Search Results For : Tricolor

Calleri: gratidão, respeito e palavra!

Nação do Maior do Mundo;

 

Deu no portal Lance!: Jonathan Calleri, atualmente no West Ham, revelou que seus empresários foram procurados pelo Palmeiras, que teriam interesse em sua contratação para suprir a saída de Gabriel Jesus. No entanto, o argentino tratou de esfriar qualquer início de negociação com uma explicação no mínimo curiosa para qualquer torcedor brasileiro:

 

“Eles (os empresários de Calleri) sabem que sempre digo que no Brasil o único lugar que eu jogaria é no São Paulo. E sempre vou manter isso”

 

A resposta de Calleri é motivo de orgulho para o torcedor do São Paulo, mas é algo muito comum dos jogadores sul-americanos, sobretudo dos argentinos. Verón no Estudiantes, Tevez no Boca, Ortega no River… os craques hermanos tem identificação muito forte em seu DNA. Calleri foi completamente seduzido pela atmosfera e carinho da torcida do São Paulo e retribui com respeito e gratidão ao clube.

 

Não sei se isso é certo ou errado. Talvez no mundo do ‘futebol moderno’ (palavra nojenta criada pelos ditadores do futebol gourmet) seja um erro fechar as portas de outras agremiações, mas valorizo muito esse tipo de atitude. Até mesmo Rogério Ceni, em sua entrevista como novo treinador do Tricolor, foi sincero ao falar que não treinaria um clube rival. E foi bem na resposta: “Nem eles gostariam de me contar como técnico”.

 

Falta atitude, honra e palavra a muitos atletas aqui no Brasil que prometem e não cumprem, ora por má formação educacional, ora por má influência de maus empresários. Não é nem questão de ser mercenário… é mau direcionamento mesmo. Não citarei nomes mas tem um craque que está atualmente no Atlético Mineiro que fez juras eternas para um clube daqui do estado de São Paulo. Só para citar um exemplo. Temos vários…

 

Meu respeito a Calleri e toda a gratidão que ele tem ao São Paulo.

 

Nos veremos em breve.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Rogério chega com a ‘bênção’ do torcedor e novas ideias. Entenda:

Nação do Maior do Mundo;

 

Rogério Ceni, o novo técnico do São Paulo, está com muito gás e pretende fazer uma ‘revolução’ no comando técnico do Tricolor. O nome ainda não foi confirmado oficialmente pelo clube mas desde ontem foi acertada sua chegada no lugar de Ricardo Gomes, que optou por não terminar o campeonato ao saber que não permaneceria no clube em 2017.

 

Apesar da rápida troca (jogadores foram avisados pelo whsatsapp), a decisão foi acertada. Ricardo não ficaria, portanto Ceni já participará da montagem do novo grupo, com novidades. Uma delas deverá ser a escolha dos seus auxiliares. Milton Cruz, companheiro de muitos anos, está descartado. Rogério pretende contar até com gente de fora do país para o ajudá-lo a dar uma visão diferenciada dos métodos aprendidos no período em que esteve em curso na Europa. A estadia com Osorio em 2015 pode ter influenciado nessa decisão.

 

Outra novidade é que o novo treinador pediu a contratação de um novo goleiro. Sidão pode ser anunciado com o aval do ex-capitão. Rogério gosta do modo como o atual goleiro do Botafogo joga com os pés e, apesar de não trabalhar com essa habilidade no Botafogo, Sidão aprendeu bem a trabalhar com os pés nos tempos de Audax. Resta saber se Sidão quebrará a promessa de ficar no Botafogo para que o negócio seja consolidado. Ceni também já avisou a diretoria sobre atletas que não quer contar no ano que vem. Sem citar nomes mas são mais ou menos os mesmos atletas criticados por boa parte da torcida do Maior do Mundo ao longo do ano.

 

Por falar em torcida, esse é o maior trunfo do novo e inédito técnico. Ceni vem ‘blindado’ pelo torcedor. Em outras palavras, qualquer insucesso em 2017 não será por culpa de quem estiver no banco e sim dos atletas. Até quando Ceni não será responsabilizado pelas arquibancadas? Não sei, mas acredito que por um bom tempo. A oposição do clube aponta cunho político na volta do ídolo. É óbvio e até natural. Qualquer pessoa (situação ou oposição) ‘usaria’ Ceni a seu favor. Lembrando que as eleições serão em abril de 2017 e Leco é candidato a reeleição.

 

Sempre fui a favor de Ceni retornar ao Tricolor, mas ainda tenho receio em relação a pressão do cargo e ao momento do clube. O São Paulo não ganha um título relevante desde 2008 e esse peso será passado dia a dia, mês a mês, ano a ano a qualquer profissional que estiver dentro do clube. Do roupeiro ao presidente. Rogério sabe disso mas, já que o MITO encarou de frente o desafio, o meu apoio será total, até porque é uma das pessoas mais inteligentes que o futebol brasileiro já teve nesses últimos anos.

 

Apoio ele terá. E muito.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Zagueiro de coragem e compromisso!

Nação do Maior do Mundo;

 

Rodrigo Caio quebrou todos os protocolos do ‘politicamente correto’ na entrevista coletiva desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, em São Paulo. Questionado sobre a temporada, o zagueiro não fugiu da raia: detonou a falta de compromisso de parte do elenco e defendeu todo o direito da diretoria do clube em fazer uma limpa, se quiser.

