E-Consulters Web - Hospedagem Premium

Search Results For : SPFC

SPFC não pode perder João Schmidt!

Nação do Maior do Mundo;

 

O volante João Schmidt deu entrevista coletiva nesta quarta-feira no CT da Barra Funda. Entre outros assuntos corriqueiros, me impressionou a clareza com que o jovem vê o uso de jogadores jovens no futebol brasileiro, em especial o São Paulo:

 

“Os garotos da base aparecem nos piores momentos do clube. É normal, a competitividade é enorme. Tem muitos jogadores de nome. Com momento bom e time redondinho é mais difícil dar chance. Geralmente são nos piores momentos em que aparecem os jogadores da base. Dificilmente aparecem no momento bom. Quase sempre no ruim.” – disse ele aos microfones da imprensa.

 

Realmente é essa a realidade, muito bem exposta pelo jogador, que tem seu contrato por se encerrar em junho de 2017, isso é, podendo fazer um pré-contrato com outro clube no início do ano que vem. João lembra muito Hernanes e poderá ter a mesma trajetória do meia da Juve, que demorou para se firmar no São Paulo (sendo emprestado para alguns clubes menores) antes de explodir na Lazio.

 

O assisti pela primeira vez em Barueri, quando ainda era chamado de João Felipe, em uma fatídica eliminação da base pelos donos da casa. Foi o que mais me chamou a atenção. Por ter a história e estilo semelhantes aos do “Profeta”, penso que o São Paulo não pode perder de jeito nenhum João Schmidt. É evidente que ainda não está lapidado, mas é um jogador que tem muito a evoluir e se valorizar. Inteligente dentro de campo (e pelo visto fora também), ele tem tudo para render bem no ano que vem.

 

A renovação de João Schmidt com o SPFC é tratada entre ambas as partes com sigilo.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tricolor monitora Ricardo Goulart mas sabe que a repatriação é difícil

Nação do Maior do Mundo;

 

Marco Aurélio Cunha disse que o São Paulo procurará dois ou três reforços pontuais para o meio-campo e o ataque em 2017. Presume-se que serão nomes acima da média, para serem titulares e darem experiência numa equipe composta basicamente por jovens. Neste sentido, apurei que o Tricolor trabalha não só o nome do já experiente Nilmar como também a possibilidade de repatriação do artilheiro do futebol Chinês: Ricardo Goulart.

 

A estrela do bi-campeonato do Cruzeiro está à vontade no Guangzhou Evergrande, time do técnico Felipão. Além de eleito o melhor jogador da última temporada, onde foi vice-artilheiro com 19 gols, Goulart nesta atual temporada está isolado na corrida pela artilharia do “Chinezão”, faltando pouco para o fim da competição.

 

Nem todo torcedor sabe mas o atual sonho Tricolor já levou um ‘não’ do clube. Aos 14 anos, Goulart veio de São José dos Campos para São Paulo participar de uma peneira no São Paulo. Com ele estavam seu irmão, Juninho (ex-jogador do LA Galaxy), e um jovem chamado Casemiro. Na ocasião, o São Paulo ficou com Juninho e Casemiro. Goulart foi dispensado. O episódio é lembrado como um ‘trauma de infância’ pelo próprio jogador, que teve que ser consolado pelo técnico da escolinha na volta do CT para a sua casa em São José.

 

A repatriação, neste momento, é difícil. Ricardo Goulart possui contrato até janeiro de 2019 com o Guangzhou Evergrande e está totalmente adaptado ao país. No momento atual a possibilidade é mínima mas ouvi o nome ser ventilado mais de uma vez nos corredores do Morumbi nesses últimos dias. A volta só seria possível muito mais pelo desejo do atleta em voltar ao Brasil (quem sabe para estar mais visível a Tite, jea que perdeu espaço com o novo técnico da seleção) que por uma investida financeira do clube, até porque o Tricolor atualmente não tem caixa para isso. Pode ser um nome para o Brasileirão de 2017, se quiser voltar ao país.

 

Opinião? Jogaria fácil no nosso time. Muito fácil.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

 

Tabelinha entre TRI Mundiais!

Felipe Melo não foi procurado O Tricolor de fato precisa de um bom volante para 2017, mas não foi atrás de Felipe Melo, como é especulado por alguns veículos daqui do país. O atleta tem todos os adjetivos necessários para compor um meio campo aguerrido e técnico, mas até o momento não conversou com nenhum clube no Brasil.

 

Quem volta, quem fica? Você pode não acreditar mas Cortês ainda pertence ao São Paulo FC. Ele e outros atletas emprestados como Roni (Adanaspor/Turquia), Joanderson (Cruzeiro), Caramelo (Chapecoense), João Paulo (Bahia), Centurión (Boca Juniors) e Reinaldo (Ponte Preta) podem voltar ao clube após seus respectivos empréstimos. Você acredita que algum deles ficaria no Tricolor? Rogério, que atualmente está no Sport, foi emprestado por um ano ao clube pernambucano e só voltaria no meio do ano. Em tempo: Bruno Cortês está jogando no Albirex Nigata, do Japão.

 

São Paulo Celeste A São Paulo Mania, loja oficial do SPFC, reeditou uma versão simplificada da gloriosa camisa “Deuses Da Raça”, de 2012. O modelo é semelhante ao projeto que integrou ídolos como Pablo Forlan, Pedro Rocha, Darío Pereyra e Diego Lugano. O valor? R$ 79,90. A edição é limitada. Interessou? Compre a sua clicando aqui.

