Search Results For : História

Lugano é sensato em defender continuidade no projeto do futebol

Diego Lugano deu uma entrevista exclusiva importante para o Portal UOL. Entre outros assuntos, o ídolo de 2005 valorizou muito a permanência de Raí e Fernando Diniz no futebol e criticou aquilo que considera uma “histeria por mudanças” no departamento.

 

“Já ficou provado aqui dentro do São Paulo que ficar com mudanças seguidas, sempre guiadas por histeria, não muda nada. (sic) Temos que mudar a mentalidade e estabilizar um projeto. Já se trocou demais aqui. Essa histeria do clube e do torcedor já influenciou muito, agora precisamos dar sequência, acreditar nisso e ir em frente. Cuidar dos processos e ver o que dá certo, corrigindo o que não der. Não é fórmula exata, claro. Pode não dar certo. Mas o que realmente não dá certo é levar em conta sempre a histeria de mudança”, disse o superintendente de relações institucionais.

 

Lugano considera o atual elenco o melhor do São Paulo nos últimos anos, valoriza a personalidade dos jogadores e vê um trabalho positivo em andamento. “Tem muita coisa que está bem feita, mas que até que sejamos campeões não serão visíveis.” – comentou o uruguaio para o Portal.

 

É muito importante ouvir uma pessoa tão esclarecida como Lugano que, além de ídolo dentro de campo, tem uma conduta elogiável fora dele. Eu ainda não vi muita mudança de Cuca para Fernando Diniz mas, após pedir uma revisão na comissão técnica para 2020, resolvi fechar com Diniz para 2020 por dois motivos: o primeiro é que os jogadores estão unidos em torno do técnico e seu pensamento de jogo, assumindo em conjunto a responsabilidade pela permanência. Segundo pelos motivos apresentados pelo próprio Lugano. Não dá para ficar mudando toda hora.

 

“Depois de muito tempo o São Paulo tem uma continuidade na tomada de decisões. Uma linha de gestão. Uma sequencia de decisões é o que torna um projeto efetivo. Tivemos uma curva de aprendizado, que todos têm, ainda mais em um mundo tão emotivo e cheio de pressão. O São Paulo fica mais perto de ganhar algo importante assim, porque minimizamos erros. Não vamos começar tudo de novo, de novo. Não vamos passar pela curva do aprendizado de novo. Agora é menos provável que dê errado.” – Complementou ele ao Portal.

 

Leia a rica entrevista no Portal UOL aqui.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Cilinho, nosso primeiro mestre!

Otacílio Pires de Camargo, o Cilinho, faleceu nesta quinta-feira, em Campinas . O ex-treinador foi o maior responsável pela geração apelidada de “Menudos do Morumbi” e descobriu Müller, Silas e Sidney, entre outros jogadores.

 

Cilinho foi uma da minhas maiores referências no futebol. Além dele teve meu pai, que me ensinou a são-paulinidade, e Telê Santana. Foi um treinador que visava o futebol ofensivo, alegre e com o objetivo de dominar o adversário até chegar o gol. Era um gênio no assunto.

 

Os “Menudos” ganharam muito mais que um Paulistão, em 1985. Eles encantaram uma geração inteira de são-paulinos e brasileiros. Gente que acredita até hoje no futebol ofensivo, muito caracterizado pela Seleção de 1982. Sem Cilinho, o Tricolor foi campeão brasileiro  de 86 com Pepe no comando, mas ainda com muito DNA do primeiro mestre do Tricolor. Cilinho ainda retornaria em 87 para vencer mais um estadual, em cima do Corinthians.

 

Vá em paz, Cilinho. Nosso primeiro mestre!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Documento pede saída imediata de Leco, presidente do Conselho* e diretores

Um documento de cerca de dez páginas circula entre conselheiros do São Paulo pedindo a saída imediata do presidente Leco, o presidente do Conselho Deliberativo* e dos atuais diretores da gestão.

 

Independente do número de assinaturas recolhidas, o documento deverá ser encaminhado para a justiça. Ele não pede a renúncia e sim a destituição dos citados acima e seus devidos cargos.

 

Dias atrás, Leco e seus diretores saíram antes do fim da última reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo, provocando ira de alguns presentes. O presidente prometeu aos oposicionistas explicações sobre a atual dívida Tricolor mas, ao que tudo indica, esse encontro ainda não aconteceu.

 

Recentemente Leco rebateu vaias recebidas em um jogo de basquete no E.C. Pinheiros, atribuindo a manifestação a um movimento político orquestrado. Quase que imediatamente a torcida do São Paulo se manifestou nas redes sociais ratificando a saída do presidente, chancelando as vaias recebidas na noite anterior.

