalidade, encarou os atacantes do Fla como gente grande. Promissor. Nota: 6,0

Wellington – Personalidade na sua posição. Nota: 7,5

Luan – Mostrou brio e conseguiu ajudar na defesa. Nota: 7,5

Tchê Tchê – Sofreu a falta do primeiro gol. Partida regular. Nota: 7,0

Dani Alves – Bem no aspecto emocional. Deu o passe do segundo gol. Nota: 7,5

Pablo – Lutou, batalhou e foi premiado com o gol. Para mim, pode jogar melhor no 3-5-2, jogando de frente para a grande área. De costas, é nulo. Nota: 8,5

Luciano – Artilheiro do Campeonato Brasileiro 2020. Nota: DEZ

Galeano, Igor Gomes, Gabriel Sara e Tréllez Entraram para segurar a vitória.

 

Vizolli – Volta a ser interino após a vitória. Hoje montou um ferrolho eficiente e contou com a dedicação dos jogadores. O time tem que jogar mais no 3-5-2, com os alas auxiliando os atacantes e meia. Nota: 8,0

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Vaya con Dios, Juanfran!

Juanfran não joga mais pelo São Paulo. O lateral, que seria opção a Igor Vinícius nesta quinta-feira, pediu dispensa da partida e viajará neste sábado para a Espanha, onde definirá seu futuro.

 

Juanfran, jogador ex-seleção espanhola que chegou juntamente com Dani Alves e disse só sair com um título, até ajudou o clube na questão crônica do setor mas não deixará nenhuma saudade. Ganhou muito para o que produz e pela idade não renderá mais que o que se viu nestes anos de Brasil. Com 36 anos, Juanfran disputou 56 jogos e não marcou nenhum gol pelo Tricolor.

 

O custo benefício não foi bom, apesar da simpatia nos memes.

 

Sem o espanhol, que deve se despedir protocolarmente pelas redes sociais, o São Paulo aliviará um bocado a sua folha salarial mas precisará de uma reposição para Igor Vinícius. O clube pode recorrer ao mercado se não ver na base nenhum nome preparado para o profissional.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Na última rodada e sob pressão, São Paulo finalmente experimenta o 3-5-2!

São Paulo e Flamengo se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h30, no Morumbi. O jogo, válido pela última rodada do Brasileirão, pode dar o título aos cariocas, que precisam vencer para garantir o bicampeonato. O São Paulo precisa ganhar para conquistar uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2021 sem precisar torcer por um tropeço do Fluminense ou conquista palmeirense da Copa do Brasil.

 

Pela primeira vez em trinta e oito rodadas, o Tricolor entrará com uma formação semelhante aquela que lhe rendeu glórias e títulos na década passada. O zagueiro Diego Costa retorna ao time titular para jogar ao lado de Arboleda e Bruno Alves, formando uma linha com três zagueiros. Com Reinaldo suspenso, o jovem Welington entra na esquerda, enquanto Igor Vinicius fica na direita. Daniel Alves volta de suspensão e, segundo o último treino, vira o articulador do meio-campo e Pablo deve ganhar mais uma chance e fazer a dupla de ataque com Luciano.

 

Deste modo, a provável equipe, treinada na última quarta-feira é Tiago Volpi, Diego Costa, Bruno Alves e Arboleda. Igor Vinicius, Luan, Tchê Tchê, Dani Alves e Wellington. Luciano e Pablo.

 

A formação do 3-5-2, com três zagueiros e dois alas, com Luan e Tchê Tchê dando sustentação na marcação é tudo que o torcedor queria ver como alternativa ou até formação principal do time em muitos jogos. Por necessidade, Vizolli deve promover o sistema diante dos cariocas.

 

O favoritismo é todo rubro-negro, assim como foi na primeira partida do Brasileirão, vencida por 4×1 pelo Tricolor e também nos dois jogos da Copa do Brasil, ganhos por 2×1 e 3×0 pelo mesmo Tricolor. A freguesia flamenguista é real, motivo de nenhum torcedor do clube carioca comemorar antes.

