Search Results For : Tricolor

Trinta mil torcedores e apoio total. Veja como foi o treino no Morumbi:

O Morumbi mais uma vez pareceu  ter voltado ao tempo na manhã deste sábado (06). Bandeiras, festa e mais de trinta mil presentes (segundo a organização do estádio) estiveram no Cícero Pompeu para prestigiar os jogadores em um treino aberto, lembrando as multidões e a festa das bandeiras dos anos 70 e 80.

 

Alexandre Pato, Tchê Tchê e Vitor Bueno já estão treinando e puderam sentir a vibração das arquibancadas e demais setores que foram abertos com o volume de torcedores chegando no estádio. A torcida presente gritou o nome de todos os jogadores e cantaram o hino, com o elenco aplaudindo cada gesto de apoio recebido. O treino começou um pouco mais tarde que o previsto (10h). Com o aquecimento em torno de vinte minutos, o treino mesmo só iniciou por volta das 10h45, sob festa e incentivo total.

 

Sou completamente a favor de treinos com participação da torcida, em momentos estratégicos da temporada. Este é um deles. Todo incentivo é válido para um elenco novo e cheio de energia como o nosso. Bola dentro da diretoria, organizadas e principalmente do torcedor em geral, que compareceu em peso, mostrando a força que tem esse clube.

 

O grito “Eu acredito” foi ecoado diversas vezes, principalmente ao final do treinamento. O São Paulo enfrentará o Palmeiras no Allianz Park na tarde deste próximo domingo. Quem vencer o jogo estará na final do Campeonato Paulista. O empate leva a decisão por pênaltis.

 

Leia também: SPFC sem Pablo na semifinal. Quem joga?

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

O alagamento nas imediações do clube é tragédia 100% anunciada!

Mais uma vez o São Paulo Futebol Clube foi afetado pelas fortes chuvas que atingiram a cidade de São Paulo nestes últimos dias. Além do lamaçal que tomou quase todo o complexo social, algumas instalações do estádio foram duramente afetadas, como os vestiários e a sala de imprensa, obras recentes que sofreram fortes danos.

 

Para se ter ideia do tamanho dos estragos, o clube ficará fechado para limpeza por cerca de trinta dias e a partida diante do Ferroviária no próximo final de semana foi transferida para o Pacaembú. Nem mesmo o clássico diante do Palmeiras está garantido no Cícero Pompeu de Toledo.

 

Infelizmente essa tragédia é 100% anunciada. O São Paulo FC e os moradores da região sempre sofreram com as enchentes nesse período do ano e há anos pedem para as autoridades governamentais uma solução definitiva para o perímetro, conforme afirmado para o G1, portal de notícias do Grupo Globo.

 

Vale lembrar que no dia 14 de fevereiro de 2013 uma enchente parecida invadiu o clube causando estragos semelhantes aos deste fim de semana como vocês podem ver neste link. Ano a ano imagens semelhantes são vistas neste período de fortes chuvas na cidade.

 

Desta vez o impacto foi muito maior que dos anos anteriores e a pergunta que fica é: quem garante que nos próximos anos as chuvas não serão ainda mais devastadoras? A impressão é que as autoridades esperam uma catástrofe com vítimas fatais e mobilização nacional para sairem da inércia que se encontram.

 

Enquanto nada é feito para solucionar definitivamente o problema a região, os sócios e demais são-paulinos já se mobilizam para a reconstrução do clube. A Dragões, uma das torcidas organizadas do Tricolor, promove o recolhimento de livros para a biblioteca do complexo social, seriamente afetada pelas chuvas. Quem puder contribuir, qualquer ajuda é bem vinda. Outras ajudas virão.

 

View this post on Instagram

São Paulo FC acima de tudo !

A post shared by Dragões Da Real – 1984 (@dragoesdareal1984) on

 

O clube emitiu uma nota oficial agradecendo a ajuda voluntária que vem recebido desde o ocorrido e finaliza com a seguinte frase: “A união vista no Morumbi desde domingo nos inspira a vencer esse desafio.” – Que assim seja!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Esqueçam a bagunça dentro e fora de campo: Libertadores é no coração!

O São Paulo estreia na Libertadores na noite desta quarta-feira, em Córdoba. O tricampeão do torneio atuará diante de um Talleres que fará o jogo do ano (ou da vida) e de sua fanática e inflada torcida.

