Search Results For : Opinião

Às vésperas dos shows do U2, imagem do estádio do Morumbi é desoladora!

Estive no Cícero Pompeu de Toledo nesta sexta-feira, 13 de outubro. O estádio vem sendo preparado para receber os shows do U2 e Bruno Mars, que obrigarão o clube a mandar seus próximos cinco jogos no Pacaembú. A imagem do Morumbi pré-shows é desoladora.

 

Como se pode ver na foto, tirada do Restaurante Amani (que fica atrás do gol do portão principal) pode se ver o campo sem a totalidade do seu gramado e muitas cadeiras danificadas na arquibancada laranja. O clima de reforma e adequação aos eventos dão um ar dramático ao estádio. Como fui assistir Blade Runner 2017 no feriado, a comparação ficou inevitável: o Morumbi está parecendo o fim do mundo!

 

O São Paulo aproveitará os shows, acertados no final do ano passado, para reformar as cadeiras de todas as arquibancadas. Os vestiários e banheiros de todos os setores do estádio também sofrerão reforma, em parceria com marcas como a Deca, porém essas reformas devem acontecer após o fim da temporada.

 

O Tricolor encerrará sua participação no Campeonato Brasileiro em casa, diante do Bahia. Dependendo do andamento do campeonato, este poderá ser o jogo mais importante do ano para paulistas e baianos.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO Atlético MG 1×0 São Paulo

Resultado justo em Belo Horizonte. Tão justo que não deu nem para reclamar do Heber Roberto Lopes. Com um gol de pênalti, o Atlético MG fez o seu dever de mandante, estancou o bom momento Tricolor e se alivia na tabela do Campeonato Brasileiro. A equipe mineira, ameaçada pela degola, agora está a dois pontos do G7.

 

O jogo teve dois momentos táticos: antes do gol e depois do gol. Até o tento de Fábio Santos, no começo da segunda etapa, a partida era amplamente dominada pelo Galo. Os atleticanos até mereciam sorte melhor no primeiro tempo, com Sidão protagonizando defesas difíceis diante dos leves Robinho, Casares e Valdívia.

 

Depois do gol o Galo recuou e deu a bola para o São Paulo jogar, algo que não tinha permitido até aquele momento. Dorival mexeu na equipe e foi em busca do empate. Vitor até fez duas boas defesas, garantindo os três pontos mas no conjunto da obra o Atlético foi mais perigoso que o Tricolor, mesmo atrás da linha da bola. O motivo? O meio criativo atleticano é melhor que o meio criativo são-paulino, ainda mais sem Cueva. Simples assim. Ah, Arboleda não é um Darío Pereyra mas também fez muita falta hoje. Que pênalti infantil fez o Bruno Alves!

 

Deixando a emoção um pouco de lado, foi um resultado previsível dentro da tabela estimada de resultados, mas a sensação é que o time podia ter feito mais dentro de campo. O Tricolor voltará a jogar no próximo sábado diante do Atlético PR, no Pacaembú. A vitória é essencial, bem como a presença do torcedor do Maior do Mundo. Este sim, não abandona nunca!

 

Nota dos personagens da partida:

Sidão Boas defesas. Sem culpa alguma no resultado. Nota: 8,0

Militão Promissor, mas teve trabalho com o lado esquerdo atleticano. Nota: 5,0

Bruno Alves Pênalti infantil, comprometendo muito a atuação. Nota: 3,0

Rodrigo Caio Dentro das cirsunstâncias, boa partida. Nota: 5,5

Junior Tavares Teve muita chance no seu lado, mas errou muito. Nota: 4,5

Petros O melhor Tricolor na linha. Nota: 6,0

Hernanes Partida abaixo do que costuma render.  Nota: 4,5

Gomez É esforçado mas erra muito. Totalmente descalibrado. Nota: 4,0

Lucas Fernandes Outro dedicado, mas apagadíssimo em campo. Nota: 4,0

Marcos Guilherme Não apareceu para o jogo em BH. Nota: 4,0

Pratto Duas chances e pouca participação. Nota: 4,5

Shaylon Algumas boas cobranças de bola parada e boa movimentação. Nota: 5,5

Maicosuel Muita correria, pouco tempo, pouca eficiência. Sem nota.

Jucilei Pouca participação. Sem nota.

 

Dorival Junior Equipe acuada na primeira etapa, só se soltando após o recuo do mandante. Partida fraca do São Paulo na note desta quarta, porém extremamente difícil, ainda mais sem Cueva, Arboleda e com um banco de qualidade duvidosa para um clube tão grande. Nota: 4,5

 

Leia outras notícias do blog São Paulo Sempre aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Não é hora de falar de Kaká, mas…

Kaká não renovará contrato com o Orlando City. Depois de três temporadas, o meia informou via coletiva de imprensa que não permanecerá em Orlando e aproveitou para agradecer todas as partes pelo apoio e convivência.

