Search Results For : Opinião

O lado financeiro e o lado esportivo da troca Raniel por Vítor Bueno

São Paulo e Santos consolidaram uma troca ‘surpresa’ na noite desta quarta-feira. Sem o conhecimento prévio da imprensa, os clubes trocaram seus atletas, mantendo 50% dos respectivos direitos econômicos. Raniel assinará com o Santos por quatro temporadas, o mesmo tempo de contrato que Vítor Bueno terá com o Tricolor.

 

A troca tem um lado esportivo e um lado financeiro. Analisaremos as duas.

 

O lado esportivo da troca Raniel x Vítor Bueno:

O São Paulo ganhou na troca. No acordo de empréstimo entre os clubes, uma futura compra de Vítor Bueno estava fixada de 12 milhões de euros (cerca de R$ 46 milhões) pelo Santos. O São Paulo ‘deu’ Raniel em troca ao Peixe, por R$ 13 milhões. Vítor Bueno foi artilheiro do time no Brasileirão 2019, com seis gols marcados e terminou a temporada como titular (no lugar de Pato). Seus gols foram importantes para a conquista de pontos no certame nacional. Entre os gols mais importantes, destaco o tento diante do Athletico PR, na magra vitória em plena Arena.

 

O lado financeiro da troca Raniel x Vítor Bueno:

O São Paulo permanecerá com a dívida de R$ 13 milhões com o empresário André Cury, responsável pela compra de Raniel ao Tricolor no meio do ano, mas ao invés de pagar ao empresário em 2020, só começará a pagar em 2021. Aí que mora o perigo. Não acho correto um presidente (seja ele quem for) jogar uma dívida para o seu sucessor. No caso, Leco encerrará o seu mandato no final de 2020 e o próximo presidente herdará a dívida atual. Se Vítor Bueno jogar muita bola ou ao menos for muito bem vendido, todos esquecerão. Se não jogar, o caso será lembrado por conselheiros e torcedores no início de 2021. Podem me cobrar se ninguém falar nada.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tricolor próximo da primeira contratação para 2020: Volpi em definitivo!

O São Paulo está próximo de acertar a sua primeira contratação para 2020. O clube avançou com os termos da negociação envolvendo Tiago Volpi e deverá anunciar a permanência do goleiro em definitivo no final do ano.

 

A contratação ainda não foi sacramentada (o prazo da preferência do Tricolor é até 25/12) mas, salvo uma improvável reviravolta, podemos dizer que a vontade do jogador em permanecer se concretizará em breve. Volpi pertence ao Querétaro (MEX) e o Tricolor deverá pagar ao clube mexicano a quantia de U$ 5 milhões, divididos em uma parcela imediata referente a 50% do valor e prestações envolvendo o valor restante ao longo do ano.

 

Volpi chegou ao clube no início de 2019 e foi uma das poucas contratações que entregaram o esperado. Recentemente o presidente do Querétaro admitiu a permanência de Volpi no Brasil, classificando-o como ‘goleiro de seleção brasileira’.

 

O goleiro Tricolor foi um dos destaques do Brasileirão 2019, segundo critérios do Footstats. Para mim, foi peça-chave na defesa menos vazada do Brasileirão 2020 e pilar do time titular deste ano.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Helinho e Brenner deveriam retomar a carreira jogando a Copinha 2020

Helinho e Brenner terminaram o ano de 2019 em baixa.

 

O primeiro, aposta de Jardine no início do ano e com estreia fulminante diante do Flamengo em 2018, não conseguiu se firmar no time titular e em algumas situações sequer foi relacionado para o banco de reservas. Brenner tem situação semelhante: recordista de gols na base, o prodígio não avançou nos primeiros meses de profissional, foi emprestado ao Fluminense e também atuou muito pouco com a camisa do Tricolor Carioca.

 

Ambos deveriam dar um passo atrás e fazer parte da equipe que disputará a Copinha 2020. Downgrade de carreira? Não penso assim. Enquanto Helinho se preparava para jogar a fatídica pré-Libertadores em fevereiro deste ano, Antony jogou a Copinha, convenceu pelas atuações, subiu mais confiante ao time principal e terminou o ano titular e peça importante no esquema de Fernando Diniz.

