Search Results For : SPFC

São Paulo se beneficiará com iminente punição do Equador a Arboleda

O polêmico vídeo em uma boate em Nova York, depois da seleção equatoriana perder o amistoso para a Itália, no fim de março, deverá custar caro a Arboleda.

 

De acordo com o jornal argentino As, o zagueiro e o atacante Gonzalo Plata não serão mais convocados pela seleção equatoriana, pelo menos enquanto o treinador Félix Sanchez estiver no cargo.

 

Se não for convocado para a Copa América deste ano, Arboleda deverá “reforçar” o Tricolor no Campeonato Brasileiro, que não parará durante o torneio Sul-Americano. Indiretamente o São Paulo se beneficiará com a punição, caso ela seja mantida, em pelo menos dez partidas.

 

Com 32 anos, Arboleda jogaria sua quarta edição da Copa América.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

O São Paulo aceitaria o Felipão?

A informação veio do jornalista Fernando Camargo: Felipão, sem clube deste a saída do Atlético-MG, disse a pessoas próximas que ainda quer trabalhar neste ano e “toparia” treinar o São Paulo em caso de eventual demissão de Thiago Carpini do comando técnico do clube.

 

Carpini treinou normalmente o elenco nesta segunda-feira mas sabe que a pressão sobre o seu trabalho aumentou muito depois dos três últimos jogos. O Tricolor perdeu na estreia da Libertadores e Brasileiro e venceu o modesto Cobresal nos últimos minutos, diante de mais de 50 mil pessoas, no Morumbis.

 

A sequência do clube beira o desespero: Flamengo (fora), Atlético-GO (fora) Barcelona-EQU (fora) e o Choque-Rei diante do Palmeiras no retorno a São Paulo.

 

Fico a vontade para falar deste assunto pois fui o primeiro da imprensa a cogitar o nome de Felipão, quando este ainda estava no Atlético. O veterano treinador e o Galo estavam descontentes com o trabalho e rescindiram um dia depois de eu falar no SEMANA TRICOLOR, programa que vai ao ar todas as segundas-feiras.

 

Não seria o meu nome ideal mas dentro das possibilidades, tem experiência para fazer melhor que o atual treinador. Felipão é um técnico a moda antiga, com defeitos e teimosias, mas de campeonatos de tiro curto ele entende. Copeiro, tem resultados expressivos em Libertadores e Copas do Brasil. Ideal para um contrato curto, até o final da temporada e está acima de todo o elenco atual do São Paulo. Pulso firme e paizão.

 

Apesar da possibilidade, há muita divergência entre os diretores em torno do nome e, principalmente, o estilo de jogo. Entre são-paulinos também. O jornalista Arnaldo Ribeiro chegou a dizer que, se Felipão chegasse no Morumbi, era preciso vedar os olhos da estátua de Telê Santana na frente do estádio. Mas há pessoas convictas que o treinador levaria a equipe longe em competições mata-mata.

 

Eu dei minha opinião após a derrota para o Talleres: Carpini é um técnico demitido em atividade, assim como foi Ceni, Crespo e Diniz em outros anos no Tricolor. Porém, ainda não há consenso em torno de um novo nome. O experiente Felipão vai contra a lógica dos últimos treinadores, mas deu resultado em outros clubes.

 

Felipão toparia o São Paulo, mas o São Paulo aceitaria Felipão?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

James vira dúvida contra o Flamengo e Galoppo fica de sobreaviso

O meia James Rodríguez não deverá enfrentar o Flamengo na noite desta quarta-feira, no Maracanã.

 

O jogador sentiu um incômodo muscular no reino desta segunda-feira e passará por um exame de imagem para saber a gravidade da situação.

 

Caso seja constatada uma lesão, o colombiano será mais um desfalque na extensa lista de jogadores fora de combate do são Paulo em abril. Uma situação crônica, que incomoda diretor, jogador, comissão técnica e a torcida.

 

O São Paulo tem Galoppo como reserva imediato no centro de criação da equipe. O argentino jogou como titular no primeiro tempo da estreia do Brasileirão e teve atuação discreta.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 1×2 Fortaleza

Derrota doída na estreia do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Em pleno Morumbis e com mais de 35 mil torcedores mesmo em um sábado a noite, a equipe sucumbiu diante do Fortaleza e vê a pressão aumentar em cima do técnico Thiago Carpini.

 

Mantendo o sistema de três zagueiros, o São Paulo fez um bom primeiro tempo, agredindo o Fortaleza em seu campo e, principalmente não sofrendo na sua defesa. O adversário não teve uma chance sequer de gol. As chances do São Paulo foram criadas com Luciano, Alisson e Michel Araújo, pararam no goleiro João Ricardo, que incrivelmente vira goleiro de seleção quando vem ao Morumbis jogar contra o Tricolor.

 

Veio a segunda etapa e, acuado nos 45 primeiros minutos, Vojvoda mudou sua equipe e acertou o posicionamento no contra-ataque. O Fortaleza aproveitou as falhas defensivas que voltaram a acontecer no São Paulo durante toda a temporada e construiu uma larga vantagem no placar.

