Search Results For : Planejamento

Mudança na diretoria reforça status ‘manager’ de Rogério Ceni no futebol

Nação do Maior do Mundo;

 

Segundo post publicado no blog dia 21 de abril, Vinicius Pinotti, ex-diretor de marketing, deverá ser o novo diretor de futebol remunerado do Tricolor e trabalhar diretamente com Rogério Ceni, Alexandre Pássaro e o departamento de análise e estatística.

 

Sem experiência no cargo, um dos fatores decisivos pela escolha de Vinícius para o futebol foi a sua grande aproximação com Rogério Ceni. O novo diretor, inclusive, foi responsável direto pela chegada do técnico no lugar de Ricardo Gomes, no fim do ano passado. A escolha reforça o status de “manager” de Rogério no clube: é o técnico quem ordena a busca por uma função específica, valida e indica a cúpula do futebol. Foi assim com as chegadas de Morato e Marcinho, por exemplo. Rogério pediu, o departamento de análise e estatística identificou os perfis dentro do cenário possível, Rogério gostou e validou os nomes para Pássaro coordenar as contratações.

 

Vinicius já demonstrou competência e dedicação em sua passagem pelo marketing e a minha torcida é para que os dois façam uma boa dupla de trabalho no ‘coração’ do clube, devidamente auxiliados pelo departamento já existente.

 

Vai dar certo? O tempo dirá!

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Sai Schmidt, entra Militão!

Nação do Maior do Mundo;

 

O torcedor tem muitos motivos para estar insatisfeito com o desempenho do Tricolor nesta temporada, exceto um: a falta de atletas de base no elenco profissional.

 

Desde o início deste ano o grupo está recheado de jovens formados em Cotia, uma das mais frequentes e antigas exigências da torcida. O mais recente deles, promovido de vez nesta quarta-feira, é Éder Militão. O atleta, que atuou ora como volante ora como zagueiro nas categorias inferiores e nas seleções de base do Brasil, ‘brigará’ com Wellinton pela condição de primeiro reserva de Jucilei no meio campo Tricolor.

 

Quem acompanha o blog já ouviu falar do jogador em um post publicado em novembro do ano passado. Militão é alternativa para a saída iminente de João Schmidt, que não renovou com o Tricolor e está de malas prontas para a Itália. Com Militão, o elenco passará a contar com doze atletas originários da base. É o elenco com mais jovens promovidos da história do clube, incluindo a era dos “Menudos” de Cilinho. Na verdade, aquele apelido era enganoso: os então jovens Muller, Silas e Sidney brilharam num elenco repleto de ‘macacos velhos’ como Pita, Careca, Nelsinho, Oscar, Darío Pereyra e até Paulo Roberto Falcão.

 

Apesar da promoção, não creio que o meio-campo seja reforçado apenas com o jovem Militão. O técnico pediu e a diretoria trabalha por mais uma aquisição neste setor. Segundo Rogério, seria um nome para chegar vestindo a camisa de titular.

 

Aguardemos…

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Paciência, treinamento e resultados!

Nação do Maior do Mundo;

 

Thiago Mendes concedeu entrevista na manhã desta terça-feira no CT.

 

Entre as trivialidades das coletivas da ‘era moderna’ do futebol, algo chamou a atenção dos setoristas. O volante comentou que ainda falta entendimento pleno do grupo sobre a ideia de jogo de Rogério Ceni e pediu paciência para que os atletas assimilem os fundamentos ofensivos do treinador.

 

“A gente vinha de treinadores que não jogavam da mesma forma que o Rogério está implantando aqui no São Paulo. Ele está colocando em prática e espero que dê certo já no próximo jogo. O trabalho está sendo produtivo, acho que ele tem muito a melhorar a equipe.” – disse ele ao Lance! e aos demais setoristas.

 

O comentário de Thiago Mendes teve um tom ‘sincero’ até demais, mas reforça a dose de paciência que o torcedor precisará ter com o projeto de dois anos de Rogério dentro do clube. Sei que é muito difícil obter essa paciência até porque o clube está a muito tempo sem um título de relevância e o limite de abstinência de clube grande já acabou faz tempo, mas é preciso entender que o “Ceni técnico” e sua comissão tem pouco ou nada a ver com a situação dos anos passados. Alguns torcedores podem discordar da filosofia ofensiva (eu em particular não discordo) mas é preciso entender que somente com um tempo de implementação ela poderá dar frutos.

