E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Search Results For : História

Desligamento do diretor Lugano do Tricolor foi bem conduzido

Diego Lugano não trabalha mais para o São Paulo FC. O desligamento foi anunciado pelo presidente Júlio Casares em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira no CT da Barra Funda.

 

“A relação dele terminou no ano passado, mas uma relação que terminou juridicamente. A relação como ídolo, como são-paulino, continuará. Ele nos ajudará com sua representatividade. Ele chegou pelo antigo presidente, hoje temos um novo time, com metas, propostas, mas o Lugano estará sempre no nosso foco, tive uma conversa com ele, um grande amigo, nos aconselharemos sempre que necessário. Ele, assim como o Raí, podem ser importantes para projetos de embaixadas, atuação no mercado sul-americano” – disse Casares nesta segunda-feira.

 

O uruguaio também se manifestou no seu Instagram. “Tudo na vida é transitório. Tive no São Paulo minha meia década de jogador, onde cresci como homem e profissional. Por último agora vivi no clube meus derradeiros anos como atleta e os primeiros numa função em que pude conhecer mais profundamente o “Universo São Paulo”. Sou muito grato a todos que conviveram comigo, dando-me a confiança e o amparo para exercer o novo ofício. Pois bem. O ciclo fechou-se, o nosso tricolor passa por um momento de transição administrativa, e, pelo meu lado, novos desafios e compromissos também me chamam. Vou modificar a primeira frase desta mensagem. Quase tudo na vida é transitório. As relações humanas, mesmo as mais distantes, podem eternizar-se. O carinho e o respeito que dou e recebo dos São-Paulinos certamente são para sempre.” – Escreveu Lugano.

 

Penso que a saída do ídolo Tricolor foi bem conduzida pela nova direção do clube. O tratamento com os ídolos em cargos diretivos ou técnicos é sempre preocupante por conta de desgaste com funções e pessoas da instituição. Temos exemplos da relação de Muricy e Ceni com o ex-presidente Leco que sempre recaem sobre os seus torcedores. No caso de Lugano, me parece que não houve traumas nem rusgas nesta saída.

 

Outro diretor que deverá sair após a atual temporada é Raí. O eterno camisa dez estendeu o prazo de seu trabalho até fim de fevereiro e, após o término da temporada 2020, irá tirar umas férias e depois resolverá seu futuro.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo e Reinaldo iniciam tratativas para renovação de contrato

O contrato do lateral esquerdo Reinaldo com o São Paulo Futebol Clube se encerrará no último dia de dezembro. Mesmo assim, as duas partes já iniciaram conversas visando a extensão do vínculo.

 

Segundo o que eu apurei, apesar de algumas deficiências na parte defensiva e o número excessivo de amarelos por reclamação, o clube considera que Reinaldo oferece muito mais prós que contras para a instituição. O lateral esquerdo tem cinco assistências em vinte e cinco partidas do Brasileirão, o que o torna atualmente o melhor assistente do time. Além disso, Reinaldo é de fácil convívio e possui liderança no grupo de atletas.

 

Reinaldo também vê com bons olhos a permanência no Tricolor. Batedor de pênaltis oficial do elenco, o lateral está completamente ambientado no CT da Barra Funda e vem correspondendo tecnicamente nesta temporada. Vale lembrar que, além de Reinaldo, o São Paulo conta com Léo e o jovem Wellington, considerado a grande jóia para 2021.

 

Creio que não haverá nenhum exagero salarial de Reinaldo no novo vínculo. Deste modo, com vontade explícita entre as partes, a tendência é que a renovação de contrato entre o Tricolor e o seu lateral esquerdo titular seja conduzida com tranquilidade.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

O São Paulo já está sob nova direção!

O São Paulo finalmente está sob nova administração.

 

Júlio Casares, presidente eleito pelos conselheiros do clube, já tem sua imagem na área de presidência do Site Oficial do clube e toma posse nesta sexta-feira as 19h no Salão Nobre do Morumbi após quinze dias de gestão de transição. Ele tem dois grandes desafios básicos para os próximos três anos: diminuir a dívida acumulada do clube e reconduzir o São Paulo aos grandes títulos nacionais e internacionais.

 

Para isso, o presidente promete uma administração “pés no chão” (como ele costumava falar em campanha) e voltada ao profissionalismo e transparência. Casares já começou a colocar em prática seu estilo de governo, publicando diariamente notas curtas da transição em seu Instagram.

 

O novo governo começa com uma grande dificuldade no Marketing: alguns patrocínios se encerraram no último dia 31 de dezembro, incluindo o Banco Inter, que atualmente ocupa a área mais nobre da camisa Tricolor. Eduardo Toni, profissional com seis anos de Grupo Abril, seis anos de TVA, sete anos de Gradiente, sete anos de LG (período de grandes conquistas do Tricolor), e passagem pela SEMP (quando patrocinou o Tricolor para lançar e posicional a marca STI no mercado nacional) é o novo diretor de marketing e será responsável por comandar a área considerada mais defasada da instituição.

 

Outra mudança será na área de comunicação. Após quatro anos e meio no São Paulo, Guilherme Palenzuela sairá da direção para a iminente entrada de José Eduardo Martins, profissional de jornalismo da Folha de São Paulo, a mesma empresa em que trabalhou Palenzuela, entre 2013 a 2016. Ao contrário do Marketing, a pasta de Comunicação foi muito bem conduzida, principalmente no quesito geração de receitas através de conteúdo distribuído para o Facebook.

 

As áreas financeira e jurídica também terão novos nomes na direção.

