Search Results For : Opinião

OPINIÃO Fluminense 3×1 São Paulo

Resultado justo no Maracanã, apesar dos gols da vitória carioca surgirem de falhas individuais de Junior Tavares, Vuaden e Arboleda. O São Paulo mais uma vez confirmou a fama de péssimo visitante e sucumbiu fora de seus domínios. A equipe estanca na tabela e torcerá contra Ponte Preta, Sport e Vitória para não voltar para a zona do rebaixamento do Brasileirão.

 

O time vinha medindo forças com o Fluminense até o primeiro gol, fruto do pênalti pueril de Junior Tavares. Aliás, é mais uma falha fatal do ainda verde lateral esquerdo Tricolor. Depois do tento, o segundo gol com direito a falta coletiva do trio de arbitragem. Árbitro e bandeira, perto do lance, não viram falta de Scarpa em Rodrigo Caio. Na segunda etapa, Dorival mexeu radicalmente na equipe, tirando seu homem de frente e dois meias para a entrada de Maicosuel, Thomaz e Shaylon. A equipe ainda tomou mais um gol num pênalti bobo de Arboleda (o melhor do Tricolor em campo) reduzindo a quase nada o gol do jovem camisa 20 Shaylon.

 

Não dá para reclamar do resultado, mesmo com as decisivas falhas individuais. O São Paulo não chutou praticamente uma bola na meta de Cavallieri. Foi uma atuação coletiva muito abaixo da esperada pela torcida. Para complicar, Dorival Junior parece que fez questão de ser muito criticado pelo torcedor no Maracanã e nas redes sociais: ninguém entendeu o que ele quis com o time sem dois de seus homens mais decisivos. Só faltava ter tirado o Hernanes para completar a lambança.

 

Como sempre escrevo, vai ser assim, sofrido até o fim. O próximo jogo será contra o Flamengo no Pacaembú e a obrigação são os três pontos. O Tricolor terá um dia de vantagem para recuperar seus atletas em comparação ao adversário, que atuará nesta quinta-feira. A torcida comparecerá como sempre e, em casa, a história será diferente desta da Cidade Maravilhosa. Assim decreto eu!

 

Nota dos personagens da partida:

Sidão Sem culpa nos gols. Nota: 5,5

Militão Fez boa partida, a exceção da cobertura do segundo pênalti. Nota: 6,0

Arboleda O melhor do São Paulo, mas falhou no segundo pênalti. Nota: 6,5

Rodrigo Caio Sofreu falta no segundo gol carioca. Nota: 6,0

Junior Tavares Falha determinante no resultado. Mais uma. Nota: 4,0

Petros Hoje teve o trabalho muito dificultado pelo meio fluminense. Nota: 4,5

Hernanes Pouco produtivo, a exceção de uma falta perigosa.  Nota: 5,0

Cueva Mesmo apagado não deveria ter saído. Nota: 4,5

Lucas Fernandes Neste momento sua titularidade é incompreensível. Nota: 4,0

Marcos Guilherme Jogou muito pouco para ter permanecido os 90 minutos. Nota: 4,0

Pratto Mais uma vez isolado pela falta de bolas do meio-campo. Nota: 5,5

Maicosuel Desta vez não se consagrou. Nota: 4,5

Thomaz Sua entrada não teve tanto efeito. Nota: 4,0

Shaylon Apesar da derrota, gol importante para sua maturação. Nota: DEZ!

 

Dorival Junior Pouca gente falaria dele na derrota não fossem as substituições do segundo tempo. Apenas a entrada de Maicosuel no lugar de Lucas Fernandes se justifica. Cueva e Pratto, por pior que estejam, podem ser decisivos e não deveriam dar lugar aos que entraram, mesmo com o tento de Shaylon. O objetivo era o time ficar mais leve e o resultado foi o time continuar sem arremates a gol. Nota: 4,0

 

Leia outras notícias do blog São Paulo Sempre aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Analistas do São Paulo acompanharão atual campeã mundial a pedido da CBF

Os analistas de desempenho do São Paulo FC participarão de um projeto da CBF que acompanhará as seleções que participarão da Copa do Mundo FIFA Rússia 2018™ a pedido da Confederação Brasileira de Futebol, a CBF.

