Search Results For : Opinião

Independente pede treino aberto pré-clássico e promete público recorde

A Torcida Independente, principal organizada do São Paulo, iniciou uma campanha em suas redes sociais solicitando que a diretoria do clube mudem um dos treinos do elenco para o Morumbi e liberem os portões para o apoio do torcedor.

 

Com a hashtag #LIBEREOTREINO e pedindo para os seguidores incluirem os perfis dos diretores Raí e Ricardo Rocha, a Independente prometeu bater o recorde de presença de torcedores em um treino aberto. Em caso de não liberação de um treino aberto no seu estádio, os torcedores organizados farão uma manifestação de apoio ‘fechando’ a Avenida Marquês de São Vicente, rua da entrada do CT da Barra Funda.

 

Este é um momento propício para uma manifestação de força do torcedor para os jogadores. O clássico na Vila será um jogo muito difícil e qualquer apoio é importante neste momento. Se não atrapalhar agressivamente a programação da comissão técnica como eu acho que não atrapalha, o treino aberto só aumentará a confiança dos atletas e tornaria a ligação torcida/elenco ainda mais forte do que já está.

 

O momento é de apoio, união e força.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Alô matemáticos: meu time só precisou ter 1% de chance para ser campeão!

A semana começou com mais uma daquelas notícias de probabilidades matemáticas para o Campeonato Brasileiro. Com base no site Chance de Gol, o Portal UOL divulgou o Internacional com a probabilidade de 50,9% de ser campeão do torneio de regularidade brasileiro.

 

Isso mesmo, o Inter, que está na liderança por diferença de apenas um gol, tem segundo a matemática mais chances de título que todos os outros juntos. Já o Tricolor, vice-colocado até então, ostenta 18,2% de título. O próprio Palmeiras, segundo o portal, tem mais chances de vencer que o São Paulo. Segundo os números, hoje porco ostenta 25,3% de chances, ainda que com 3 pontos a menos que os dois líderes.

 

Nunca fui bom de matemática, confesso. Porém, mesmo com minha parcial ignorância com os números, não entendo como isso pode ser levado a sério no futebol. Só para citar um exemplo, o São Paulo no meio do Campeonato Brasileiro de 2008 ostentava apenas 1% de chances de título. O que aconteceu no fim do campeonato a gente já sabe. Os matemáticos? Ah, eles incrivelmente desapareceram na comemoração do título no estádio do Gama, em Brasília.

 

A matéria está lá para ser pregada no vestiário do Tricolor, em para todos os jogadores verem. É até bom que tenhamos agora tão poucas chances de título, segundo a matemática, o zodíaco, os búzios e o escambau a quatro. O importante é seguir no pelotão de frente até a reta final. Aí sim veremos quem tem mais café no bule. Ou, neste caso, números na conta.

 

Seguimos na luta!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Colocação na tabela e dificuldades estão no planejamento do São Paulo

O São Paulo iniciará a semana com intensos treinamentos visando o clássico de domingo diante do Santos, na Vila Belmiro. Os comandados de Diego Aguirre atualmente dividem a ponta da tabela do Brasileirão com o Internacional, perdendo a liderança pelo saldo de um gol.

 

Talvez o torcedor não saiba mas a colocação atual e principalmente as dificuldades encontradas diante dos rivais que lutam em cima e embaixo da tabela foram previstas pelo departamento de futebol, comissão técnica e elenco. Conversando informalmente com um atleta do elenco Tricolor no início do Brasileirão, foi dito a mim que o grupo previa alcançar a ponta no meio da competição e espera estar no mínimo entre os três primeiros até o ‘sprint final’, isso é, até os dez últimos compromissos da competição.

 

Sem dúvida este é um dos campeonatos mais equilibrados dos últimos anos. Com um elenco bem planejado, que inclui medalhões motivados e jovens dedicados, o São Paulo concorre com outras equipes muito bem montadas e outras já conhecidas pela maior força econômica no momento. O Internacional, espelho do Tricolor até no estilo de jogo, saiu do limbo da série B e também vive um grande momento junto a sua torcida. O Palmeiras, mesmo dividido entre três torneios, tem elenco e técnico bons o suficiente para triunfar, o Grêmio faz algum tempo que apresenta futebol vistoso e muito competitivo e o Flamengo, mesmo com a perda do status de líder, possui atletas que podem resolver jogo a jogo durante a competição.

 

O fato é que o campeão deste ano se revelará nos pequenos detalhes. No nosso caso, acredito que o nosso estádio e a força da nossa torcida manterão o time entre os três primeiros até novembro, com pequena vantagem para cima ou baixo. O que determinará o campeão dependerá das circunstâncias de cada time e seus principais jogadores na reta final.

 

Prepare o seu coração porque esse final de ano prometerá muitas emoções!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 1×0 Bahia

O jogo foi bem tenso, mas o resultado deixou o São Paulo em boa posição em uma rodada difícil para muitos dos postulantes ao título do Campeonato Brasileiro. A equipe dá mais um importante passo na competição e ganha moral na preparação para o clássico do final de semana contra o Santos, na Vila.

 

“Tínhamos que ter ganho” – Aguirre definiu o que tinha que ser o jogo em apenas uma frase, em sua coletiva. De fato para o São Paulo o importante era ter vencido em casa, após um empate diante do Flu no Morumbi e uma ‘injusta’ derrota em Minas Gerais, quando amassou por completo o Atlético Mineiro. E a equipe venceu de forma magra, suada e justa, mesmo com o Bahia se apresentando melhor na primeira etapa. No segundo tempo o time entrou mais ligado e decidido a vencer. Aguirre mudou minutos antes de Diego Souza marcar após assistência de Nene. Os dois medalhões tinham que decidir o jogo de qualquer maneira. E decidiram.

