Search Results For : São Paulo FC

Aguirre: “minha prioridade é o São Paulo. Não penso em outra coisa!”

Diego Aguirre foi apresentado na tarde desta terça-feira no CT da Barra Funda. A coletiva durou apenas vinte e cinco minutos porque o uruguaio ainda está resolvendo pendências trabalhistas para iniciar seu período no clube.

 

Entre outras perguntas, o técnico reiterou que a prioridade dele é o São Paulo e, segundo ele, não pensa em outra coisa que não seja treinar um clube da grandeza do clube brasileiro. A resposta foi dita após a fatídica pergunta sobre um possível convite para assumir a seleção uruguaia, após a Copa do Mundo.

 

São Paulo e Diego Aguirre tem um acordo de cavalheiros sobre essa situação. O diretor de futebol do Tricolor disse o seguinte aos microfones: “Tenho a palavra do Aguirre, mais valioso do que a cláusula no contrato. Eu o conhecia nos anos 90 e deu para perceber a hombridade e o caráter do Aguirre. Depois não tive mais contato e ficou na memória. O compromisso é que fique ao menos até dezembro. A gente espera que seja mais do que isso”.

 

Raí ainda reiterou que o elenco Tricolor não é perfeito, mas está adiantado. Uma peça ou outra será discutida com a nova comissão técnica para melhoria do elenco, disse o executivo.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Federação deverá inverter mandos de jogos do São Paulo e São Caetano

Com os classificados definidos para as quartas de final, a Federação Paulista de Futebol já trabalha para adequar os jogos envolvendo São Paulo, Palmeiras, Santos e Corinthians. Isso porque os clubes não poderão jogar no mesmo dia na capital paulista por questões de segurança pública.

 

Os jogos ida e volta acontecerão no final desta próxima semana e no meio da semana seguinte e, pela classificação, os quatro grandes deveriam decidir em casa. Isso não irá acontecer. Os jogos de ida não preocupam, já que nenhum grande jogará em sua casa. A questão será adequar os jogos na volta, que acontecerão na quarta ou quinta em sua maioria na capital.

 

O Santos, que costuma mandar jogos no Pacaembú, já sabe que terá que mandar seu jogo de quartas na Vila. Como o São Paulo foi o pior classificado entre os clubes da capital, a Federação deverá inverter o mando dos jogos entre ele e o São Caetano. Deste modo, o primeiro jogo das quartas deverá ocorrer no Morumbi e o segundo será no Anacleto Campanella ou em Barueri, na quarta ou quinta-feira que vem.

 

A Federação pode fazer isso porque pelo regulamento os mandos de todos os jogos das fases finais do estadual são dela e não dos clubes. A decisão deve ser anunciada até a próxima terça-feira para ter tempo hábil dos clubes programarem as vendas dos ingressos. É importante saber que antes das quartas do Paulista o Tricolor irá a Maceió enfrentar o CRB pela Copa do Brasil.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO São Paulo 3×1 Red Bull Brasil

O São Paulo se despediu da primeira fase do Paulistão com uma vitória em um jogo marcado por protestos fora no estádio, público pequeno (mas não o pior da temporada), Jardine como técnico interino e estréia do jovem Liziero como segundo volante no segundo tempo.

 

Achei que o jogo contra o Red Bull Brasil não serviria para análise mas me enganei. Mesmo contra um adversário que não tinha pretensões no estadual e contando com atletas, digamos, “alternativos” na zaga, laterais, meio-campo e ataque, deu para ver algumas diferenças em relação a equipe que era treinada por Dorival Junior.

 

Por preservação e também por falta de opção, Jardine utilizou Aderllan na defesa, Bruno e Junior Tavares nas laterais, Pedro ao lado de Petros e Caíque no ataque. O 4-2-3-1 teve Diego Souza atrás de Trélles, Nenê flutuando no meio com descidas de Junior Tavares e Caíque na esquerda. Se ofensivamente a equipe estava mais impetuosa, os avanços sobrecarregavam os volantes e a defesa. O resultado foi um primeiro tempo franco e marcado por duas bobagens. O gol sofrido pelo Tricolor foi de total responsabilidade de Jean, que saiu mal com os pés e se adiantou precipitadamente nos pés do atacante. mesmo assim, o ataque foi mais eficiente e, não fosse o gol perdido por Tréllez, já teria saído para o intervalo com a vitória.