 

No caso, o Tricolor acompanhará a Alemanha, atual campeã mundial, e quem passar a repescagem entre Honduras e Austrália. As seleções vigiadas e seus respectivos clubes foram definidos em sorteio na sede da entidade máxima do futebol brasileiro.

 

Segundo o Globoesporte.com a ideia da CBF é, além de proporcionar aos profissionais espalhados pelo país a oportunidade de mostrarem seu trabalho, ter visões diferentes e, com isso, impedir que aspectos mais sutis dos outros participantes do Mundial possam escapar aos olhos. Veja a matéria completa aqui.

 

Fica a dúvida do blogueiro: esse trabalho será remunerado? Isso é, a CBF pagará aos clubes por este serviço? Porque como entidade privada, eu acho que seria obrigatória essa remuneração, já que os profissionais não vivem de brisa nos seus clubes.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Se a proposta for decente, Lugano aceitaria um cargo no São Paulo!

Diego Lugano, ídolo da torcida são-paulina, não renovará o contrato como atleta do clube para 2018. Embora sua influência positiva como líder do elenco nos bastidores seja amplamente reconhecida, o atleta não joga há mais de três meses e nunca entrou em campo sob o comando de Dorival Junior.

 

Apesar da saída iminente, uma hipótese certamente seduziria Lugano: a de permanência no clube como coordenador de futebol, cargo que não tem ocupação de nenhum profissional desde a saída de Pintado.

 

Lugano disse a imprensa que ainda teria futebol para mais um ou dois anos mas, segundo uma fonte que considero importante no caso, poderia aceitar um cargo no seu clube de coração caso a proposta seja decente. Entende-se como proposta decente um plano sério de trabalho e perspectiva de carreira, semelhante ao que o clube ofereceu a Mineiro antes do volante ir atuar na Alemanha. O camisa 7, tricampeão mundial com o Tricolor, não aceitou a oferta Tricolor e mora até hoje no velho continente.

 

Além do sentimento da torcida, pesa a favor do uruguaio a opinião de alguns membros do Conselho Administrativo Tricolor. Alguns deles vêem com bons olhos a permanência de ídolos sérios e comprometidos com o clube, mesmo depois do fim da carreira dentro dos campos.

 

Na minha opinião, Lugano tem história e inteligência para um cargo na comissão fixa do futebol do São Paulo, desde que seus vencimentos sejam compatíveis com o salário de um profissional que ainda dará os primeiros passos na nova carreira e também com a realidade financeira atual do clube.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

DNA é ofensivo, mas São Paulo ainda precisa encontrar o caminho do gol

Quatro minutos do segundo tempo. Sidclei avança como quer no lado esquerdo e cruza para Gedoz. O meia cabeceia no gol, Sidão não segura e Douglas Coutinho empurra para as redes. O São Paulo venceu a partida mas qual torcedor das arquibancadas do Pacaembú ou sofás do Brasil não pensou no pior durante os intermináveis dez minutos que separaram o gol do Atlético Paranaense do empate?

 

O Tricolor trabalhou em cima do Atlético Paranaense o primeiro tempo inteiro mas, assim como em outros jogos, não conseguiu o avanço vertical para os chutes a gol. O time venceu com méritos neste sábado, mas só encontrou o gol de Weverson nas poucas falhas da defesa paranaense, sobretudo nas saídas de bola.  O contra-ataque, a bela jornada de Cueva e a preciosa contribuição dos raros espaços deixados pelo adversário definiram o placar.

 

O trabalho de Dorival Junior tem por natureza a ofensividade. O técnico costuma exigir dos seus comandados um número de passes e finalizações que sempre creditam ao time o status de ‘proponente’, isso é, que propõe o jogo. Foi assim com o Santos, por exemplo. A construção do DNA santista em sua passagem pela Vila Belmiro aconteceu através das exigências diárias de performance. Jogo a jogo, Dorival exigia ‘X’ números de troca de passes e finalizações de seus comandados. Não é um trabalho da noite para o dia e no caso do Santos aconteceu com Neymar, Renato, Elano, Ganso e muito treino. Hoje até dá para enxergar o estilo de Dorival aplicado no atual Tricolor mas o time ainda não conseguiu o principal fundamento daquilo que pede o seu treinador: as finalizações.