 

Não bastasse o adversário querendo de qualquer custo passar de fase, com boas contratações e bom momento no início do ano, o clube convive com uma sucessão de desordem dentro e fora do campo. Em campo, o time intenso e eficiente vislumbrado por André Jardine em suas equipes de base ainda não foi visto. Fora de campo, a estiagem de títulos e a bagunça criada por Leco e os conselheiros da situação e oposição, formando um ‘modus operandi’ arcaico e nocivo ao profissionalismo que o futebol exige. Todo o contexto histórico e momentâneo impedem o torcedor de confiar plenamente na passagem de fase.

 

Minha esperança e torcida é que comissão técnica e jogadores, os menos culpados pela atual situação, esqueçam a bagunça dentro e fora de campo e tenham consciência que Libertadores se joga (e se ganha) no coração. Foi assim desde o doloroso vice-campeonato em 74, foi assim nas conquistas de 92 e 93, foi assim no doloroso vice de 94 e foi assim na épica conquista de 2005. Sempre foi assim e sempre será, não importa o quão bons os atletas são no papel. Somos os maiores vencedores da Libertadores no Brasil porque tivemos ótimos times mas, principalmente, jogamos como o torneio exige. Com o coração.

 

Portanto, é hora de deixar os problemas momentaneamente de lado, focar no jogo e colocar o coração na ponta da chuteira para fazer bonito dentro de campo ou, na pior das hipóteses, trazer a decisão para casa com o apoio maciço da torcida e o “fator Morumbi”.

 

É hora de focar na decisão. O ano de fato começa hoje para o Tricolor; o Clube da Fé.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Designer brinca com “modernização’ do escudo do São Paulo nas redes

O Atlético Paranaense promoveu importantes mudanças no seu nome e escudo nesta última terça-feira. O clube do Paraná resgatou o “H” em seu nome (Athletico) e modernizou seu escudo, em uma ação muito semelhante ao novo direcionamento da Juventus, de Turim.

 

 

Despretensiosamente, o designer Tricolor Thiago Rocha desenvolveu o que seria o “novo distintivo” do São Paulo caso o Tricolor encomendasse um trabalho gráfico semelhante ao feito para o Furacão:

 

 

Brincadeiras a parte, a verdade é que o símbolo do São Paulo passou por poucas transformações ao longo da história porque é um dos mais bem acabados de todo o mundo. Moderno e ao mesmo tempo com a pegada histórica que marca o clube, é um “diamante” de cinco pontas lapidado a perfeição.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Considerado o “Jogo do Século”, bi-mundial Tricolor completa 25 anos!

Há vinte e cinco anos atrás o São Paulo Futebol Clube levantaria pela segunda vez a taça de campeão mundial. A vítima de 1993 foi o poderoso Milan de Baresi, Papin e cia em um jogo alucinante, decidido apenas no final, com um gol ‘sem querer’ de Müller.

 

A partida com o Milan foi apelidada na época por toda a mídia esportiva mundial de o “Jogo do Século” pelo fato das duas equipes estarem no auge técnico e dominarem os continentes naquele período. O São Paulo era o atual campeão mundial e mesmo sem Raí (negociado com o PSG) tinha Cerezo, Leonardo, Palhinha, Ronaldão, Müller entre outros craques. O Milan era o clube mais poderoso da Europa, amparado pela ótima fase do Campeonato Italiano, acompanhado por nove em cada dez apreciadores de futebol em todo o mundo.

 

Aí vai uma opinião um pouco polêmica: apesar do Milan ser um gigante europeu, entre os três mundiais conquistados pelo São Paulo, para mim esse segundo foi o único em que o Tricolor não era zebra. Aliás, era favorito. Contra o Barcelona, o São Paulo era  novidade para o mundo mas atropelou o time catalão com uma “Ferrari”, credenciando-o como favorito para o segundo título. No último, em 2005, o Liverpool vinha de uma invencibilidade incrível e sem tomar gol há muitos jogos no Campeonato Inglês. Aí veio o Mineiro e pimba: TRI.

 

Mesmo favorito, o segundo título do São Paulo não foi tarefa fácil, aliás, foi muito complicado vencer os fortíssimos rossoneros, mas lá estava Müller no lugar certo, no segundo certo e com o calcanhar certo para colocar novamente o Tricolor no topo do mundo. “Isso é para você, palhaço” – Costacurta não deve dormir direito até hoje.

 

Bons tempos que não voltam mais, é claro. Mas servem como referência na luta diária e saudável por um São Paulo que honre as tradições no futebol e volte a ser competitivo no novo futebol, muito mais equilibrado dentro e fora dos campos como o brasileiro.

 

Ah o São Paulo mandou bem e divulgou um fantástico e-book sobre o Bi Mundial de 1993. Baixe aqui o seu: https://spfc.vc/2C4b8Gv

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.