 

André Silva, que mais uma vez entrou com personalidade na segunda etapa, até descontou para o Tricolor num golaço mas a equipe não conseguiu o empate, mesmo pressionando bastante o organizado adversário nos minutos finais. Pablo Maia teve uma grande chance, mais uma vez defendida pelo melhor da noite, João Ricardo. William Gomes tambeem teve a sua chance, parada por quem? Vocês completam a frase.

 

Pelo que o São Paulo fez no primeiro tempo, o mais justo era um empate no Morumbis, mas o Fortaleza também mereceu os três pontos pela eficiência ofensiva e defensiva dos comandados de Carpini na segunda etapa. O São Paulo ainda peca nas conclusões e dá cansados sinais de fragilidade defensiva.

 

Agora o São Paulo iniciará uma dura sequência, que começa no Rio diante do Flamengo, depois em Goiânia contra o Atlético-GO, em Guayaquil contra o Barcelona pela Libertadores e finalmente um Choque-Rei de segunda-feira. Na minha visão, Carpini só ainda está no cargo por falta de opções de segurança ao Tricolor, como foi Dorival Júnior no ano passado, quando Ceni estava nesta mesma situação vivida pelo então jovem técnico.

 

Notas dos personagens da partida:

 

Rafael: sem culpa nos gols. Ademais, foi quase um expectador. Nota: 5,5

Ferraresi: foi presa fácil no primeiro gol do Fortaleza. Nota: 5,0

Arboleda: O “Mr. T” foi bem como central no sistema de três zagueiros. Nota: 6,0

Diego Costa: falha grave no segundo gol. É preciso rever a titularidade. Nota: 3,5

Igor Vinícius: ofensivo, bom primeiro tempo. Saiu na segunda etapa. Nota: 5,5

(Erick) Eu não tiraria Igor Vinícius, mas participou do gol do São Paulo. Nota: 5,0

Pablo Maia: Abaixo do seu normal mas teve uma grande chance no fim. Nota: 4,5

Alisson: muito participativo no primeiro tempo. Grande chance criada. Nota: 5,5

(Rodrigo Nestor) Sem nota.

Galoppo: titular, teve bons 10 minutos iniciais mas não se encontrou em campo. Nota: 4,0

(James) entrou no início da segunda etapa mas pouco acrescentou. Nota: 4,5

Michel Araújo: eu manteria no 3-5-2, apesar de algumas falhas. Nota: 5,0

(William Gomes) Agressivo, obrigou João Ricardo a uma boa defesa. Nota: 5,5

Luciano: um grande chute defendido por quem? João Ricardo. E só. Nota: 4,5

(André Silva) A boa notícia da noite. Cresce e pede passagem na equipe. Nota: 8,0

Calleri: brigou como de costume mas estava em uma noite apagada. Nota: 4,0

 

Thiago Carpini: manteve o 3-5-2 que parece ter se consolidado em meio a tanta falta de pontaria. As duas falhas defensivas (Ferraresi no primeiro gol e Diego Costa no segundo gol) resultaram na derrota. A equipe luta mas não é eficiente nas chances que tem. Vijvoda entendeu o jogo, mudou a equipe e volta para o ceará com a vitória. Nota: 4,0

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Carpini: mantenha o 3-5-2!

O São Paulo terá uma sequência difícil neste início de Campeonato Brasileiro.

 

A equipe estreia neste sábado (13) diante do Fortaleza, no Morumbis, depois vai ao Rio enfrentar o Flamengo na quarta (17), em seguida viaja para Goiânia onde enfrentará o Atlético-GO no dia 21, dá uma pausa no Brasileirão e vai a Guayaquil pegar o Barcelona pela Libertadores no dia 25 e finalmente volta do Equador para enfrentar o Palmeiras em casa no dia 29, numa segunda-feira de Choque-Rei.

 

É claro que Thiago Carpini não repetirá as escalações de um compromisso para o outro devido as viagens e lesões dos jogadores, mas se eu fosse o treinador, repetiria uma mesma formação para todas essas partidas: a com os três zagueiros, utilizada diante do Cobresal na última quarta, no Morumbis.

 

Mesmo ainda não treinada como se deveria pelo técnico, que teve dezoito dias para implementar o sistema, ela é ao meu ver a formação ideal para garantir um mínimo de segurança defensiva e liberar os alas ao ataque. Michel Araújo (e até Wellington) são mais ofensivos que defensivos, bem como Igor Vinícius e Moreira pelo lado direito e a saída de bola poderia ficar com Ferraresi, além dos volantes.

 

Repito: o 3-5-2 de quarta passada não estava ajustado, com Luciano muitas vezes voltando excessivamente para marcar e um zagueiro sobrando para tão pouco chileno para marcar. Mas desta vez os compromissos são mais difíceis e o sistema pode responder melhor que o tão propagado 4-2-3-1. Ainda mais sem Lucas, Rafinha, Rato e agora Ferreirinha.

 

Se o técnico não tiver mais nenhum problema de contusão, não há desculpa para não manter a formação mais segura e que melhor se adapta aos jogadores que tem. Libera as jogadas de lado, marca mais os atacantes adversários e equilibra o meio.

 

Carpini: mantenha o 3-5-2. A formação ideal para este momento.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

Para ver as camisas Tricolores na loja clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Whatsapp
Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.