 

Não adianta ter todos os atributos de uma equipe que propõe o jogo sem chutes a gol. Neste momento o principal desafio de Dorival Junior é implementar no São Paulo o que conseguiu fazer no Santos e fracassou em outros clubes: um time ofensivo e eficiente. Para isso é preciso ter tempo, boas peças e tranquilidade para trabalhar.

 

Torço muito para que ele chegue lá. São Paulo acima de tudo.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 2×1 Atlético PR

Que noite passou o torcedor são-paulino no Pacaembú! O São Paulo se redimiu da derrota em Minas Gerais com uma atuação repleta de energia e disposição na sua ‘nova casa’. De virada, a equipe venceu o Atlético Paranaense e melhorou a sua delicada condição na tabela do Brasileirão.

 

Com tem sido a tônica, foi mais um jogo muito complicado para o complicado time de Dorival Junior. O primeiro tempo foi de domínio Tricolor, porém sem profundidade, sem verticalidade, sem arremates ao goleiro do bem montado time paranaense. Na segunda etapa o susto inicial: na primeira investida, o CAP marcou seu tento em falha coletiva. Sidão protagonizou o maior erro ao espalmar a bola ‘com açúcar’ nos pés do atacante adversário.

 

Desespero? Sim! Garanto que nenhum torcedor não pensou o pior naquele momento. Mas houve apoio, incentivo e fé, muita fé. Dorival ainda que tardiamente mexeu na estrutura do meio e deu mais mobilidade ao time. Também foi a vez de Cueva aparecer. Quando quer jogo, o meia peruano é um monstro. Foi ele que serviu Pratto e Maicosuel nos gols que deram os pontos preciosos ao Tricolor.

 

Foi uma noite de gala no Pacaembú. Não tanto pelo jogo mas sim pela rica atmosfera entre torcida e time. Nada a ver com os diretores ou a comissão técnica, o sentimento foi de alinhamento total da arquibancada com os atletas em campo. Era aquela partida típica de se ouvir vaias e o que se viu foi muito orgulho na saída do estádio. Quem levou filho pequeno não se arrependeu.

 

O único porém é que teremos essa ‘emoção’ até o último jogo. Com vitórias, derrotas e empates e aí, meu amigo torcedor, ou se tem sangue frio ou não. Vai ter jogo com domínio do adversário, jogo com superação do nosso time… no futebol tudo pode acontecer, mas com esse espírito de luta dá para escapar sim. Neste sábado o São Paulo mereceu o resultado: dominou, não se abateu na dificuldade e jogou com o coração. Será assim até o final.

 

Nota dos personagens da partida:

Sidão Pouco trabalho mas falhou no gol do CAP. Nota: 4,5

Militão Cobriu bem o lado direito até sair dom dores. Nota: 6,0

Arboleda Deu mais equilíbrio a zaga Tricolor. Nota: 7,0

Rodrigo Caio Cresceu com o companheiro. Seguro. Nota: 7,0

Junior Tavares Boa partida, com vontade e boa marcação. Nota: 6,0

Petros Mais uma bela partida. Contratação do ano. Nota: 7,0

Hernanes Mais recuado, deu bom toque de bola no meio.  Nota: 6,0

Cueva Quando quer jogo é um monstro. Decisivo. Nota: DEZ!

Lucas Fernandes Apagado, não anda respondendo a titularidade. Nota: 4,5

Marcos Guilherme Apareceu mais, mas falta infiltração. Nota: 5,0

Pratto Desencantou com um gol improvável, quase sem ângulo. Nota: 9,5

Araruna Entrou no lugar de Militão para recompor a direita. Nota: 6,0

Maicosuel Faltava ele. Gol precioso, essencial e consagrador. Nota: DEZ!

Jucilei Entrou no final para fechar o meio. Sem nota.

 

Dorival Junior Desta vez merece boa parte dos créditos da vitória. A equipe dominou o primeiro tempo e, mesmo com o gol adversário, teve calma para virar a partida com a ajuda do torcedor. Substituições corretas, ainda que Maicosuel entrou tardiamente (poderia ter entrado no intervalo). Nota: 8,5

 

Leia outras notícias do blog São Paulo Sempre aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.