 

Ainda dá para apostar no potencial deles. Muito jovens e com idade para a competição júnior (ambos tem 19 anos), Helinho e Brenner poderiam retomar a carreira liderando o grupo que tentará o quinto título do clube na competição sub-20 mais tradicional do país.

 

Além deles, o ‘veterano de base’ Rodrigo Nestor deverá realizar sua última competição antes de subir para o elenco profissional. O meio-campista é destaque em todas as etapas em que passou em Cotia e é um dos que subirão ao profissional no ano que vem.

 

ATUALIZADO Brenner não pode mais atuar na Copinha pois seu vínculo de empréstimo ainda é do Fluminense e a data limite para inscrição já passou. Helinho poderia jogar a Copinha.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Eu acredito no Hernanes em 2020!

O meia Hernanes foi uma das maiores decepções em 2019.

 

Eleito o Craque da Galera e um dos meias na seleção do Brasileirão de 2017, o próprio atleta sabe que sua ausência no time titular devido a problemas físicos prejudicou o desempenho do elenco no ano. E está bastante incomodado com a situação.

 

O jornalista André Hernan, do Sportv, revelou que o Profeta soube que não seria aproveitado por Fernando Diniz em uma franca conversa com o treinador. Segundo Hernan, Hernanes encarou o problema e já vem se preparando para ser realmente uma opção para Diniz no ano que vem.

 

Hernanes anunciou que passará o final do ano se aprimorando fisicamente para iniciar a pré-temporada em condições de disputar a posição que naturalmente lhe era de direito quando fora contratado.

 

É esse o pensamento que faz o Profeta ser reverenciado por todo o são-paulino que se preze. Inconformismo, dedicação e profissionalismo são predicados que todo jogador deveria ter com o clube que lhe paga os salários. Hernanes é ainda mais que isso: cria vencedora da casa, tem técnica, talento e liderança de sobra para se reerguer junto a torcida que lhe ama.

 

Eu acredito plenamente na volta do bom e velho Hernanes em 2020. Com muito foco e treinos específicos, tenho certeza que ele voltará a ser o diferencial que não foi neste ano.

 

Deixe seu recado para o Profeta nos comentários. Eles serão entregues diretamente ao jogador.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Diniz cita Jorge Jesus e deverá vir com força máxima no Paulistão 2020

O técnico Fernando Diniz foi perguntado sobre a estratégia a ser utilizada no Campeonato Paulista de 2020. Em entrevista pós-jogo em Alagoas, o técnico Tricolor não confirmou força máxima mas sua resposta indica a preferência pela utilização da equipe titular no estadual e na Libertadores do ano que vem.

 

“Não sei se esse é o melhor cenário, usar a base no estadual. O Jorge Jesus não poupou ninguém. O estadual também serve para preparar para outras competições. O estadual de São Paulo é o mais competitivo, e a torcida espera que sejamos competitivos e briguemos pelo título. Mas se tiver que fazer, farei com a maior naturalidade” – disse o treinador ao UOL Esporte, respondendo se poderia utilizar a base do clube no Paulistão do ano que vem.

 

A simples citação do técnico do Flamengo na resposta aos jornalistas em Maceió para mim já é a sinalização do uso de força máxima no estadual e somente uma ordem vinda de cima faria o técnico mudar a estratégia. O São Paulo não ganha um Paulista desde 2005 e para muito torcedor a conquista deste torneio, que já foi maior em décadas passadas, serviria para embalar uma boa temporada. O Tricolor não está em condições de ‘escolher’ campeonato, portanto vale dedicar-se ao máximo no estadual e na Libertadores.

 

É importante lembrar que Fernando Diniz estava no Atlético PR em 2018 quando o Furacão venceu o estadual paranaense com os aspirantes, mas não treinou aquela equipe. O técnico campeão do Campeonato Paranaense naquele período foi Tiago Nunes, hoje no Corinthians.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.