 

Falta assimilação plena das ideias de jogo, treinamento (a ‘pausa forçada’ só é boa por isso) e alguns reforços pontuais. É um trabalho de aprimoramento que envolve jogadores, comissão técnica e diretoria. Sem harmonia entre essas três partes, ficará difícil a entrega de qualquer tipo de resultado, seja ele a curto, médio ou a longo prazo.

 

Gostou deste post? Clique nos banners e ajude a manter o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO: os atletas que poderão sair do clube no segundo semestre

Nação do Maior do Mundo;

 

O elenco atual do São Paulo conta com 35 jogadores, número considerado alto pela Comissão Técnica do clube. Rogério Ceni já disse em entrevista que deseja contar com 29 atletas destes que estão à disposição e ainda sim promover contratações pontuais.

 

O elenco atual conta com três goleiros: Renan, Denis e Sidão, além de Lucas Perri. É a medida ideal no elenco, para compor treinamentos e jogos. Apesar de contar com os três primeiros citados para o restante da temporada, há interesse em uma nova contratação no gol, porém não alterará o número de atletas desta posição no elenco.

 

Já na defesa, ao menos um zagueiro deverá sair do clube. Lugano encerrará seu contrato no meio do ano mas a tendência é que permaneça no elenco pois há um consenso entre diretoria, torcida e técnico para sua manutenção até o fim do ano. Deste modo, Douglas e Breno estão na mira da porta de saída. Isso se não vierem propostas para Rodrigo Caio, Maicon e Lucão. As especulações no meio do ano serão grandes.

 

As laterais estão enxutas e acredito que não haverá alteração no setor para este semestre. No meio-campo, João Schmidt é saída certa para o Atalanta (ITA) porém, outro meio-campista deverá ser negociado nesta temporada. Um dos atletas com mais perfil de saída neste elenco é Wellington. O volante tem mercado no Brasil e uma das idéias da Comissão Técnica será incorporar de vez o jovem Éder Militão no profissional. A tendência é que Lucas Fernandes, totalmente recuperado de contusão, permaneça no elenco mas o jovem precisa voltar rapidamente ao ritmo de jogo. Shaylon tem proposta de empréstimo para o Guarani e Wesley, apesar do alto custo/benefício, deve permanecer.

 

No ataque, devemos ter duas saídas. A primeira delas é de Chavez. O contrato de empréstimo com o Boca acaba no meio do ano e o argentino deve retornar ao seu clube de origem. A outra dispensa deve ser o recém contratado Neílton. Apesar de Rogério valorizar as qualidades do jogador nas recentes entrevistas, o atacante tem bom mercado interno e pode ser usado como moeda de troca com clubes interessados.

 

Portanto, os nomes que mais correm risco de ficar de fora do elenco neste momento são Douglas (ou Breno), João Schmidt, Wellington, Chavez e Neílton. Porém, existe a boa possibilidade de novas saídas (como a de Shaylon) pois o clube trabalha com ao menos um ou dois reforços para o meio do ano.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Lugano até o fim do ano!

Nação do Maior do Mundo;

 

O desejo da maioria da coletividade Tricolor deverá ser realizado. O zagueiro Lugano, que tem seu contrato válido até o dia 30 de junho, será chamado nos próximos dias para negociar a permanência no clube.

 

Ídolo Tricolor e um dos pilares do elenco campeão da Libertadores e Mundial de 2005, o atleta de 36 anos recebeu elogios do técnico Rogério Ceni, que o definiu como “peça muito importante” devido a sua experiência, postura e liderança no elenco. Lugano não é titular e é sabido que não suportaria a sequência de jogos do calendário, mas nas vezes que entrou em campo não decepcionou o torcedor.

 

A decisão dos diretores é de contar com o uruguaio. Leco, que fechará a Comissão de Administração do Tricolor até quarta-feira, deverá sugerir aos seus pares a manutenção do atleta. O desejo da torcida também influencia na decisão: a enquete promovida pelo Blog em abril conta contou 2.637 votos. Deste total, 2.060 votaram na permanência do jogador, uma porcentagem de mais de 78% do cenário em favor da sua permanência.

 

A ideia é prorrogar o contrato de Lugano até o final do ano e, quem sabe, promover uma despedida no Morumbi no fim de 2017. Ninguém comenta sobre isso porque o atleta não anunciou publicamente o desejo de encerrar a carreira.

 

Gostou deste post? Clique em um dos banners e ajude o blog!

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.