Search Results For : Especulações

Michel por Thiago Ribeiro? Nada feito mesmo! Tchau e bênção, Santos!

Nação do Maior do Mundo;

 

Houve almoço na Baixada Santista e tentativa de um ‘rôlo’ entre jogadores de São Paulo e Santos. Dorival Junior pediu Lucão e Michel Bastos. Leco consultou a comissão técnica e retornou com interesse por Ricardo Oliveira, veterano jogador que já teve duas passagens pelo Tricolor.

 

Os santistas recusaram. Propuseram Thiago Ribeiro e alguns outros atletas que não seriam aproveitados em 2017. Avaliaram que Michel, como reserva, não valia Ricardo Oliveira, nem com o acréscimo de Lucão.

 

O São Paulo também não considerou a contra-oferta justa. Cada um na sua, nada feito, tchau e bênção, Santos. Michel é reserva sim, mas porque uma série de fatores levaram ele a essa condição. Bola ele tem para ser titular em qualquer clube do Brasil. Lucão foi supervalorizado pelas passagens como capitão nas seleções de base e para mim foi lançado muito cedo a equipe principal do Tricolor. Não rendeu o esperado mas se fizer uma temporada ‘mais ou menos’ em algum clube grande, vai para a Europa rapidinho pela idade e currículum na seleção. Ricardo Oliveira é ótimo, mas é ‘velho de guerra’ (36 primaveras) e não será no São Paulo que irá se transferir pela última vez e findar seu pé de meia. ‘No hard feelings’ e segue o jogo!

 

Lucão deveria ser emprestado para engrossar canela e provar o potencial que ainda pode ter. Michel, com contrato a vencer no fim do ano que vem, também pode ser emprestado até o fim do seu contrato ou vendido para algum mercado menos atraente mas com alto valor comercial, como a China ou o Oriente Médio. É o que, creio eu, o São Paulo esteja tentando fazer. Além, disso, o atleta ainda é alvo de clubes como o Grêmio e Internacional. Será que não tem alguém bom para troca lá no Sul?

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Confira a lista de artilheiros que estão em pauta no São Paulo para 2017

Nação do Maior do Mundo;

 

O São Paulo FC procura uma referência de peso para o ataque em 2017. O clube busca um artilheiro experiente, capaz completar para as redes as futuras jogadas de David Neres, Wellington Nem e Luis Araújo, jogadores muito mais assistentes que definidores.

 

A lista Tricolor é encabeçada por Nilmar, tema de um dos primeiros posts do blog São Paulo Sempre. O ‘sonho de Leco’ ainda cumpre contrato no Oriente Médio e depende muito mais de um acerto para finalizar seu contrato com os árabes que qualquer outra coisa. Outros nomes são de interesse dos diretores. Lucas Pratto já teve acerto no meio do ano mas o Galo não o liberou. Outro que esteve em negociação foi o pirata Hernan Barcos que está insatisfeito em Buenos Aires, e há atenção com Ricardo Goulart, que atualmente está fazendo muito sucesso na China.

 

Leco esteve na Baixada Santista tratando de uma possível negociação com Modesto Roma Junior, presidente do Santos. O Peixe quer Lucão e Michel Bastos em 2017 e o Tricolor avisou que Ricardo Oliveira seria o nome pretendido em troca dos dois. Os dois clubes ainda terão mais rodadas de negociação. O torcedor sonha mesmo com a volta de Johnatan Calleri, que não está sendo aproveitado pelo West Ham e há outro atacante em pauta, porém não é tão de área como os acima: Willian Bigode poderia mudar da Toca da Raposa para o Morumbi em 2017, mas com a chegada de Wellington Nem o São Paulo pode esfriar a negociação com os cruzeirenses.

 

Lucas Pratto e Ricardo Goulart estão em alta e não devem sair de seus respectivos clubes. Barcos não marca gols e o Vélez está despencando no campeonato argentino. Nilmar é sempre uma incógnita e tenho certeza que o Santos não facilitará a vinda de Ricardo Oliveira. Apesar da dificuldade, a lista mostra que Marco Aurélio Cunha não está de brincadeira quando pretende contratar poucos e bons para o ano que vem. O Tricolor inclusive se surpreender com uma contratação improvável para o setor.

 

A torcida é para um ótimo desfecho no comando de ataque.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

São Paulo e torcida que se acostumem: sondagens por Cueva são normais e serão constantes!

Nação do Maior do Mundo;

 

O dono da bola no Morumbi neste momento é Christian Cueva. Em menos de uma semana, o meia peruano fez chover tanto no São Paulo como na seleção de seu país. Foram ao todo dois gols e quatro assistências para o Tricolor contra o Corinthians e para o Peru, diante do Paraguai.

 

O camisa 13 foi um achado no mercado da bola e um dos poucos acertos do futebol no meio do ano. A habilidade do departamento de futebol na época o trouxe após ‘xaveco’ de Pintado no jogo de volta diante do Toluca no México e por um valor incrivelmente baixo (cerca de R$ 8 milhões em 4 prestações) quando Gustavo Vieira de Oliveira ainda estava na gerência do setor. Hoje o meia vale bem mais que o que está sendo pago pelo Tricolor.

