Search Results For : Temporada 2019

Cuca sabe jogar o Brasileirão e terá 100% de apoio até o fim do ano!

O São Paulo começou bem a dura caminhada do Campeonato Brasileiro 2019. A vitória sobre o Botafogo no Morumbi era obrigatória em todas as ‘pré-tabelas’ de torcedores mas mostrou algo além do resultado positivo: mostrou o time já com traços do seu técnico.

 

Não vimos um São Paulo envolvente, muito menos dominante. O time teve apenas 30% de posse de bola mas soube o que fazer com ela e não foi ameaçado gravemente em nenhum minuto pelo adversário. Ainda está longe de ser o ideal, mas este é o jeito Cuca de atuar.

 

O técnico, aliás, sabe jogar a competição de regularidade mais importante do Brasil. Cuca não é só o time dentro de campo: ele entende a tabela, prevê sequências e sabe quando e como motivar seus jogadores. Na estreia, segundo o UOL, ele colocou imagens da decisão do Paulistão, com exemplos claros de dedicação como a do zagueiro Bruno Alves, eleito o melhor da competição na posição. O intuito foi motivar os jogadores após a derrota em Itaquera. De certa forma isso contribuiu no último domingo. Esse é apenas um exemplo do modo Cuca de trabalhar.

 

Para mim está claro que nestes últimos anos o gargalo Tricolor é a falta de convicção num modelo de jogo e, consequentemente, em um técnico com ‘costas largas’ para a função. A diretoria se especializou em errar em algo que é vital num clube vencedor: respaldar seu comandante. Desde Muricy e seu pragmatismo vencedor (quem não gosta que vá ao Theatro Municipal), nenhum técnico durou o tempo desejado no Tricolor. Passaram ídolos incontestes, especialistas em Libertadores, professores da bola… nenhum ficou de pé para contar alguma história vencedora.

 

Finalmente em 2019 temos um técnico de ponta e currículo. Gostem ou não, Cuca hoje é o cara que mais se aproxima do DNA são-paulino de vitórias e foi o técnico-embrião dos esquadrões vencedores de tudo em 2005. É o cara certo na hora mais que certa. Por isso, e pelo ajuste necessário a um mínimo de planejamento, a ordem do blog será clara: apoio total ao técnico até o final do ano, custe o que custar. Tropeços acontecerão e fases ruins provavelmente também. Porém, uma filosofia tem que ser implementada e, principalmente, seguida.

 

Conquistar o Brasileirão e/ou a Copa do Brasil é tarefa muito, muito difícil não só para o São Paulo como para qualquer equipe mas há esperança de um boa temporada após o tumultuado início de ano. Além de um bom técnico, vislumbramos um bom time com os novos reforços, os ótimos jovens da base, possibilidades no banco e atletas mais rodados, mas que se dedicam em seu trabalho.

 

É jogo a jogo. Vamos, São Paulo!

 

*PS – o apoio ao técnico não o isenta de críticas pontuais ao longo do trabalho.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 2×0 Botafogo

Estreia com o pé direito no Morumbi. Em sua primeira partida no Campeonato Brasileiro de 2019, o São Paulo cumpriu o dever de mandante e venceu o Botafogo. Os gols foram anotados por Everton (primeiro tempo) e Hudson (segunda etapa).

 

A partida foi uma agradável disputa entre dois estilos. O Botafogo ficou com a bola durante quase todo o tempo e se mostrou uma equipe bem organizada taticamente. Faltou ao alvinegro qualidade individual para fazer valer o suposto domínio. Sim, suposto. Quem não conhece (ou não se lembra), o São Paulo fez uma partida com a cara de Cuca, seu treinador: veloz, vertical e incisivo nas poucas vezes que teve a pelota nos pés. Bom? Ruim? É o estilo de jogo do treinador e que em 2004 nos levou a um projeto de equipe que futuramente ganharia a Libertadores e o Mundial.

 

Gostei das estreias, principalmente de Tchê Tchê. O volante teve ótima regularidade em todo o jogo, chegou na área adversária (quase fez um gol após lance de Pato na esquerda) e iniciou as duas jogadas dos gols do Tricolor. Pato, apesar de não se destacar, mostrou em cada toque ou arrancada o talento que o torna diferenciado, principalmente no futebol Brasileiro.