 

Das duas uma: ou Kaká em breve anuncia sua aposentadoria do futebol ou deverá se despedir do esporte bretão no São Paulo Futebol Clube. Recentemente o jogador cogitou o clube de coração em entrevista a TV Globo, aumentando a especulação. O clube ainda não toca no assunto por logicamente ser um jogador pertencente a outra agremiação. Além disso, o São Paulo teve sérios problemas com o Orlando City na época do empréstimo de Kaká por seis meses: o clube americano alegou não cumprimento do contrato que previa pagamento de parte da renda do jogo de estréia do camisa oito e acionou o Tricolor na justiça. O caso está em julgamento.

 

Além de todo o problema Orlando/São Paulo, estabelecido na gestão Aidar, há outro agravante. Não é hora do São Paulo falar publicamente sobre planejamento quando o clube ainda corre risco de rebaixamento mas o assunto é inevitável: Kaká foi o melhor jogador do mudo, nasceu no São Paulo e é torcedor do clube.

 

Por enquanto não há nenhuma oferta e o São Paulo tem obrigação de ficar de bico calado mas, por estar fora do Orlando e por recentemente cogitar o retorno ao clube, Kaká obrigatoriamente aparecerá nas manchetes e discussões dos programas esportivos nos próximos dias. Falar, o Tricolor não falará mas certamente já planeja o ano de 2018, com todas as variáveis em pauta.

 

Minha opinião? Pode vir!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Por incompetência, São Paulo e Atlético hoje brigam para não cair!

Não faltará tensão e emoção no jogo entre Atlético Mineiro e São Paulo no estádio Independência, em Belo Horizonte. Porém, ao invés de estarem brigando na parte de cima da tabela ou até mesmo pelo título do Campeonato Brasileiro, os dois clubes lutam neste momento pela pura sobrevivência na série A do torneio.

 

Recheados de estrelas como Fred, Pratto, Robinho e Hernanes, os dois clubes protagonistas de uma das melhores disputas mata-mata na Libertadores de 2016 hoje sofrem com o mau planejamento dos seus gestores. No caso do São Paulo, a dívida monstruosa e de curto prazo, as eleições realizadas em abril, a mudança de técnico após eliminações consecutivas e a mudança de ‘meio elenco’ em plena temporada são os principais fatores para a atual situação. O Galo, que trocou de técnico duas vezes no ano, também é vítima de séria confusão administrativa. É muito gasto para pouco retorno.

 

Dentro de campo, a expectativa é de um bom jogo. O São Paulo não terá Cueva e Arboleda mas o Atlético não contará com Elias, um de seus principais articuladores de jogadas. É preciso ter muito cuidado com o trio Robinho/Casares/Valdívia mas também vale explorar bem a dupla de volantes Roger Bernardo e Adílson, responsáveis pela saída de bola e proteção da zaga. É o ‘mapa da mina’.

 

É claro que a vitória seria o ideal mas se o Tricolor voltar de Minas Gerais com ao menos um ponto na bagagem, provavelmente não decepcionará seus aficionados. Seria o quinto jogo com pontos somados pelo Tricolor, algo fundamental para estabilizar o clube na árdua luta contra a degola.

 

Meu palpite: 2×1 para o São Paulo. E o seu?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Vale insistir com Jonatan Gomez?

Sem segredos na escalação do São Paulo para o jogo desta quarta-feira: Jonatan Gomez foi confirmado por Dorival Junior como o substituto de Cueva e será titular na partida diante do Atlético Mineiro, no Independência.

 

O argentino disputou posição com Jucilei, Shaylon, Maicosuel e Thomaz e foi escolhido por se encaixar melhor com a função do camisa dez peruano, segundo o pensamento do técnico. Os chutes de longa distância e a aplicação na marcação renderam a Gomez mais uma chance de mostrar o bom futebol que o fez trocar o colombiano Santa Fe pelo Tricolor. De acordo com Dorival, Jonathan terá liberdade de atacar, tanto pelo meio como pelos lados do campo. “Espero que aproveite bem a oportunidade” – disse o técnico, em entrevista coletiva.

 

É verdade que o argentino está devendo bola para o torcedor, que anda desconfiado de suas qualidades depois de assistir a fraca apresentação diante do Vitória, em Salvador. Jonatan participou de todo o primeiro tempo e errou quase todos os fundamentos contra os baianos. Sua saída, e consequentemente a entrada de Cueva, foi fator decisivo para a vitória Tricolor na ocasião.

 

Apesar da fraca apresentação na Bahia, ainda acho que vale a tentativa: Gomez foi muito bem em sua passagem pela Colômbia e a adaptação ao futebol brasileiro pode estar demorado um pouco mais que o previsto.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.