 

As alterações de Jardine (Lizero e Marcos Guilherme e, depois, Valdívia) melhoraram o ritmo Tricolor e contaram também com a queda física e técnica do adversário. O resultado foi uma vitória tranquila, sobretudo na segunda etapa, com algumas percepções e certezas:

 

Percepção um: Lizero deu boa mobilidade e pode ser útil, tanto no meio como na lateral esquerda ou até mesmo invertendo posição com Reinaldo ou até Junior Tavares, que é péssimo marcador mas avança bem.

 

Percepção dois: Nene é um bom jogador e também será útil substituindo Cueva. É bom lembrar que tem data FIFA na semifinal do Paulista, muito provavelmente contra o Palmeiras, por isso é bom jogar jogo grande com ele.

 

Certeza: Diego Souza serve como meia e não como centroavante. Não insista, Aguirre! Se quiser jogar com um centroavante fixo, use o Tréllez, se quiser um móvel, jogue com o Brenner. Nunca com Diego Souza!

 

Voltando ao jogo e ao campeonato, mesmo classificado, não dá para deixar de citar a vergonha da colocação Tricolor, só perdendo do rival São Caetano na tabela do campeonato. A confiança do torcedor ainda não existe. Aguirre não deve sentar no banco nessa quarta-feira contra o CRB mas deve estrear justamente contra o Azulão ainda sem estádio definido. Tudo que espero é que o time faça dois bons jogos e dê mais alento a sua combalida torcida.

 

PS: Não estive no Morumbi neste domingo. A opinião foi baseada em jogo pela TV.

 

Nota dos personagens da partida:

Jean – Erro crasso no gol do Red Bull Brasil. Faça o básico! Nota: 4,0
Bruno – Sofrível. Por isso Militão reina naquele setor. Nota: 5,0
Arboleda – Primeiro tempo fraco. Redenção com gol na segunda etapa. Nota: 6,5
Aderllan – Saída de bola limitada. Quase fez gol no segundo tempo. Nota: 5,5
Junior Tavares – Mesmo não marcando bem, é alternativa ofensiva. Nota: 6,5
Petros – Primeiro volante, não saiu para o jogo e teve trabalho. Nota: 5,0
Pedro – Amarelado e um pouco afobado, só jogou a primeira etapa. Nota: 4,5
Nene – Em linhas gerais, foi muito bem na organização do time. Nota: 7,0
Diego Souza – Bem no primeiro tempo. Como centroavante, sumiu. Nota: 5,0
Caíque – Mostrou boa alternativa na esquerda. Nota: 6,0
Tréllez – Perdeu um gol que centroavante não pode perder. Nota: 4,5

Marcos Guilherme
– Melhorou o ataque e fez o seu. Nota: 6,5
Liziero – Ótima estréia, mostrando boa alternativa na saída de bola. Nota: 6,5
Valdivia – Sua entrada melhorou a movimentação do São Paulo. Nota: 6,0

André Jardine – Red Bull Brasil não é parâmetro mas a vitória foi justa. Mostrou um time mais leve no primeiro tempo mas sem uma boa marcação. Substituições melhoraram a segunda etapa mas nunca, nunca deve pensar mais em colocar Diego Souza no comando de ataque Nota: 6,0.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Diego Aguirre: perfil, sistema de jogo e perspectiva de trabalho para 2018

O São Paulo confirmou na tarde deste domingo a contratação do técnico Diego Aguirre. O uruguaio substituirá Dorival Junior, que trabalhou por oito meses no Tricolor e se desgastou após a ineficiência ofensiva do time e as derrotas nos clássicos da primeira fase do Paulistão.

 

Com 52 anos, Aguirre é de perfil jovem e, apesar de estrangeiro, tem parte da sua história atrelada ao futebol brasileiro, isso é, não vem sem saber como funciona o calendário do país. Jogou no São Paulo na década de 90 e trabalhou no Internacional e Atlético Mineiro. Seu último clube foi o San Lorenzo, um gigante argentino. Aguirre está seis meses sem trabalhar e sua chegada foi consenso entre os diretores de futebol. Leco não se opôs a Raí, Ricardo Rocha e Lugano. Os dois primeiros jogaram com Aguirre no São Paulo e o terceiro foi treinado por ele no Plaza Colonia, do Uruguai, em 2002. O trio está convencido que o Aguirre poderá dar certo.