 

De qualquer forma o Flamengo tem uma equipe com mais qualidade e alternativas no banco e vai querer garantir a taça sem depender do jogo do Sul. O São Paulo? Não pretende deixar pelo tamanho da camisa e a tradição em cima do adversário. Vai conseguir com os jogadores que tem?

 

Saberemos mais tarde.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Botafogo 1×0 São Paulo

Em uma das suas piores apresentações na temporada, comparável apenas com a eliminação diante do Mirassol nas quartas de finais do Paulistão, o São Paulo teve a proeza de perder para o lanterna Botafogo com direito a expulsão e pênalti desperdiçado e melancolicamente vai finalizando a temporada com mais um grande vexame no seu vasto currículo de humilhações.

 

Foram pouco mais de noventa minutos de absoluta várzea. Nem os piores momentos dos Trapalhões seriam tão criativos quanto o jogo daquele que, pasmem, ainda tinha alguma chance de título uma rodada atrás. Vexame que incluiu capítulos dantescos como a absolutamente justa expulsão de Reinaldo e um pênalti inexistente, defendido pelo goleiro do semi-amador alvinegro carioca.

 

Não dá nem para reclamar do Daniel Alves (não jogou) nem Tiago Volpi (pegou tudo). O time foi uma defesa de mentira, um meio campo de araque e um ataque de risos que fizeram até o mais zen torcedor sangrar os olhos de raiva. Um espetáculo de fazer perder o apetite até ao mais faminto etíope.

 

Quem pensa que acabou o flagelo, pode esperar quinta-feira: o São Paulo ainda está perto da sua maior tragédia na temporada: vai se goleado Flamengo, ver o grande ídolo dar a volta olímpica no Morumbi e ainda terá que torcer para o rival Palmeiras ganhe a Copa do Brasil. Quer mais vexame que isso?

 

Todos os atletas, profissionais e dirigentes do clube merecem estar nesta humilhante situação, exceto o torcedor. O são-paulino não merecia ver essa derrocada, essa falta de vergonha e esse descaso. Ele é que sofre, ele é que perde tempo e é ele que paga pela enorme paixão.

 

Já avisei e não cansarei de avisar: os maiores culpados são os conselheiros do São Paulo Futebol Clube. Todos eles. São eles que, em bando, acham que sozinhos podem tocar um Boeing, sem sequer saber dirigir um carrinho de bate-bate. São eles que atrasam a modernidade, são eles que travam o profissionalismo, são eles que impedem a evolução, são eles que se acham os capazes.

 

São há anos uns incompetentes, cegos, presunçosos e safados!

 

Nota dos personagens em campo:

 

Tiago Volpi – O melhor do São Paulo. Nota: 5,0

Juanfran – Péssimo, prestes a vazar do clube. Nota: 3,0

Arboleda – Gol do Botafogo em bola aérea. Significa. Nota: 4,0

Bruno Alves – Virou um lixo de zagueiro. Como pode? Nota: 3,5

Reinaldo – Expulsão justíssima. Nota: ZERO

Luan – Futebol Tanajura. Nota: 4,0

Gabriel Sara – Deve estar em Marte. Nota: 3,0

Tchê Tchê – Futebol e semblante de derrotado. Nota: 3,5

Igor Gomes – Fraquíssimo. Nota: 4,5

Toró – Horroroso e fora de forma. 3,5

Luciano – Nem ele hoje se consagrou. Nota: 3,5

Léo, Igor Vinícius, Galeano, Rojas e Hernanes Oscar de melhor ator coadjuvante para o paraguaio Galeano, pelo pênalti inexistente magistralmente cavado.

 

Vizolli – Tem história do Tricolor mas como técnico, não dá. Nem interino. Nota: 3,0

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.