 

E não é que já tem clube de olho no atleta? Segundo a rádio peruana RPP, o Paris Saint Germain estaria monitorando os passos do pequeno e habilidoso jogador. Clube e torcida tem que se acostumar com isso. É normal e será inevitável, cada vez que uma janela se aproximar ou que alguém da América do Sul estiver em destaque. Cueva agora terá o desafio de enfrentar o Brasil na próxima terça-feira (15), no Estádio Nacional do Peru. Se fizer chover novamente, pode ter certeza que não só o PSG como outros interessados entrarão na lista. Porém, para tirar do Tricolor, o interessado terá que desembolsar o valor integral da multa do jogador (estima-se ser em cerca de R$ 100 milhões*) e contar com a anuência do atleta. O São Paulo possui 100% do jogador e o contrato de Cueva termina em junho de 2020.

 

Eu estimo pelo menos mais um ano do ‘pequeno majestoso’ no Tricolor.

 

* Informação atualizada em 13/11/2016.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Montillo: um meia que poderia agregar muito ao São Paulo de 2017

Nação do Maior do Mundo;

 

O meia Walter Montillo não jogará mais pelo Shandong Luneng, clube chinês que defende desde 2014. Ídolo entre a torcida chinesa e destaque do último campeonato com 13 gols, o ex-Cruzeiro e Santos ainda não definiu seu próximo destino.

 

A primeira opção seria voltar ao seu clube de origem, a Universidad de Chile. Aliás, é um sonho não só dele mas de seus ex-companheiros Olivera e Victorino reeditarem o time vencedor de 2009 e 2010. Mas, de acordo com o atleta, isso depende muito da diretoria e comissão técnica do clube chileno. Enquanto há impasse, há desejo de outras equipes pelo futebol do camisa dez.

 

Para mim, Montillo casaria bem com o Tricolor de 2017. Bom jogador e dotado de um ótimo passe e chegada ao gol, o meia poderia liderar a garotada recém promovida de Cotia. É saudável imaginar um meio com Montillo e Lucas Fernandes. Além de saudável é uma exigência que o são-paulino deve fazer a diretoria: a de um time que mescle juventude com experiência mas, acima de tudo, bons jogadores.

 

Leco terá R$ 11,5 ou mais de verba no futebol para investir na equipe. Para você, leitor, Montillo seria uma boa solução para “fechar” o meio-campo Tricolor no ano que vem?

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.

Tricolor monitora Ricardo Goulart mas sabe que a repatriação é difícil

Nação do Maior do Mundo;

 

Marco Aurélio Cunha disse que o São Paulo procurará dois ou três reforços pontuais para o meio-campo e o ataque em 2017. Presume-se que serão nomes acima da média, para serem titulares e darem experiência numa equipe composta basicamente por jovens. Neste sentido, apurei que o Tricolor trabalha não só o nome do já experiente Nilmar como também a possibilidade de repatriação do artilheiro do futebol Chinês: Ricardo Goulart.

 

A estrela do bi-campeonato do Cruzeiro está à vontade no Guangzhou Evergrande, time do técnico Felipão. Além de eleito o melhor jogador da última temporada, onde foi vice-artilheiro com 19 gols, Goulart nesta atual temporada está isolado na corrida pela artilharia do “Chinezão”, faltando pouco para o fim da competição.

 

Nem todo torcedor sabe mas o atual sonho Tricolor já levou um ‘não’ do clube. Aos 14 anos, Goulart veio de São José dos Campos para São Paulo participar de uma peneira no São Paulo. Com ele estavam seu irmão, Juninho (ex-jogador do LA Galaxy), e um jovem chamado Casemiro. Na ocasião, o São Paulo ficou com Juninho e Casemiro. Goulart foi dispensado. O episódio é lembrado como um ‘trauma de infância’ pelo próprio jogador, que teve que ser consolado pelo técnico da escolinha na volta do CT para a sua casa em São José.

 

A repatriação, neste momento, é difícil. Ricardo Goulart possui contrato até janeiro de 2019 com o Guangzhou Evergrande e está totalmente adaptado ao país. No momento atual a possibilidade é mínima mas ouvi o nome ser ventilado mais de uma vez nos corredores do Morumbi nesses últimos dias. A volta só seria possível muito mais pelo desejo do atleta em voltar ao Brasil (quem sabe para estar mais visível a Tite, jea que perdeu espaço com o novo técnico da seleção) que por uma investida financeira do clube, até porque o Tricolor atualmente não tem caixa para isso. Pode ser um nome para o Brasileirão de 2017, se quiser voltar ao país.

 

Opinião? Jogaria fácil no nosso time. Muito fácil.

 

Saudações Tricolores!
Daniel Perrone | São Paulo Sempre!

Me siga no Twitter
Me siga no Facebook
Me siga no Instagram

Post aberto para comentários.