 

No futebol, Raí permanece até o final da temporada e depois terá um período de férias antes de voltar aos seus afazeres nas empresas que participa e no Instituto Gol de Letra. O conselheiro vitalício e ex-diretor geral do Clube Social Carlos Belmonte Sobrinho será o braço direito de Casares no departamento de futebol e um nome para a direção executiva ainda é avaliado pela nova cúpula. Muricy Ramalho volta ao clube com a missão de ser uma ponte entre a direção e o elenco profissional, além de promover uma grande integração técnica entre Cotia e a Barra Funda. Kaká e Zetti também poderão participar da nova gestão. O primeiro trabalhando em uma função diretiva do futebol e o segundo montando uma escolinha de goleiros na Base Tricolor.

 

Um dos primeiros trabalhos no futebol em 2021 será a compra do atacante Galeano. O contrato com o paraguaio se encerraria no dia 31 de dezembro de 2020 mas teve a extensão de um mês (com as mesmas condições de compra) para que a nova gestão procedesse a negociação. Além deste caso, o Tricolor iniciará oficialmente o planejamento para a nova temporada com estabilidade no departamento de futebol e comissão técnica, possibilidade de conquista do Campeonato Brasileiro de 2020 e bons contratos amarrados com seus principais jogadores.

 

Desejo sorte e muito trabalho a toda nova cúpula Tricolor!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Luciano tem chances muito pequenas de jogar a semifinal da Copa do Brasil

O atacante Luciano não deve atuar no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira às 21h30, no Morumbi. O atacante voltou a sentir dores na perna esquerda e deve ceder sua vaga no ataque.

 

A informação informalmente circulava na noite de terça-feira mas não era confirmada pelo departamento médico. Luciano participou do treino e tudo indicava que iria jogar normalmente, mas voltou a alegar dores a noite. Sua chance participação existe mas é pequena.

 

Um suposto áudio do jogador comentando a dor e ausência nesta noite está circulando por alguns grupos de whatsapp. Caso Luciano não participe do jogo, Diniz deve recorrer a Tchê Tchê, que desempenhou bem o papel do camisa onze na vitória diante do Atleetico MG.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Histórico, tabu e detalhes vitais para o São Paulo ir a final da Copa do Brasil

Haja coração! São Paulo e Grêmio decidirão uma vaga para a final da Copa do Brasil às 21h30 desta quarta-feira. O São Paulo nunca foi campeão da competição. Já o Grêmio tem a tradição de cinco títulos conquistados no torneio: 1989 , 1994 , 1997 , 2001 e 2016.

 

No histórico dos mata-matas entre os dois clubes na competição, quatro confrontos e equilíbrio. Em 1990 o São Paulo eliminou o Grêmio nas oitavas de final da Copa do Brasil. Já em 1995, o Grêmio eliminou o São Paulo nas quartas de final do torneio. Três anos depois, em 1998, o São Paulo eliminou o Grêmio nas oitavas de final da competição e finalmente em 2001, foi a vez do Grêmio eliminar o São Paulo nas quartas de final da Copa do Brasil.

 

Para avançar até a finalíssima, o São Paulo obrigatoriamente terá que derrubar um curto mas incômodo tabu. O clube não marca gol no Grêmio desde novembro de 2018, quando empatou no Morumbi por 1 a 1 com a equipe gaúcha pelo Brasileirão daquele ano. De lá para cá, quatro jogos sem balançar as redes dos gaúchos.

 

Reinaldo e Geromel não jogam e farão muita falta para suas equipes nos setores que mais precisam jogar. Reinaldo é o líder de assistências do Tricolor Paulista e o zagueiro Geromel para mim é o melhor jogador da equipe gaúcha. O São Paulo perde no ataque mas o Grêmio também perde bastante na defesa.

 

Outro importante detalhe é o número de jogos de cada clube na temporada. O Grêmio completou 59 partidas realizadas, enquanto que o São Paulo cumpriu 53 jogos. A diferença de seis jogos entre um clube e o outro é de aproximadamente um mês de temporada. Desgaste físico e mental. A intensidade da partida pode fazer a diferença para o nosso adversário e seria um ponto a ser explorado pela equipe de Fernando Diniz.

 

Os dois clubes apostam na juventude mesclada com a experiência para avançar a finalíssima. Do lado do São Paulo, Luan, Sara, Igor Gomes e Brenner. Já pelo do Grêmio, Jean Pyerre, Pepê, Rodriguez (que deverá ser o companheiro de zaga de Kannemann) e Matheus Henrique são a esperança para avançar a final. Há também a experiência: Dani Alves é o maestro do Tricolor Paulista enquanto que Kannemann, remanescente da Copa do Brasil de 2016, representa o Grêmio.

 

O Grêmio já mostrou com as declarações de Diego Souza (“O São Paulo é um time chato. Se puder eles apitam a partida”) que o jogo já começou fora do campo. Apesar da guerra de nervos iniciada pelo experiente atacante, tenho certeza que Diniz e seu elenco não deram a mínima para a provocação. O São Paulo precisa estar focado em repetir a atuação de Porto Alegre com um pequeno grande detalhe: converter as chances que fatalmente serão criadas. Mais que nunca precisaremos dos nossos atacantes em dia inspirado e do time todo trabalhando para criar as chances de gol criadas no Sul.

 

É jogo decisivo. Como diz o ditado popular, é dia de sentar o reio e meter a espora. Será mais um teste para a já cardíaca torcida do São Paulo mas eu acredito muito na capacidade do Tricolor Paulista de passar de fase. A equipe está confiante e sabe o que fazer em campo.

 

Meu palpite é São Paulo 4×1 Grêmio. E o seu?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.