 

Diego, aliás, foi o protagonista do espetáculo no Cícero Pompeu de Toledo. O jogador amarrou o Bahia em escanteios e laterais curtos na área do adversário e protagonizou algo ‘surreal’, pelo menos para mim: avisou o árbitro do sangramento de Bruno Alves. Enquanto Bruno era atendido, o próprio ficou na defesa ajudando a equipe, com Hudson já deslocado na direita.

 

Enfim, missão cumprida no cheio e empolgado Morumbi. Mais de 43 mil apaixonados deixaram o feriado um pouco de lado para seguir na luta com o Tricolor mais querido do planeta. Acredito que o período de instabilidade passará com o retorno de Everton, um jogador que melhora o time como um todo e vale o quanto custou. Ter ficado sem ele por tanto tempo nos custou alguns pontos, com ou sem as atrapalhadas dos árbitros. Deve voltar no clássico, assim como Bruno Peres.

 

Seguimos pés no chão, lutando e reconstruindo nossa história de competitividade.

 

Nota dos personagens da partida:

Sidão – Uma boa intervenção e um erro de saída esquisito. Nota: 5,5
Regis – Muito voluntarioso. Saiu na segunda etapa. Nota: 6,0
Anderson Martins – Algumas viradas de bola tortas. Nota: 6,0
Bruno Alves – Seguro e competente. Nota: 7,0
Edimar – Competente na sua função defensiva. Nota: 6,0
Jucilei – Um dos melhores no meio-campo. Nota: 7,0
Hudson – Desempenhou duas funções. Nota: 6,0
Nene – Termômetro do jogo. Bela assistência. Nota: 7,0
Rojas – Aguerrido e voluntarioso. Nota: 6,5
Everton Felipe – Não esteve na sintonia do time. Nota: 5,0
Diego Souza – O protagonista da partida. Bela atuação. Nota: DEZ!

Liziero – Novamente melhorou o São Paulo. Nota 6,5
Tréllez – Raça pura. Com ele não tem bola perdida Nota: 6,5

Diego Aguirre – Primeiro tempo fraco. O São Paulo foi bastante envolvido pelo adversário. Na segunda etapa a situação mudou. O Tricolor mostrou quem manda no Morumbi e construiu a vitória, ainda que com uma dose de sofrimento além da conta. Nota: 7,5

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Raí e Lugano deviam cobrar o uso do árbitro de vídeo do Leco

ATENÇÃO O texto reproduzido abaixo é de autoria do jornalista Rodrigo Bueno, do canal FOX. O Blog São Paulo Sempre está 100% de acordo com o seu conteúdo e opinião. Leia abaixo:

 

Raí e Lugano, hoje dirigentes que fazem um trabalho muito bom no São Paulo, estão revoltados com a arbitragem do Brasileiro. Protestaram com veemência após os tropeços contra o Fluminense e o Atlético-MG que custaram a liderança do campeonato. Lugano escreveu que “é difícil competir” com arbitragens ruins como as dessas duas partidas (os são-paulinos reclamam da expulsão rigorosa diante do Fluminense no Morumbi e do pênalti do zagueiro Leonardo Silva, do Galo, no Independência). Acontece que o São Paulo foi um dos clubes que não aprovaram o VAR neste ano. O presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, não estava na reunião dos clubes no momento em que foi votada a instauração do árbitro de vídeo no Brasileiro. Depois, o dirigente maior do São Paulo admitiu que votaria contra o VAR no campeonato deste ano.

 

Com o árbitro de vídeo, talvez Anderson Daronco tivesse marcado pênalti para o São Paulo diante do Atlético-MG, talvez Dewson Freitas da Silva não teria mostrado cartão vermelho para Diego Souza, talvez Marcelo de Lima Henrique teria anulado o gol com uso da mão do corintiano Jonathas (por um gol de saldo a mais o Inter é líder), talvez Paulo Roberto Alves não teria expulsado Araruna no Maracanã contra o Flamengo, talvez o São Paulo estivesse com uma boa folga na ponta da tabela agora.

 

Curiosamente, o São Paulo disputa o título do Brasileiro com quatro times que votaram favoravelmente ao uso do árbitro de vídeo neste ano: Internacional, Palmeiras, Flamengo e Grêmio. A desculpa de alguns clubes de não ter dinheiro para bancar o VAR não cola no São Paulo. O time do Morumbi não está mais em grave crise financeira, segundo o presidente Leco, que aliás estava sumido até a semana que antecedeu o jogo contra o Fluminense. Apareceu depois de muito tempo dando entrevistas (talvez para surfar na boa fase do time em campo) e para cutucar os rivais Corinthians e Santos pelas eliminações de ambos na Libertadores.

 

Os são-paulinos, como Raí e Lugano, têm o direito de reclamar da arbitragem como todos, mas não podem se esquecer de que o clube do Morumbi não apoiou o árbitro de vídeo neste ano, diferentemente de seus maiores concorrentes. Isso faz uma significativa diferença. A CBF, que elegeu um jovem presidente são-paulino, deveria bancar o árbitro de vídeo no Brasileiro ou, melhor ainda, deixar os clubes organizar uma liga nacional independente. De um jeito ou de outro, o VAR se faz necessário para ontem. Até para reduzir bastante o mimimi com a arbitragem.

 

Veja o texto original aqui: http://bit.ly/2NlQbNv

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.