 

Se dentro das quatro linhas a performance do clube é fraca, fora de campo a situação do presidente e seus diretores parece cada dia piorar. Não creio que o documento criado e exposto para assinatura dos conselheiros cause algum efeito imediato, já que será levado para a lenta justiça brasileira, mas é importante a atual gestão entender que conta com ainda menos apoio nesta reta final de administração.

 

* PS – Um dos conselheiros responsáveis pelo ofício entrou em contato comigo e confirmou a existência do documento, porém o presidente do Conselho Deliberativo não está entre os alvos. Segundo este conselheiro, o ofício será divulgado após o protocolo.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Quem aprova isso?

Eis aqui mais um caso de descaso com a história do São Paulo Futebol Clube. Dois lançamentos da São Paulo Mania que confrontam o bom senso estético e histórico da instituição com mais títulos internacionais no Brasil. Vamos a elas:

 

1)  Camisa São Paulo 100 Gols Masculina

A ideia de homenagear o feito histórico de um dos maiores ídolos do São Paulo é ótima. Péssima é a execução. O material, desenvolvido de forma com que o preço fosse o menor possível (R$ 69,99 no site da São Paulo Mania) não respeitou as linhas de design originais. Pior que isso: um amarelo intruso fez com que o apresentador Milton Neves a chamasse de “uniforme do Mc Donald’s”. Uma boa ideia mal executada e em uma hora errada. Veja a camisa aqui.

 

 

2) Réplica da camisa listrada de 2013

Esta é ainda mais aterrorizante. Simplesmente resolveram recriar a camisa de um dos piores anos da história do clube: 2013. Ano que o São Paulo foi quase rebaixado no Brasileirão, com o inglório título de mais derrotas que vitórias no torneio, sem vitória alguma em clássicos e eliminado pela Ponte Preta na Copa Sul Americana, entre outras ‘façanhas’. Nem o design alivia: originária da Penalty, uma marca sem muita lembrança do torcedor, ela reproduz mangas e costas pretas, estragando totalmente as maravilhosas listras contínuas que definem a camisa #2 Tricolor. Veja a camisa aqui.

 

 

A responsabilidade não é de quem faz e sim de quem aprova materiais como esses. Sou a favor de muitas opções para todos os gostos e bolsos mas como esses produtos vão para as prateleiras sem uma mínima revisão histórica ou estética de um profissional do clube? Parece pêlo em ovo mas não é… Estamos falando de um dos maiores clubes de futebol do país e do mundo.

 

Em tempos de escassez de títulos, brigas políticas e gestões desequilibradas, alguém poderia ao menos respeitar o manual de marca institucional do clube ou revisar anos importantes da nossa história.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Elenco Tricolor do Legends Cup deveria estar jogando o Brasileirão!

O São Paulo anunciou a base do seu time para disputar a Legends Cup Brasil, torneio que reunirá estrelas do clube e do Barcelona, Bayern de Munique e Borussia Dortmundo, no dia 15 de dezembro, no Morumbi. E os nomes são de se emocionar.

 

Cafu, Dagoberto, Denilson, Lugano, Mineiro, Josué, Richarlyson, Cicinho, Júnior, Aloísio Chulapa, Falcão, Silas, Leandro e Careca são alguns dos ídolos são-paulinos que estarão em campo para enfrentar os alemães do Bayern e uma possível final, no Cícero Pompeu de Toledo. Porém, poderiam tranquilamente treinar na Barra Funda e jogar essa reta final de Brasileirão que ninguém iria achar ruim.

 

Mineiro e Josué, por exemplo, fechariam fácil a volância no lugar de qualquer um dos atuais volantes. Silas, um dos grandes da conquista do Brasileirão de 86 caberia tranquilo no meio-campo, Júnior e Cicinho as turbinas das laterais e Careca… um dos meus maiores ídolos não passaria em branco em nenhum jogo. Com uma pitada de ironia, arrisco dizer que ‘Carecone’, o maior companheiro de Don Diego Maradona, seria artilheiro deste campeonato, mesmo jogando com um só joelho.

 

Rever nossos ídolos no Sacrossanto Morumbi é sempre uma ótima experiência, não importa a fase. Afinal, foram essas lendas os maiores responsáveis pelo que o São Paulo é hoje na história do futebol. Respeito máximo!

 

Os jogos serão transmitidos pelo SporTV e tempo real do GloboEsporte.com. As partidas serão de dois tempos de 25 minutos de duração. Os ganhadores do quadrangular se enfrentam na final, e os outros dois decidem o terceiro lugar. Boa pedida para dezembro!

 

* O texto contém leves pitadas de ironia.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.