Search Results For : São Paulo FC

Everton: o ‘aditivo’ que faltava ao motor Tricolor

Não é difícil perceber a mudança de patamar do futebol do São Paulo desde a chegada de Everton. Contratado por uma “fábula” (R$ 15 milhões) junto ao Flamengo, o camisa 22 vem justificando o investimento com gols e participações decisivas.

 

Segundo o Site Oficial do Tricolor, Everton participou de nove gols em onze jogos disputados desde que estreou no clube. Foram quatro assistências, três gols e dois pênaltis sofridos com a camisa mais pesada do Brasil. Números de peso que confirmam a assertividade na contratação.

 

Ricardo Rocha, coordenador de futebol do clube, resumiu perfeitamente o jogador: “ele faz os times melhorarem”. É exatamente essa característica que Kaká deu ao Tricolor em sua segunda passagem pelo clube, em 2014. Mesmo em um breve período, o camisa oito fez o time todo operar em maior rotação, tal qual um aditivo de motor. Ganso, Pato, Boschilia, Luis Fabiano e Osvaldo acertaram o jogo e até os mais jovens como Boschilia e Ademílson tinham vergonha de correr menos que ele nas partidas do Brasileirão daquele ano.

 

Everton é, até o momento, o aditivo de 2018. Que continue com os ótimos números.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Detalhes, curiosidades e ausências Tricolores na Florida Cup 2019

O São Paulo anunciou participação na Florida Cup 2019, que ocorrerá na segunda semana de janeiro do ano que vem. Campeão da edição de 2017, a única que participou, o Tricolor novamente fará sua pré-temporada nos Estados Unidos.

 

Desta vez, o clube irá desfalcado de dois patrocinadores atuantes na edição que venceu, em 2017: a Under Armour e a Copa Airlines. Foi a fornecedora americana de material esportivo que cedeu ao Tricolor o uso do IMG Academy, um centro esportivo de excelência e pesquisas sediado na cidade de Bradenton. Sem a marca (substituída pela Adidas) a tendência é que o clube procure outro centro para treinamento.

 

Já a Copa Airlines, empresa panamenha de aviação, encerrou o patrocínio com o Tricolor neste ano. Na ocasião da Florida Cup 2017, a empresa adesivou um de seus aviões e foi a responsável pelo transporte de toda a delegação para os Estados Unidos.

 

Além da evidente visibilidade internacional, a experiência de Diego Aguirre com o Atlético MG foi importante para a nova participação do São Paulo no evento. Vencedor da edição de 2016 com os mineiros, o técnico gostou do tempo que ficou com a equipe no exterior e aprovou a iniciativa. Em tempo: o contrato de Diego Aguirre com o Tricolor vencerá no final deste ano. Seria este um prenúncio de que ele poderá renovar o vínculo com o clube?

 

Especulações à parte, o fato é que mais uma vez o são-paulino dos Estados Unidos terá a oportunidade de ver o seu time do coração ao vivo, atuando em solo americano. E os Tricolores do Brasil terão uma boa ‘desculpa’ para visitar a terra do Mickey no início de 2019.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Dybala, astro da Juve, revela que teve camisa do São Paulo em sua coleção

O meia argentino Paulo Dybala, astro da Juventus (ITA) e integrante da seleção de seu país na Copa do Mundo FIFA Rússia 2018™, revelou um grande carinho pelo futebol brasileiro, inclusive com presença de algumas camisas de clubes do país em sua coleção.

 

Em entrevista ao canal Pilhado (Youtube), o meia disse ter uma camisa do Rogério Ceni em sua coleção e que na infância curtia os jogos entre brasileiros e argentinos na Libertadores. “Na Libertadores, o Brasil e a Argentina sempre chegavam com força. Os grandes clubes do Brasil, como São Paulo, Santos, Grêmio e Fluminense sempre enfrentavam equipes argentinas. Eram partidas lindas de se ver” – disse ele ao canal.

 

Nascido em novembro de 1993, certamente Dybala acompanhou o terceiro título da Libertadores e Mundial conquistados pelo Tricolor em 2005. Aquele também foi o melhor ano da carreira de Rogério Ceni.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

A situação de Jara, atacante sondado para a vaga de Marcos Guilherme

O argentino Franco Daniel Jara, atualmente no Pachuca (MEX), é um dos jogadores pretendidos pelo São Paulo para o segundo semestre. A informação foi dada pelo jornalista Jorge Nicola (Yahoo/ESPN) e confirmada pelo Esporte Interativo na tarde desta segunda-feira.

 

Rápido e ‘rodado’, o ponta de lança de 29 anos que atua pelo lado direito do campo teve ótimos números nas duas últimas temporadas: foram 46 gols em 104 jogos, isso é, um gol a cada quase duas partidas realizadas. Porém, segundo o Esporte Interativo, apesar do bom histórico, Jara teria o desejo de sair do clube mexicano. O motivo é o não aproveitamento na equipe titular na reta final da temporada mexicana. Nas últimas onze partidas disputadas pelo Pachuca, ele começou como titular em apenas três.

 

O estranho é que Jara, em entrevista ao portal Excelsior (MEX) na última sexta-feira, prometeu garra e empenho para voltar a ser titular no seu atual clube, diferente dos bastidores. Com três anos no México, creio que Jara deseja novos ares para a sua carreira. De acordo com o Transfermarket, o valor atual dos direitos do atacante argentino é de 2,5 milhões de euros. Com contrato até 30/06/2020 com o Pachuca, uma das alternativas do São Paulo seria o empréstimo do jogador.

 

Diferente de alguns jornalistas, não vejo o caso de Jara parecido com o de Cueva, comprado em 2016 por cerca de R$ 9 milhões e atualmente com multa em torno de R$ 35 milhões. O peruano é três anos mais novo e possui mercado maior por ser titular da seleção de seu país. Se contratado, Jara poderá dar ganho técnico ao elenco, semelhante a aquisição de Éverton.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São-Paulino ‘desvaloriza’ Cueva após pênalti perdido contra a Dinamarca

O meia Cueva não correspondeu a torcida peruana (e por tabela o torcedor do São Paulo) na estreia da sua seleção na Copa do Mundo FIFA Rússia 2018™. O jogador teve participação decisiva ao perder um pênalti ainda no primeiro tempo de jogo, quando o placar ainda não estava aberto.

 

A Dinamarca venceu a partida por um a zero e saiu na frente no grupo C.

 

O pênalti perdido foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais durante a duração do jogo. No caso do torcedor são-paulino, ficou evidente a preocupação com a desvalorização do jogador no futebol internacional após o tento desperdiçado. Muitos até ‘desvalorizaram’ o meia após a decisiva atuação. Vale lembrar que Cueva possui contrato até 2021, multa superior a 30 milhões de euros e chama muita atenção do mercado. A tendência é que o atleta seja negociado pelo valor integral da multa, sem descontos.

 

Pênaltis não são especialidade do jogador. Desde que chegou no São Paulo, Cueva bateu quinze penalidades e converteu dez, ou seja, um terço ele perdeu na marca do cal. O penal mais famoso foi contra o Corinthians, no Brasileirão de 2016. A famosa “Cuevadinha”.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.