 

Apesar da boa vitória, era um resultado esperado (e obrigatório) em 100 em cada 100 torcedores do São Paulo. Mesmo com a obrigação de fazer o resultado em casa, o mais importante do jogo foi que, independente das atuações, um horizonte se abriu: temos perspectiva de um bom time, um bom técnico e opções interessantes no banco. Vale dizer que a torcida foi excepcional no apoio, mesmo depois do resultado decepcionante na final do Paulista. Valeu a participação de todos!

 

Tiago Volpi – Não teve problemas com o ataque do Botafogo. Nota: 6,5
Igor Vinicius – Boa partida e bons desarmes. Nota: 6,5
Bruno Alves – Fez o jogo discreto e eficiente de sempre. Nota: 6,5
Arboleda – Também discreto mas seguro no seu setor. Nota: 6,5
Reinaldo – A defesa toda foi a mesma nota. Nota: 6,5
Hudson – Foi bem no meio-campo e marcou um importante gol. Nota: 8,0
Tchê Tchê – Acelerou o jogo com inteligência e participou dos gols. Nota: 8,5
Igor Gomes – Sem aquele brilho mas também sem comprometer. Nota: 6,0
Pato – Vontade, boas jogadas mas abaixo do que pode fazer. Nota: 6,0
Everton – Importante gol que serve para retomar a confiança. Nota: 7,0
Antony – Importante função no time. O cara da velocidade. Nota: 7,0

 

Hernanes – Entrou ligado. Nota: 6,5
Toró – Bela estreia, quase um golaço na primeira jogada. Nota: 8,0
Vitor Bueno – Pouco tempo em campo. Sem nota.

 

Cuca – Montou o São Paulo ao seu estilo: rápido, incisivo e vertical. Jogou para ganhar, mas com inteligência e dosagens de fôlego. O adversário valorizou a vitória. Mexeu bem. Nota: 7,5

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Everton recuperado e Hudson no meio-campo: veja provável escalação:

O São Paulo realizou nesta sexta o último treino antes da estreia no Brasileirão, no Morumbi. Cuca promoveu um rachão e sinalizou mudanças na equipe que pegará o Botafogo às 16h.

 

Sem Luan e Liziero, Hudson deve aparecer no meio-campo, com Igor Vinicius jogando de lateral direito. Outro que deve aparecer no time titular é Everton, aparentemente recuperado da lesão que o tirou do segundo tempo da final do Paulista. Mesmo bastante criticado, Reinaldo deve permanecer na lateral esquerda. Pato e Tchê Tchê estreiam com a camisa Tricolor.

 

A provável escalação do São Paulo, segundo o Globoesporte.com é a seguinte: Tiago Volpi, Igor Vinícius, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Tchê Tchê e Igor Gomes; Antony, Everton e Alexandre Pato.

 

Pela última movimentação no CT, Hernanes permanece fora do time titular, entrando no segundo tempo. O mesmo caso parece ser o de Vitor Bueno. Contratado junto ao Dínamo, o meia ainda não reúne condições plenas de jogo.

 

É fundamental começar com o pé direito o torneio nacional de regularidade, ainda mais jogando em casa e diante da torcida. A expectativa é de um público mediano no Morumbi, na casa de 20 a 25 mil torcedores.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Confira a situação dos atacantes do São Paulo para o Brasileirão 2019

O São Paulo estreia no Campeonato Brasileiro neste sábado às 16h no Morumbi. A equipe dirigida por Cuca enfrentará o Botafogo e a previsão de todos é de uma boa largada no torneio nacional.

 

O ataque Tricolor foi um dos setores mais criticados no início da temporada. Nos mata-matas do estadual, apenas quatro gols anotados em seis partidas, isso sem contar o desempenho pífio na Libertadores onde o clube foi eliminado pelo Talleres (ARG) sem ter marcado nenhum gol sequer na competição. Hoje ele conta com um importante reforço e uma volta. Vamos analisar:

 

Alexandre Pato – Sem dúvida a grande esperança de gols neste elenco. Contratado após rescisão na China, o atacante manteve a boa média de gols desde que saiu do Tricolor e, mesmo após sair do clube em 2015, não foi superado em média de gols por nenhum outro atacante no Tricolor até hoje.