 

Pequena grande fortuna Tudo indica que Mena e Kelvin não permanecerão no São Paulo para a próxima temporada. Emprestados pelo Cruzeiro e Porto respectivamente, o valor para a permanência dos dois gira em torno de 3 milhões e euros, uma pequena grande fortuna para o momento atual do Tricolor.

 

Jogo em BH O América MG tinha a possibilidade mas não vendeu o mando do jogo contra o Tricolor para Cuiabá como especulado. Desta maneira, a partida seguirá nesta segunda-feira no estádio Independência que, por sinal, pertence ao Coelho.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Leco precipitou-se ao cravar Ricardo Gomes para a temporada de 2017

Nação do Maior do Mundo;

 

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, garantiu na noite deste último sábado a permanência de Ricardo Gomes em 2017. Em coletiva após a vitória sobre a Ponte Preta, Leco deixou clara a intenção por crer que Ricardo é a pessoa ideal para acompanhar os jovens da base Tricolor que despontam neste fim de temporada.

 

Respeito a convicção do presidente e sua estratégia para evitar a ‘sombra’ de Rogério Ceni, mas não achei o momento adequado para cravar a permanência do atual técnico, ainda mais citando ‘Cotia’ e contando com o fato de Gomes ser uma pessoa de ótimo convívio. Em primeiro lugar, Gomes demorou muito para fazer essa equipe funcionar e mesmo assim ainda não vislumbramos um futebol satisfatório. Não esperava uma arrancada a la ‘Botafogo’ mas no momento, a bola jogada pelo São Paulo está apenas aceitável e olhe lá.

 

Também não vejo a torcida convicta de que Ricardo Gomes seria a melhor solução para o ano que vem. Não tem segredo: é só passear um pouco pelas redes sociais e as mesas de bar para sentir o torcedor. Hoje, a decisão pela permanência é muito mais uma decisão de quem tem a caneta na mão e é amparado por um estatuto que lhe dá plenos poderes para isso, do que o resultado tomado por uma comissão técnica, que avaliou o desempenho do profissional desde que chegou até o final da temporada.

 

Você tomaria essa decisão neste momento?

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

OPINIÃO: São Paulo 2×0 Ponte Preta

Nação do Maior do Mundo;

 

Dia de festa no Morumbi. Apoiado por cinquenta mil torcedores e abençoado pelos deuses da bola, o São Paulo venceu a Ponte Preta em tarde de Cotia, Darío Pereyra e sorte. Muita sorte!

 

Ricardo Gomes atendeu um pedido de boa parte da torcida e escalou o time com um ataque diferente. Um trio rápido e muito jovem formado por David Neres, Pedro Bortoluzo e Kelvin. O Tricolor começou avassalador e em dez minutos chegou ao seu gol, com Cueva de pênalti (veja minha comemoração no instagram). Depois disso, a equipe cedeu espaço e a Ponte, que é uma equipe equilibrada e muito bem treinada, equilibrou o jogo e teve suas chances. Denis foi destaque, com duas ótimas defesas.

 

Veio a segunda etapa e os times alternaram boas chances, mas a sorte, que não esteve com o Tricolor em casa contra Atlético PR, Botafogo, Coritiba e Flamengo, desta vez deu as caras. Depois de duas chances claras perdidas pela Macaca, David Neres sepultou o placar em seu primeiro tento com a camisa profissional. O destaque também ficou com a atitude de Rodrigo Caio, que entregou a tarja de capitão ao Wellington, que entrou nos minutos finais do jogo. Atitude de capitão e recompensa ao velho garoto made in Cotia que deu a volta por cima e voltou para casa após uma passagem conturbada no Internacional.

 

Tem vezes que a sorte joga contra e tem vezes que a sorte joga a favor. Hoje ela esteve conosco. A Ponte Preta é um time muito bom e deu muito trabalho ao Tricolor. O jogo não iria ser fácil e o time não se impôs como muitos imaginavam, mas o que importou mesmo foram os pontos e o embalo para mais uma vitória, desta vez em Minas Gerais, na próxima rodada.

 

Saudações Tricolores!

 

Nota dos personagens do jogo:

 

Denis Boa partida e defesas importantes, mas também contou com a sorte. Nota: 7,0

Wesley Não atacou, mas segurou muito, muito bem o lado direito. Nota: 7,5

Rodrigo Caio Oscilou momentos de categoria com bolas bobas perdidas. Nota: 6,5

Lyanco Precisa melhorar a colocação. Teve trabalho com os atacantes. Nota: 6,0

Mena Também não avançou muito. Atento a marcação. Nota: 6,0

João Schmidt Melhora a dinâmica do time mas errou alguns passes fáceis. Nota: 6,0

Thiago Mendes Adiantado, joga melhor. Nota: 7,5

Cueva Muita movimentação e perigo. Gol! Nota: 8,0

Pedro Bem nas bolas quebradas pelo alto. Mostrou disposição. Nota: 7,0

Kelvin Outro que se movimentou muito bem. Apanhou bem no jogo. Nota: 7,5

David Neres Pouca participação no 1o tempo. Na 2a etapa se consagrou. Nota DEZ!

Chavez Entrou com bastante vontade. Perdeu um gol por falta de velocidade. Nota: 6,0

Luiz Araújo Deu gás novo na esquerda. Nota: 6,0

Wellington Poucos minutos, mas um grande passo para o retorno. Nota DEZ!

Ricardo Gomes Ótima proposta, jogo duro, muita dificuldade e bela vitória. Nota: 8,0

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.