Search Results For : Temporada 2019

OPINIÃO São Paulo 1×0 São Bento

Atuação protocolar e vitória importante pelas circunstâncias do início da temporada. Mesmo longe de empolgar, o time reserva do São Paulo cumpriu o seu papel e conquistou os três pontos pontos às vésperas da viagem para a Argentina.

 

Esse era o típico jogo para o torcedor assistir o desempenho dos reservas, observar suas características e comportamento, mas pelas circunstâncias a vitória era essencial. E ela veio com muito mais sofrimento que o necessário. Mesmo entrosado pelos ‘rachões’ os reservas sentiram o jogo para valer e não corresponderam coletivamente a expectativa do torcedor. Teve muito passe errado e muito cruzamentos sem eficiência para a área do time de Sorocaba. Pouca coisa se salvou, entre elas a pérola de Hernanes. O gol do Profeta literalmente valeu o ingresso.

 

No final, um pênalti desperdiçado por Jonathan Gomez que “chegou ontem” e tentou colocar uma boa impressão para o torcedor. Quer saber? Melhor assim. O placar de 1×0 combinou mais com a atuação Tricolor.

 

Com a situação controlada na tabela do Paulista (líder do grupo D) o clube volta toda a atenção para a Libertadores. O time viaja para Córdoba iniciar a sua trila na Libertadores 2019 diante de um adversário de orçamento modesto porém em boa fase e com o apoio da sua fanática torcida.

 

Nota dos personagens da partida:

Jean – Atuação segura. Pouquíssimo acionado. Nota: 6,5
Igor Vinicius – Um dos destaques. Bom trabalho na direita. Nota: 7,0
Bruno Alves – Atuação segura. Nota: 6,5
Rodrigo – Tive boa impressão. Foi bem. Nota: 7,0
Léo – Participação discreta mas sem sustos. Nota: 6,0
Willian Farias – Jogou bem, muitas vezes como terceiro zagueiro. Nota: 6,5
Araruna – Destoou no meio. Recebeu algumas vaias. Nota: 5,0
Hernanes – Mesmo fora de forma, mostrou que é diferente. Nota: DEZ!
Helinho – Mais uma partida murcha, com poucos bons momentos. Nota: 5,0
Carneiro – Muita vontade e aplicação. Bom reserva para o ataque. Nota: 7,0
Everton Felipe – Partida horrível. Nota: 4,0

Antony – Entrou bem no segundo tempo. Está empolgado. Nota: 6,5
Hudson
– Foi para a lateral direita e não comprometeu. Nota: 6,0
Jonatan Gomez – Seu destaque foi perder um pênalti. Nota: 4,5

André Jardine – Atuação protocolar do time reserva. Nota: 5,5

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Responsável pelo crescimento do basquete brasileiro será o nome forte do marketing

O São Paulo demitiu o seu diretor executivo de marketing na última sexta-feira. Segundo o Lance!, o valor da camisa atual Tricolor foi um dos principais motivos para a saída de Luiz Fiorese, que ocupava o cargo há cerca de um ano.

 

A saída do diretor de marketing é natural quando se trata de gestão profissional. Seu posto era remunerado e não atingiu as metas propostas pelos seus comandantes. Acredito que o diretor não teve carta branca para montar uma estrutura de trabalho condizente com a grandeza e importância da pasta.

 

Para a vaga de Fiorese, o clube deverá contar com João Fernando Rossi, ex-presidente da LNB (Liga Nacional de Basquete) e atual gestor geral de basquete do clube. Rossi cuidaria da pasta de marketing, além de comandar todo o processo do basquete profissional Tricolor. A foto com Leco foi feita na época de sua contratação para o basquete do SPFC (dezembro de 2018).

 

Rossi é apontado pelo mercado como um dos responsáveis diretos pela profissionalização do basquete brasileiro, hoje visto como case do esporte nacional. Possui bastante prestígio, experiência e costas largas para conseguir montar um time de bons profissionais para o setor. Este será o maior desafio, pelas dificuldades internas do sistema de trabalho amador há muitos anos enraizado no Tricolor.

 

Assim como o futebol, o marketing não tem espaço para administração colonial, movida a bênçãos de conselheiros e agregados. É uma das maiores fontes de riqueza de um clube e também uma das pastas mais complexas, que incluem patrocínios, licenciamento, fornecimento de material esportivo, Sócio Torcedor e propriedades do Morumbi, entre outras. A minha torcida é para que João Fernando Rossi passe por cima de todos esses processos e pessoas antigas e execute o que já deveria ser feito há muito tempo: um marketing de fato profissional.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Jardine acerta em esvaziar jogo de domingo. Problema será quarta-feira!