 

Geralmente os atletas são polidos e talhados para se esquivarem deste tipo de comportamento. Sempre ouvimos respostas protocolares e bem cuidadas, blindando o grupo e o trabalho. Rodrigo Caio não. Foi direto e incisivo e precisa ser ouvido pelo alto clero Tricolor.

 

Atleta que cresceu no clube, trabalhou muito para superar o preconceito sobre seu porte na zaga e até foi apelidado de ‘jogador de condomínio’ por parte da torcida, Rodrigo deu a volta por cima com uma estrondosa evolução e a inédita medalha de ouro olímpica. E o melhor: voltou da CBF melhor que foi. É compromissado!

 

Quero dar os parabéns a ele. Teve muita coragem para mostrar publicamente a insatisfação com mais um ano perdido, mesmo podendo ser segregado por quem possa se sentir atingido. Ao falar que o time não se recompunha direito em campo, expôs a falta de vontade de alguns em correr e cooperar.

 

A tendência é Rodrigo ser negociado em breve mas, se existir uma possibilidade de permanência, defenderei o jogador na zaga, ao lado de Maicon. É um exemplo. Precisamos justamente de atletas com esse tipo de personalidade, que encarem adversidades de frente e não tenham medo de desafios.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO: São Paulo 1×1 Grêmio

Nação do Maior do Mundo;

 

Um bom primeiro tempo, um segundo tempo abaixo da média e um empate entre duas camisas gigantes no Cícero Pompeu de Toledo. O São Paulo se despede do Morumbi com um pontinho a mais na tabela e críticas de seu torcedor.

 

O golaço de Chavez foi o ponto alto do Tricolor Paulista na peleja. Defendo e defenderei o argentino no elenco durante toda a temporada de 2017. Ele, juntamente com o pequeno Majestoso Cueva, foi o destaque do time em um jogo brigadíssimo no meio-campo. Ricardo Gomes mais uma vez escancarou o elenco irregular ao colocar Carlinhos e Hudson, que voltavam de contusão, na metade da segunda etapa. O Grêmio se aproveitou e conquistou o justo empate, praticamente na última (e defensável) bola que teve.

 

A torcida tem todo o direito de se frustrar. Depois do show no clássico da semana passada a ilusão era uma arrancada rumo a Libertadores. Pés no chão: temos um elenco a formar e precisamos de tempo, qualidade e tranquilidade. Temos uma espinha dorsal mas precisamos completar peças-chave para vislumbrarmos mais que mera participação coadjuvante no ano que vem.

 

Nota dos principais personagens da partida:

 

Denis Pouco exigido. Bola defensável. Nota: 4,5

Buffarini Boa participação, suando a camisa e marcando bem seu setor. Nota: 7,0

Maicon Tranquilidade na zaga. Nota: 6,5

Rodrigo Caio Boa partida. Seguro. Nota: 7,0

Mena Como sempre, muita luta. Nota: 5,5

João Schmidt Boa partida, com assistência a gol. Caiu na segunda etapa. Nota: 6,0

Thiago Mendes Vinha fazendo uma partida normal até sentir e sair. Nota: 6,0

Cueva Correu tanto que parece que voltou do Peru de jatinho particular! Nota: 7,5

David Neres Discreto, teve poucos lances agudos. Nota: 5,5

Chavez Golaço, luta e dedicação. Cansou no final, como todo o time. Nota: 9,0

Luiz Araújo Teve dia de “Centurión”. Nota: 4,0

Hudson e Carlinhos Ambos entraram mal demais. O time decaiu. Nota: 4,0

Ricardo Gomes Terá problema de pegação de pé no Paulista 2017. Anotem! Nota: 4,5

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Mesmo ainda jogador do West Ham, Calleri participa de ação com camisa do São Paulo autografada

Nação do Maior do Mundo;

 

O atacante Calleri voltou a ser alvo de forte especulação entre os torcedores do São Paulo. Sub aproveitado no West Ham, o argentino pode rescindir seu empréstimo com o clube inglês e aparecer em outra agremiação em 2017. Até mesmo no Tricolor.

 

Por enquanto não há nada que indique uma negociação avançada com qualquer clube. Sondado pelo Sevilla (Espanha), talvez o seu mais provável destino, o atacante participa de uma curiosa ação envolvendo o manto sagrado Tricolor. Em seu Facebook, Calleri convida a torcida do São Paulo para concorrer a uma camisa autografada no site Hinchas. Ele sempre fala do Tricolor no seu Face, ultimamente muito mais que até o Boca Juniors, clube que o projetou internacionalmente. Curiosa a ação pois o jogador atualmente pertence ao clube londrino.

 

Atualizado Segundo o jornalista Jorge Nicola, o São Paulo já negocia com o pai de Calleri. O atleta pediu para sair do West Ham após ser ‘rebaixado’ para o sub20 do clube londrino. Sevilla e Palermo estão de olho também no jogador. A estratégia do São Paulo é mostrar o amor da torcida pelo jogador e a possibilidade de vitrine para um clube maior que os citados acima em 2018.

 

Clique aqui para saber mais sobre a promoção do site/app Hinchas.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.