 

Sobre o sistema tático de jogo, o torcedor não pode esperar grandes alterações em relação a estrutura usada por Dorival Junior. Diego Aguirre costuma armar os seus times no mesmo 4-2-3-1 usado pelo antecessor, ou num 4-3-3 em alguns casos. A diferença que espera ser notada é a variação ao longo das partidas. Aguirre tem mais mobilidade tática e pode alterar o sistema durante os jogos, coisa que Dorival dificilmente fazia. O uruguaio prioriza ajustes defensivos (assim como Tite e Muricy, com ele um time começa pela defesa), contragolpes rápidos e fluidez pelos lados. Aguirre é conhecido por submeter seus elencos a treinos intensos, é bom de ambiente mas não negocia com os jogadores temas como entrega em campo e disciplina tática. Costuma revezar muitos jogadores e, segundo colorados e atleticanos, em alguns momentos seus times cansam na segunda etapa dos jogos.

 

Não seria a minha escolha, tampouco a escolha da maioria dos torcedores (Aguirre foi o sétimo numa votação no Globoesporte.com) mas pelo que há de disponível no mercado, creio que foi uma escolha dentro das possibilidades do clube e alinhada entre todos que confio no futebol, fator primordial para dar tranquilidade ao trabalho. Em números, Aguirre tem em seu currículo uma final (2011) e duas semifinais de Libertadores, além de três campeonatos uruguaios, um campeonato gaúcho e experiências na seleção sub-20 uruguaia e no mundo árabe (Catar). Foi sensata a escolha do tempo de contrato, até o final deste ano.

 

Agora, será preciso dar paciência e apoio ao novo treinador, tanto do torcedor, como da imprensa e dos conselheiros do clube. Apesar das dificuldades, vejo uma vontade enorme de estruturar o futebol e apoiarei as decisões de Raí e sua equipe. Boa sorte, Aguirre!

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tabelinha entre TRI Mundiais!

Morumbi Zero! – O domingo deverá ser de protestos nas imediações do Cícero Pompeu de Toledo. A Independente, principal torcida organizada do São Paulo Futebol Clube sugere que os torcedores compareçam ao Morumbi mas fiquem do lado de fora do estádio. Muitos irão aderir o protesto, que contará até com uma “Marcha Fúnebre” (passeata) onde os presentes representarão o luto atual por um clube melhor e um time mais competitivo.

 

Pressão desde o início! – Diego Aguirre, futuro técnico do São Paulo, terá uma missão muito dura nos próximos jogos. O São Paulo terá jogos decisivos desde a quarta-feira que vem (Copa do Brasil), passando pelas quartas de finais do Paulista e também o jogo diante do Rosario Central, pela Sul-Americana. O treinador está a caminho do Brasil para acertar os últimos detalhes do acordo com o Tricolor.

 

Surpresas de Jardine – O técnico interino André Jardine convocou muitas surpresas para a partida diante do Red Bull Brasil. Atletas como Bruno, Júnior Tavares e Liziero são surpresas entre os relacionados. O último subiu para compor o profissional após lesão de Reinaldo e Edimar e deve compor o banco de reservas do elenco de cima pela primeira vez na carreira.

 

Eternos Campeões! – O evento que reuniu os jogadores bi-campeões brasileiros de 1986 foi um grande sucesso. Lugano, em seu novo cargo de relações institucionais, foi o encarregado de entregar camisas comemorativas aos heróis do Brinco de Ouro da Princesa na Sala de Imprensa do estádio e participou de um almoço muito especial numa churrascaria nas imediações do bairro. Nomes como Gilmar, Anselmo, Éder Taino, Fonseca, Darío Pereyra, Oscar, Nelsinho, Silas, Quinho, Daniel, Edimilson, Muller, Sidney, Careca e o técnico Pepe estiveram presentes junto com sócios torcedores e a resenha rolou solta nas mesas do Baby Beef. Que dia especial!

 

Brenner Liberado! – O São Paulo pediu e a CBF liberou o atacante Brenner dos dois amistosos da seleção de base contra o México. Sendo assim, o jovem permanecerá com o grupo Tricolor nessa reta final de estadual.

 

Para acessar outras notícias do Blog São Paulo Sempre clique aqui.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.