Search Results For : História

Muito respeito com o ídolo Pintado!

A notícia do desligamento de Pintado da comissão técnica do elenco do São Paulo pegou muita gente de surpresa, principalmente o torcedor do Maior do Mundo. Carismático e vencedor, o auxiliar técnico recebeu convite para participar do processo de transição dos jogadores da base em Cotia.

 

A saída de Pintado é uma decisão natural dentro da grande mudança promovida no setor nos últimos dias. Com a chegada de Dorival e seu staff, faz parte do futebol a tentativa de chacoalhar o grupo com nova direção técnica, completamente diferente da comissão do primeiro semestre. O que não pode acontecer é a boataria de traição ou comentários infundados sobre mau-caratismo em relação ao profissional.

 

Sim, Pintado é um dos maiores ídolos ha história do São Paulo. Para quem não estava vivo na época de ouro de Telê Santana, pode parecer pouco, mas quem estava carregando o piano no meio-campo pelas estrelas Raí, Cerezo e Muller era ele. Pintado foi símbolo de um São Paulo aguerrido e merece ser tratado com muito respeito.

 

“Trairagem” não é palavra que pertence ao repertório de Pintado e ponto final.

 

Em entrevista ao blog do Jorge Nicola, Pintado disse que está absorvendo os acontecimentos e ainda está indeciso sobre aceitar ou não a nova (e indefinida) função. Acho que Cotia poderá fazer muito bem a ele e ao clube. Nada como um exemplo Tricolor para cuidar das promessas que podem vir a ser craques no futuro. Espero que ele aceite permanecer no clube e que a pessoa que iniciou a boataria venha a público provar tudo aquilo que espalhou.

 

Já não basta queimar milhares de jogadores e ex-profissionais que passaram com brilho pelo clube como Luiz Rosan, Turíbio Leite e Carlinhos Neves, agora também queimaremos nossos grandes ídolos?

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Rogério: o são-paulino não tem que te desculpar. Tem que te venerar. Obrigado!

“Desculpem me se falhei, mas o que me moveu nesse projeto, foram os riscos para conquistar a glória. Obrigado torcedor são-paulino, pelo carinho, respeito e apoio. Jamais esquecerei.” – Foi assim que Rogério Ceni se manifestou ao comentar sua saída do cargo de técnico do clube em seu Facebook Oficial.

 

O ídolo da terceira maior torcida do Brasil mostrou coragem nas palavras e se disse preparado para o cargo, comentando trechos de sua história marcados por dúvidas e opções: a vinda para São Paulo, o período no banco de reservas e o treino de faltas no clube. Todas essas etapas movidas por muito trabalho e perseverança.

 

E foi exatamente esse o legado que Ceni deixou ao torcedor são-paulino. Um indivíduo obstinado, trabalhador e vencedor. Seu sucesso como jogador foi um tapa na cara dos ‘haters’ rivais ou os próprios torcedores odiosos do seu clube. O técnico saiu mas o Mito permanece intocável na cabeça de quem é São Paulo.

 

Se não foi agora, não quer dizer que não será nunca mais. A própria história de Rogério Ceni indica isso. Rogério não começou famoso nem estourou para o futebol como Neymar ou Gabriel Jesus, só para citar exemplos recentes. Ficou famoso não pela sua beleza ou caráter, mas sim pelo trabalho, talento e perseverança.

 

Rogério. O são-paulino não tem que te desculpar. Tem que te venerar.

 

Sempre.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Números comprovam: campanha até agora é de candidato ao rebaixamento

Nação do Maior do Mundo;

 

Os números confirmam: a campanha do São Paulo até então é de clube rebaixado.

 

Com apenas 11 pontos conquistados em dez jogos, a equipe dirigida por Rogério Ceni possui 36,7% de aproveitamento e atualmente ocupa a 16a colocação, na beira a zona do rebaixamento. O clube só está na frente de Bahia, Vitória, Atlético GO e Avaí.

 

O ataque é o ‘grande responsável’ pela situação Tricolor no Brasileirão. Segundo o Footstats, o Tricolor é o primeiro colocado em finalizações erradas (93 em 132 finalizações), totalizando 29,5% de aproveitamento. Ainda segundo o Footstats, o time marcou um gol a cada 13,2 finalizações. Com dez gols, o São Paulo é o décimo quinto ataque do torneio.

 

É um desempenho pífio, se compararmos com os números ofensivos do início do ano. O time só não está na zona do rebaixamento ‘graças’ aos bons números defensivos. Apesar de criticada, a defesa tem apenas nove gols tomados, desempenho de G6.

 

Parafraseando o filme Tropa de Elite, o “inimigo” agora é outro: o sistema ofensivo.

 

Os dois próximos jogos serão ainda mais difíceis: o Tricolor enfrentará o Flamengo no Rio de Janeiro e em seguida jogará na Vila Belmiro, contra o Santos. Resta ao Tricolor contar com os reforços o mais rápido possível e fazer com que eles se encaixem no sistema de jogo atual. É fato que dia após dia o trabalho de Rogério Ceni é mais questionado. Como nosso técnico se baseia muito em números e estatísticas de jogo, é fato que ele também deve estar bem ciente do cenário atual descrito acima.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Deus abençoe quem invadiu o Morumbi na primeira maior glória do Tricolor!

Nação do Maior do Mundo;

 

Cícero Pompeu de Toledo, dezessete de junho de mil novescentos e noventa e dois.

Um trânsito que me obrigou a estacionar o carro quase na Ponte do Morumbi.

Um jogo nervoso, somente decidido na disputa de pênaltis.

Um mar branco que invadiu o gramado e emocionou os mais de cem mil torcedores.

Uma festa descontrolada por toda a Avenida Paulista.

O São Paulo no seu maior momento na história.

 

Deus abençoe Zetti, Alexandre, Cafu, Antônio Carlos, Ronaldão, Ivan, Adílson, Ronaldo Luís, Pintado, Raí, Suélio, Palhinha Elivélton, Catê, Muller, Macedo e Telê. Deus abençoe cada um dos torcedores que estiveram no gramado do Morumbi na “maior invasão” que um estádio viveu no mundo.

 

Deus abençoe o São Paulo Futebol Clube.
Vinte e cinco anos da primeira Libertadores da América.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Olha quem veio no CT nessa segunda…

Nação do Maior do Mundo;

 

Lucas Moura, atacante do PSG, esteve no CT Tricolor na manhã desta segunda-feira.

 

De férias, o atleta aproveitou para rever amigos e atualizar sua ‘são-paulinidade’, como fez Calleri no final da semana passada. Segundo o site oficial, Lucas acompanhou o trabalho de alguns atletas no REFFIS ainda almoçou com os funcionários e profissionais da comissão técnica.

 

Dizem as ‘boas línguas’ que alguns funcionários do CT cogitaram ‘trancar os portões’ para que o atacante não voltasse para Paris. Não é má ideia: Lucas se encaixaria fácil no esquema de Rogério Ceni, rs!

 

O jogador confirmou presença no Morumbi nesta próxima quinta-feira, para torcer pelo clube diante do Vitória. Se quiser dar uma canja e vestir a camisa para bater uma bolinha contra os baianos, tá valendo!

 

Veja fotos da visita de Lucas no site oficial.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.