 

Pablo – Contratado a peso de ouro no final do ano passado, o atacante ainda não deslanchou no clube. Estrela do Athletico campeão da Sul-Americana em 2018, Pablo começou bem sua trajetória no Morumbi mas uma contusão na panturrilha, aliada a uma fissura lombar o impediu de atuar nas fases decisivas do estadual. Ausência sentida nos dois jogos da final do Paulista.

 

Antony – Garoto prodígio e estrela da base campeão na Copinha deste ano, é outra grande esperança de assistências e gols no ataque Tricolor. Sua personalidade e técnica foram essenciais para não sentir o peso da camisa desde que subiu para o profissional. Foi autor do solitário golaço das finais do Paulistão e conta com o apoio da torcida.

 

Everton – De início fulminante no ano passado a incógnita neste ano. Esse é o resumo da trajetória de Everton no Tricolor até então. Contratação de peso em 2018, o jogador convive com muitas lesões e neste ano ainda não disse a que veio.

 

Rojas – O bom atacante equatoriano foi uma ótima surpresa no ano passado mas uma lesão grave no joelho freou sua meteórica trajetória. Em recuperação, Rojas deve voltar aos gramados após a Copa América e, aos poucos, ficar à disposição de Cuca. Não dá para contar com ele 100% neste ano mas pode vir outra surpresa no segundo turno.

 

Everton Felipe – O atacante ex-Sport mostrou muita disposição nos jogos finais do Paulistão, ainda mais atuando fora de sua posição, mas não deverá ser titular com Cuca e todo o elenco do ataque à disposição. Pode ajudar o grupo entrando em um ou outro jogo.

 

Brenner, Helinho e Toró – Grande promessa, Brenner foi alçado ao profissional muito cedo devido ao seu fim de contrato e uma suposta pressão de seus agentes após atuações impactantes na base. Não estava preparado. É preciso ter paciência com ele. Helinho deveria jogar no meio, como armador que era na base antes de ir para os lados. Toró está no grupo de cima, pegando ritmo de treinos mais fortes que na época de base e pode ser útil em vários jogos.

 

Biro-Biro – Contratado com bom histórico em seu início de carreira no Flu e Ponte Preta, o ponta ainda não atuou sequer quinze minutos em campo, portanto nem decepção a gente pode falar que ele é. Precisa mostrar serviço urgente para não ser mais um Saavedra da vida.

 

Calazans (contratação iminente) – Talvez a única contratação do setor prevista para este primeiro semestre. O jogador está em fim de contrato e não deve ficar no Flu. Segundo a NetFlu, um dos sites mais influentes do clube carioca, as conversas com o Tricolor Paulista estão adiantadas. Viria para ser opção no grupo.

 

Carneiro – O atacante uruguaio, suspeito de ter consumido cocaína, pediu contra-prova nesta semana. Se condenado, ficará suspenso do futebol e pode ter o contrato rescindido com o Tricolor. Até agora não mostrou futebol para ser titular do clube.

 

Minha opinião: se mantiver Antony, se Pato e Pablo corresponderem a responsabilidade e se Everton fizer metade do que fez no primeiro semestre do ano passado o São Paulo terá um dos 5 melhores elencos de ataque do Brasileirão. Quem sabe um dos três melhores.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Torcedores comemoram saída de Edimar do São Paulo nas redes sociais

O lateral Edimar não é mais jogador do São Paulo.

 

O jogador, que tinha contrato até o final do ano com o clube, foi liberado sem custo algum e disputará a série B deste ano pelo clube formado entre a fusão da equipe Red Bull Brasil e o Bragantino. Deste modo, o São Paulo deixará de pagar os salários do jogador.

 

A saída foi bastante comemorada pela torcida do Tricolor nas redes sociais. Apesar do salário baixo, Edimar representava um perfil de jogador que o torcedor não quer mais no clube: o veterano, suplente e sem currículo representativo.

 

O São Paulo atualmente possui Reinaldo e Léo Pelé para a posição mas poderá ganhar mais um lateral: Junior Tavares, de 22 anos, terminará seu empréstimo junto a Fiorentina em 30 de junho e o clube italiano não deve exercer a opção de compra do jogador.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.