André Jardine poupará muitos atletas para o próximo compromisso do São Paulo, neste domingo diante do São Bento, no Pacaembú. Além dos lesionados, o treinador não contará com Pablo, Everton,  Anderson Martins, Arboleda e Bruno Peres.

 

Decisão acertada, tendo em vista o compromisso de quarta-feira em Córdoba. O problema é justamente esse: a quarta-feira. O Talleres, adversário do Tricolor no primeiro mata-mata da pré-Libertadores, mostrou evolução no início do ano, com aproveitamento na casa dos 50% (um pouco mais em casa, um pouco menos fora). Equilíbrio nem de perto atingido por Jardine na tentativa de um futebol com a intensidade de suas equipes da base.

 

Além disso, o clube argentino antecipou o seu último jogo no Campeonato Argentino para descansar seus atletas para o jogo de ida, em sua casa.

 

Independente do esvaziamento da partida, com promoção de alguns reservas para o jogo, o São Paulo irá em baixa para Córdoba para ‘decidir’ boa parte de seu ano contra um adversário que fará literalmente o seu jogo da vida. Haja fé!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tricolor estreará reservas questionados no domingo. Veja provável escalação:

O São Paulo terá o seu último compromisso no Campeonato Paulista antes de enfrentar o Talleres no primeiro jogo da decisão em Córdoba. Para o jogo diante do São Bento André Jardine não contará com atletas lesionados e promoverá mudanças para poupar parte da sua equipe titular.

 

Além de Jucilei e Liziero, vetados, o técnico Tricolor deverá promover descanso para aqueles que atuaram nos 450 minutos integrais das quatro partidas do estadual. São os casos dos laterais Bruno Peres e Reinaldo e o atacante Everton. Tirando Volpi, atleta que atuou as quatro partidas mas necessita de sequência no gol, a tendência é que o restante não atue diante do São Bento. Neste caso, a possibilidade de estreia dos laterais Igor Vinícius e Léo é iminente, assim como Willian Farias, volante de contenção que ainda não atuou com a camisa do clube no Paulista.

 

Os três atletas foram questionados pela torcida no momento de suas contratações mas fazem parte da ampliação de elenco planejada pela diretoria de futebol deste ano. A falta de jogadores de suporte aos titulares foi um dos fatores responsáveis pelo clube ter despencado fisicamente e tecnicamente no segundo semestre do ano passado.

 

Além dos estreantes, Hernanes deve participar de mais minutos em campo, com boas chances de ser titular no Pacaembú. O jogador ainda não está em sua forma ideal mas prevê bom estado para a Argentina. Nene, que alternou períodos como titular e reserva, também pode aparecer no ataque.

 

Deste modo, levando em consideração a lógica dos “450 minutos” em sequência, a provável equipe diante do “Nhô Bento” no Pacaembú seria Tiago Volpi, Igor Vinícius, Arboleda, Anderson Martins e Léo. Willian Farias, Hudson e Hernanes, Nene, Pablo e Helinho.

 

Carneiro é outro atleta que não atuou no Paulista e poderia ser aproveitado.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Os possíveis efeitos do “chacoalhão” no elenco Tricolor nesta sexta-feira

A sexta-feira pós derrota diante do Guarani foi de “chacoalhão” no CT da Barra Funda. Praticamente todo o elenco foi cobrado por representantes da diretoria e membros da comissão técnica . A reunião durou mais de uma hora no auditório do CT Tricolor.

 

Os motivos da reunião de cobrança são claros. E, praticamente um mês de treinamentos e jogos, o São Paulo não apresentou identidade e proposta de jogo condizentes com as expectativas dos torcedores. Contratações foram feitas (ainda que, na minha opinião não suficientes), mas o resultado ainda não foi visto em campo.

 

Segundo o Globoesporte.com, os líderes do elenco se manifestaram e debateram junto aos diretores presentes, cobrando de todos mais empenho e absorção imediata da ideia de jogo. A atitude foi considerada positiva mas na realidade todos sabem que os próximos dias serão decisivos para o clube assegurar a confiança nas ideias do seu técnico. Jardine é o elo mais frágil da complicada trama histórica que o clube se meteu com má gestão e desperdício de dinheiro no futebol dos últimos anos.

 

O jogo contra o São Bento neste próximo domingo não é levado em consideração. Neste mês saberemos se a aposta no técnico fundamental no processo vencedor de Cotia como técnico no profissional é mantida ou se o Tricolor se transformará mais uma vez num castelo de cartas no meio de um vendaval de estiagem de títulos. Se o técnico cai, não cai somente o Jardine. Cai todo o planejamento e seus idealizadores.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.